terça-feira, 4 de março de 2008

Quatro Linhas #5: Super-Bynia!


A generosidade é um bem. O carácter é outro. Num campo de futebol, um e outro distinguem os bons jogadores. Não há caçador de talentos que não procure o bem inestimável de um jogador que se oferece ao sacríficio de lutar por outros. Se escrevo isto, é porque acho que alguém deve dar um prémio de reconhecimento ao mais extraordinário exemplo de carácter e generosidade visto no derby. Chama-se Bynia e será, nos próximos anos, um dos médios de referência do Benfica e, por extensão, do futebol português.

Recordo uma conversa com Rui Águas, director de prospecção, ainda antes do início da época. Eu estava de férias, mas pretendia manter-me actualizado com as hipotéticas contratações do Benfica. Nessa altura, Bynia ainda era outro nome qualquer para os adeptos portugueses e mantinha-se à experiência no Estrela da Amadora. O antigo treinador do Benfica, Fernando Santos, mantinha dúvidas sobre a qualidade do jogador e Rui Águas ainda não tinha conseguido reforçar a sua posição na estrutura interna do clube. Principalmente, na esfera das grandes e mais estratégicas decisões. Porém, o talento de Bynia estava descoberto pelo Benfica. Disse-me Rui Águas: «Joga em qualquer posição do meio-campo e pouco interessa se é losango ou 4-3-3. É um diamante que o Benfica não pode, nem vai deixar escapar.» Depois disso, jantei tranquilo, junto às águas cálidas do Mediterrâneo. Embalava-me para um sono profundo, a ideia de que o Benfica tinha regressado a uma tradição honrada e longínqua de contratar bons jogadores em sítios que outros não suspeitavam sequer que pudesse haver vida inteligente. E, sobretudo, tinha uma garantia: a opinião de Rui Águas.

Quem viu a memorável exibição de Bynia no estádio de Alvalade, tem de concordar em duas coisas: o internacional camaronês é um craque mental e Rui Águas um dos mais competentes detectores de talento a quem o Benfica podia entregar essa espinhosa missão de avalizar a contratação de jogadores. Como todos sabem, nos últimos anos, contratar jogadores tem sido um bicho de muitas cabeças para o clube. Bom para alguns comerciantes de talento, por vezes ruinoso para o Benfica.

E bem se pergunta: Custou assim muito trazer Bynia, já esta época para o Benfica? Custou algumas centenas de milhar de euros e o despedimento de um treinador. Porém, olhando para todo aquele potencial físico e mesmo técnico – nas suas características não encontro nada que o aproxime do estilo tosco e desajeitado de muitos médios do nosso campeonato -, surge a comprovação de um grande negócio para o Benfica e realizado no tempo certo. Aliás, se as estatísticas no futebol têm alguma utilidade, podem servir de muleta a quem pretende desmentir uma das mentiras de perna mais curta do futebol português. A de que Bynia é um jogador maldoso e sem especial apreço pela canela do adversário, não sabendo, ao que se diz, sequer onde ela começa e acaba. Isto não é verdade. Bynia é um jogador correcto, dotado de um auto-regulador de agressividade que o leva a saber até onde pode ir, especialmente depois de um cartão amarelo e apenas com algumas imperfeições no seu instinto que o tempo apagará.

Aliás, é de uma maldade pura essa consideração geral de que Bynia é um jogador violento. Não é. E só tenho pena que os autores dessa piedosa mentira, se babem com o exemplo nefasto do jogo do Celtic, mas que muitos deles não consigam, sequer, pronunciar o nome de um indivíduo que quase passou o pé de Eduardo da Silva para a secção de perdidos do Emirates Stadium. E serão comparáveis as situações? E onde está a UEFA, para mais uma exemplar demonstração da sua justiça negra? Eu digo-vos onde está. No mesmo sítio do costume. Do lado dos poderosos e do dinheiro.

13 comentários:

Vermelho disse...

Já por várias vezes aqui aludi à necessidade dos clubes portugueses explorarem mercados periféricos, mormente o africano.
Economicamente acessível à generalidade dos clubes portugueses da parte superior da classificação, por lá pululam talentos que se bem lapidados podem assumir-se como mais valias desportivas e financeiras.
Com a liberalização do mercado decorrente do advento do Acórdão Bosman, os clubes portugueses abandonaram de vez o filão africano, preferindo concentrar as suas energias prospectivas no reforço da vertente brasileira e em mercados emergentes como o de Leste.
Vem isto a propósito de Gilles ou Augustine Binya como ora se lhe soi chamar-se.
Descoberto por Eurico Gomes na Argélia, arribou ao Benfica destinado a refinar as suas qualidades na Reboleira.
Todavia, Camacho viu nele o potencial suficiente para travar o processo de cedência temporária aos amadorenses.
Uma decisão inegavelmente feliz do espanhol!
Apesar de não ter ainda finalizado a sua recruta de adaptação ao futebol europeu, aculturando a sua forma de jogar aos ditames do velho continente, o certo é que, semana após semana, tem revelado uma evolução a todos os níveis notável.
Em Alvalade confirmou plenamente a sua progressão, ao ponto de se ter assumido como o barómetro da equipa.
Senhor de processos simples conduziu as transições encarnadas com clarividência e acerto.
A expulsão em Glasgow revelou-se decisiva para o seu crescimento futebolístico.
Corrigiu o tempo de entrada à bola e refreou a sua impetuosidade sem perder agressividade constituindo, hoje por hoje, uma clara mais-valia para a equipa.

Anónimo disse...

Há grandes jogadores em África e estou de acordo com o autor do texto quando este refere a importância do Rui Águas na avaliação dos jogadores que poderão vestir a camisola do Benfica.

Existem inumeros exemplos de grandes jogadores africanos nas melhores ligas europeias. Entretanto, e olhando para o sucesso lá de cima, o Benfica optou pelo mercado sul-americano, de onde sairam realmente algumas pérolas como o Cardozo e o Di Maria, mas acredito piamente que conseguiamos um jogador bem superior ao Maxi Pereira em África, e bem mais barato.

Mais uma vez refiro que a avaliação deve ser efectuada por quem percebe e o Rui Águas,juntamente com o nosso Maestro, na próxima época vão ter mais cuidado nesses aspectos.

É bom que isto comece a endireitar e se tenha pessoas competentes nos cargos certos...

Saudações benfiquistas

You'll never walk alone disse...

O lance do Binya,foi infeliz,duro,mas a meu ver "inocente",sem qualquer tipo de dolo no acto.Já vi Materazzi fazer mais e pior e com intenção..e não fizeram metade do alarido (nem a uefa tomou qualquer providência),já vi o Zidane pregar uma cebeçada intencionalmente,mas no fim até já se desculpava o gaulês pelo seu valor futebolístico e porque o adversário o tinha provocado a tal ponto (em glasgow,na primeira parte,Binya tb foi vitima duma entrada durissima,que nem sancionada foi)..isto relativamente à uefa..cá..bem,o porto além de ainda ter o Bruno "Cabeçadas e patadas" Alves (como posso esquecer a cabeçada ao nuno gomes.."sem querer"..ou aquelas entradas "sem maldade" como a que fez a um atleta do estrela ou ao simão na luz),contou na história com um rol de caceteiros de fino recorte : paulinho santos,andré,jaime magalhães,semedo,couto,jorge costa..etc..
E os lagartos não tendo esse índice de agressividade tão patente (também,são o clube menos masculino a militar na 1ª liga),tiveram episódios piores e de pura intenção maliciosa,como a mítica cotovelada do Acosta ao Paulinho Santos,que lhe partiu um osso da cara..mas pronto.
Se Binya fosse jogador dum inter,dum milan...apenas diriam que é duro como Gattuso,Vieira,mas nada de maldoso..como Binya não tem nome sonante e o Benfica há largas décadas que não possuí nome possante que pudesse "proteger" os seus jogadores,é visto como um assassino profissional que nas horas vagas,dá uma perninha como futebolista do benfica.
Grande Binya..é tipo algodão...não engana,a qualidade tá lá toda..esta é a primeira época na europa,tem tudo para evoluir..até porque tá com 23 anos..aos 26/27 atinge o pico de forma/experiência..ainda vai calar muitas vozes (até esses sabem ver que não é jogador à lá Bolatti ou Farnerud).

pedro nunes disse...

n acrescento nada ao que o sr jose marinho escreveu..
completamente de acordo em td...
binya vai render-nos mtos milhoes..aqueles meio campo c ele em campo é outra coisa, o homem sabe destruir, e tb mto importante, sabe construir jogo p o ataque...
acrescento mais uma coisa, p ai em janeiro(altura do mercado de inverno) apareceu uma noticia de um tal katongo(ao q parece mais uma descoberta do rui aguas) q poderia vir p o benfica...
li e li mtos comentarios de gozo em relaçao a este nome...mas cm n conhecia n disse nada,por acaso, vi alguns jogos da CAN e n é q vejo um tal da katongo a dar show de bola dentro de campo, um extremo desiquilibrador, tlv precisasse de apurar um pouco a sua tecnica(nada que c o tempo fosse melhorada), mas pelo q vi fiquei deliciado, pois c a falta de extremos q temos, e ainda p mais um desconhecido, era excelente a sua contrataçao..
mas nunca mais ouvi nada sobre este nome, tenho pena q n se tenha ido buscar esta perola...
sr jose marinho so uma questao q n tem nada a ver c este topico, li p ai 2semanas na bola q o sr ia p a leiria p director da comunicaçao, é verdade?
pedro nunes

Anónimo disse...

Bom post ... o Bynia vai ser grande jogador e vai calar mta gente que o tentou deitar abaixo... ele é daqueles jogadores com raça, é raro falhar um passe, é um EXCELENTE recuperador de bolas, e já não falo dos seus benéficos lançamentos (que parecem cantos
apesar do Zoro parecer tb ter esta qualidade - ver ultimios minutos do jogo em Alvalade )...

A equipa para amanha:

Quim
Zoro Luisão Edcarlos Leo
Katsourannis Nuno Assis
Di Maria Rui Costa Rodriguez
Cardozo

Vamos lá Benfica...

BP disse...

BOm texto! concordo

Anónimo disse...

Vermelho

"A expulsão em Glasgow revelou-se decisiva para o seu crescimento futebolístico."

acho que este momento foi um ponto de viragem para o Bynia. È como se diz, quanto se erra, é quando se evolui mais, e neste capitulo, bynia é uma grande exemplo disso, sabe que teve uma entrada dura, e desde ai, tem bem menos faltoso, apesar de continuar com a agressividade, o que é optimo. Agora só falta é os arbitros nao marcarem sempre falta quando o Bynia toca em algum jogador..

Coluna D'Águias Gloriosas disse...

Finalmente que Binya está a ser reconhecido pelos benfiquistas, fico feliz pelo jogador e principalmente pelo Benfica claro que é quem vai beneficiar do jogador colectivo e competitivo que ele é

Já escrevi em posts no meu blog e já vim aqui a este blog que admiro pelo seu benfiquismo e a outros blogs do Benfica que a pior coisa que Camacho fez no Benfica foi que quando o Benfica teve 5 ou 6 vitórias consecutivas e encostou ao FCP a 4 pontos antes de o receber na Luz SEMPRE COM BINYA porque PETIT esteve lesionado, retirou a titularidade a Binya no jogo com o Grémio da Fruta( bora aí Schalke 04) e colocou Petit a titular nesse jogo que perdemos....tal como perdemos na semana a seguir no Restelo com o Belenenses ainda com Petit a titular e Binya no banco....

Pois se Camacho tém continuado com Binya a titular se calhar não tinha perdido esses dois jogos e o Benfica hoje estaria a lutar pelo título.....

Estou farto de dizer isto....AS VACAS SAGRADAS NO BENFICA TÉM QUE ACABAR!

Não pode haver lugares cativos na Luz!

Porque é que OBRIGATORIAMENTE O NUNO GOMES E O PETIT TÉM QUE SER TITULARES FDSE? PORQUÊ?

Está-se a sentir a sua falta agora? NÃO!

O FCP venceu UEFA E CHAMPIONS há 4 anos.....TÉM LÁ 2JOGADORES DESSE TEMPO

PEDRO EMANUEL E BOSINGWA...

Se fosse no Benfica jogadores que ganhassem UEFA E CHAMPIONS ESTAVAM AINDA MAIS 20 OU 30 ANOS A TITULARES PONDENDO VIR A JOGAR COM OS NETOS INCLUSIVÉ!

O Benfica tém que se tornar um clube VERDADEIRAMENTE PROFISSIONAL SE QUER GANHAR TÍTULOS!

Esta lenga-lenga com o LÉO já é para ele ser TITULAR ABSOLUTO COMO O GOMES E O PETIT....

OS BENFIQUISTAS hoje parece que gostam mais dos jogadores....QUE DO BENFICA!

Eu sou sócio do BENFICA há 25 anos

Não sou sócio do Gomes nem do Petit nem do Leó....

O que me interessa a mim são os interesses do Benfica e se é melhor pró Benfica que o Nuno Gomes e Petit tÊmque ir pró banco QUE ASSIM SEJA!

Binya já está a ser reconhecido, o outro que se segue e também vai ser reconhecido é o Makukula cá estaremos pra ver

Saudações Gloriosas

César disse...

Bom post no geral, no entanto não concordo nada com essas conspirações de poderosos e não sei quê. O que é o Portsmouth à beira do Benfica, e o Taylor, quem é?

Eu, que também repudio essa perseguição que é feita ao Binya, considero a entrada dele pior do que a do Taylor, e bem mais intencional. Daí concordar também, com a punição que foi atribuída a ambos.

Não se trata de um caso de injustiça nenhuma, se compararem talvez a entrada do Binya a outras do Matterazi e afins, aí concordo que a justiça seja cega pelo poderio dos clubes e injusta para connosco, ou melhor, não injusta, mas com dualidade de critérios. Neste caso não!

Cristina disse...

Este texto é mais do que justo para o Binya. O nosso médio já merece que alguém, fora da estrutura do Benfica, o elogie. É jogador à Benfica! Às vezes faz os seus desastres, mas está sempre lá na luta para dar o melhor e tudo o que tem pelo clube.

Foi, sem dúvida, um dos melhores no derby e pareceu-me que até o seu toque de bola melhorou perante tamanho ambiente. Mais uma vez, volta a ser prejudicado com um cartão amarelo patético. Houve faltas bem mais perigosas do que a dele, mas os árbitros portugueses gostam é de o coagir.

O Binya apanhou 6 jogos porque é o Binya. Um total desconhecido. Reconheço que a entrada é feia e dura, mas já temos visto algumas semelhantes que passaram impunes. Por exemplo, a falta sobre o Eduardo da Silva valeu 3 jogos ao jogador faltoso... Como??? A carreira de um jogador de 25 anos foi posta em risco e 3 jogos???!!

Já agora, onde estava a UEFA quando o público da Luz foi enxovalhado por uma criança como o Ronaldo, no 2-1 da época do Koeman? O que seria do futebol sem os adeptos?

Descobriu-se um diamante... é uma peça a preparar o futuro :)

Catenaccio disse...

O Bynia apresenta características muito interessantes que o podem transformar num médio de grande utilidade. Denota atributos físicos que permitem-lhe jogar a alta rotação, mantendo grande intensidade. O filão africano tem de ser mais e melhor explorado, tal como já acontece noutros países europeus. Vejam os plantéis de equipas francesas para descobrir enormes "tesouros".

No entanto, Bynia ainda tem um percurso, um caminho a percorrer. É o 1.º ano na Europa e num clube do nível do Benfica. Tem de controlar os índices de agressividade e melhorar aspectos tácticos na transição. Por vezes, liberta a bola ao 1.º toque, quando o ideal era controlar a posse. Falta manusear os ritmos, saber quando e como libertar a bola.

Neste sentido, acho extremamente injustas as críticas a jogadores como Nuno Gomes, Petit e Léo. São atletas que conhecem bem a mística encarnada, orgulham a camisola que vestem e já proporcionaram inúmeras vitórias ao clube e grandes alegrias aos adeptos. Não reconhecer isto é uma prova de ingratidão a toda a prova. Quem formulou tal opinião é o tipo de pessoa que julga que todos os ex-jogadores do Benfica, ligados ao clube, são meros aproveitadores. É evidente que não há "vacas sagradas", mas existe o respeito e admiração pelo passado dos jogadores. Por estas e por outras é que Eusébio mantém-se associado como emblema encarnado.

De resto, bom artigo...na senda dos anteriores.

Cumprimentos.

Coluna D'Águias Gloriosas disse...

Catenaccio

Não sou o tipo de pessoa que pensa que todos os ex-jogadores que estão ligados são meros aproveitadores....não percebeu o que eu disse.

Eu fico feliz por no Benfica estarem Rui Águas que está a fazer um grande trabalho, Chalana, Shéu, João Alves etc...

Fico feliz e acho muito bem, até porque estes jogadores GANHARAM MUITOS TÍTULOS PARA O BENFICA

Não ganharam só um campeonato nem só uma taça de portugal...

Nada tenho pessoalmente contra Nuno Gomes e Petit,até acho que devem ficar na estrutura do Benfica no futuro que a meu ver neste caso deve ser.....já!

Que aconpanhem o Rui Costa, aliás estes dois podiam ir á frente e o GRANDE RUI COSTA FAZIA MAIS UM ANITO....

O que eu defendo É QUE O BENFICA SEJA UM CLUBE PROFISSIONAL!

QUE NÃO HAJA COMPADRIOS!

QUE NÃO HAJA LUGARES CATIVOS NA EQUIPA, LUGARES CATIVOS SÓ NAS BANCADAS DA LUZ MAIS NADA...

Quem estiver melhor, quem for melhor, quem jogar melhor, quem estiver em melhor forma......QUE ENVERGUE A CAMISOLA DO BENFICA!

Porque assim É O BENFICA QUE SAI A GANHAR MAIS NADA....

Não são os egos e as imagens de certas pessoas....

O BENFICA ACIMA DE TUDO!

SEMPRE!

Chalana, Bento, Diamantino, José e Rui Águas, Mário Coluna, Germano, José Ausguto, Veloso, Pietra, Shéu, Costa Pereira, Cruz etc...

Eusébio....

Todos estes jogadores e muitos outros FORAM GRANDES JOGADORES DO GLORIOSO....MAS NUNCA ESTIVERAM ACIMA DO BENFICA, NUNCA!

Quando tiveram que ir para para o banco, quando tiveram que sair do Benfica PORQUE JÁ NÃO APRESENTAVAM RENDIMENTO PARA OS SUPERIORES INTERESSES DO BENFICA......FORAM PARA O BANCO E SAÍRAM...

Com o NUNO GOMES E COM O PETIT tém que se passar a mesma coisa, se eles apresentarem rendimento que ajude o Benfica a ganhar títulos, a ser campeão muito bem....SE ASSIM NÃO FOR TÉM QUE SAIR DA EQUIPA...

Porque se para agradecermos tém que ser titulares VAMOS PERDER MAIS NÃO SEI QUANTOS CAMPEONATOS PARA O PORTO MAIS NADA

Tal como O ZBORDING que andou anos e anos com os MORATOS, VENÃNCIOS E CADETES, OCEANOS E CARLOS XAVIERES....

Defendam os meninos, são jogadores da casa, tém a mística BLÁ BLÁ E O FCP JÁ VAI EM 23 CAMPEONATOS....

ELES JÁ JOGAM COM 14 HÁ QUASE 30 ANOS....

SE NÓS JOGAMOS COM 7 OU 8....SÓ PRA AGRADECER...E TER GRATIDÃO E MAI NÃO SEI O QUÊ...

Assim o Binya e Makukula nunca se vão impor no Benfica....

Temos que ter gratidão ao Petit e Nuno Gomes....

Sabe qual é a gratidão que o Benfica dá estes jogadores? é PAGAR-LHES UM ORDENADO PRINCIPESCO TODOS OS MESES....

Que eu ajudo a pagar há mais de 25 anos como Sócio e outras cenas ok

Não há NINGUÉM ACIMA DO BENFICA!

SÓ AO LADO...A ÁGUIA E O EUSÉBIO

Logo abaixo Espírito Santo, José Águas e Mário Coluna

E abaixo destes AINDA HÁ MUITOS até chegarmos aos PETITS E NUNOS GOMES....

Se calhar o BINYA E O MAKUKULA AINDA VÃO GANNHAR MAIS TÍTULOS QUE ESTES DOIS SE DEUS QUISER

Saudaçoes Gloriosas

Catenaccio disse...

Caro Coluna D'Águias Gloriosas,

Eu entendo o seu ponto de vista e concordo, em parte, com o que escreveu. Penso é que o exemplo de Nuno Gomes e Petit não tem cabimento, pois a forma como argumenta faz pensar que são os culpados por o Benfica não andar a ganhar campeonatos. Não acha que ao falar de rendimento e performance deve olhar para outros jogadores que lá temos?

Não queria aprofundar o tema (haveria muito a dizer e debater), para não ir contra o tema do artigo.

Cumprimentos e boa sorte para logo.