sábado, 24 de dezembro de 2011

Nem toda a gente é a mãe da Joana

Paulo Pereira Cristóvão, dirigente do Sporting, oposicionista do regime de Bettencourt, vendido nas horas vagas, foi identificado pela Polícia no intervalo do Sporting x Marítimo dos quartos-de-final da Taça de Portugal após ter interpelado o árbitro Artur Soares Dias e lhe ter dirigido palavras pouco cordiais num acto que se chama... que se chama... ah! Coacção! É isso.

Nem toda a gente é a mãe da Joana, caro Paulo. Não podes falar com todos dessa forma. Eu lembro-me de teres falado no vídeo que afinal era um ficheiro áudio que afinal parece que não existia sobre Vieira. Lembraste? Onde anda isso? E por falar em Vieira, onde anda a factura dos danos causados pelos animais aquando do último derby? Não estava na altura de a enviar para Alvalade, senhor presidente?

4 comentários:

Berrante De Encarnado disse...

Um Feliz Natal para todos aqueles que escrever neste blogue. Boas Festas.

Cumprimentos benfiquistas

Afonso Machado disse...

Em suma: para alguns adeptos leoninos, a caixa de segurança foi realmente muito pouco... Queixaram-se de provocação, mas este tipo de atitudes não justifica nada e só nos dão razão..
Bom post

Joga Bonito disse...

Esta besta já foi convidada da Benfica TV no programa do pedro guerra & pragal colaço...

JNF disse...

Foi? Bestas atraem bestas, está visto.