domingo, 28 de agosto de 2011

Jorge Jesus: Urreta e Roderick para emprestar

Jorge Jesus veio confimrar os empréstimos de Urreta e Roderick, emprestimos esses que há muito estavam anunciados. Mas atentem no que disse, a propósito de ceder Urreta: «Temos três opções para as alas, apenas um pode jogar...». Apenas um pode jogar? Então mas o Benfica não tem jogado sempre com dois alas, no caso Nolito e Gaitán, sobrando apenas Enzo Pérez? Acho que Jesus equivocou-se nesta explicação e mais do que isso, acho curto para quem joga com dois alas, ter apenas 3 soluções para as bandas. Ou vamos ter que ver Bruno César constantemente adaptado à faixa esquerda, quando é certo que para render o que sabe, tem que jogar no meio?

Se em relação ao empréstimo de Roderick, esse faz todo o sentido, pois é um jogador que nesta fase da sua carreira, precisa jogar com regularidade, vamos ver para onde irá o jovem central, em relação a Urreta, a explicação de Jesus não faz o mínimo sentido. Vamos enfrentar uma época longa e difícil, dentro da forma de jogar do Benfica, com apenas 3 soluções para as faixas, no que toca a jogadores de linha, vamos dizer assim. Acho que pode ser um erro, depois não pode vir dizer que tem falta de jogadores para as faixas. Urreta tinha lugar neste plantel, é alguém que pode ocupar as duas alas com igual competência, mas Jesus entendeu abdicar dos seus serviços, espero que tenha ponderado muito bem sobre o assunto.

11 comentários:

John Wakefield disse...

Eu acho que o empréstimo do Urreta foi mais um erro estratégico de JJ. Todavia, ele que se lembre que este é o ano do tira-teimas e do benefício da dúvida. Se falhar, deverá ser responsabilizado e sair no final de época. Se triunfar, continuará a servir os destinos do nosso clube. Mas o empréstimo do Urreta é um erro.
Em relação ao Roderick, concordo com o empréstimo. Ele ainda é muito "verde" e tem que amadurecer e para isso, terá que jogar com regularidade, algo que nunca aconteceria no Benfica. Por isso, concordo com o empréstimo!

redjan disse...

Roderick bem emprestado. Urreta ? Porquê tanta teimosia JJ ????

SLB4EVER disse...

O Roderick era ideal rodar num clube na premiership ou na liga espanhola. Acabei de ver o Arsenal levar 8 do MU, será que o Wenger ñ fazia dele um central ? LOL
Granada? Servette?

O Urreta, já se esperava o seu empréstimo e é mais daqueles casos que não dá para perceber a razão do seu afastamento desde á 2 anos e meio, já na última temporada o seu empréstimo(e reempréstimo) foi um sério caso de má gestão do plantel.

Pelo menos que sejam colocados onde tenham as oportunidades que no clube não são dadas, e que as saibam aproveitar.

Caro Far a explicação até me faz sentido se ele prescindir de vez de jogar com dois avançados centro, com a inclusão de mais um médio (Witsel) entre o Aimar e o Javi, os alas e o Aimar ficam com mais liberdade ofensiva e menos trabalho defensivo. Penso que assim´se pode jogar na direita com o Rodrigo ou N.Oliveira tb, são rápidos e bastante mais forte/altos que o Gaitán e por vezes isso dá jeito. Mas isto é apenas a minha opinião, não faço ideia dos 'fetiches' do JJ. Pode ser que o jogo com o Nacional dê para perceber melhor a ideia.

Preferia ver o M. Vítor do que o Jardel a ser o titular, tb não me agrada continuar a ver o D.Simão fora dos convocados, era sensato e popular começar a apostar nos jovens portugueses da formação. Quem fez do Peixoto um globetroter no SLB não tem desculpas para deixar estes de fora.

Anónimo disse...

Roderick e correcto. Urreta e ma gestao tecnica pura e simplesmente.
Mesmo levando em conta os argumentos acima apresentados pelo SLB4EVER, o que e certo e que isso vai pressupor alteracoes tacticas desnecessarias ,para alem de que a equipa persiste numa ma estrutura tactica que se notara certamente com equipas que se fechem bem na defesa. So apostar tanto em Rodrigo como no Nelson sob os flancos e um atestado de incompetencia que Jesus passa a si proprio, tal como quando poem Gaitan sobre a direita ou Cesar na esquerda quando ambos devem jogar sobre o meio.
A que ser dito que a culpa nao morre no treinador mas deve ser competencia do director desportivo a ultima palavra nas cedencias. Notoriamente na conjuntura actual do clube a direccao confia quanto a mim excessivamente no possivel sucesso desportivo desta epoca. Ao tornar Jesus plenipotenciario nestas questoes de gestao, procura dar-lhe corda para ele se enforcar quando correm serios riscos de ser postos na rua se a estrategia falhar redondamente.

Batigol

Olho Gordo disse...

Roderick emprestado? Aprovado! Urreta emprestado? Não posso concordar...

Só espero que o Jesus não se venha queixar no final da época de falta de soluções. Ou pior, vá ao mercado arranjar uma solução cara por mera teimosia. Salvio, anyone?

Far(away) disse...

O Salvio é uma das apostas do Manzano, não vai sair do Atlético de Madrid. Mais depressa o Elias, embora seja um jogador bem distinto.

Anónimo disse...

Epá, então?
É de aplaudir, ele é excedentário (pelo menos para J.J.), logo, só tem é que ser emprestado. Não foi o que defendeste de Yebda? Quantos "6" tens no plantel?

Enfim, isto não é teimosia, temo que seja outra coisa bem pior.

Far(away) disse...

São casos diferentes o Yebda e o Urreta. Yebda nem fez pré-época, já o Urreta sim, e a cada oportunidade que teve, mostrou valor.

FireHead disse...

Sim, agora vamos lá ver se o Jorge Jesus não engole mais um sapo mais tarde. Já chega, sinceramente!

Olho Gordo disse...

Não, Far. Referi-me a Salvio no sentido de estabelecer que o fomos buscar em Janeiro por falta de opções. Algo que nunca teria acontecido se Urreta tivesse ficado com o plantel.

Miguel A. disse...

Tenho muita pena que o Urreta vá ser emprestado. É um jovem já com muita qualidade e vai fazer-nos falta, porque a época vai ser longa, com jogos da Champions pelo meio que desgastam sempre mais, para não falar das outras competições em que vamos participar: Taça, Taça da Liga... A meu ver, é um disparate de JJ, mas espero bem estar enganado. O empréstimo de Roderick é uma decisão muito acertada, até porque felizmente o M. Vítor ficou.

Cumprimentos