sábado, 24 de setembro de 2011

O problema das bolas paradas...

...a nível defensivo. Se alguma coisa pudemos observar no clássico de ontem, foi a inabilidade do Benfica em defender bolas paradas com acerto. Sofremos aliás os dois golos dessa forma pelo que tem que ser feita a pergunta: Porque isso aconteceu? Falta de trabalho táctico nesses lances? Falta de concentração dos jogadores no processo defensivo? A defesa em zona é a forma ideal de defendar bolas paradas? Se formos ver a defesa em zona, é uma forma de marcação que não marca individualmente os jogadores, antes o espaço e quem caír nesse mesmo espaço. Não acho que o problema esteja nesta forma de defender, penso que o cerne da questão estará na concentração dos jogadores em cada lance disputado, já que acredito que Jesus treine os seus jogadores em conformidade no que toca a aprimorar cada défice da equipa, sobretudo quando ele é tão evidente. A disparidade entre o momento defensivo e momento ofensivo, na forma como a equipa se movimenta mas sobretudo como os jogadores atacam a bola não podia ser maior.

Veja-se por exemplo o golo marcado por Kleber. O que vimos ali foi o avançado do Porto ganhar o lance e consequentemente marcado o golo, por ter atacado a bola. a falta de reacção, a apatia dos nossos jogadores nesse tipo de jogadas, não pode acontecer de forma tão saliente. Lá está a questao da concentração, é fundamental cada jogador saber o que tem fazer, fundamental para além de saber ocupar a zona onde se movimenta, saber antecipar quem poderá aparecer nesse local, pois dessa forma dificilmente será apanhado desprevenido. O que aconteceu depois no golo marcado por Otamendi? Mais do mesmo? Sim, com a diferença apenas da bola ter sido "comida" pelo chão em vez de ser pelo ar, de resto saltaram à vista os problemas que anteriormente já referi. Não é concebível que num clássico, tais lances se registem, pois pode ser a diferença entre um empate e uma derrota, no caso. Acredito que Jesus está atento e que trabalhará a equipa em função disso, mas uma coisa é certa: os adversários já perceberam que o Benfica não é tão forte na forma como aborda as bolas paradas quando defende.

11 comentários:

John Wakefield disse...

Pois é necessário rever o que anda a falhar. Já na época passada, falhamos muito nesse capítulo. Precisamos de mais concentração. Eu sei que a defesa tem jogadores novos mas isso não pode servir sempre de desculpa. No ano passado, a situação não era essa e acabamos por falhar.

ps: Infelizmente, começo a acreditar que vem mesmo 1 sumaríssimo para o Cardozo. Com as recentes declarações do actor dos Morangos e da sagrada vítima dos stewards, temo que a presença de Tacuara no próximo jogo para o campeonato, não seja certa. A ver vamos...

Anónimo disse...

Andre Gusmao - Caríssimos, concordo com isso e acrescento que, o Emerson, apesar de estar bem, precisa acordar um bocadinho mais. Já lá vão tres lances (2 golos) de uma diagonal a sair do lado esquerdo da defesa (Manchester, Academica) e ontem o remate do Hulk. Mas a equipa está no caminho certo!

CP disse...

A concentração nos lances de "bola parada" é fundamental. É certo que da defesa que há dois anos sofreu dois golos em Olhão, na sequência de livres, restam Maxi e Luisão, mas quantos jogos fez o SLB sem sofrer golos, sejam eles de "bola parada" ou por falta de pressão sobre o adversário que conduz a bola ou que está à espera de um passe. Maxi a (tentar) marcar um jogador com quase 1,90m não foi uma boa opção, assim como não foi a ausência de pressão sobre o central que (nos) marcou o segundo golo. Os adversários estão a ser presenteados com diversas baldas. Perderam-se dois pontos em Barcelos pelo espaço concedido a um tal Laionel e o Giggs (Manchester) marcou um golo porque o deixaram ir à vontade em vez de recorrer à falta, ainda que custasse um cartão amarelo (às vezes leva-se um amarelo por protestos, pedir cartão para o adversário, simular falta, etc.). O facto de se sofrer golos em quase todas as jornadas deve ser motivo de preocupação, porque nem sempre se consegue dar a volta a resultados negativos. Haja esperança e confiança de que as coisas vão melhorar. CARREGA BENFICA!

Admirador disse...

Realmente é preocupante o facto de o Benfica sofrer golos todos os jogos, e não me parece que seja por falta de qualidade da defesa.
A mim parece-me que o Benfica sofre muitos golos com diagonais feitas do extremo direito adversário para o meio, ou mesmo por cruzamentos do nosso lado esquerdo da defesa. Será Emerson o nosso "elo mais fraco", e as equipas exploram bem isso ? Será que Javi/Witsel se calhar tem de cair mais naquele lado para ajudar a fazer tampão às diagonais dos extremos ? Será JJ que tem de decidir.

Ainda sobre o jogo de ontem, Far(away), gostaria de saber a tua opinião sobre o jogo de ontem do Emerson.
Na minha opinião, gostei muito do que vi, talvez até o melhor jogo em termos gerais, visto que defendeu bem, apesar de ter começado um bocado mal, ganhou bastantes bolas de cabeça, e ainda foi lá à frente dar uma ajuda em várias situações. Temos jogador ?

Abraço e continua o grande trabalho

MasterPT disse...

Excelente análise Far(away), concordo em absoluto.
Começa a ser preocupante tanta falha defensiva nos lances de bola parada.

Abraço

Manuel disse...

As bolas paradas não são difíceis. Difíceis é quando começam a andar. :-))

Eduardo disse...

Boas queria vos pedir para adicinorem o meu blog http://mercadodefutebol24.blogspot.com/ que eu irei fazer o mesmo com o vosso.

David Gonçalves disse...

Sumaríssimo; Não pode haver, o árbitro viu e sancionou, como tal !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

xirico disse...

Far(away):Qual a sua opinião sobre o Emerson.Não seria conveniente ter um lateral esquerdo mto mais ofensivo?O Emerson até tem defendido razoávelmente,mas em termos ofensivos é mto pouco actuante.Qual a sua ideia?

João José Aquilino Pires disse...

Um dos grandes problemas do Benfica (e não é um problema de agora pois é um problema recorrente desde que o Jesus pegou na equipa) na defesa de bolas paradas é a não colocação de jogadores a defender os postes, na tentativa de colocação dos avançados contrários em fora-de-jogo. Isto nos livres, sendo que nos cantos, não havendo hipótese de fora-de-jogo, há somente um jogador a defender o primeiro poste - o problema é que esse jogador sobe assim que o canto é batido. Já perdi a conta ao número de golos que sofremos assim nestes 3 anos. Vejam-se os golos do Porto neste jogo: ambos poderiam perfeitamente sido evitados com a colocação de jogadores na zona dos postes...

saudações aquilinas,
João José A. Pires

SC disse...

Boas..
É um problema que ja vem da epoca transacta mas parece me que aliado a alguma falta de agressividade e concentração na minha opinião cometemos muitas faltas e algumas delas bastante desnecessárias como é a falta do Maxi no 1o golo.
DE TODOS UM!!!