terça-feira, 21 de agosto de 2012

Os números do Benfica #1

Eu, um Benfiquista doente, me confesso: custa-me falar do Benfica na actualidade. Custa-me porque muitas vezes acabo por estar a chover no molhado e a tentar defender ideias que vão contra uma tremenda máquina de propaganda instalada, e por isso, no que à actualidade diz respeito vou mantendo uma ténue esperança que esteja a escassos meses de terminar.
Por isso lembrei-me de começar uma nova coluna neste blogue, onde tentarei recordar alguns momentos, no caso, números, que me deixaram memórias inolvidáveis na minha memória.

Número 1

Quando nasci, o número 1 incontestável do Benfica era Manuel Bento. Confesso que tenho escassas memórias, muito ao de leve deste fenómeno das balizas. Deixou de ser titular do Benfica no ano em que eu viria a completar seis anos de idade por isso o que tenho é apenas uma vaga ideia... Para mim ficou sobretudo o nome, a lenda, um nome e uma lenda tão grande que quando era pequeno e jogava à baliza contra o meu Pai e os amigos da idade dele, me davam umas luvas de oficina e eu, orgulhosamente, dizia que eram as luvas do Bento. No entanto, nessa altura, quem defendia as nossas redes já era o Silvino, e se era do Benfica também era uma referência, por isso quando as luvas estavam em pior estado, eram as luvas do Silvino. E assim foi até aos dez, onze anos de idade. Um ano depois foi o Neno que passou a ser titular, e apesar de ter noção que o Silvino terá sido melhor guardião que o Neno, sempre gostei mais do segundo. Pela personagem que era, por ser fabuloso a fazer a mancha (mas uma desgraça nos cruzamentos...) e por não se ter tornado em alguém um pouco mal visto na Luz após a sua saída. 
Até que chegou 1994. Chegou o meu número 1. Michel Preud´Homme. O melhor guarda redes que alguma vez vi ao vivo. Recordo-me da notícia da sua contratação ter sido anunciada e eu ficar expectante! Era um nome conhecidíssimo e lembrava-me de ter defendido um penalty contra os do Lumiar. Mas logo de seguida veio o Mundial dos Estados Unidos. Fiquei imediatamente fascinado. Tínhamos contratado o super homem, claramente. Alguém que defendia tudo.
Durante meia dúzia de anos, foi ele, o Saint Michel que nos salvou. Não fosse ele e os segundos e terceiros lugares conquistados nesse período negro seria sextos, sétimos lugares ou quiçá ainda pior. Estão a ver quando somos crianças, alguém vai à baliza e diz: "Não vale bujas"? Pois. Com o Michel era ao contrário!
Ele enfiava-se na baliza e dizia: "Vale tudo! Show me what you have!" E por muito que quem rematasse mostrasse, o Michel mostrava ainda mais. Eu, como guarda-redes o digo: para mim era absolutamente soberbo, felino, dominava todos os campos de jogo que tinha de dominar. Ao vivo nunca vi nada assim, e sinceramente duvido que algum dia volte a ver... 
Desde a sua saída, gostei muito do malogrado Robert Enke (foi a primeira camisola que comprei do Benfica, com número, a do Robert), o Moreira ainda prometeu e apenas o Artur, na época passada, deu alguma estabilidade ao lugar. Mais de uma década depois... 

Sim, o meu Número 1 é Michel Preud'Homme. Uma lenda viva do Sport Lisboa e Benfica e a prova de como o currículo, ao serviço do clube, não é tudo.



Obrigado Michel, que voltes um dia, noutras funções! Num Benfica mais puro para ganhar o que não conseguiste como jogador. Reconheço-te muita competência como treinador!

19 comentários:

Pedro disse...

Preud'Homme tem uma exibição em Alvalade que foi uma coisa monstra. Só mesmo uma "buja" do Amunike em cima da pequena área é que entrou pq de resto o belga defendeu tudo. Fabuloso.

Frank disse...

O que faz pena é que o Preud'homme tenha passado pelo Benfica numa fase tão descaracterizada do clube. Ele merecia ter estado nos anos de glória.

Leão disse...

O melhor Guarda-Redes que vi ao vivo e sem duvida um dos melhores que o Benfica ja teve na sua história! Dizem que o Glorioso nunca foi campeão com um GR estrangeiro, mas imagino o que este homem faria sem Bermudez, José Soares, Tahar e outros que tais a sua frente...Um mito e para mim o treinador ideal para o Benfica: Sabe o que é a mistica, conhece o futebol português, as suas equipas jogam sempre um futebol de ataque, ganhador (voltar a vencer com o Standard depois de 20 e tal anos é obra, apesar de ter perdido o titulo holandes por um pintelho) e sabe gerir uma equipa. Para mim era escolha óbvia

Anónimo disse...

Muito bonito post, em que me revejo totalmente, pelo que devemos ter aproximadamente a mesma idade (nasci em 76).
Gostava no entanto de acrescentar outro aspecto, para além de um jogador do outro mundo, Michel Preud´Homme era um HOMEM a sério. Desses que há muito poucos no futebol, de valores (nem a sua fé escondia, muitas vezes era visto na Eucaristia em Lisboa), de família e de honradez (nessa altura o Benfica não o merecia...mas ele honrou sempre o clube).

Não quero antecipar outros post´s teus, mas aqui fica o meu onze de sempre, para nascidos em 1976, e tendo em conta apenas os jogadores que vi com estes olhos que a terra há-de comer:

GR - Michel Preud´Homme

DE - Stefan Schwartz
DC - Ricardo Gomes
DC - Carlos Gamarra
DD - António Veloso

MDC - Paulo Sousa
MC - Valdo
MC - Rui Costa

AD - Karel Poborsky (desculpa Paneira)
AE - João Pinto
AC - Rui Águas

é um 4-3-3 um bocado manhoso...mas é para "caberem" as minhas escolhas

PS - sem querer "conspurcar" este post com a triste actualidade do Benfica, tenho que em consciência referir isto: foi a substituição de MPH, que trouxe um nome ao SLB que é a perfeita metáfora da merda em que estamos atolados; Sergei Ovchinikov. PORQUE SERÁ? alguém quer re-contar esta história?

aalto

Anónimo disse...

Os jogadores com classe pura que eu vi/vejo no Benfica e por arrasto em Portugal:

Michel Preud'Homme; Ricardo; Aimar;

GNR

Anónimo disse...

e a única homenagem que teve pelo seu percurso no nosso Benfica foi apenas feita pela Casa do Benfica de Tondela no ano de 1999.

Red Sniper disse...

... "Custa-me porque muitas vezes acabo por estar a chover no molhado" ...

Don't think twice it's allright !

JNF, também queres que eu comente esta pepineira ?

Anselmo Damásio disse...

Eu sou um pouco mais velho e todos queriamos ser Bentos quando estavamos na baliza. Era um guarda-redes fantástico, um dos melhores portugueses de todos os tempos (o Vitor Baia é um embuste). E ainda por cima era um grande Benfiquista, era pequenino e muito bom.
Mas o Michel era um guarda-redes de outra galaxia, ele teve azar de passar pelo Benfica numa das alturas mais negras da nossa história. Mas como dizes, salvou-nos muitas e muitas vezes de sermos humilhados dentro das 4 linhas.
Para além de um guarda-redes fenomenal, era, ou melhor é um homem de H grande.
Se lhe dessem a liberdade e as condições que o JJ tem, não tenho dúvidas que podia triunfar no Benfica como treinador.

moleculasdeamor disse...

Manuel Bento o Pigmeu Maluco que voava! lembro-me de um jogo contra a Escócia que empatámos 0-0, em que os portugueses ficaram conhecidos como os "onze caixotes de lixo dentro da grande área"... e o Bento nesse dia, porra... mas mas Michell não lhe fica minimamente atrás, provavelmente é hoje uma das possibilidades mais razoáveis para treinar o Benfica!

JNF disse...

Pedro,

um monstro. Nesse jogo e em tantos outros. Num jogo contra o FCP faz uma série de defesas consecutivas numa questão de segundos que são a prova de quão grande era MPH. Ele, curiosamente, que foi "forçado" a acabar a carreira, infelizmente.

Leão,

essa de o Benfica nunca ter sido campeão com um GR estrangeiro é utilizada "n" vezes como falácia. E de forma injustificada, até porque relativamente à qualidade de todos os GR's estrangeiros que tivemos como titulares na nossa História, a larga maioria foi de grande qualidade. MPH, Enke e Roberto. Dois de qualidade em três.

aalto,

uma questão muito interessante. Gostaria que fosse um Red Sniper qualquer a responder a isso.

Red Sniper,

da próxima vez, para não fazeres estas figuras, vê quem é que escreve os posts, está bem?

xirico disse...

Lembro-me de o ver numa equipa belga,Malines,que nesse ano ganharam tudo em casa e a Taça UEFA.Quando veio para o Benfica fiquei radiante.Actualmente era o treinador que eu desejava no Benfica

JNF disse...

http://www.youtube.com/watch?v=QPCwGmtcP34

É ver este vídeo para perceber um pouco daquilo que MPH era.

Joga Bonito disse...

Sim, o Michel era também um Homem tremendo, com H grande como frisaram e bem.

aalto: esta sequência de posts que agora começou não é tanto para dar um onze titular, mas para associar o número de camisolas a jogadores. Se reparares só falei (com ou sem sucesso) de guarda redes que envergaram o nº1.

Confesso que há alguns números que não estou a conseguir fazer uma associação imediata...

Portillo disse...

O homem certo no sitio certo na hora errada :(

Red Sniper disse...

... "Gostaria que fosse um Red Sniper qualquer a responder a isso.

Red Sniper,

da próxima vez, para não fazeres estas figuras, vê quem é que escreve os posts, está bem?" ...

JNF

Quando se fala ou escreve sobre o nosso Glorioso clube, há duas premissas que eu "exigente me confesso" não admito; a primeira é escrever em mau portugues, e a segundo é escrever inverdades.
Como a primeira condição não foi respeitada, parei por aí...

Falar de Michel Preud'Homme,é falar antes de mais de um verdadeiro profissional do futebol,é falar de alguém que conseguia reunir três qualidades que acho indispensáveis para quem sonhar algum dia estar entre 3 postes redondos que distam longitudinalmente 7,32m e 2,44 na vertical;atenção e concentração máxima e permanente no desenrolar do jogo,audácia nas saídas da baliza,e estrutura fisica e psicológica para o desempenho do lugar, e Preud'Homme foi exemplar.
Costa Pereira, José Henriques e Manuel Bento foram conjuntamente com Michel Preud'Homme os melhores g.redes que na minha modesta opinião melhor souberam defender as balizas do S.L.B.
Quanto à estorias do russo, estou a "leste" porque gosto muito pouco de "chafurdar na merda" que alguns presidentes fizeram, ao contrário de muitos pseudo-benfiquistas que gostam de pisar esses terrenos como se da sua própria casa se tratasse.
Para finalizar,sabes muito bem que a minha critica do post era para o Joga-Bonito, portanto essa das "figuras" era perfeitamente escusada !

Cumps

Hattori Hanzo disse...

O Michel de facto foi grande. Tal como tu lembro-me pouco do Bento (quase que só a lesão que ele teve no Mundial de 86). Do belga torci o nariz quando chegou (apesar de me lembrar que era o GR do Malines quando estes ganharam uma competição Europeia), mas bastou aquele Mundial para se perceber a qualidade do homem na baliza e a sua simplicidade. Enke também poderia ter sido grande, mas não o foi apeser de ter tido dois bons anos cá quando ainda era novo.

JNF disse...

Red Sniper,

eu dou-te a pepineira. E de onde é que conheces o Joga Bonito? E onde está o mau portugues (sem acento circunflexo, que o teu teclado não deve ter)?

E não, não conheces o Joga Bonito. Aliás, nem leva hífen. Pior a emenda que o soneto.

Olho Gordo disse...

Preud'Homme foi, para mim, o melhor Guarda-Redes de sempre. Pura e simplesmente, por ter sido um dos melhores Guarda-Redes do mundo de sempre.

MPH está em muitas das equipas ideais de inúmeros adeptos de futebol, não só de Benfiquistas.

Lembro-me de Silvino (... mas pouco) e de Neno (mais no programa do Herman José a cantar). Acabou por coincidir a minha paixão pelo futebol com o Benfica de João Vieira Pinto, Rui Costa... e Michel Preud'Homme. Na minha humilde opinião, o melhor de sempre.

Que saudades de o ver jogar...

Snob disse...

Lembro,me do ultimo golo do rui filipe ser precisamente ao monstro preud´homme, igual mas com muitos mais titulos no curriculum somente Vitor Baia.