sexta-feira, 13 de abril de 2012

Começou a campanha


A Travessa da Queimada já se prepara para o arraial. Jesus não sobreviveu à Páscoa e Delgado entretém-se a salvar a pele do amigo, queimando mais um treinador do Benfica. Depois das várias capas em que apelava ao despedimento de Quique Flores, eis a hora de Jesus. Uma coisa é ser-se um blogger, opinador de café. Outra é ser jornalista de um diário desportivo. Deve haver umas linhas no código deontológico dos jornalistas sobre a imparcialidade, não? Será que José Manuel Delgado conhece? Seria bom que lhe apresentassem, pois além de estar a desempenhar um papel deplorável enquanto profissional, este Zé Manel escolhe o caminho errado para o clube. Não quero com isto dizer que sou a favor da continuidade de Jesus, não sou. Apenas acho que cada macaco deve estar no seu galho. E Delgado é daqueles macacos que, se o galho se partisse, não sentiria a mais pequena falta.

9 comentários:

Anónimo disse...

Sou Luiz Sousa,bom dia

Ha muito que é obvio que muitos destes "jornalista" e "opineiros" são vozes do dono...

Se agora o trabalho aparece no fim da época porque dá jeito, queimar quem ja teve inumeras 1ª paginas de elogios...imaginem o que é sentir isso quase todas as edições em relação ao FCP...mas penso que é o normal pois o que eles precisam é de vender papel e é muito dificil encher 12 paginas por dia de "noticias" interessantes!
É o jornalismo possivel, embora fraco!

Anónimo disse...

EU vi TU a pedires a demissão de quique e ELE a pedir a demissão de quique.
EU vi TU a pedires a demissão de jesus e ELE a pedir a demissão de jesus...
Então é só ELE a escolher o caminho errado para o clube ou sereis VÓS?!
NÓS assim não nos entendemos...

Anónimo disse...

Uma das mais pesadas heranças que LFV deixa, é precisamente a data das eleições. Num clube de futebol, há muito se deveria ter feito uma alteração estatutária para que as eleições fossem quando tem que ser, (em meados de Maio, após conclusão da época desportiva)este facto permitiria que por um lado se disputassem em ambiente de balanço de uma época desportiva (como tem que ser num clube), e ao mesmo tempo permitiria, em caso de alternância directiva, que a nova direcção não começasse o mandato a herdar um treinador que não escolheu, bem como restante estrutura de suporte. De caminho havia a vantagem de se estar a tempo de intervir sobre a composição do plantel.
Mas LFV sabe disto melhor que ninguém, por isso foi alterada a data das últimas eleições, e por isso estas serão disputadas em início de época, logo após mais uma palete de sul-americanos, de arrepio com uma estrondosa vitória no Torneio do Guadiana, e impulsionado por um qualquer Trazbonspor, com quem disputaremos a pré-eliminatória da champions. Depois de toda esta glória...as eleições. E depois...bem depois é o ressaca de Novembro, o delírio das contratações de Janeiro, e a humilhação de Março.
Estamos nisto, começo mesmo a duvidar se não somos feitos disto!
Repito o que já disse noutros posts: "Porque é que num clube que vai ser campeão, o treinador vai ser despedido, e no Benfica com a mais cara equipa da história do futebol português, depois de uma época miserável, o presidente anuncia "urbi et orbi" que o treinador só sai com um ataque cardíaco?".
Nada mais resta senão a pedrada no charco...há em mim um secreto desejo que o Gil Vicente ganhe aquela infâme taça, talvez essa última miséria possa ser o rastilho que nos acorde deste sonho torpe.

A'guia de Santo Tirso disse...

O que o delgado quer é um grosso pelo dito acima , e mais alguns pelas costas abaixo .

Tiago disse...

Os anos passam, os roubos continuam e os benfiquistas nem na luta contra o sistema se unem!

J1 Gil Vicente 2-2 Benfica
J1 Benfica 1-2 Académica
J1 Benfica 1-1 Marítimo
J1 Rio Ave 1-1 Benfica
J1 Leixões 1-1 Benfica
J2 Boavista 3-0 Benfica (1º jogo desta época)
J1 Académica 0-0 Benfica
J1 Beira-Mar 2-3 Benfica (2004/2005)
J1 Boavista 0-0 Benfica
J1 Benfica 3-0 Marítimo

Não acredito que exista um candidato ao título nos grandes campeonatos que seja forçado por 7 anos a perder pontos logo na 1ª jornada!!! É que se não se lembram, em quase todos estes jogos ficaram penaltis escandalosos por marcar!! Mas para alguns são apenas coincidências! O Benfica ganhou 60% dos jogos destes últimos 10 anos mas só ganhou em 20% na primeira jornada!

Mas a culpa é dos sucessivos treinadores, jogadores e da direcção!

Irra que são umas coincidências do catano!

JNF disse...

Mentiroso das 9:48(1), Anónimo das 11:57(2) e Tiago(3).

1 - Não, meu aldrabãozeco. Três tiros, todos ao lado.

No do Quique, por achares que 90% dos benfiquistas o queriam fora, eu também o queria. ERRADO. Era a favor da continuidade do espanhol, podes consultar os arquivos do blog.

No do Jesus, não pedi a demissão dele, estabeleci critérios com objectivos em função dos quais haveria lugar à continuidade ou ao despedimento. E em 2010/2011, quando meio mundo pedia a demissão de JJ, disse que devia continuar a época, bem como prosseguir na seguinte.

O "ele" que utilizas aí deve referir-se ao Delgado, suponho. Ora, o Delgado é um jornalista, é um trabalho, uma porofissão, tem um código deontológico e não um blog. Não é entretenimento, é trabalho, percebes a diferença?

Realmente assim não nos entendemos, com tanta mentira desse lado.

2 - A questão da data das eleições é muito bem levantada. De facto, em Outubro não faz qualquer sentido.

3 - E quando é que os benfiquistas se unem para derrubar o indivíduo que apoia e suporta quem manda nas arbitragens? Um tal de Vieira, ouvi dizer...

mulher-aranha disse...

Desculpem lá querer ganhar a Taça da Liga. Acho, aliás, espantoso como quem se apelida de Benfiquistas dos quatro costados e tanto critica o presidente e treinador por não o serem, vir gritar que espera que o Benfica perca!!!! Isto é que é de valor!!!! Eu também não votei no actual presidente mas daí a sobrepô-lo ao meu Benfica, aos meus jogadores que vão entrar em campo amanhã com a nossa camisola??? O ódio, a revolta ou o que sentem pelos dirigentes nunca mas nunca poderá ultrapassar o amor ao clube e à equipa!

Anónimo disse...

Questão prévia.
Todos nós, que somos benfiquistas, queremos o melhor para o nosso clube. Mas isso não significa que tenhamos todos a mesma opinião sobre o caminho que o clube deve seguir para atingir o sucesso que todos desejamos. E o facto de termos opiniões diferentes não significa que as opiniões de uns sejam superiores às dos outros. Pode é haver opiniões mais bem fundamentadas do que outras e, nesse caso, merecem mais credibilidade.

Quanto ao teor do post.
Não sei qual foi a opinião de José Manuel Delgado (JMD) sobre a continuidade de Quique Flores. Portanto, sobre esta parte, não devo opinar.
No que diz respeito à notícia do jornal A BOLA, que tive a oportunidade de ler, não vi nada de extraordinário. Para já, o artigo não era assinado pelo JMD e limitava-se a dizer quais os “prós” e os “contra” a continuidade de Jorge Jesus no Benfica, durante a próxima época.
Com a derrota do Benfica em Alvalade, este é um assunto que começa a ser debatido, não só entre os benfiquistas, como nos próprios órgãos de comunicação social, o que me parece legítimo. Devo até dizer que o artigo era, do meu ponto de vista, fraquinho. Mais do que isso não me parece censurável. Mas essa é a minha opinião.

MM

JNF disse...

Não sejamos anjinhos, MM. Quem manda n'A Bola é Vieira e o seu canito chama-se Delgado.