quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Eliseu

A poucos dias do final do período de transferências, o Benfica lembrou-se de que faltava um defesa esquerdo no plantel. O diagnóstico estava feito por milhões de benfiquistas desde Julho de 2011, mas só agora é que a direcção se (re)lembrou da principal pecha do plantel. Após um verão repleto de tentativas falhadas em contratar defesas esquerdos, surge novamente a necessidade, agora com carácter de urgência, de contratar alguém. Depois de dois pontos perdidos em casa no arranque do campeonato, sina velha que teima em persistir, importa recordar que, entre outras coisas, "o mercado corre a nosso favor" e "no Benfica trabalha-se com calma". Sim, isto mesmo foi dito pelo "campeão da boa disposição".

A responsabilidade de tal desígnio caiu sobre os ombros de Rui Costa, o rei das causas perdidas, o homem que só costuma ser lançado às feras do mercado para trazer jogadores em cima da hora. Não sei se olhe para este intento vieiresco como uma forma de mostrar ao eleitorado (sim, até Outubro não há "adeptos" nem "sócios" para ninguém, apenas "eleitorado") que Rui Costa está vivo e ao lado do actual presidente ou se de uma tentativa desesperada em efectuar uma contratação já de si falhada desde a nascença, com o ónus da culpa a recair sobre o ex-camisola 10 (ver o servicinho que o jornal de Vieira fez quando ocorreu o caso Hleb).

Enquanto se investem largos milhões em Ola John e Salvio, o Benfica não quis investir nada num defesa esquerdo. E é este preciso ponto que me faz confusão. Durante o verão, o Benfica identificou a lacuna no plantel. Surgiram vários nomes na imprensa, muitos deles verdadeiros, como Rojo ou Siqueira e outros cuja veracidade desconheço, caso de Ansaldi. Houve reuniões com empresários, discussão de verbas com as equipas detentoras dos passes dos atletas, mas o Benfica acabou por não contratar nenhum jogador. Então, se identificam uma lacuna no plantel, por que raio é que não contrataram ninguém? Desorientação total. Como se não bastasse, durante várias semanas, parece que o Benfica pura e simplesmente desistiu de negociar qualquer jogador para esta posição, tendo o interesse ressurgido após o enterranço bíblico do jovem paraguaio contra o Braga. O Benfica quis, não conseguiu e por isso desistiu. Parece que quem manda no clube acreditou (e isto sim é grave) que não era preciso contratar mais ninguém para a posição.

Quanto ao Eliseu, mesmo não sendo um defesa esquerdo de raiz, é uma opção que me agrada. Foi adaptado com sucesso há já alguns anos, pelo que a posição não lhe é de todo estranha, sendo que consegue dar à equipa a profundidade ofensiva que Jesus exige e uma qualidade defensiva que mais ninguém no plantel pode dar daquele lado. Ficaríamos a ganhar com a vinda de Eliseu? Sem dúvida. É um jogador barato e que vai colmatar a grande lacuna deste plantel.

7 comentários:

Anónimo disse...

1º Ponto: Por mim comprava o Caiçara. Foi para a Bulgária, mas não deve sair muito caro, até porque já foram eliminados da Liga dos Campeões e pelos novos regulamentos pode jogar ainda por outra equipa na LC, como pode acontecer com o Eliseu.

2º Ponto: Parece-me que a partir do momento em que o JJ apostou no Melgarejo, qualquer defesa que fosse contratado teria o mesmo tratamento do JJ que teve o Capdevilla. A excepção, a gosto do JJ, será o Eliseu.

3º Ponto: Na minha opinião pessoal, o Luisinho é suficiente para o nosso campeonato, sendo no entanto curto para a LC.

GNR

eagle01 disse...

Se perceberes que os dirigentes do Benfica são o espelho da classificação dos últimos anos do Benfica, talvez chegues lá. Estes dirigentes que perceberem que para ganhar votos dos benfiquistas tinham de criar a "equipa maravilha". Que depois inventaram a cassete dos 500 mil sócios até 2004 porque nós no Benfica somos diferentes e mais que os outros. A seguir íamos arrasar na Europa.

Como se os sucessos desportivos se pudessem anunciar ... antes de serem trabalhados....

Mas o adepto do Benfica gosta. É normal. A comunicação social está cheia de referência de que o Vieira faz bem, o treinador é que faz mal. Interessa que o adepto não pense que quem dá as ordens é Vieira, e ao sistema interessa que Vieira esteja, fique e continue a mandar. Até à RUINA TOTAL.

O negócio Sálvio foi o ponto final. A partir daqui só não vê quem não quer: o Benfica é comandado de fora para dentro e Sálvio serviu para pagar ao FCP e ao Jorge Mendes, a divida que o Atlético tinha com eles ...

71460_5/8 disse...

A mim parece-me que já desde algum tempo que quem prepara os negocios é o Rui Costa e com quem ele trabalha e quem os finaliza e o LFV. Quando o Rui Costa foi desbloquear o Aimar também não havia garantias de sucesso.

JNF disse...

71460,

se estiveres recordado, lembrar-te-ás de que depois da época 2008/2009, na qual Rui Costa foi o responsável máximo pelas contratações, Vieira puxou o poder a si e disse (passo a citar) "Vou passar a delegar ainda menos". Depois, nas 4 épocas seguintes, Rui Costa foi encostado e Vieira assumiu a pasta do futebol, com as transferências a seu cargo.

Berrante De Encarnado disse...

Não é o lateral-esquerdo que eu gostava de ver no Benfica, por vários motivos que o tempo não me permite escrever a esta hora.

De qualquer modo admito que nesta fase podia dar algum jeito, até como forma de aliviar psicologicamente o Melgarejo enquanto este vai aprendendo.

Cumprimentos Benfiquistas

Germano Bettencourt disse...

Eliseu? Melhor do que temos, mas a meu ver fraco. Não me agrada. Enfim...

Anónimo disse...

Parece-me que numa primeira fase o Benfica queria contratar um LE e por isso andou a sondar alguns. Depois veio a tentativa de adaptação do Melgarejo e a teimosia do JJ em transformá-lo em LE, tendo ele mesmo dito que o Melgarejo e o Luisinho chegavam. Aí a direção abrandou e acho que ficou com medo (claro que quem deveria mandar era a direção mas parece que quem manda é o JJ) de dar dinheiro por um LE e depois o JJ o encostasse por não ter sido um jogador pedido por ele. Talvez essa também tenha sido uma das razões pela não vinda do Rojo, pois eu li a entrevista do JJ no Record e a maneira como ele falou do Rojo deu bem a entender que não era um pedido dele e que não era o jogador que mais lhe agradava.
Neste momento acho que podem acontecer 3 coisas: não vem nenhum LE e continua o Melgarejo a jogar; vem o Eliseu e fica com o lugar de LE ou então vem um LE não pedido pelo JJ (Ziegler, Pocognoli...) e vai para o banco, continuando a jogar o Melgarejo. Face a estas 3 situações, que venha o Eliseu.

PS: Em relação ao Rui Costa, não sei se é verdade ou não mas o JJ disse nessa entrevista ao Record que o Benfica tinha um gabinete de scouting gerido pelo Rui Costa.