quarta-feira, 10 de março de 2010

I... diotas

A questão não é: como é possível que um jornalista, ao descrever um violador, coloque a sua preferência futebolística? É mais: como é possível que TRÊS jornalistas, ao descreverem um violador, coloquem a sua preferência futebolística? Que há jornalistas idiotas já todos sabíamos, agora, que todos se tinham juntado na redacção de um jornal para escrever o mesmo artigo, já é novidade.

Qual é a relação entre ser benfiquista e ser violador? Alguma? Por que é que não colocaram qualquer de útil como "desconheciam-se problemas psiquiátricos"? Ou se era para ser mesmo idiota, que tal um "prefere bitoque a cozido à portuguesa". Isto de criar um jornal é muito bonito, mas quando se apercebem que as vendas não vão tão bem quanto queriam, eis que aparece o estilo Correio da Manhã/24 horas.

4 comentários:

falsolento disse...

Não vejo a referência ao ser Benfiquista dessa forma negativa, acho que é apenas uma forma de descrever o indivíduo em causa como uma pessoa aparentemente normal e igual a tantas outras, de quem nunca se suspeitaria. Acho que é por aí.

Tony disse...

A mesma fonte que recolheu esta notícia foi notificado pelo próprio que tinha mudado para a aliança FC Regional/Grupo dos falidos

Tasmaniapt disse...

Eu acho que é de mau gosto e pronto!!

Homem da Luz disse...

É desnecessário e revelador da falta de bom senso e talento de 99% dos jornalistas portuguesas e 100% dos jornais.
Não compro, não leio, não dou importância.