domingo, 18 de julho de 2010

Desde que saiu, nenhum digno veio. Até quando?

A foto é belíssima. Acompanhado pela esposa e com os seus dois filhos, a Luz vestiu-se de gala para, na abertura da nova época, se despedir de Michel Preud'homme, o último grande guarda-redes do Benfica. Depois dele, uns com maior e outros com menor qualidade lhe sucederam, com maior ou menor habilidade, com maior ou menor empatia por parte do público, lá foram eles defendendo a baliza do Benfica da melhor maneira que sabiam. No minuto em que saiu, deixou logo saudades. Cinco minutos depois, Bossio dava um frango monumental frente ao Bayern de Munique. Não poderia, MPH, voltar atrás e, aos 40 anos, defender a baliza? Acho que ele bem queria, mas havia quem não quisesse.

Hoje, mantenho a questão: para quando um guarda-redes com a valia, de Michel Preud'homme? Ou até mesmo metade dela? Fico à espera, porque ainda não foi desta.

8 comentários:

Flip Nunes disse...

Sim verdade.

Mas porque não exprimentar o Moreira ?

Saudações Benfiquistas !

JNF disse...

Já fizemos isso antes. Não querendo entrar em comparações entre os 4 GR's, nenhum tem metade da qualidade de MPH.

Anónimo disse...

mas que culpa teve o Roberto nos golos?

JNF disse...

Quem é que falou que Roberto teve culpa? No entanto, MPH teria defendido as 3. E eu quero um MPH na baliza do Benfica sff. E por 8,5M encontrávamos vários, escolhemos foi o errado. Não digo que o Roberto seja mau, mas é muito pior que muitos que andam aí e custou mais que qualquer um desses.

O GLORIOSO disse...

Caro JNF obviamente esta é sem duvida uma bela forma de apoiar o Roberto não é?
Compara-lo ao melhor GR que alguma vez jogou em Portugal e um dos melhores de todos os tempos. Sinceramente...
É verdade que desde que o nosso S. Michel quase com 40 anos saiu nunca mais tivemos um GR sequer com qualidade para lhe carregar com as bolas simplesmente porque Preud´hommes aparecem 1 vez em 40, ou 50 anos. Tivemos bons GR (principalmente o Quim mal amado até aqui sempre foi o meu preferido) que remedeiam apenas isso. Mas amigo JNF Preud´homme é unico e incomparavel. Hoje ninguem (Casillas, Bufon,, etc) se compara á classe do Michel. Ele foi um Maradona, um Eusebio, um Pele mas na baliza.
Quanto ao Roberto é incrivel o que muitos dizem do rapaz. Hoje digam 1 golo que teve culpa, ou até queriam que defende-se todos os penaltis. Já disse parece-me um GR com muitas qualidades mas precisa como qualquer jogador de se abituar á equipa, aos companheiros, á maneira de jogar, ao clube como é natural (o Di Maria precisou de 2 anos).
Não facam é comparações estupidas e invocem autênticos deuses da baliza pois isso não ajuda em nada o Roberto que quer queiram ou não vai ser o nosso GR, ou também acham que o nosso Jesus não percebe nada disto?

P.S- Estive no jogo da despedida do Michel, ele em 2 minutos defende 2 bolas de golo em 2 cantos e depois entra o Bossio e foi o que se viu. Mas também já falei disto mas poucos se lembram o 1º jogo dele no Glorioso. Foi na Luz com uns Marroquinos em que joga 5 minutos e sofre 1 golo fotocopia do 2º que o Roberto sofreu com o Sion. O que hoje se falaria num GR que joga 5 minutos e sofre 1 golo "defensavel".

Éter disse...

Infelizmente, isso é como esperar pelo novo Eusébio. Preud'homme só há um.

sigmund disse...

«Quem é que falou que Roberto teve culpa? No entanto, MPH teria defendido as 3.»

Não sei a tua idade, mas começo a achar que eras uma criança mt pequena qdo o Preud'homme por cá passou. Criaste uma figura quase infalível na tua cabeça que nunca existiu.

Preud'homme foi o mais brilhante guarda-redes que vi jogar, mas ainda assim lembro-me de vários golos que podia ter evitado e mm de muitos em que foi mal batido.

Aliás, na primeira época nem foi nada de especial, o que fez com que muita gente achasse que tinha perdido qualidades. Quem não se lembra do golo do Balakov que resultou de 2 erros dele, reposiçao da bola e golpe de vista?

Enfim, dizer que depois dele não houve ninguém digno tb é de profunda injustiça. Enke fez exibições brilhantes. Tão brilhantes que até foi contratado pelo poderoso Barcelona. E depois todos sabemos o que se passou com ele em Espanha e na Turquia, em que chegou a ser assobiado pelos próprios adeptos... e como mais tarde regressou à Alemanha e se tornou no melhor guarda-redes da competição. A diferença entre Portugal/Alemanha e Espanha/Turquia? O respeito, confiança e tolerância demonstrados pelos adeptos. Poucos guarda-redes conseguem render sobre brasas.

Pedro disse...

O Enke não nos deixava mal e, mantenho, desperdiçámos um dos melhores grs que podíamos ter tido, Moretto. Todos a milhas do grande Michel mas nem todos os bons jogadores estão ao nível do Messi....