domingo, 19 de fevereiro de 2012

O que de muito bom se fez em relação a Aimar


Todos gostamos de Aimar. É impossível não lhe reconhecer o génio característico dos pibes argentinos, miúdos futebolistas feitos na rua, pé descalço e com o sonho de jogar no Monumental ou na Bombonera. Mas este não é um post a elogiar as suas qualidades futebolísticas, a sua liderança em campo ou o seu humanismo fora dele. Este é um post que recorda o estado em que Aimar chegou ao Benfica e o que o Benfica também fez por ele.

Trazido no verão de 2008 para o plantel de Quique, Pablo Aimar foi aposta pessoal de Rui Costa, que conseguiu resgatar o argentino ao despromovido Zaragoza, num processo negocial que demorou várias semanas e deu azo a inúmeras capas de jornais. O franzino craque de Rio Cuarto chegava à Luz e com ele vinha a ilusão de termos um sucessor à altura de Rui Costa, que pendurara as chuteiras no final da época anterior.

Mas o Aimar que vimos nesse primeiro ano não era o Aimar dos nossos sonhos. Por culpa de Quique, é verdade, que o colocava ao lado do avançado, mas também fruto de debilidades físicas visíveis e inquestionáveis. E penso que o trabalho que se fez no Benfica, provavelmente pelo L.O.R.D., salvou a carreira deste craque.

Voltou em grande plano em 2009/2010, renasceu com Jesus, foi o melhor jogador em 2010/2011 e dá novamente cartas esta época. Já li, e com algum fundo de verdade, que esta época estivemos Aimar-dependentes. E espero que continuemos a necessitar de Aimar por mais alguns anos. Seria sinal de que continuaria connosco e seguiria em óptima forma. É um orgulho ver Aimar jogar no Benfica e é uma honra saber que conseguimos recuperar um grande jogador, fez-se um grande trabalho.

P.S. Pedimos ao nosso leitor John Wakefield que nos indique um email para o qual lhe possamos enviar uma mensagem ou que ele mesmo nos envie um email para eternobenfica@gmail.com. Obrigado.

6 comentários:

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

JJ e a sua equipa têm coisas muitissimo boas... evoluiram imenso (quer dizer é o que eu acho)... mas continuam com aquela cena de não assumir apostas francamente erradas e isso é de pessoas que ainda têm algo a evoluir... porque errar é humano, persistir no erro é outra coisa além de humano...

joão bobe disse...

nem mais!

Jotas disse...

Excelente texto JNF, concordo na íntegra.

John Wakefield disse...

Caro JNF, já lhe enviei o e-mail para poder entrar em contacto comigo. Cumprimentos.

nuno_miguel16 disse...

O maestro do Benfica . força ao Pablo Aimar ele distribui magia. Excelente texto.
Saudações Benfiquistas . Visite o meu blog

Anónimo disse...

o problema de jesus é não conseguir ser um vencedor. com esta equipa tinha obrigação de ganhar campeonato, taça e taça da liga... todas as épocas deita fora competições acessíveis para a qualidade do plantel do Benfica (e conto com 2 ligas europa)... este ano veremos se não se fica mesmo pelo zero
LC