terça-feira, 4 de setembro de 2007

Um jornalista (a) sério

Quem não conhece Pedro Pinto?

Começou a apresentar programas para jovens no Canal 2, tornou-se no único pivô português da CNN Internacional, com a qual ainda colabora, teve passagem (breve..) pela Sport TV do Oliveirinha, e, mais recentemente, foi escolhido pela UEFA para apresentar o sorteio dos Grupos para esta temporada da Liga dos Campeões. E fê-lo com classe, pois é um tipo com classe.

Mas não se fica por aqui. Pedro Pinto é benfiquista e assume-o sem complexos, num país (ou será fora dele, em Londres?) onde a mediocridade se tinge em tons regionalóides de azul ou pindéricos de verde.



Vou aqui reproduzir excertos da “conversa” que Pedro Pinto teve no chat da uefa.com, e que podem consultar em inglês e na íntegra nesta página. (Vergonhosamente, a pt.uefa.com ignorou a entrevista, decidindo não a partilhar com a comunidade lusófona internacional. Dor de cotovelo ou alergia ao vermelho?)

...

Utilizador: Olá, Pedro. O que é que se passa hoje em dia com as equipas portuguesas? Parece que não há dinheiro, o que não acontece com outros grandes clubes.

Pedro Pinto: Tanto quanto sei, o problema deriva de os montantes conseguidos com a venda de direitos televisivos em Portugal não terem nada a ver com os que são praticados em países europeus de maior dimensão. [É impressão minha, ou há aqui uma indirecta ao Oliveirinha?]

[...]

Utilizador: Olá, Pedro. Se hoje em dia fosses futebolista, em que equipa gostavas de jogar e porquê? Obrigado!

Pedro Pinto: Gostava de jogar no Chelsea. Seria excelente ser treinado pelo José Mourinho e descobrir o segredo dele para manter sempre toda a gente motivada e de olhos postos num objectivo comum. Mas como sou do Benfica desde pequeno, também gostava muito de vestir a camisola do clube.

Utilizador: Qual foi o melhor jogo a que alguma vez assistiu?

Pedro Pinto: O melhor jogo entre clubes que me recordo de ter assistido foi a vitória do Benfica sobre o Marselha nas semi-finais da Taça UEFA em 1982. Eu era um puto e nunca mais me esquecerei do Estádio da Luz naquele dia.

...

E para terminar este post, deixo as seguintes questões: porque é que um tipo com o talento e a projecção do Pedro Pinto vive à margem dos media desportivos portugueses? Porque é que não possui um programa de análise, e víboras como o Rui Santos ou o David Borges têm direito a poluir as nossas emissões de televisão e rádio? Será que é preciso ser-se anti-benfiquista (ou benfiquista “sado-maso”) para se conquistar um lugar ao sol?

Reflictam...

Saudações Gloriosas

11 comentários:

Ricardo disse...

O Pedro Pinto é, sem dúvida, uma figura de referência no jornalismo desportivo português (apesar de ter trabalhado muito pouco por cá), e merecia - como dizes - um destaque maior por parte de quem está ligado ao desporto em Portugal. Pena que aqui não conte a capacidade e a qualidade profissionais, mas pequenas máfias, pequenos arranjinhos e conversas de bastidores, em que medíocres conseguem lugares de primeiro balcão e falam, falam, falam. A questão é que o Pedro - como um homem inteligente - está-se nas tinhas para essa gente, e fez e faz carreira no estrangeiro, onde é valorizado. Faz muito bem. E eu tenho muito orgulho nele.

Nem sequer sabia que era benfiquista. Fui ler a entrevista que ele deu, e fico feliz. É bom ter benfiquistas deste calibre.

Galaad disse...

Realmente, e depois do que havia escrito, este post faz todo o sentido. PP é sem duvida uma pedrarda no charco na merda que é o jornalismo portugues. Eu estava em Italia e vi o sorteio na Sky Sports italiana em directo, e até os comentadores italianos ficaram assombrados com a facilidade com que PP falou espanhol com Dasaev (jogou no Sevilha), italiano com Maldini, frances com Deschamps, ingles com o tipo da Uefa e, obviamente, portugues com Kaka. Com um tipo com um valor tremendo como o PP, por cá ainda se da tempo de antena aos Vitores Manueis, aos Ruis Santos e aos Joaquims Ritas... Somos mesmo pequenos, mas o PP soube contornar isso e ter o reconhecimento internacional. É triste...

JNF disse...

Pedro Pinto já tem reconhecimento internacional há muitos anos. E este não é o primeiro nem segundo sorteio que ele faz na UEFA. Como jornalista também é excelente. Rui Santos, entre outros, comentador desportivo ou aspirante ao jet-set português, tem um programa num canal por cabo, às 23h, num dia em que a maior parte das pessoas não está para ouvir falar em "quistos bloqueantes" e outras expressões que ele utiliza no seu programa e no nojo de jornal para que escreve.

São Jorge disse...

Também adoro este gajo, não é qualquer badameco que chega à CNN, é preciso ser um excelente profissional, o que claro, fazia-o destoar do resto da companhia se estivesse no pântano do jornalismo tuga.

Quanto ao Pedro Pinto não ter um programa de análise em Portugal por ser benfiquista ou não, a razão para isso deve ser a mesma que leva a que o Benfica tenha como representantes nos dois programas de futebol na tv tuga, o Dia Seguinte e o Trio de Ataque, um sujeito manso e sem espinha nenhuma como o cineasta Vasconcelos, ou um político calmo e macio, no meio de duas bestas como o Dias Ferreira e um dos mafiosos do Sistema, em vez de uma Leonor Pinhão ou um João Malheiro, ou qualquer outro benfiquista com eles no sítio.

Reflictam e depois digam se será coincidência. Pois...

dezazucr disse...

Ele também fez se não me engano o sorteio da Champions do ano passado.

É um grande jornalista. Sou fã dele desde que foi para a CNN há já muitos anos. Por acaso só agora sei que é Benfiquista. Não admira ;)

Pedro Neto disse...

Para além de ser um dos melhores profissionais do nosso país, o Pedro é um tipo porreiríssimo. Também sou fã dele.

É a pessoa ideal para fazer uma perninhano Canal Benfica. Seria a estrela, obviamente.

Marquês de Barrabás disse...

Mais Pedro Pinto nesta entrevista:

http://www.maxima.xl.pt/0907/soc/100.shtml

Levanta o véu sobre o que se passou com as TVs portuguesas e demonstra (digo eu) grande carácter.

Saudações Benfiquistas

S.L.B. disse...

Também gosto bastante dele, mas há aí um engano: não houve nenhum Benfica-Marselha nas meias-finais da Taça Uefa em 1982...

Marquês de Barrabás disse...

"The best club match I remember is Benfica beating Marseille in the semi-finals of the UEFA Cup in 1982."

Enganou-se na competição...

Pelicano disse...

Conheço o Pedro há muitos anos. É, sem dúvida, muito porreiro e benfiquista embora seja um bocado individualista a jogar à bola...
Se calhar não é comentador porque gostou muito do "Benfica-Marselha para a taça UEFA em 92"... lol

filomeno2006 disse...

Le proporcionaron "ducha" de cerveza......