quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Vamos Crucificar o Camacho!

Salve Benfiquistas,

Para quem não se lembra - embora não tenha sido assim há tanto tempo! - tanto Camacho como a “Velha Raposa” foram tratados abaixo de cão pela massa benfiquista até à tarde (de Taça um, de Betadine outro) em que trouxeram um troféu para a nossa extensa vitrine...

Nessas duas ocasiões espantosas, assistiu-se a milagres em triplicado: dos 2/3 de benfiquistas mais críticos (“crítico” é eufemismo – “sedentos de sangue” talvez esteja mais próximo da realidade), 1/3 calou a matraca e o outro terço sofreu uma conversão na hora ao melhor estilo “Fátima, colheita de 1917”; o último terço teve cura instantânea dessa terrível doença que é ser um “acomodado” e “yes man” e afinal, parece que até, se calhar, quer dizer, desta vez, tinham raz... bom temos todos razão e o que interessa é que ganhámos.

Agora que o Santos regressou para junto de nós na bancada, temos aí o José António que bateu com a porta no clube dos mercenários galácticos e andava a lamber a ferida desde então.

Como aqui o vosso amigo já sabe do que a casa gasta (quer dizer, acredito em milagres do estilo acima referido mas não acredito em milagres tipo “água transformar-se em vinho” ou “Fortaleza Benfica”), ocorreu-me começarmos já a adiantar trabalho e a crucificar o homem para depois, com alguma sorte, termos ascensão no final da época.


E como é sempre mais fácil pegarmos no que deixámos do que ir para coisas novas, lembrei-me de recuperar os “pregos” com que muitos se entretinham a espetar o murciano...

* "Camacho, não percebes nada de tácticas, minha abécula!"
* "Camacho, passas a vida em Espanha de férias, meu palhaço!"
* "Camacho, só queres saber do Real Madrid!"
* "Camacho, és um mole com os jogadores. Estágio nas Caldas o caraças, mete mas é esses gajos a suar, meu malandro!"

São os pregos que agora me vêm à memória. Mas podemos descobrir mais, dos antigos como recentes, porque nisto somos nós bons.

Tragam os martelos!

Saudações Gloriosas

6 comentários:

VeRMeLHoVZKy disse...

Marquês!!!

Brilhante, meu caro... brilhante!

O problema é que não dou 2 meses para começar a ouvir essas bocas! Se não for já no Sábado!

Sir disse...

Eh eh!

Muito bom, Marquês!

Marquês de Barrabás disse...

"O problema é que não dou 2 meses para começar a ouvir essas bocas!"

É tão certo como as andorinhas.

Galaad disse...

Brilhante! Despachamos já esta parte, e a partir de agora é ver o Benfica a amaranhar pela tabela classificativa acima!!!!!!!!!!!!

Marquês: bom golo!!

pteixeira disse...

Gostei imenso do post.

O futebol que Camacho trará é que ditará a necessidade (ou não) de irmos à caixa das ferramentas buscar os martelos.

Penso que, enquanto ele não regressasse, ficaria sempre no ar o mito de ser o treinador ideal para o Benfica (tal como a imagem, e apenas isso, de Toni). Nem comparo as duas capacidades porque parecem-me evidentes as diferenças.

Só podemos tentar compreender o contexto de trabalho de Camacho e procurar dar-lhe o tempo necessário para ele poder implantar a sua filosofia.

O resto, é tudo um conjunto de factores mais ou menos aleatórios (lesões, sorte...).

Mais uma vez, bom texto.

Marquês de Barrabás disse...

Obrigado, companheiros.

Sábado a equipa vai adiar a sessão de "pregos". Fezada.

Saudações Gloriosas