quinta-feira, 26 de maio de 2011

Será mesmo culpa do treinador de guarda redes?

Foi noticiado recentemente que o Benfica decidiu não renovar o contrato do treinador de guarda redes Luís Matos, estando em busca de alguém para o cargo. E supostamente isso acontece porque a equipa técnica, nomeadamente Jesus, entende que com alguém mais competente nessa função específica, é possível combater os pontos fracos dos seus guarda redes de forma mais incisiva, principalmente Roberto, no que toca a bolas aéreas e cruzamentos, defeitos esses que têm sido mais do que expostos, se nos lembrarmos da época que acabou de terminar.

É evidente que quanto melhor for o treinador de guarda redes, maior é a probabilidade do jogador evoluir sob os seus métodos de treino. E atacando os pontos fracos de jogador x ou y, estabelecendo um treino específico no sentido de aprimorar o seu jogo, é normal que caso o jogador tenha potencial e capacidade de trabalho, assistamos a um melhoramento dos seus pontos menos fortes. Mas estará aqui a solução mágica para reabilitar Roberto, recuperá-lo para um futuro a médio prazo, ou simplesmente foi uma preocupação mais geral, não tendo a ver apenas com um jogador, mas sim com falhas que pudessem existir na forma como Luís Matos trabalhava?

Deve ser atribuído ao treinador de guarda redes tamanha irregularidade exibicional na baliza do Benfica, seja de Roberto, seja de Júlio César, que curiosamente apresentam mais ou menos os mesmos défices? Acho isso um pouco excessivo honestamente.

Seja como for, não é de agora que surge a minha preocupação no que toca ao treinador dos nossos Keepers, sempre tive para mim, que não se trabalhava da forma mais correcta nesse sector, e por isso mesmo acho que o clube tomou a decisão correcta em procurar melhores soluções no mercado. E vocês, o que pensam sobre este assunto?

27 comentários:

Anónimo disse...

espero que quem venha seja mesmo uma opção válida

Anónimo disse...

E que tal encontrarem melhor primeiro e despedirem depois? Tudo sem a imprensa nem o actual treinador de guarda-redes saber?

Ass: troza

Pedro disse...

Excessivo? Talvez. Errado? Não me parece.

Faz-me confusão como é que um gr com o cabedal do Roberto apresente sérias debilidades a sair aos cruzamentos e q durante uma época inteira não se note melhorias nesse aspecto. A ideia q não se está a trabalhar tão bem como se devia neste campo não me choca. Pq Júlio César apresenta as mesmas debilidades...

Far(away) disse...

Anonimo às 14:23, a partir do momento em que decidiram não renovar contrato com Luís Matos, e a partir do momento em que essa notícia sai cá para fora, nada a fazer. A não ser encontrar alguém com boas referências.

Anónimo disse...

Acho que o problema também está na pressão que se cria e no caso do Roberto não foi bem avaliado o seu perfil...

DMC disse...

A mim parece-me uma boa nova..agora tratem lá de arranjar alguém que perceba da poda...

Alexandre disse...

Far,

Acho que não é uma questão de se descobrir o culpado. Nem sabemos porque é que o Luís Matos mão renovou contrato. Pode nem ter nada que ver com isso.

Independentemente do motivo, acho incorrecto dizer-se: se saiu é porque é ele o culpado. Isto é a infantilização do debate, típico da imprensa desportiva. O que importa é perceber o que não esteve tão bem e por onde se consegue fazer melhor. Se isso passa também pelo treinador de guarda-redes, muito bem. Nem todos os treinadores de guarda-redes do mundo são iguais, há uns melhores que outros. E, ás vezes, nem é vir alguém melhor, mas vir alguém que faz as coisas de outra forma.

Na verdade, há um enorme tabu à volta das equipas técnicas no futebol, como se fosse indiferente quem e quantos são os adjuntos, o que sinceramente não percebo. Quer dizer, é mais fácil singularizar tudo no treinador, mas não vejo porque é que não se pode investir também na equipa técnica de apoio ao treinador.

Relativamente ao comentário do Troza, a menos que no dia 23 não esteja contratado um treinador de kipers, penso que a ordem dos acontecimentos é pouco importante. Aliás, contratar um treinador quando o outro ainda lá está parece-me de mau gosto. A ideia seria humilhar o Luís Matos?

Saudações,

Alexandre

Anónimo disse...

concordo, nao particularmente por robertos ou julios, mas porque se justifica querer sempre melhor.

GM disse...

Teria de assistir diariamente aos treinos para poder ter uma opinião mais cabal.

Mas é indiscutível que existiram deficiências técnicas do Roberto em determinados momentos. Erros infantis que não se podem aceitar.

Parto do princípio que o Roberto tem estaleca mental. Nem a discuto.

Sob o prisma da competência na gestão profissional, o sucessor de Luìs Matos deverá ter sido já encontrado.

JNF disse...

Aquele iraniano era bom, não sei por que razão se foi embora.

Far(away) disse...

Qual italiano JNF?

Pedro, parece-me um pouco excessivo, não digo que não podia ter sido trabalhada de outra forma os pontos fracos dos nosos GR´s, claro que sim. Mas acho que o problema de Roberto vai além do seu treino específico sinceramente.

Alexandre, nunca quis fazer de Luís Matos o culpado pela irregularidade exibicional dos nossos GR`s, longe disso, ainda agora disse que considero excessivo tal pensamento. Mas sem dúvida de que penso que o clube faz bem em procurar melhor. Espero é que essa decisão não tenha a ver apenas com o GR´s espanhol.

Alexandre disse...

Far,

Não pretendia afirmar isso, mas reconheço que a forma como escrevi sugere essa leitura. Ou seja, eu penso que o "normal" do debate futebolístico é colocar o debate nos termos do título do post (com o qual discordo), que contrasta com a análise mais complexa do corpo do texto (com a qual concordo).

Na prática, estou de acordo contigo (mais uma vez) e apenas pretendi sublinhar que esta mudança no quadro técnico deve ser enquadrada numa perspectiva de melhorar ou de trazer alguma inovação e não de responsabilizar A ou B. Concordo que se foi apenas por causa do Roberto - e aposto que é assim que vai ser apresentado o caso nos jornais - não faz sentido.

O iraniano foi um treinador de keepers que esteve no Benfica (na primeira passagem do Camacho?). Esteve no Marítimo antes. Ele causou algum furor na imprensa porque tinha métodos originais (o Moreira outro dia conta a história de molhar as bolas para preparar jogos com chuva). Era engraçado, mas não sei se era assim tão bom. Sinceramente, parece-me uma cena à portuguesa. Se fosse o Silvino o treinador de keepers do Benfica, não haveria café ou blog onde as palavras chulo e Silvino não seriam pronunciadas. Os dos outros ou que estiveram no passado indeterminado são sempre melhores.

Abraço,
Alexandre

Anónimo disse...

Faz-me confusão uma época inteira o Roberto falhar sempre no saír à bola. Será que o treinador de GR não se apercebeu disso, tentou mas nada conseguiu fazer. Duvído que a culpa seja só de Roberto, mas também de quem o treina. É que para mim Roberto é um bom GR, tem de corrigir essa situação e ter mais força mental nos grandes jogos, pois o nervosismo retira capacidades em qualquer profissão, assim como nos exames em que a pessoa não se lembra do que estudou. Lembro-me bem disso, nos tempos de estudante.

Miguel

Alexandre disse...

Mais sobre o iraquiano...

http://www.zerozerofootball.com/treinador.php?id=17

Águia Preocupada disse...

É unânime que em todas as áreas se deve SEMPRE tentar o melhor!
Não sei há quanto tempo está o treinador no Benfica. Mas é estranho que só agora tenha surgido a dúvida sobre as suas capacidade e profisionalismo.
Como esta actuação é um filme déjá vu, tenho para mim que Vieira encontrou o bode espiatório de mais um insucesso que apesar de palavras ainda que balbuciadas a medo e quase em surdina, teima em não aceitar que seja sua responsabilidade!
Vieira é esperto, mas é pouco inteligente e ´só engana que quer ser enganado!

Far(away) disse...

Eu lembro-me bem desse iraquiano, tinha boa reputação entre os jogadores, e uma personalidade forte. Mas não o conheço o suficiente para poder afirmar que tratava-se se um bom ou mau treinador.

Alexandre, o título do post, vai de encontro ao terceiro parágrafo do texto, no entanto o objectivo foi mesmo lançar o debate à volta do assunto. Concordo que mais do que responsabilizar A ou B, o que é fundamental é encontrar alguém competente para o cargo, até porque não dá para voltar atrás no tempo.

Águia preocupada, neste caso em particular, não me parece que Vieira tenha muito a ver com assunto, mas Jesus.

Filipe disse...

O Roberto não é um junior, isto é ridículo. Em vez de mandarmos embora o homem que herdou uma equipa que seria campeã e que a tornou depois numa equipa de derrotados (JJ), damos-lhe mais poder.

Anónimo disse...

Mas o Quim não era treinado pelo Matos ??? servia ? E o Roberto não era o 3º GR do Atletico de Madrid ? era muito bom? era 8,5 M€ de bom ?

JNF disse...

O Quim servia tanto quanto o Moreira. Razoáveis, apenas isso. Mas dava para ganhar campeonatos com eles, vimos isso por duas vezes.

RUI RODRIGUES disse...

eu apostaria em Hugo Oliveira...

Anónimo disse...

Far(away)... sou o anonimo das 14h23 e eu assinei por baixo (troza, que é o que aparece quando activo a conta do google). Estava farto de escrever posts e depois dar o erro na validação da conta do google e ficar sem o post, por isso decidi meter isto como anonimo e depois assinar.

Ora, eu sei que agora não há nada a fazer... mas devia ter sido feito antes disto tudo.

Agora foi com um treinador de guarda-redes... há uns meses foi com o Ramires

Ass: troza

TheConQueR disse...

Quem esta ai a falar do Quim deve ter a memoria curta dos golos que levou quando saia da baliza, no ano do Quique defendia tudo foi para la o Jesus e os seus amigos, começou o nosso problema na baliza...

Far(away) disse...

O Quim nunca foi um GR´s com nível para o Benfica, nós desde Enke que andamos nisto, não há maneira de encerrar este tábu.

Troza, só vi a tua assinatura depois de escrever a resposta.

Abraço

John Wakefield disse...

The conquer, infelizmente isso não é verdade. O Quim esteve muito pior no ano do Quique. Estou a lembrar-me da forma como deixamos cair, nos ultimos minutos, uma vitoria certa contra o Setubal (2-2) num lance aparentemente fácil. E obviamente que não foi o único jogo. Inclusive, Moreira nesse ano chegara a roubar-lhe a titularidade, sendo o titular no Dragão e sofrendo golo a partir dum penaltie forjado.

Em relação ao actual treinador do GR's, não tenho dados suficientes que me permitam efectuar uma avaliação sólida do seu trabalho.

É necessário recordar que não é só o factor técnico/físico que conta, mas também o psicológico.
Um gr sem auto-estima ou confiança por muito potencial que tenha, não vai longe. Ah e, deixem-me que vos diga, aqui a CS é capaz de destruir a carreira a qualquer gr do nosso Benfica. Basta um golo mal batido...

FireHead disse...

O que eu vos digo é que o Benfica não é campeão com um guarda-redes estrangeiro. É histórico.
Porque não apostar finalmente e de forma definitiva no Moreira? O rapaz até é benfiquista e pelo tempo que já tem de clube, bem que já merecia uma oportunidade... e mais respeito.

Anónimo disse...

esse ja vai tarde e agora falta sair o preparador fisico e arranjar um digno desse nome.

Anónimo disse...

Talvez seja falta de memória...o Quim era treinado pelo Luís Matos, e evoluiu imenso no Benfica.
O Roberto é uma aposta pessoal do treinador, não é mau guarda-redes, mas tem erros de formação graves não é aposta para um Grande Clube.
Mas a culpa não é de quem o escolheu e correu o risco é de quem não fez o milagre de o fazer valer Milhões.
E já agora que vão todos e fique o Jesus.
Vivam "bodes espiatórios"...