domingo, 29 de agosto de 2010

O lado B

Numa era cada vez mais dominada pelas emergentes tecnologias e pela efemeridade dos acontecimentos, não há nada mais importante para uma empresa, uma marca ou um clube do que a sua imagem. A sua relevância adensa-se no contexto Benfica, pois o glorioso encerra em si características comuns a estes três campos.

O Benfica está no coração de muitos benfiquistas, mas é perscrutado diariamente pelos olhos e ouvidos de muita gente. Sujeita-se frequentemente à má lingua portuguesa, seja pelo bel-prazer de destilar escárnio, pela mesquinhez anti-benfiquista ou, simplesmente, por falta de decoro. Não interessa. A nossa grandeza excede-nos, as invejas multiplicam-se e os ataques são difíceis de controlar. Mas não impossíveis.

Veja-se a superficialidade com que são analisadas as valências de todas as contratações do Benfica. Ao longo dos anos, muitos foram os talentos desperdiçados à custa da impaciência dos adeptos, embalada pela ávida sede destruidora da imprensa desportiva. Como se não bastasse ser vítima de si próprio, o guarda-redes Roberto tem sido também crucificado por estas duas facções desde o dia em que se estreou no clube.

Todos nos lembramos da sua comprometedora estreia frente ao Sion, mas foi ainda antes de calçar as luvas que Roberto começou a ser criticado. Como se fosse o culpado de o Benfica ter pago um balúrdio por um jovem sem provas dadas. No entanto, parece-me crucial lançar aqui uma reflexão: o Roberto é mau guarda-redes porque custou 8,5 milhões, ou porque não tem qualidade para o Benfica?

Uma coisa é certa, não me parece que ele alguma vez venha a valer o que custou. E enquanto carregar este ónus não terá agilidade suficiente para defender as redes da Luz. A sua imagem foi devassada, e isso reflecte-se no seu olhar amedrontado e nas bolas que lhe escorregam por entre as luvas. Adeptos dos clubes rivais rejubilam a cada erro. É uma festa ver o Benfica a sofrer golos, depois de um ano de goleadas que os remeteram para o silêncio. E se a pressão dos adversários pode ser vista como algo de natural, o que dizer sobre o discurso jornalístico que os media adoptaram para o adjectivar? O tom jocoso com que o tratam é vergonhoso, mas isso só acontece com à anuência dos benfiquistas, desejosos de o ver pelas costas.

Gosto da forma como Jorge Jesus defende o seu jogador e a imagem de liderança e fé nas suas convicções que as suas decisões transmitem. Não me conformo com a forma como os media o lincharam, e fico abismado com a onda negativa que se gerou à volta dele. Até a minha avó diz que o espanhol não presta, mesmo sem ter o visto jogar. Multiplicam-se os erros infantis, que nem um mau guarda-redes faria. Roberto pode ter muita qualidade, mas não tem estofo. E não me parece que a sua imagem vá melhorar tão cedo, por mais grandes penalidades que defenda na Luz.

7 comentários:

Kitnoce disse...

Quando um GR como Eduardo vale 4 milhões (e não gosto do Eduardo, mas fez um Mundial de categoria...), o Roberto muito dificilmente valerà 8.5 milhões...é um facto, so mesmo com uma evoluçao que o meteria praticamente ao nivel duma dos colossos como Iker ou Gigi...
Mas acho que pode vir a ser util ao Benfica... mas em vez de se bater no Roberto, devia-se bater naquele que assinou o contrato por esse montante...

Francisco disse...

Bom dia,

O olhar do nosso portero diz tudo..tem medo..muito medo! É óbvio que ainda não percebeu o que é o Benfica..a sua dimensão! É completamente diferente defender as cores do Saragoça do que as do Glorioso! Partilho da sua opinião quando diz que, provavelmente, nunca irá atingir o patamar dos 8,5 milhões, mas daí a ser "morto" passado duas semanas vai um longo caminho! É o nosso guarda-redes, como tal, teremos que o defender destes ataques mesquinhos e pouco inocentes! O tema "Roberto" vem à baila em qualquer transmissão televisiva..ainda durante a final du Supertaça Europeia se falou neste assunto..é ridiculo!

Um abraço

Francisco Correia

http://bancadameo.blogspot.com/

Anónimo disse...

Eu sou da opinião que o Roberto ainda vai calar muita boca por aí fora... e quando isso acontecer eu quero ver o que dirão essas bocas.
Inclusivé virei aqui a este blog ver se o autor se retrata perante essa falta de crença no "nosso" GR, tão típica que tem sido neste país, mas principalmente entre adeptos do Glorioso.

JNF disse...

Anónimo,

mantenho o que disse em relação à qualidade de Roberto, não a tem, em suficiente, para defender as redes do Benfica. Um penalty todos defendem, até o Moretto o fez em Camp Nou.

VHugo disse...

O Roberto é mau guarda redes porque não tem qualidade para o Befica, e até podia ter vindo de borla, que diria mesma coisa.


http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/08/tarefa-avista-se-complicada.html

Águia Preocupada disse...

Custou 8,5 milhões mas se custasse 85,00 € o seu valor como guarda redes não alteraria.
Ou é bom guarda redes, ou não é! Essa é que é que é a questão.
E o que tem mostrado diz-nos que não vale sequer 0,85 € !!!
Jorge Jesus tem o dever moral de o defender. Mas tem acima de tudo o dever moral, material e desportivo de defender o clube que representa e lhe paga!
E neste momento, só o defenderá, retirando Roberto da baliza. Não é um penalti defendido que muda a situação.
O miúdo não tem posição na baliza, sai mal, sempre ao lado, parece estrábico, e parece uma criança assustada quando numa multidão se vê perdida dos pais!
JJ tem que resolver e já a situação, sob pena de hipotecar já na próxima jornada a reconquista do título!

Bimbosfera disse...

E se fosse de graça até? Deixávamos de o apoiar por causa disso? Ou se fosse o melhor do mundo, por tal, já não mereceria apoio, pois já era o melhor do mundo? Bem, por muito que me doa o coração, às vezes, com as suas saídas, é o meu guarda-redes enquanto o Jesus o puser a jogar, ele ou outro. Independentemente do preço...

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com