sábado, 11 de junho de 2011

Emendou a mão Bruno César e fez bem

"O Benfica não é ponte aérea, é destino"

Palavras novas de Bruno César, que contrastam com aquelas que proferiu imediatamente depois de ter assinado pelo Benfica, onde se referiu ao clube como a tal ponte aérea. Já sabemos que as declarações dos jogadores de futebol precisam ser relativizadas para o bem e para o mal, mas Bruno César entendeu em boa altura mudar o seu discurso, demonstrando maior respeito pelo clube. Seja como for, o que é verdadeiramente importante é o seu rendimento dentro de campo, mas o brasileiro é daqueles futebolistas que gosta de ter uma excelente relação com os adeptos, é alguém que alimenta-se disso rumo às grandes exibições. A empatia pode agora ser criada da estaca zero, resta esperar pelo desempenho dentro das quatro linhas de um jogador do qual pessoalmente espero grandes feitos.

12 comentários:

Anónimo disse...

O Airton já era...

Far(away) disse...

Sim, o Airton já está confirmado no Flamengo. Fiquei foi sem saber se eles ficaram com direito de opção ou não. Achava pertinente essa informação.

Anónimo disse...

Pois, seria importante saber isso. O que sucede é que independentemente da boa época que o benfica vier ou não a fazer para o ano, este empréstimo mostra-se muito mal pensado,devendo-se a uma decisão de alguém que não tem a mínima noção da gestão de jogadores. Um completo erro, não só a saída do jogador do benfica, como o próprio empréstimo em si mesmo.

p.s: alguém me sabe dizer se é complicado ainda hoje arranjar bilhete para o futsal?

JV disse...

Também espero muito deste jogador. Parece-me que , até agora, é a nossa melhor contratação, contudo, não sei onde poderá ser encaixado no esquema do Jesus tendo em conta a presença de Gaitan , Aimar, presumiveis titulares

Anónimo disse...

parece que ficaram com a opção

Far(away) disse...

JV, Bruno César é um 10, quanto muito esporadicamente poderá fazer de 8, mas apesar do próprio jogador dizer que prefere ser um 8, no futebol brasileiro um 8 é uma coisa, no futebol europeu é outra. Tem a palavra Jesus, mas calculo que vá alternando a titularidade com Aimar.

Anónimo às 12:12, se ficaram com a opção, se isso for mesmo verdade, fico incrédulo sinceramente.

TiagoSLB disse...

Bruno Cesar disse aquilo que todos dizem... Que seja como DiMaria(do ultimo ano,claro) que tb tinha esse pensamento, mas maravilhou-nos com o seu futebol e ainda deu mto €...

Hoje li algo que me preocupa mais... Temos um Lateral esquerdo que o ano passado fez grandes exibições no Juniores, este ano rodou e bem( penso que no Fatima ), é produto das nossas escolas, vai participar no mundial sub20 e chega-se ao fim e o Benfica nao lhe renova contrato...
Chama-se Mário Rui, tem mto valor, e poderá ser mais um Silvo.

Esta politica da nossa direcção,ainda para mais tendo sempre deficiências nessa posição de Lateral esquerdo, é que para mim não tem cabimento. É formar e gastar € para atirar ao lixo...

Qdo mto renovávamos e após mundial logo se via... Assim, ficamos sem jogador e caso se valorize lá se vai o retorno financeiro e como disse atrás tb desportivo.

Enfim, só espero que a Direcção contrate com conta peso e medida e tente não cometer erros do passado.

Saudações Benfiquistas.

Anónimo disse...

agora ja simpatizo mais com ele.
muitos titulos no Benfica e muita sorte.

Far(away) disse...

TiagoSLB sinceramente não vejo qualidade ao Mário Rui para jogar no Benfica, mas já me enganei antes.

Anónimo disse...

A diferença principal entre o Enzo e o Bruno é que mesmo ambos a jogarem num campeonato com um ritmo diferente do europeu, nota-se que um tem maior intensidade de jogo... é de esperar uma adaptação mais rápida do Enzo. Quanto ao Bruno é preciso dar-lhe tempo.

Far(away) disse...

Anónimo às 16:51, estou confiante de que também o Bruno César vai-se adaptar rapidamente, mas concordo com o que dizes sobre o Enzo, é um jogador com uma intensidade muito alta.

Mentiroso disse...

O problema do Bruno será a exigência física para o desempenho daquele lugar, a repetir-se o modelo de jogo utilizado por Jesus na última época. E isso no Brasil não é muito trabalhado, como sabemos.