sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Alguém mente!

Rui Gomes da Silva, que agora assumiu a pasta de representante do Benfica no programa «Dia Seguinte» afirmou peremptoriamente que o Jogador Rodrigo proveniente do Real Madrid não custou, nem de perto, nem de longe os tais 6 milhões de euros que já o Real Madrid afirmou que ele custara.

Ontem, na cerimónia dos 40 anos do Damaia Ginásio Clube, Rui Costa, o Directo Desportivo e Administrador do futebol do Benfica afirmou:

«Rodrigo é uma aposta de futuro e sempre o dissemos. O Benfica tem sete atacantes, não estaríamos a apostar na sua progressão se ficasse. Tem grande potencial e vai para uma liga muito competitiva. Custou seis milhões, mas, por exemplo, ainda agora o Barcelona emprestou um avançado que custou 70 milhões.»

Honestamente não sei quem é o aldrabão. Quem é que mente com todos os dentes, quem é que quer fazer dos Benfiquistas ... parvos.

O Benfica está envolto em negociatas poucos esclarecidas, e todo este processo que envolveu a venda do Maria ao Real Madrid antes de 1 de Julho para que a cosmética do R&C apresentasse um aspecto mais positivo.

Carecem por isso de explicação Alípio e Rodrigo.

Quando os Dirigentes se desmentem nos meios de comunicação, quando aquele (Rui Costa) a quem foi prometida a "formação" para poder ser dentro de 3 anos o futuro Presidente do Benfica (dizia o Luís Filipe Vieira e que a revisão estatutária tirou-lhe essa possibilidade para o próxima acto eleitoral), vem passado 3 dias de Rui Gomes e Silva ter dito que «não, Rodrigo não custou esse valor!» com todo o despudor no referido programa, então, muito mal estamos servidos de Dirigentes no que respeita a declarações honestas.

Porque se desmentem os dois Dirigentes do Benfica?
Guerra de poderes?

Independentemente disto tudo, os Benfiquistas não sabem quanto custou à Benfica SAD, jogadores metidos em negócios obscuros.

Papoila Calmante

20 comentários:

João disse...

Embora estejemos aqui a falar em teorias da conspiração, tenho de apontar para o facto de haver uma terceira possibillidade: mentirem os dois, ou não mentir nenhum.

Eu sei, por também trabalhar em imprensa desportiva, que os valores que saem para a imprensa, venham directamente dos clubes ou de "informadores", são os valores máximos um contrato poderá atingir. Por exemplo, quando um jornal desportivo fala do salário de um jogador, por norma faz o cálculo do salário tendo em conta todos os prémios de jogo que o jogador poderá potencialmente receber.

Neste sentido, Rui Costa poderá estar a dizer a verdade e a lançar o número oficial do negócio, que porventura só será pago ao Real Madrid a prestações e mediante cláusulas no contrato do jogador (número de jogos, golos e internacionalizações, por exemplo). E o senhor Rui Gomes da Silva poderá estar também a dizer a verdade, referindo que da conta bancária do SLB ainda não saíu a totalidade dos 6 milhões, e provavelmente só sairá num futuro relativamente distante.

Espero que tenha ajudado a esclarecer esta negociata pouco esclarecida. E fico também feliz por poder acompanhar mais de perto o desenvolvimento do Rodrigo já que eu lido maioritariamente com a Premier League. Para bem do jogador e do Benfica espero que ele tenha bastantes oportunidades para jogar.

joão bobe disse...

de reforçar neste post que mais que comentador, Rui Gomes da Silva é vice-presidente.

raras vezes dedico minutos do meu tempo a esses programas, mas um destes dias tb vi o ainda comentador silvio cervan, e tb dirigente, a garantir que o presidente lhe tinha dito que tinha recebido uma proposta de 12 ou 14 (não me recordo) pelo Roberto...

iBenfiquista disse...

Para além das informações dadas pelo João, com as quais estou totalmente de acordo, acrescento que nestes números estão incluídos os salários do jogador. Independentemente de onde eles vão, ou como vão, ser declarados. O mesmo se aplica ao Roberto.

Se contarmos os salários do contrato do Cristiano Ronaldo, por exemplo, podemos afirmar sem mentir que custou (ou irá custar) o Real Madrid mais de 150 M€ e não os apregoados 94M€, durante o tempo de vigência do contrato.

Para além disso, o tempo de pagamento destes aquisições espalham-se por vários anos, não saindo o dinheiro todo de uma vez dos cofres do clube. Isto nem necessitava de ser explicado, de tão óbvio.

Tudo é simples quando as pessoas estão de boa fé e usam, ou tentam usar, a inteligência.

Vermelhusco disse...

Esta negociata do Di Maria esta muito mal explicada e a partir do momento que o Roberto e o Alipio vieram era obvio que estavam incluidos no "pacote" da transferencia ainda que nao oficialmente.

JNF disse...

iBenfiquista,

sobre a famosa história dos salários dos jogadores estarem incluídos, Saviola disse que, no caso dele, isso é mentira. E mesmo se fosse verdade, não seria ilegal?

iBenfiquista disse...

JNF,

O facto do Saviola dizer que é mentira, não prova que é mentira. If you know what I mean.

Não, não é ilegal. Senão, prove-o. Levantar a dúvida sem provas...

JNF disse...

Então está a chamar o Saviola de mentiroso. Prove-o. Levantar a dúvida sem provas...

Aliás, aqui, neste post, a única dúvida que é levantada é, face às contradições de dois dirigentes, quanto é que o Benfica realmente pagou pelo Rodrigo. Não vejo qual é o mal disto.

Anónimo disse...

No mínimo é estranho a forma como na Benfica SAD não se estipula uma política de comunicação que pelo menos não seja dúbia.

P. Calmante.

João disse...

JNF, não é ilegal consoante as palavras usadas pelo jornal ou "medium" em questão. Falar no "valor" de um jogador, ou falar em "custo" de um jogador é completamente diferente de falar em "preço de venda" ou "salário". Eu posso dizer que "Jogador X custou a clube 10 milhões de euros" e nesse valor estarem incluídos todo o tipo de despesas envolvidas na transferência: valor real acordado entre os clubes, prémio por assinar o contrato, salário do jogador e por vezes até comissões pagas ao empresário. Jornalistas mais "creativos" podem até chegar ao ponto de contabilizar despesas como a oferta de um carro ou apartamento a um jogador ou até o pagamento de impostos do jogador, que por vezes o clube assume como parte do contrato.

Se o jornal em questão chamasse a todas estas despesas "preço de venda" ou qualquer outro sinónimo estaria a faltar à verdade, mas se se referir a este valor como o "custo" de um jogador ao clube, já o pode fazer sem medo de sequelas. Como devem compreender, isto ajuda a vender jornais. Uma capa que diga "Roberto no Benfica por 8,5 milhões de Euros" tem muito mais impacto do que uma que refira um valor menor(dou o negócio do Roberto como exemplo, não sei os valores reais desta transferência, que podem até ser o dinheiro que se fala).

Os jornais desportivos muitas vezes pisam uma linha muito ténue entre a mentira e a verdade usando bastante criatividade linguística. Não fosse por isso, estariam constantemente a serem acusados de faltarem à verdade e de difamação.

Já agora, o mesmo se passa frequentemente com artigos de opinião. O mesmo jornalista que se quer isento numa reportagem a uma notícia pode ter, no seu jornal ou em qualquer outro, uma coluna de opinião na qual não se tem de reger por qualquer código deontológico. Infelizmente para a verdade, muitas vezes isto confunde-se e fala-se que o "jornalista" X anunciou qualquer coisa, o que empresta à notícia um carácter de verdade quando, na realidade, o jornalista em causa faz as declarações como cidadão e não como profissional de jornalismo.

Concordo plenamente com o utilizador que apela a que o Benfica e, ja agora, os demais clubes tenham uma política mais transparente no que toca às negociações, mas até se limpar toda a porcaria do futebol estes negócios vão continuar a ser rodeados por uma aura de desconfiança e desinformação.

Julgo que já me alonguei demais, peço desculpa, mas deixo o apelo a que tenham atenção exactamente ao que lêm e a como está escrito, para não caírem nas armadilhas que se montam nos media.

joão bobe disse...

tentar desmistificar isso dos salários:
roberto ganha 150 000 mês x 14 meses x 5 anos (duração contrato) = 10 500 000 euros.

Sendo x 12 são 9Milhões.

Caso os 150 000 sejam brutos os totais superiores ao valor da transferência já dá para perceber o absurdo. Sendo líquidos nem vale a pena comentar.

será que estes puristas julgam-se + benfiquistas por apoiar de forma acéfala tudo? até contradições...

iBenfiquista disse...

Eu não chamei mentiroso ao Saviola, apenas disse que o facto de ele dizer que era mentira, não prova que o seja. Ou que o seja totalmente.

Existem negócios que não convêm divulgar, pelo menos na sua totalidade, é tudo. Isto não significa automaticamente que sejam ilegais.

Mas, já agora, qual é o interesse dos benfiquistas virem para blogues quase que a "exigir" à direcção do Benfica que divulgue na praça pública negócios que podem ser divulgados nos sítios certos, nas chamadas Assembleias Gerais do clube? É lógico que a direcção nunca o irá fazer. E muito bem, digo eu. É como protestar e pedir a um árbitro para recuar numa decisão já tomada.

O que me mete impressão e desconforto são as constantes insinuações, através de "perguntas inocentes" - que contém implicitamente insinuações inadmissíveis - por parte de alguns benfiquistas (são uma pequena minoria), como se a direcção e os responsáveis do futebol do Benfica fosse uma cambada de gatunos, vigaristas e irresponsáveis. É só isso. Se isto viesse da parte de andrades, enfim, já sabemos do que a casa gasta. Acusam os outros daquilo que eles próprios fazem ou têm vindo a fazer ao longo dos últimos 30 anos.

As dúvidas naturalmente que são legítimas, mas devem ser postas no sítio certo. Afinal para que serve a blogosesfera benfiquista? Para atacar e colocar em causa tudo o que é feito dentro do clube? Penso que não. Para isso existem os lagartos e os andrades. E como eles têm estado calados... Os benfiquistas, primeiro que tudo, devem defender o clube e quem o dirige. Duvidas? Coloquem-nas no sítio certo.

Penso que temos de ter calma. E que existem razões para tudo o que foi feito. E, acima de tudo, confiança em quem dirige o clube. Acho que é isso que devemos ao clube que amamos. E nunca virar as nossas frustrações contra o clube. Isso, nunca!

Já repararam que não houve um único jogador cuja contratação não tenha sido criticada? Até Aimar e Saviola o foram, lembram-se?

Saudações Benfiquistas

PS. E, não, não acho que seja ilegal a colocação como investimento de uma verba que é parte do salário do jogador. Assim como acho legítimo que as partes não tenham interesse em divulgar os contornos dos negócios que fazem. Para isso existem as Assembleias e o Conselho Fiscal.

JNF disse...

iBenfiquista,

se já foste a uma AG do nosso clube, sabes como aquilo se processa. Quem coloca uma questão menos cómoda à direcção dificilmente obtém resposta. Aparece um Pragal Colaço qualquer a dizer uma idiotice para tentar calar o "insurrecto". É assim com Vieira, como foi com Vilarinho, Vale, etc. Obviamente que não espero que a direcção dê respostas a posts que se publicam na blogosfera, mal seria do nosso clube se fosse dirigido ou comandado de fora para dentro. O que mais me chateia neste momento é haver um grupo de "entendidos" que acha que eles é que são o Benfica e os sócios que pagam quotas e vão ao Estádio, muitas vezes em sacrifício pessoal, são um bando de idiotas ou de anti-benfiquistas porque, imaginem, pedem claridade nos negócios. Ao que a estupidez chegou.

Mr. Shankly disse...

"No mínimo é estranho a forma como na Benfica SAD não se estipula uma política de comunicação que pelo menos não seja dúbia."

Bom resumo.

iBenfiquista disse...

JNF, para ser sincero, nunca fui. E provavelmente nunca irei. Se isso se passa assim como referes, pois é lamentável.

Quanto aos "entendidos", sinceramente não sei a quem te referes. Se é à Direcção do clube, esta foi eleita e tem o dever de fazer o trabalho o melhor que souber e puder. E ainda tem a minha total confiança. Se são outros, pois meu amigo, que se há-de fazer? Ignorá-los? Talvez seja o melhor.

Eu entendo que haja muitos benfiquistas que gostavam de ter uma participação mais directa nas decisões do clube. A chamada democracia directa. Mas isso não é possível. Seria o caos total. Por isso se elege uma direcção e demais órgãos sociais. É assim em todo o lado e em todas as empresas nas chamadas democracias. Chama-se delegação de poderes. Para se conseguir - espera-se - uma gestão mais eficiente e produtiva.

Águia Preocupada disse...

Defendo o Benfica SEMPRE! Os seus dirigentes, só se o merecerem. E estes, não me merecem credibilidade nem confiança. Porque tudo neles é envolto em mistério, e todas as acções no que concerne a contratações ou vendas, são demasiado obscuras e nubladas. Não se pede que se exponham na praça pública a forma das acções negociais encetadas e levadas a cabo pelos dirigentes! Mas exige-se que sejam claras e não dêem aso a desconfianças e especulações! Se à mulher de César não basta ser séria, também aos dirigentes do Benfica não basta parecê-lo! O que, por muito que queiramos e tentemos, tem parecido muito pouco!

JNF disse...

Foi por isso que disse: "não espero que a direcção dê respostas a posts que se publicam na blogosfera, mal seria do nosso clube se fosse dirigido ou comandado de fora para dentro."

Euros disse...

Mais umas coroas, por de trás da +porta, para algum benfiquista...

MS disse...

Curioso saber atraves de um "insider" que fazer da etica profissional um pudim e aceitavel em certos ramos . Obrigado pela informacao.

Bimbosfera disse...

Boas. Penso que de forma mais ou menos difícil será possível a todos, particularmente Benfiquistas que sejam sócios, saber quanto custou e em que moldes, um jogador, se não logo no momento, no Relatório e Contas seguinte, ou seguintes. Daí que, concordando no geral com o iBenfiquista, ache que se está a dar demasiada importância aos negócios do Benfica. Aliás, há gente credenciada para tal. E por muito que não goste de ninguém do Governo e do principal partido da oposição tenho que respeitar que são eles, neste momento, que mandam. Bom, os da oposição, teoricamente, não mandam nada, mas resta-me esperar pelas eleições, lugar certo e ideal, para expressar o meu voto e tentar que nenhum lá torne a calçar. Se não estamos contentes com Vieira, por mais que achemos que estamos a defender o Benfica ao criticar, discordo plenamente do pensamento, e digo que pelo contrário estão apenas a ajudar a perturbar o funcionamento do clube, e, em última instância, da equipa de futebol, pois quer acreditem, quer não, alguns dos jogadores até «sabem ler e mexer num computador» e lêem muitas das coisas que vão sendo publicadas por aí. Se somos sócios de uma colectividade o lugar indicado são as assembleias gerais, se somos contra temos que apresentar uma alternativa válida, se criticamos temos que apresentar solução válida. Falar por falar, só para dizer por dizer, não muito obrigado.
Respeito todas as opiniões que aqui são emitidas, nos posts, particularmente, mas não concordo com elas. De todo. Esta, a outra da teoria do estádio dos espanhóis, etc.
Há lugares para tudo. Se nesses lugares as coisas não forem tratadas, como gente decente, em democracia, e que preza a liberdade, aí sim, aceito que se partam para outras medidas. Agora, sem ser assim não, muito obrigado. Isto não ajuda em nada o clube.
Já agora, aconselho um post do Gil Vicente, no Coração Encarnado, que aborda claramente estes temas divisionários.

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

João disse...

É verdade, mas toda a gente sabe quem eles são e infelizmente uma minoria deixa toda a gente em descrédito.

Em todos os países existem os ditos tablóides, em Portugal existem também os tablóides desportivos, que parecem ser mais exclusivos a países latinos e do Mediterrâneo.

Mas esses próprios tablóides sabem quem vão contratar...quando se ouve que um jornalista é contratado por um jornal mais sensacionalista e rescinde contrato em poucos meses já se sabe porque foi - ficou farto de dizer mentiras.