quinta-feira, 7 de julho de 2011

Olho na Águia: Ezequiel Garay


Ezequiel Garay começou por dar os primeiros passos no futebol profissional aos 18 anos no Club Atlético Newell's Old Boys, competindo no Torneio Apertura decorria o ano 2004. Não realizou muitos jogos com a camisola do Newell´s e a fim de 13 partidas ingressou em Dezembro de 2005 no Racing de Santander de Espanha. Nos anos seguintes teve uma utilização cada vez mais regular, constituindo-se como o principal esteio da defesa do Santander, apesar da sua juventude. 60 partidas e 12 golos depois, o Real Madrid avançou para a sua contratação em Maio de 2008, deixando no entanto o jogador emprestado por mais uma temporada no Racing de forma a competir regularmente e continuar a sua evolução.

Chegado ao Bernabéu não foi fácil a vida de Garay. Não só porque a concorrência era feroz, mas também porque foi tendo alguns problemas físicos que não ajudaram à consolidação do seu estatuto num clube que não dá muito tempo aos jogadores para vingarem. Apesar de tudo na sua primeira época como merengue disputou 23 jogos, acabando por ser titular muitas vezes no final da temporada de 2009/2010. Contudo o ano seguinte, que coincidiu com a entrada de José Mourinho no Real Madrid, foi atribulado, ficou muito tempo de fora devido a uma grave lesão e perdeu espaço na equipa. Não foi de espantar portanto que aquando do interesse do clube de Madrid em Coentrão, que fosse um dos jogadores incluídos na negociação, e por intermédio desse negócio, aterra na Luz aos 24 anos.

Com uma boa presença física (1.88 cm/83 kg), Garay é um central que prima pelo seu bom posicionamento na disputa dos lances. Forte na antecipação e bom no desarme, é um jogador duro na abordagem a cada jogada, um central que dá pouco espaço aos avançados, agressivo nos confrontos directos com os adversários. É de facto um jogador inteligente na forma como lê o jogo, não é o típico central argentino que baseia o seu jogo quase exclusivamente numa forte marcação, tem mais armas no seu arsenal, que lhe permite ser um tipo de jogador que encaixará bem ao lado de Luisão. Forte no jogo aéreo, Garay costuma ser eficaz no jogo pelo ar, fruto também da sua boa capacidade de impulsão, diria eu um dos seus pontos fortes.

Tecnicamente é um jogador evoluído, sabe tratar bem a bola, se necessário for pode ser o primeiro jogador a iniciar os movimentos ofensivos da equipa. Hoje em dia é fundamental que um central tenha essa capacidade e Garay é um jogador competente nesses momentos. Em termos de velocidade, não é um central lento, longe disso, tem a facilidade de ganhar grande parte dos duelos nesse particular, mas não é propriamente um jogador muito veloz, ainda num meio termo. No entanto é bom subilinhar que a sua capacidade de aranque, ou seja, o seu pique em velocidade é acima da média, o que lhe permite aliado ao seu bom jogo a nível táctico, ser um central difícil de ultrapassar e quando embalado mais difícil ainda.

Importante perceber os seus pontos menos fortes, com vista a melhorá-los. Garay é um jogador que denota em certas alturas uma capacidade de concentração instável, o que para alguém que ocupa a posição que ele ocupa, pode ser extremamente perigoso para a sua equipa. Acho mesmo que este é o aspecto a trabalhar com mais atenção por Jorge Jesus. Além disso mostra em algumas ocasiões e resultado do excesso de confiança nas suas capacidades, demasiada sobranceria nas saídas de bola, apesar de como anteriormente referi, ser forte nesse aspecto. Se formos a ver tudo isto está ligado à sua capacidade de concentração no jogo. Melhorando substancialmente este pormenor e teremos um central para muitos anos.

Veredicto: Aprovado.

13 comentários:

CsA disse...

Costuma jogar na meia direita ou esquerda?

Far(away) disse...

Já o vi jogador sob os dois lados.

pjsimoes disse...

Que preço dás a Garay? Na tua opinião quanto deveria o Benfica pagar por um central com estas caracteristicas e já com alta rotação de futebol europeu?

Far(away) disse...

Nesta altura, não daria mais de 7/8 milhões pela totalidade do seu passe. Não é um jogador valorizado. Pelo menos como podia ser se tivesse jogado mais regularmente.

Anónimo disse...

grande contratação.
plantel fortissimo do Glorioso, é pra ganhar tudo.

Mr. Shankly disse...

"é um jogador que denota em certas alturas uma capacidade de concentração instável, o que para alguém que ocupa a posição que ele ocupa, pode ser extremamente perigoso para a sua equipa. Acho mesmo que este é o aspecto a trabalhar com mais atenção por Jorge Jesus. Além disso mostra em algumas ocasiões e resultado do excesso de confiança nas suas capacidades, demasiada sobranceria nas saídas de bola, apesar de como anteriormente referi, ser forte nesse aspecto."

Meu, parece o David Luiz :)

Anónimo disse...

Não é o típico central argentino?!
Pois eu acho precisamente o contrário, está na linha de um Walter Samuel, Milito e de tantos outros que actuam naquela posição: bons, nunca excelentes.

Anónimo disse...

É um excelente jogador !
Mas apresenta lacunas e talvez por isso faz parte dos dispensados do Real Madrid e não teve clubes espanhóis interessados.
Tem que jogar ao lado de um central rápido e não se adapta a avançados que se mexam muito. No Benfica pode ser um problema se jogar ao lado do Luisão.
Esta informação foi-me dada por um empresário de dois jogadores argentinos que estão no futebol Português.
Deu o exemplo do Otamendi do Porto que só jogava ao lado do Rolando por ser rapido, pois quando jogava ao lado do Maicon era um buraco.
Sera assim ? Honestamente não sei mas fica o que me foi dito .

Far(away) disse...

MR. Shankly, realmente Garay tem em comum esse défice com o David Luíz, mas as parecenças acabam aí.

Far(away) disse...

Anónimo às 10:55

Reforço que não acho Garay um típico central argentino. Apesar de ser forte na marcação trata bem a bola, e tem uma outra elegância na forma como joga. Já tive oportunidade de dizer que não seria a minha primeira opção para fazer dupla com Luisão, mas o Benfica garantiu a contratação de um bom central.

Far(away) disse...

Anónimo às 13:30

Por aquilo que pude perceber, Garay tinha outras propostas, mesmo da La Liga, mas o negócio o negócio de Coentrão com o Real precipitou tudo. Não fosse assim e não sei se Garay viria para o Benfica, tenho muitas dúvidas.

Anónimo disse...

Para quando o olho na aguia po mika??????? abraço

Far(away) disse...

Não sei se haverá. Não conheço o Mika bem o suficiente para elaborar uma descrição pormenorizada das suas caracterítiscas. Só faço "Olho na Águia" daqueles jogadores que conheço bem.