sábado, 20 de agosto de 2011

Era mesmo preciso sofrer tanto?

3-1, foi o resultado que o Benfica conseguiu fazer ante o Feirense, esta noite na luz. Depois de uma primeira parte onde soubemos controlar o jogo e onde a vantagem mínima ao intervalo era lisonjeante para o clube de Santa Maria de Feira, o segundo tempo, trouxe novamente um Benfica nervoso, criando problemas a si mesmo. Já lá vamos. Nolito voltou a marcar, o 5º golo em 5 jogos, marca digna de registo. O golo do espanhol aconteceu sem grandes surpresas, face ao pendor ofensivo do Benfica, mas faltou eficácia no momento do remate em alguns jogadores, colocando a equipa sempre ao alcance de um dissabor. Aimar voltou a comandar o futebol ofensivo do Benfica, está na melhor forma desde que chegou à Luz, pena não ter existido o devido seguimento dos seus colegas. Mas ninguém poderia adivinhar o que aconteceria imediatamente depois.

Mais uma vez após o intervalo o Benfica apagou-se, permitindo ao Feirense crescer e ameaçar várias vezes a baliza de Artur Moraes, que voltou a evidenciar umas mãos de ferro. A medida que o jogo ia avançando, o cenário não alterou-se e perante tal passividade do Benfica no momento de pressionar o adversário quando este tinha a bola, foi com naturalidade diria eu que Rabiola, avançado do Feirense marcou o golo do empate. Jesus entretanto tirou Gaitán que diga-se, estava a jogar bem para a entrada de Witsel, mas pouco a equipa ganhou com essa alteração. Foi na base do querer e da raça de Maxi Pereira, numa jogada individual pelo seu flanco, que conseguimos chegar novamente à vantagem, assistindo o uruguaio o inevitável Óscar Cardozo que antes inexplicavelmente tinha sido assobiado, marcando o segundo golo em dois jogos. A partir daí, o Benfica acalmou mais o seu jogo, os nervos mudaram de direcção e rumaram à outra equipa e Bruno César, recém entrado, num momento de franca inspiração, marcou o terceiro golo, carimbando finalmente os três pontos. Um grande golo do antigo jogador do Corinthians.

Três notas finais: Primeiro, porquê os assobios ao Óscar Cardozo? Se fossem assobiar para a casa do.... tenham vergonha... Segundo, novamente, a equipa demonstra incapacidade para controlar o jogo, desta vez a coisa correu bem, mas ficou novo aviso de que é preciso ainda trabalhar muito tacticamente a equipa. Terceiro, uma palavra para Bruno César, que com o golo que marcou, comprova toda a qualidade que tem. Importante para ele ganhar confiança e assumir-se como opção mais constante. No lugar de Aimar, claro.

15 comentários:

Néry disse...

Concordo com tudo amigo Far.
Ganha-mos é o que interessa mas contra o Twente vamos ter de jogar mais! Muito mais!
No entanto também penso que a ansiedade mostrada por alguns dos jogadores do Benfica se deve a este mesma eliminatória pois já se percebeu que é imperativo passar.

Ps: no inicio do post tens o resultado em 2-1 e não 3-1 =)

H disse...

é certo que Artur e Aimar estão a bom nível!

Inexplicavelmente ou não, falta dinâmica ofensiva, não chega só a vontade e querer de Nolito... a dupla de ataque não faz uma tabela em condições, raramente surge isolada ( grande roubo aquele fora de jogo a Saviola que o deixou na cara do GR).

Faltam rotinas, e estou preocupado com os Holandeses...

vose jeiga disse...

outra vez o mesmo filme.

Ganhámos como poderiamos ter empatado ou mesmo perdido com o poderoso feirense e a jogar na Luz.

"burro velho não aprende línguas" e este vaidoso está claramente a fazer se à indminização.

outra vez a táctica do "Javi contra o mundo", a equipa completamente partida e sem meio-campo que é onde se controlam os jogos.

saviola continua com o seu lugar cativo. uma autêntica nulidade. Rodrigo Moreno ou Bruno Cesar no seu lugar para ontem sff

Twente foi ganhar 1-5 ao terreno do herevenn...quarta feira vai ser mais do mesmo com o coração nas mãos...raios parta ao richard gere da amadora...

Anónimo disse...

So vi os ultimos quinze minutos e o grande golo do Bruno, mas nao me pareceu tao mau quanto e apregoado pela bloguesfera.

Quanto aos assobios ao Cardozo nao sei o que dizer. Talvez vergonha seja mesmo a melhor expressao. E vergonha da ignorancia de alguns, porque para quem conhece a historia do meu glorioso clube conhece tambem aquelas historias individuais que a compoem. Lembram-se de nomes como Jose Aguas, Torres, Filipovic, Nene, Vitor Batista...? Mas estaria aqui ate amanha.

E se a equipa nao controla os momentos do jogo e por nao existir alguem capaz de o fazer com as rotinas necessarias. Ao exemplo de Xavi no Barca. Para jogar sobre o meio campo contrario em ataque apoiado e trocar a bola e peciso alguem que consiga lateralizar o jogo e com inteligencia para o segurar. Estou a falar de David Simao claro porque embora Aimar o possa fazer tem uma mentalidade demasiado ofensiva e perde influencia ao jogar tao recuado quanto a mim.

Batigol

CP disse...

De facto, não faz sentido essa estranha mania de assobiar o Cardozo em pleno Estádio da Luz. Sobretudo, depois das palavras de JJ após o jogo com o Twente. Quem faz isso deve repensar o "seu" benfiquismo. Quanto ao jogo, a 2ª parte não pode ter deixado os benfiquistas satisfeitos. Foram muitos minutos com o credo na boca e a memória a fugir para resultados desagradáveis. Mas creio que as coisas vão melhorar assim que a condição física permitir maior pressão sobre os adversários. Por enquanto falta pulmão. Mas 4ª feira não pode haver descuidos iguais ao de hoje no golo do Feirense. Alguém ficou a dormir na forja!

SLB4EVER disse...

Não não era.

Felicito-te pela referência aos OTÁRIOS que continuam a assobiar o enorme TACUARA CARDOZO, RESPECT!!
De certeza que o Saviola é que jogou muito bem por quase ter marcado um golo e quase fazer uma assistencia, a culpa de tudo é do Cardozo, até da permanente do JJ. Mas quem fez um golo e a assistencia para o Nolito foi o TACUARA e contra factos não há argumentos!

Também vamos agradecer ao ASNO de treinador por ter rebentado o Aimar e o Saviola para o Twente, e por ter colocado o B.César só porque foi obrigado, foi bem notório ver pelo golão que marcou que contra o Gil que não ia alterar nada!

vose jeiga os parvos somos nós, os destabilizadores e treinadores de bancada, que sofremos pelo clube ao ver um plantel de luxo ser deixado á deriva pelo suposto treinador!

E ainda tem a lata de referir que notou-se fadiga em certos jogadores... Tenham paciencia que a minha já esgotou...

CsA disse...

O Saviola anda uma nulidade, para quando Gaitan ou Nolito ao lado do Cardozo? E para quando jogar com Witsel na posição que fazia o Ramires neste esquema 4-1-3-2?

Fico à espera.

Miguel Sousa disse...

MAIS UM JOGO QUE SOFREMOS PARA GANHAR, PORQUÊ?
Se o Sr. inventor “Jorge Jesus” não fizesse as adaptações que ele ainda não viu que não produz resultados (Gaitan na direita) talvez não teríamos acabado o jogo a sofrer, pergunte-se:
Gaitan – é mais produtivo na esquerda onde faz bem o corredor, servindo melhor o ponta-de-lança, ou na direita?, ou será que o inventor “Jorge Jesus” não treinou o Benfica a época passada?
Nolito “excelente aquisição” – Será que o Sr. inventor não pode alternar este jogador com Gaitan (ora na direita ora na esquerda).
Bruno César – Joga ou não no meio substituindo Pablo Aimar como típico 10?
Enzo Perez – Foi contratado para substituir Salvio?
Witsel “excelente aquisição” – Pode ou não jogar a meio campo com Pablo Aimar?
Urreta – Faz ou não melhor o corredor/ala direita, do que Enzo Perez e Jara? – Será que não pode ser adaptado a defesa direito?
Obs: Subscrevo inteiramente a opinião/critica do adepto do BLog GeraçãoBenfica “SouBenfica”
Porquê o Aírton se tínhamos o Danilo?
Porquê o Jardel se tínhamos o Miguel Victor?
Porquê o Léo Kanu se tínhamos o Roderick?
Porquê o Bruno César se tínhamos o David Simão?
Porquê o Mora se tínhamos o Nelson Oliveira?
Porquê o Carole se tínhamos o Mário Rui (e Luis Martins)?
Porquê o Matic se tínhamos o Saná (e o Nuno Coelho)?
(esta do Matic será a mais justificável pela qualidade do jogador, mas para ser suplente pouco utilizado seria melhor apostar nos jovens).
Quanto se gastou em aquisições e salários desses jogadores que poderiam ter sido poupados e parte investidos "nos nossos"?
NOTA: É preciso que alguém diga ao Sr. Inventor “Jorge Jesus” que Fabios Coentrões não aparecem sempre – Talvez o Urreta (jogador acima da média) o surpreenda.

NN_SLB disse...

Para mim falta a equipa um treinador mais raçudo, e que não ande tão empruado...

É inexplicável a equipa sofrer golos que demonstram uma tremenda falta de conhecimento de procedimentos defensivos, é preciso que o treinador meta mau naquilo e nos treinos se foce nisso...

Já no ataque não acho que seja grande problema, pois Nolito devido a sua veia goleadora, necessita de estar no onze e no lado esquerdo ( ele vai sempre para dentro e chuta no lado direito não resulta ), já o Gaitan é um fora de serie que também necessita de estar na equipa logo atrasa a adaptação do Perez e como o seu jogo não é natural no lado direito fica um bocado abaixo das expectativas, se calhar utilizar Nolito no lugar do Saviola, Gaitan na esquerda e Perez na direita ( ou Witsel ) fosse melhor...

No meio campo, não entendo o porque de contratar N.Coelho, não lhe dar hipoteses e o emprestar, e agora ficamos sem uma alternativa ao Javi ( Matic não tem fisico para a posição e o Amorim gosta muito de subir ), se quiserem comprar o Danilo era excelente, formado no clube, português e com capacidade de lutar pelo lugar.

Precisamos de um trinco ( adorava que fosse o Danilo ) , um lateral direito ( Nelson até está mais maduro ), um central ( talvez Dede so venha em Janeiro e pode já vir tarde ) e porque não tentar o empréstimo novamente do Salvio? Eles devem estar a rasca para o inscrever outra vez, e é melhor que o Urreta ( de longe )

John Wakefield disse...

Mais uma vez o resultado foi melhor que a exibição. O Benfica fez o suficiente para ganhar, mas como diz o far (away) e muitos outros benfiquistas, foi preciso sofrer e muito. O Feirense reagiu bem mas é óbvio que existe mais demérito dum Benfica que a atacar é inconsequente e a defender volta a tremer por todos os lados. Na vertente ofensiva, Gaitán está a passar uma fase menos criativa, Saviola ainda fez uma ou outra jogada decente mas continua a ser inconsequente, Cardozo deu uma assistência mas, de resto, também andou perdido... Sobraram Javi, Aimar e Nolito a tentar pegar no jogo.

Por outro lado, a defesa treme e não é pouco. Não podemos conceder ao adversário seja o Twente, o Gil ou o Feirense, tantas oportunidades de golo. Mais concentração, por favor...
A defender desta forma, bem podem contar que não vamos conseguir manter as redes invioláveis durantes os 90 minutos contra o Twente.

ps: Achei o Capdevilla ainda longe da sua melhor forma física. Emerson parece-me ser a opção mais adequada, pelo menos, neste momento. Gostava também de ver o Nolito no lugar do Saviola e o Bruno César na vaga do extremo espanhol!

Anónimo disse...

Alguns apontamentos sobre o jogo Benfica - Feirense visto ao vivo:

1. Continua a faltar ao Benfica quem remate de meia distância. Bruno César mostrou como se deve fazer. Muitas vezes, perdem-se oportunidades por falta de decisão na hora de remate. Em vez do remate, prefere-se mais um passe e, se for preciso, mais outro e outro.

2. O Benfica deveria ter arrumado o jogo logo na primeira parte. Faltaram duas coisas: velocidade (só após o golo do Feirense é que o Benfica procurou jogar com maior rapidez) e mais eficácia na momento do remate (já que até foram criadas algumas oportunidades).

3. A defesa do Benfica está demasiado lenta, tal como assinalou o treinador do Twente, Co Adriaanse. Isso permitiu ao Feirense beneficiar surpreendentemente de algumas oportunidades na segunda parte, já que jogou com alguma rapidez.

4. Capdevila demonstrou o motivo pelo qual não tem sido a primeira opção para lateral esquerdo. Pelo contrário, no lado direito, tivemos um Maxi Pereira verdadeiramente Maxi! O segundo golo do Benfica deveu-se em grande medida ao seu querer e determinação. Foi dos jogadores mais inconformados a seguir ao golo do Feirense.

5. Não percebo porque não são dadas instruções ao Nolito e ao Gaitan para trocarem frequentemente de posições, não só pelas características que cada um possui, Nolito para jogar à direita e Gaitan à esquerda, mas também para confundir os defesas adversários.

6. Aimar foi não só o grande maestro do Benfica, mas também um grande lutador. Percorreu o campo todo! Gostaria de dispor das estatísticas sobre as distâncias percorridas pelos jogadores para ver se se confirma esta impressão. O Aimar teve algumas desmarcações que não foram vistas pelos colegas da defesa.

7. O Benfica é uma equipa que, na Liga nacional, sofre muitas faltas. Há que tirar partido dessas situações. Não percebo porque não são dadas mais oportunidades para Cardozo rematar. Só teve uma oportunidade e foi o livre que levou mais perigo à baliza adversária.

8. A propósito dos assobios ao Cardozo, é algo que venho condenando há muito tempo. Isso só acontece, porque há adeptos que não percebem de futebol. Mais uma vez marcou um golo importante. Soube estar no local certo à hora certa.

9. Bruno César marcou um grande golo. Fiquei satisfeito, porque, há uns tempos, li, nomeadamente no Facebook, alguns comentários de adeptos que duvida(va)m da sua categoria. Alguns desses comentários tinham conotações xenófobas, o que é lamentável e deve ser condenado a todos os títulos. Neste golo, e a forma com foi festejado por ele e pelos colegas, tivemos a resposta. Para atingir uma forma mais apurada, o Bruno precisa de jogar mais.

10. Já li, também no Facebook, alguns comentários a criticar a exibição do Saviola. Mas foi também um jogador que trabalhou muito, vindo muitas vezes ao meio campo buscar a bola, fazendo triangulações com os colegas, nomeadamente com Aimar. Foi pena ter-lhe sido marcado um fora de jogo numa jogada em que ia isolado para a baliza contrária. Parece-me que esse fora de jogo foi mal assinalado.

11. Nolito, mais uma boa exibição, coroada com um golo. Na segunda parte foi um pouco abaixo. Aliás, pareceu-me que a equipa estava algo cansada. E, uma vez mais, depois do golo do Feirense, teve de ir atrás do prejuízo. Isso também desgasta a equipa.

12. Por último, uma palavra sobre os adeptos que vão ver os jogos. Com excepção das claques, a maior parte parece que está no sofá, em casa, a ver o jogo. Não bate palmas, não puxa pela equipa, não canta… Limita-se a assistir ao jogo em silêncio e, de vez em quando, lá vem um impropério. É preciso que percebam que a equipa precisa do seu apoio constante.
MM

FireHead disse...

Bem que podemos agradecer ao penalty não assinalado contra nós quando estava 2-1, para variar. Deve ter sido para compensar os foras-de-jogo que nos foram mal assinalados...

Pedro disse...

Há um lance em que a bola é cruzada para o Cardozo que em movimento a bola vai-lhe ao peito e impossivel de fazer qqr coisa q não fosse o tentar controlar a dita. Um anormal atrás de mim gritou "és uma ganda central, palhaço, és um ganda central". Pouco depois Cardozo mete a bomboca lá dentro. A reacção da maioria dos restantes benfiquistas na bancada foi brutal e quase comiam o gajo. Tudo a gritar "ganda central".

É verdade q podia ser penalty contra nós mas tb há um lance semelhante na primeira parte sobre Nolito. Javi e qqr outro têm de parar de jogar com os braços desta forma. Arriscam-se a q seja assinalada falta...

F.L. disse...

É urgente comprarem ou tentarem novo empréstimo do Salvio. O Benfica não tem ninguem que vá à linha centrar. Além disso o A.Madrid está com excesso de extra comunitários, esta era a ocasião ideal para tentar a volta do Salvio. Ando a dizer isto há varias semanas mas parece mais ninguem ligar....
P.S. O Benfica andou atrás de um Danilo. Mas teve dentro das suas fileiras outro Danilo, e bem melhor, e deixou-o fugir...

Anónimo disse...

Há algumas considerações que gostaria de explanar relativamente a aluguns comentários aquí deixados.
1- Não devo ter visto o mesmo jogo de alguns colegas de opinião, dado que me foi proporcionado assistir a uma exibição degradante.Jogadores mal posicionados, atrazos na chegada aos lances, canalização de jogo pelo centro do terreno com aglomeração de jogadores nessa zona acabando por atrapalhar mais que resolver, gestos individualizados em detrimento da ações de conjunto, demasiado estaticismo nas posições, quando se exige movimentação e mudanças de posição para que se possa criar linhas de passe aos colegas e dificuldades ao adversário. Verifico que na execussão de bolas paradas, existe falta evidente de treinamento vs sistematização, sendo para mim confrangedor verificar que nos lançamentos laterais e com as mãos, se coloque sistematicamente a bola no adversário e com a utilização permanente do lançamento para a área a ver se pega. Quando uma ação na resulta ou não funciona, tem forçosamente de existir uma outra alternativa, senão, para que servem os treinos.
2- Este treinador pseudo-catedrático, como gosta de ser apelidado,já teve mais do que tempo de chegar a determinadas conclusões, pois como gosta de ver reconhecido em si o mérito de ter potencializado Fábio Coentrão, também deve assumir a responsabilidade do fato da equipa ter vindo sempre a piorar depois da primeira época e não basta ter perdido jogadores importantes. Se trabalha há mais de duas épocas com a equipa só poderia melhorar, mais a mais com reforços que considero bons reforços. Então é sua obrigação potenciar as suas capacidades e não se refugiar em desculpas estéreis e que já deixaram de convencer há muito.
3- Ou muito me engano ou este senhor treinador já não consegue criar empatias com os jogadores, pois nota-se a falta de capacidade de intervenção a partir do banco, que era a imagem de marca que passou na primeira época, no entanto ,é minha opinião que o mérito foi de um conjunto excepcional de jogadores que se juntaram nesse ano.
4- É, no entanto aquilo que temos e apesar das minhas críticas, o nome da instituição é bem maior que ele ou eu e portanto tenho que respeitar as suas opções ( desde que o Glorioso ganhe e jogue bem)
5-Uma palavra especial para a espetacular prestação da nossa seleção sub-20, coisa que nos deve deixar orgulhosos, até pelo enorme desempenho dos jogadores do nosso clube e daqueles que já foram.Tive a certeza de possuirmos alí o ponta de lança futuro do Glorioso, pois foi enorme no trabalho em prol da equipa, além de se ter revelado um desiquilibrador fantástico. Estou a falar do Nelson Oliveira !!!!!!!!. Fiquei enormemente sensibilizado com a forma heroica com que acabaram o jogo, demonstrando um sacrifício que deverá perdurar como um exemplo.

Somos enormes.