segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Por onde vais, Sporting?

Domingos já não é treinador do Sporting. Godinho Lopes escolheu a via mais fácil, à semelhança do que o Benfica fez nos anos 90 e início do novo século, com os resultados que se conhecem, e atribuiu as culpas do insucesso que esta temporada está a ser ao treinador português.

Não sendo Domingos um treinador de elite, era o melhor a que o Sporting poderia aspirar. Não diria que seriam campeões, mas dar um ar da sua graça e voltar a envolver o Sporting no espírito da luta eram cenários possíveis e plausíveis. É certo que é chorão, que gosta de se vitimizar e que perde o controlo emocional facilmente, mas é um bom treinador. O que conseguiu em Braga não foi fruto do acaso. E observando a tríade jogadores, treinador e dirigentes, o Sporting optou por despedir o elo mais forte.

Diz-se que um fraco rei faz fraca a forte gente. É verdade. E é talvez a melhor frase a aplicar a este Sporting. O principal problema no reino do leão passa por uma liderança que tem tanto de bicéfala (com Godinho e Paulo Pereira Cristóvão a querem reclamar protagonismo e a chamar a si a autoridade no SCP, como se viu ainda hoje) como de acéfala (ambos). Pior que ter um péssimo dirigente é ter dois. E o Sporting vê-se nessa situação. Dois indivíduos que, além de manifestamente incompetentes, ainda gozam com os próprios adeptos com atitudes que em nada dignificam o clube de Alvalade. Não falo de resultados mas sim das mentiras e dos comportamentos em tudo semelhantes aos do Porto, mas com a diferença de continuarem um clube pequeno, pobre e, sobretudo, perdedor.

O Sporting não sabe por onde vai. Está perdido. Enquanto os dirigentes e, sobretudo, os adeptos não pararem para pensar o que querem para o clube, não terão solução. Continuarão à bolina entre terceiros e quartos lugares, longe dos dois grandes, confiantes de que ainda são um grande e não se apercebendo de que nos últimos 30 anos conquistaram apenas dois campeonatos e que já estão, novamente, a caminho de uma série negra de 18 anos sem ganhar o título.

25 comentários:

POC disse...

Godinho Lopes faz de Bettencourt um visionário.

Jotas disse...

depois de ouvir o Presidente do Sporting afirmar peremptoriamente que não fazia sentido despedir o treinador e em menos de 24 horas ele aparece despedido, facilmente se conclui, que naquela casa, toda a gente manda menos o Presidente que se limita a dar a cara.

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Eu acho que estamos a assistir à morte de um (outrora) grande clube... e sim como alguém já disse existe muita inveja que está a sugar o clube por dentro... muitos sportinguistas estão mais preocupados com o "mal" do Benfica do que com o seu próprio bem... mas isso passa-se em todos os clubes... há pessoas assim em todo o lado...

Temos todos que nos preparar para longos bocejos Benfica-Porto... eh pá e isso não é nada fixe... é muito chato mesmo... um longo bocejo é isso mesmo um longo bocejo!

John Wakefield disse...

JNF, Subscrevo por inteiro o teu post - O Sporting está nas mãos de incompetentes, cujo projecto não é sólido nem contínuo.

CrocDundee disse...

Aceito que sejam pobres de espírito e incompetentes, mas acho que devemos deixar essa matéria para os outros até porque nos últimos 30 anos o nosso historial também não é nada famoso. E eles foram a uma final Europeia.
Vamos deixar rolar e comemorar o nosso título. O resto que se lixe!

FZagalo disse...

O sbórdem caminha vertiginosamente para a "blenização", e corre risco de se tornar financeiramente inviável, com consequências desportivas... O engraçado é que os dirigentes continuam na mesma onde de fazer um "campeonanto" contra o benfica, que se vangloriam de ter ficado à frente do Benfica x anos seguidos, ficando em 2º lugar no campeonato. O despedimento de Domingos é manifesta incompetência desta direção, que concerteza não aguentará o mandato inteiro. Tenho é a desconfiança que foi o próprio Domingos a demitir-se, e a "demissão" foi encenada para proteger a própria direção. Com isto, o Porto na próxima época vai ser treinado por um bom treinador que é este Domingos, e assistiremos até final da época ao Circo Alvalade com o Sá Pintas ao leme.

É impressionante o número de 2 títulos em 30 anos, impressionante... E nos próximos 10 anos não vejo melhoria...

Com tudo isto, ao SLBenfica resta aglomerar ainda mais a cidade Lisboa em torno clube, fidelizar ainda mais sócios, e criar ainda mais adeptos do clube, que assim se tornará mais fácil... Enfim, há a hipótese de o SLBenfica se tornar o único grande de Lisboa, com Belenenses, Estoril e Sporting como clubes médios...

Próximos 4 jogos do Benfica podem catapultar-nos para grande sucesso nesta época...

Saudações Benfiquistas

FZagalo (Coimbra)

xirico disse...

Há aqui uma diferença em relação ao Benfica.No Benfica o poder nunca caiu na rua.Quem manda nos lacostes é a juve leo.Coitados.

Anónimo disse...

Realmente é uma pena, ver o Sporting a desaparecer aos poucos. Quando o Benfica esteve numa fase semelhante teve que ser nós adeptos a "renascer" o Benfica, por isso os adeptos do sporting que façam igual...

Jõao Almeida disse...

Porquê escrever um post sobre o Sporting num blog do Benfica??

Bcool973 disse...

Em 30 anos:
Boavista 1
Sporting 2
Benfica 8/9 (se ganharmos este ano)
Porco 18/19 (se perdermos este ano)

Eles estão na belenização, mas dos nossos actuais 8 títulos 6 foram há mais de 18 anos, pelo que nos últimos 18 se ganharmos este ano serão 3 (apenas 1 mais do que os lagartos nesse período de tempo) ...

Podemos estar melhor actualmente, mas também não estamos assim tão bons

JNF disse...

Porque não?

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Bcool falou bem!
Concentremo-nos na nossa casa!

Anónimo disse...

1. Porquê escrever num blog do Benfica aquilo que se passa no Sporting? Desde logo, para não cometermos os mesmos erros, e já os cometemos num passado muito próximo.
Desde logo, o clube tem de ser dirigido por quem os sócios elegerem e não por meia dúzia de desordeiros. Quando o poder cai na rua é o descalabro total. E isso está a acontecer no outro lado da segunda circular.
Depois, a direção eleita tem de ser unida e de ter um projeto coerente, a médio longo prazo. Não se pense que é de um dia para o outro que se consegue sair da mó de baixo. Há já um grande desnível entre o Sporting e o Benfica e o Porto. Os sportinguistas ficaram satisfeitos e iludidos com alguns segundos lugares. Um clube com uma certa grandeza só consegue manter essa grandeza se tiver vitórias e não pode contentar-se com segundos lugares.

2. Tem de haver também uma estrutura profissional que esteja por detrás da formação da equipa de futebol. Essa estrutura tem de ter uma única voz de comando, o Presidente.
A equipa de futebol não pode estar a ser constantemente alterada. Tem de haver sempre jogadores com carisma, como acontece atualmente no Benfica. Temos Luisão, Maxi Pereira, Aimar, Cardozo.
Tem de haver união entre os jogadores e o balneário tem de estar blindado.

3. Finalmente, a equipa técnica tem de ser competente e não pode ir embora logo que se verifica um insucesso. Era isso que muitos queriam no Benfica, quando, no ano passado, perdemos tudo ou quase tudo. Muitos queriam que o Jorge Jesus fosse corrido. Opus-me a isso, porque reconheço que a equipa técnica é competente e já tinha dado mostras disso. Há quantos anos o Benfica não jogava futebol como tem jogado com o Jorge Jesus? Só quem é novo ou não tem memória é que não vê isso.
Sou favorável ao modelo mais conservador inglês, como se verifica no Manchester United e no Arsenal. Mas a mentalidade portuguesa não se presta a isso.

4. Quanto à saída do Domingos há muitas coisas que desconhecemos. Mas há uma coisa que eu noto. A crise só não foi mais cedo, porque no jogo com o Paços Ferreira o Sporting conseguiu, por milagre, dar a volta ao resultado. Caso contrário, há muito que a situação tinha sido despoletada.
Não me pareceu que o Domingos tenha conseguido agarrar a equipa. Dois dos jogadores que seriam pilares dessa equipa, como eram os casos de Rodriguez e Aguiar, não deram resultado, também devido às lesões que tiveram. Houve muita polémica à volta desses jogadores, porquê?!
Outros dois, Postiga e Djaló, foram considerados os maus da fita e foram corridos, assim como Bojinov.
Houve jogadores que, mal chegaram, foram colocados a titulares, sem qualquer rodagem com os restantes colegas.
Portanto, a gestão da equipa por parte do Domingos foi, do meu ponto de vista, um desastre. A responsabilidade é dele? Em grande parte sim. Nunca me pareceu um treinador com capacidade para tornear todos os obstáculos. Falta-lhe o arcaboiço do Paulo Bento, que não teve os recursos agora colocados à disposição do Domingos.

MM

Anónimo disse...

Boas,

Acima de tudo, fala-se do Benfica e por vezes apenas do clube do gato, não vejo qualquer mal nisso, até porque, já foi um grande rival, apoio este post.

Realmente, apesar da gargalhada, depois comecei a pensar, estes gajos são muito incompetentes, como podem mandar o Domingos embora?Não deveríamos ficar espantados, o Moutinho que significava mais para eles também foi...para onde este a-de ir ainda este ano, se é que isto não tem o dedo dos corruptos, não tenho qualquer dúvida. O Domingos ficará sem treinar uns messes e depois seguirá para o seu clube...

Não sou contra claques, aliás, faço parte de um grupo á vários anos que acompanha o SLB, mas quando o Godinho, Domingos e o director desportivo do sporting fazem uma conferência de imprensa com caxecois da juve leo ao pescoço, com uma caveira no centro, já para não falar que o mesmo acontece quando qualquer jogador é apresentado, algo está muito mal. Afinal quem manda no clube? está claro que é a juve leo...como, é só ver o que se passa por lá...

Daqui para a frente, os jogadores vão aparecer em campo todos negros, cheios de mazelas por todo o corpo, é assim o sá pinto :)

Talvez infelizmente, e desde á muito, são uma verdadeira comédia de clube.

Mas pronto, com o mal dos outros, podemos nos bem...

Saudações Benfiquistas

Live1904

Anónimo disse...

...vai por um caminho diferente. Em vez da belenização, optou agora com Sá Pinto pela salgueirização. Gosto.

Bcool973 disse...

Se a pergunta era para mim, a minha resposta é que o passado desta direcção após as conquistas normalmente destruiram as equipas, não tendo o cuidado de substituir as pedras que saiem, tornando impossível ganhar consistentemente.
Espero que ganhemos este ano, mas à semelhança de 2005 e de 2010 procedemos a alterações de pedras base sem as substituições necessárias (di maria, ramires, david luis a meio da temporada) ou anteriormente o treinador campeão e não ter arranjado alternativa consistente para o lado direito (várias vezes jogámos com o alcides, porque o nelson teve grandes oscilações de forma).E certo que gaitán poderá ser razoalvemente substituído, ganhando a equipa equilíbrio defensivo, mas perdendo genialidade a atacar, mas qualquer outra saída das que se falam (javi, witsel, rodrigo ou garay) implicam uma quebra significativa de qualidade a menos que se descubra algum grande jogador.
O meu grande receio é que um bom desempenho da equipa na champions leve a serem batidas várias cláusulas, e os jogadores que todos os anos querem sair (luisão e cardozo) finalmente consigam forçar a saída.
aceito que possa estar a antecipar comportamentos sem bases para isso, mas acho que a nossa débil condição económico-financeira e o passado desta direcção apontem para uma razia no fim do ano, cortando as pernas a estabelecer uma dominância no futebol português

Bcool973 disse...

Só uma última questão, a estabilidade com fim último em si é um erro. Eu não queria um wenger no Benfica, pois depois dos primeiros títulos, anda há muitos anos numa seca sem nunca ser um verdadeiro concorrente ao título inglês. Eles podem gostar disso, até pode estar de acordo com o património histórico do clube, mas o Benfica tem que ter maior exigência, não se pode passar quase uma década sem títulos e continuar a aceitar que jogadores nucleares sejam permanentemente vendidos sem serem substituídos por outro de igual ou maior valia.
eu aceito que me falem no Ferguson, muitos são os títulos por ele conquistados, mas se fosse adepto do Arsenal há já vários anos que exigia a saída do Wenger e muito menos aceitava o pobre desempenho dele no Benfica.
A estabilidade é um meio para atingir o sucesso, não um fim em si mesmo.
Seja como fôr, é importante centrarmo-nos nós jogos do nosso clube e exigir que a nossa direcção tenha aprendido com os erros anteriores para não voltarem a ser cometidos novamente.

Anónimo disse...

Cresce a escalada de violência no futebol português. O porto responde à contratação de sá pinto com paulinho santos. Nos bastidores fala-se já da possibilidade do sporting contra-atacar com a contratação de acosta para adjunto do clube.

Viriato de Viseu disse...

O Ceportém está muito bem e recomenda-se!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Respeitem O Salgueiral que sempre foi o Benfica do norte e sempre foi uma farpa cravada no cachaço do porco da costa e dso andrades corruptos em geral!

fernando manso disse...

De acordo com Bcool973. Até porque confiar em LFV é confiar no diabo...(não um "Diabo Vermelho).

Bcool973 disse...

não o salgueiros do linhares que serviu para comprar ao alverca e ao Benfica, jogadores que o porco queria

JNF disse...

A pergunta não era para ti, Bcool973, se reparares, a minha pergunta faz mais sentido para o comentário que estava acima do teu primeiro. Mas concordo plenamente com o que dizes, focaste todos os pontos importantes sobre o que se pode seguir a um eventual sucesso do Benfica 2011/2012.

Anónimo disse...

Concordo no essencial com o que disse o Bcool973 sobre a estabilidade. No entanto, aquilo que se passa no Arsenal tem mais a ver com a política de quem manda no clube do que com o próprio treinador, a quem não podemos negar a capacidade para formar jogadores. Claro que eu concordo com a estabilidade se ela proporcionar títulos.

MM

JNF disse...

Esqueci-me de Wénger. É o menos culpado que lá anda. Muito tem feito com o material de fraca qualidade que lhe dão para as mãos. Outro treinador já se teria demitido, não conseguiria os mesmos resultados que o francês.