quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Fuck Him

Pessoalmente, não estou com grande vontade para escrever crónicas enquanto o Benfica realizar prestações deste calibre. Ou seja, até Fernando Santos abdicar do cargo de treinador do Benfica. Ontem estive na Luz. Fiz 600 kms para ver uma exibição triste, taciturna, miserável. Tal como o seu treinador, a equipa metia dó. Os jogadores, salvo algumas - poucas - excepções, demonstraram falta de querer, de garra e de ambição.

Apesar de tudo, o Benfica dominou um ainda mais frágil Copenhaga, durante todo o jogo. O golo acabou por surgir na primeira parte, fruto de um grande pontapé do Maestro, vindo do nada. Ainda antes do intervalo, depois de muita atrapalhação, os dinamarqueses chegaram ao empate. Luisão lesionou-se, entrou Adu, a equipa continuava apática. Estava tudo a correr bem.

Fernando Santos conseguiu, no mesmo jogo, utilizar três esquemas tácticos diferentes. Começou com o tradicional losango, durante os primeiros 45 minutos, alterou para um 4x3x3 com Coentrão e Adu no apoio a Cardozo e, por último, com a entrada de Nuno Gomes, conseguiu por o Benfica a jogar numa espécie de 4x2x3x1, com o Nuno Gomes e o Cardozo em cunha. Fabuloso registo. Os jogadores aplaudem. Podem não perceber nada da táctica, mas sabem os salmos todos de cor. E isso é de louvar.

Quando tudo parecia indicar que o resultado final seria o empate, Rui Costa sacou mais um grande disparo da cartola, aliviando a pressão sobre Fernando Santos, que até ali jazia no banco de suplentes. Sacana do Maestro! Fernando Santos não só não merecia a sorte que teve, como um empate não seria comprometedor de todo, quando comparado com a possibilidade de este ser demitido pelo Presidente. E o Rui Costa estragou isso tudo. Os adeptos aplaudiram a equipa de pé, ovacionaram os jogadores, mas não esqueço a assobiadela monumental aquando do anúncio do nome do treinador do Benfica.

A segunda mão realiza-se na quarta-feira, 29 de Agosto, na Dinamarca.

2 comentários:

Marquês de Barrabás disse...

Esta corda na garganta de Fernando Santos...

Se LFV considera que ele é o treinador certo, deve mantê-lo independentemente do que se diga ou do que aconteça a curto prazo. Se LFV considera que ele não é o treinador certo, escusamos de ficar à espera de um "grande" mau resultado. É despachá-lo logo e já devia ter sido há mais tempo.

Agora estas indefinições não são boas para os nossos objectivos esta época.

paulofrança disse...

A culpa nao é so do santos, como é que se pode vender un jogador titular no meio campo a 24 horas do jogos. O vieira tinha un més e tal para rever o contrato do manélélé.