sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Falta uma alternativa para Maxi Pereira

Ou acham que Amorim pode dar conta do recado? Nim. Amorim é um jogador que como lateral direito, ataca bem, incorpora-se com acutilância nas movimentações ofensivas da equipa, mas a nível defensivo, não é garantia de estabilidade, pois esse não é mesmo o seu lugar. Wass que tem talento foi emprestado, logo não faz parte das contas para esta época, resta Maxi Pereira entregue à sua sorte, ao seu destino. Como será, vamos esperar que não, se o jogador uruguaio se lesionar? A meu ver, esta a par da falta de alternativa para Javi Garcia, são os principais défices deste plantel. São aqueles défices que não estão imediatamente à vista, mas que por alguma impossibilidade dos jogadores titulares podem tornar-se um grande problema. O mercado está ainda aberto e penso mesmo que o Benfica devia corrigir estas pequenas grandes lacunas. Mais um central de nível também não era de desprezar, já que como alternativa aos titulares, para mim só conta Miguel Vitor, os outros são fraquinhos...

15 comentários:

Anónimo disse...

Wass tem talento? A fazer o quê? Não é de certeza a jogar à bola...até o presidente do Evian já percebeu isso!

|OnE| disse...

Ó Far assim de repente e só de olhar para a imagem pensei que ias recomendar o Pietra para o lugar.

Far(away) disse...

Mantenho a ideia de que Wass tem talento. O futuro o dirá. Agora a questão aqui é mesmo a falta de substituto para o Maxi.

One, ainda dava uma perninha o Pietra.

ruibenfiquista disse...

nelson do bétis, se ja estiver recuperado da lesão..parece-me a hipotese mais viavel, podendo vir emprestado com opcçao de compra...

Far(away) disse...

Não sei se o Nélson ia querer vir para o Benfica, para o banco... Além do mais, confesso, que nunca foi um jogador, à excepção dos primeiros seis meses quando chegou do Boavista, que tenha caído no meu goto...

Deusébio disse...

Concordo contigo,

Se bem que, a nível interno, o M Vitor também pode fazer o lugar do Maxi. Agora na Champions...

Abraço

Nuno Pinho disse...

O Koeman punha o Nélson a jogar como extremo. Era ágil e tinha velocidade, mas a defender nunca deu garantias...
Chegava a dar-lhe razão na opção pelo Alcides.
A alternativa é o Amorim. Faz bem a posição desde os tempos do Belenenses.

Anónimo disse...

Na minha opinião, o Rubem Amorim faz bem o lugar. Estamos a falar de 5 jogos, no máximo, os jogos que o Maxi não vai fazer. E estou a falar em jogos da Liga e da Champions.

Se o Jesus quizer dar descanso ao Maxi, é por o Amorim nos jogos na Luz.

GNR

SLB4EVER disse...

O Amorim tb não me convence a lateral, é certo que pode fazer a posição mas ñ me agrada muito a ideia.
Quanto ao Javi acho que 'domesticando' o Matic este poderia ser uma boa alternativa ou então o Amorim que tb ñ é estranho á posição.
Central é que também gostava de trocar o Jardel por alguém mais seguro e sóbrio nas decisões.
A ver vamos o que está reservado até ao fecho do mercado.

John Wakefield disse...

O André Almeida tinha feito uma pré-época interessante e até jogou bem contra equipas teoricamente difíceis como por exemplo, o PSG. Contudo, também vai jogar regularmente no Leiria e isso permitirá a sua evolução.
Rúben Amorim é uma alternativa decente mas temos que estar cautelosos. Ele esteve uma época sem jogar e pode não recuperar o ritmo assim tão facilmente!
Em última instância, avança Miguel Vítor que creio que já alinhou a defesa-direito.
Agora e respondendo à questão, não sei se é mesmo necessário um lateral direito. E por isso, como estou consciente que é uma questão de difícil resposta, aceitarei qualquer que seja a decisão a tomar.
Agora o que eu não admito é a sonolência em torno do processo de renovação de Maxi...

Mentiroso disse...

Aparentemente temos um problema insanável que perdurará toda esta época. Maxi está longe da consistência revelada nos últimos anos e Amorim cumpre apenas os serviços mínimos nesta posição, o que é curto.

Discordo da avaliação que fazes a Wass. Dos vários jogos que fez pela selecção sempre me pareceu muito fraco. Não tem categoria para o Benfica e é estrangeiro.

Agora que Fábio Faria vai ser emprestado necessitávamos de um jogador formado em Portugal. Talvez Nélson fosse uma opção a considerar para o lugar.

Olho Gordo disse...

Acho que até seria mais viável contratar um jogador português, com alguma experiência e talento, para ser opção de banco. Por certo, haverá algum na Liga Portuguesa que o Benfica poderia contratar a baixo custo.

Não acho que necessitemos de mais nenhum central. Se Miguel Vitor se quiser tornar num grande central, terá que se chegar à frente e jogar. Não interessa se para a Taça de Portugal ou Taça da Liga, mas tem que jogar. Jardel é uma razoável segunda escolha.

Para o lugar de Javi, lá teremos que ir rodando Matic e Amorim.

Não vale a pena investir mais dinheiro este ano, a não ser para ir buscar o Dedé (... caso esta seja a última época de Luisão de águia ao peito).

Pedro disse...

Amorim chega e sobra. Ruben Amorim é bom o suficiente para ser alternativa a Maxi e a Javi e dar mais opções ao treinador para a posição de médio interior onde é excelente. Não estou minimamente preocupado. Tenho total confiança no Ruben, seja na lateral ou no meio campo. Para mim, é uma falsa questão.

Bcool973 disse...

Acho curioso que não fales da falta de alternativas ao Cardozo. Concordo com a inexistência de alternativa ao Maxi, mais ainda quando ainda nem renovou. A alternativa ao Javi infelizmente deixámos sair a custo zero para o Parma. A verdade é que em termos de extremos também estamos mal, pois o Gaitán não é extremo, o Nolito também não, o Peréz se não jogar não se transformará em alternativa. Temos excesso de jogadores do mesmo tipo e falta de jogadores específicos, mas nada disso me admira pois vai ser mais um ano a penar. Pode ser que os sócios acordem e mandem embora o Orelhas para o próximo ano.

Far(away) disse...

Já abordei esse assunto da falta de alternativas em relação à Cardozo. Confio em Nélson Oliveira e Rodrigo.