quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

André Almeida


6 meses depois, lá está ele de volta ao plantel principal.
Não era de forma nenhuma esperado este regresso mas com a saída forçada por Ruben Amorim do plantel, não existia outra solução que não fosse o regresso do internacional sub-21 ao plantel.
O que ganhamos e perdemos com esta troca?
Ganha-se presença física, o sub-21 é muito mais alto e largo, impõe outro respeito que é sempre importante e também, mais uma solução para a posição 6. Não me recordo de ver Ruben Amorim a jogar na posição de Javi Garcia, como Matic ainda desperta muita desconfiança a muitos, pode permitir ao sérvio que se transforme na primeira alternativa a Witsel. Transformando André Almeida na primeira alternativa ao espanhol,o que não seria uma novidade, visto que é como trinco que se tem destacado na selecção e nos 6 meses de Leiria.
Sendo este jogador talhado para jogar na posição 6, também terá que ser solução para a lateral direita, esta devido à inexistência de mais soluções, ainda que eu seja apologista de que em jogos com maior grande de exigência, a alternativa a Maxi deveria ser Miguel Vítor.
Em relação ao que perdemos, começamos por perder uma solução para a ala direita do ataque, André Almeida não é tão forte quanto Amorim na ala direita, ainda que possa desenrascar em caso de necessidade mas nunca fará uma exibição com o rigor que Amorim fez contra o Manchester United em casa. Perde-se também experiência, de Amorim em comparação com André Almeida.
Com a ala direita, desfalcada por Enzo Perez e agora, Amorim. É importante que se invente uma solução em Janeiro. O bater de pé à saída de Enzo é uma solução mas também o regresso de Urreta ou Yartey deveria ser colocado em cima da mesa. No caso do retorno do ganês, ganhávamos mais porque considero Bruno César e Gaitan mais fortes no flanco direito. Ficando a ala contrária, entregue a Nolito e Yartey.

17 comentários:

Germano Bettencourt disse...

Gostava de ver o Yartey no Benfica. Parece que se anda a dar bem com os ares fora de Portugal.

O Enzo é mesmo preciso bater o pé. Que miúdo pá...

JNF disse...

Sinceramente, não vejo grande potencial no André Almeida. Na pré-época mostrou muito pouco, especialmente a defesa direito. E sejamos cautelosos, não se pode dar como adquirida a saída de Amorim nem de Enzo.

Quanto a Yartei, gostava muito de o ver reintegrado no plantel, tem qualidades para se afirmar no Benfica.

Berrante De Encarnado disse...

Lembro-me que quando PB disse que nunca seria jogador do Benfica, discordei. Ou seja, até concordava que não tinha ainda capacidade para ficar no plantel, mas via algum potencial no miúdo. Não tenho bem a certeza se já terá evoluído o suficiente para estar na nossa equipa, a ver vamos. Que tenha sorte.

Cumprimentos Benfiquistas

John Wakefield disse...

Coincidência ou não, caro PB, tinha acabado de referir o mesmo no comentário que agora acabei de endereçar a um outro blog. Este André Almeida fez uma pré-época interessante. Lembro-me, por exemplo, dum jogo que fez contra o PSG, onde deu conta do recado. Seria o sucessor natural de Ruben Amorim, visto que goza do mesmo tipo de polivalência.
Outra hipótese poderia passar por mandar regressar Daniel Wass que, apesar de ter sido pouco feliz na pré-época e de ser criticado inicialmente pelo presidente do Evian, a verdade é que melhorou bastante, e já fez 3 golos em 9 jogos realizados pela equipa em questão. Por isso, também poderá ser um digno suplente de Maxi, contando também com um potencial interessante.

Para a ala direita do meio campo, duvido que existam opções à altura nos nossos quadros, caso se verifiquem as saídas de Ruben e de Enzo.
Em relação, a Urreta é importante recordar que tem uma lesão grave o que lhe custou já a primeira volta e demorará ainda um tempo indeterminado até voltar à forma física ideal. Já para não falar que é outro jogador que não cai nas graças de Jorge Jesus. Teria, pois, poucas hipóteses para recuperar e se afirmar como opção neste Benfica.
Yartey tem qualidade mas deixem-no desfrutar da experiência na Suiça. Ele precisa de crescer como jogador e lá tem muitas oportunidades para conseguir evoluir, algo que não se sucederia caso estivesse no Benfica... pois iria fazer companhia aos inutilizados Miguel Vitor, David Simão e Nélson Oliveira. Os produtos da nossa formação são pouco valorizados por JJ.
Assim sendo, deveríamos encontrar uma segunda alternativa para o lugar de Witsel.
Se estivermos à procura dum extremo para ser adaptado a médio direito, poderemos ter então Ninis (Panathinaikos), Labyad (PSV), Candeias (Nacional) ou Vieirinha (Paok). Alguns destes podem também fazer a ala esquerda.
Se procuramos um médio centro para adaptar a médio interior direito, então que sigam com atenção os desempenhos de Tiago Gomes (Hércules) e de Paulo Machado (Tolouse)...
Agora que escolham... e não se esqueçam também do lateral esquerdo.

PB disse...

Não me recordo de ter escrito que o André nunca seria jogador para o Benfica. Se o escrevi, em que contexto foi? E onde o escrevi, já agora?

PB disse...

Posso acrescentar que num bom Benfica, este jogador nunca passará de um suplente. Agora, será sempre uma solução a ter em conta porque faz várias posições.

P. Faleiro disse...

Se a ideia é jogar a 6 a opção Nuno Coelho seria a melhor, mas como é para desenrascar à dta e ao meio, optaram pelo André.

E PLURIBUS UNUM

Redceltic disse...

gosto de andre almeida. é um miudo com 21 anos que ate me lembro que fez dos seus primeiros jogos contra o benfica pelo belem há uns anos e a médio ofensivo.. tem mais técnica do que amorim ao contrario do que se diz por aqui sendo tb mais rápido, perde claro na experiencia e cultura tática, mas repito que só tem 21 ou 22 anos...

Berrante De Encarnado disse...

Caro PB, o "lateral-esquerdo" não tem motor de busca, e esta não é a melhor altura para eu procurar o tal post à mão. Salvo erro, foi num post de pré-época com um título do género: "há coisas que de tão evidentes...(...)". Era um post que falava também sobre Bruno César.

De qualquer modo, não tenho bem a certeza se foram essas as palavras, ou algo parecido como: "não tem qualidade para o Benfica". Mas também não interessa nada.

Interessa é sabermos se o jovem já evoluiu o suficiente para fazer parte do plantel, mesmo que seja como suplente. Tenho algumas dúvidas em relação a isso, não em relação ao seu "jeitoso" potencial.

Cumprimentos benfiquistas

JNF disse...

Berrante De Encarnado,

o PB que escreve no Eterno Benfica NÃO é o PB do Lateral Esquerdo! São duas pessoas diferentes ;)

está explicada a confusão.

Cumprimentos.

Berrante De Encarnado disse...

Oh, bolas, peço desculpa pela confusão.

Cumprimentos Benfiquistas

JNF disse...

Já agora, aqui ficam os posts sobre o André Almeida no Lateral Esquerdo.

http://lateral-esquerdo.blogspot.com/search/label/Andr%C3%A9%20Almeida

Here Comes The Rain disse...

Por muito bons que sejam, se forem Portugueses não interessam para o Jesus. Está mais que visto essa situação.

Vocês duvidam que se o Rodrigo fosse tuga ainda não tinha saído da bancada?

Tinha ideia que o Urreta e o A.Almeida eram da esquerda.

joão bobe disse...

Podiam fazer regressar o Miguel Rosa. Esse sim

DeVante disse...

Concordo com o post.
Rain, olha, também concordo contigo, aliás, não considero o Rodrigo melhor que o Nélson Oliveira...

Pedro disse...

Deixem o Yartei crescer na Suiça. Para o ano logo se vê.

Jotas disse...

Do André, espero que tenha realmente evoluído e muito, é que com toda a sinceridade, durante a pré época, não vi nele nada que me despertasse a atenção, cheguei ainda a comentar, mal do Benfica se na sua formação não tem melhor.
Apenas desejo que me engane e engula estas palavras.