sábado, 29 de março de 2008

O príncipe faz anos

Rui Costa completa hoje 36 Primaveras. Os meus parabéns. É um excelente dia para reflectir no passado, no presente e no futuro. O seu benfiquismo e devoção ao clube são intocáveis. Rui Costa sempre foi aclamado pelos adeptos e pela imprensa, graças à sua genialidade, mestria e técnica. Rui Costa preferiu a Fiorentina ao Barcelona porque a proposta era mais vantajosa para o Benfica. Rui Costa tem a magia e o espírito do Calcio, que deslumbra qualquer um que esteja habituado à mediocridade e previsibilidade da liga portuguesa. Fora do campo, Rui não é um qualquer. Tem uma coisa que não é comum aos jogadores de futebol: classe. Sabe falar, sabe comportar-se, sabe lidar com a imprensa. Durante muitos anos na alta roda do desporto rei, rodeou-se das melhores pessoas e contactou com grandes profissionais.

Tem um grande cartão de visita, mas será suficiente para liderar o Benfica a bom porto? Ninguém poderá dizê-lo, ao certo, mas eu receio que não. Sinto que Rui Costa foi sugado pela actual estrutura benfiquista e é, actualmente, o trunfo eleitoral da direcção encarnada. O seu benfiquismo tê-lo-à coagido a aceitar essa bandeira cedo de mais - não o censuro; ao ver o Benfica neste estado precário, também eu, no seu lugar, faria algo para tomar as rédeas da situação e inverter o rumo dos acontecimentos. Mas Rui Costa, apesar de já não aguentar o esforço de fazer dois jogos semanais, ainda é um jovem.

Receio, portanto, que seja prematuro avançar já para o dirigismo. Recuemos até à data em que o presidente do Benfica indigitou Rui Costa como seu sucessor. Na altura não lhe dei a devia importância, até perceber que a estupidez de Luís Filipe Vieira não poderia ir mais longe. Não tenho outro nome para quem, a meio de uma época desportiva, deixa uma responsabilidade destas num jogador do plantel, demitindo-se, quase totalmente, das responsabilidades da preparação da próxima época e delegando esse fardo ao nosso Rui. O outrora príncipe de Florença é agora o chefe na Luz. Tem influência nas decisões sobre um plantel em que ele próprio está incluído. Não é preciso enumerar os problemas éticos que isto acarreta. Os problemas no balneário não tardaram em surgir: Camacho foi a primeira vítima. Outras virão. Será que a integridade e a honra da glória do futebol encarnado permanecerão invioláveis?

7 comentários:

Anónimo disse...

parabéns grandioso Rui Costa...és o meu orgulho.

ps:não compreendo, voces até numa mensagem de aniversário aproveitam para a atacar o Vieira (que já fez coisas boas pelo clube)... esta mensagem de aniversário só deveria falar do Rui.

Sir disse...

Olha lá, eu escrevo sobre o que bem me apetecer. Esta "mensagem de aniversário" é sobre o Rui. É uma reflexão que venho fazendo há algum tempo e que achei que seria altura de partilhar. Sempre é melhor raciocinar do que limitar-me a dar-lhe os parabéns. Espero estar errado e que o Rui tenha muito sucesso no Benfica!

Sir disse...

Já agora, os comentários anónimos deixaram de ser permitidos!

Manuel disse...

Parabéns pelo seu excelente post!
Partilho por inteiro da sua opinião acerca do aproveitamento oportunista que o LFV fez de ter um trunfo que lançou antes de tempo, com toda a carga negativa que daí pode advir!
Espero que Rui Costa possa trazer ao departamento técnico a mesma marca de excelência que o acompanhou em toda a sua carreira de futebolista profissional de classe ímpar!

Ricardo disse...

Concordo completamente, Sir. Desde que LFV anunciou a medida imbecil de pôr o Rui com este fardo às costas que se viu que não ia ser boa política. Pela enorme respeito e admiração que tenho pelo Maestro tenho ainda a secreta esperança de que ele não esteja apenas a ser levado e que esteja por dentro de um projecto que nós ainda desconhecemos e que ele terá achado credível e passível de ser, por si próprio, comandado. Quero acreditar que a inteligência do Rui superou "apenas" o benfiquismo. Mas, acho como tu, que o Rui devia ou jogar mais uma época ou afastar-se por uns tempos, aprender, ganhar experiência nesta área que é muito específica e exige estudo (não serve apenas ter sido um jogador de eleição e ser benfiquista). Ou seja, quero acreditar no projecto que aí vem mas... não acredito.

Uma única nota: não concordo que Camacho tenha sido a primeira vítima; ou melhor, acho que o espanhol, sim, foi vítima de algumas circunstâncias, mas acima de tudo foi vítima da sua total incompetência como técnico de futebol. Além de toda a péssima gestão deste Presidente, não podemos nem devemos ilibar o espanhol da borrada magistral que andou a cometer nestes meses que liderou a equipa. Não merece desculpabilizações.

paul disse...

Eu acho que este blog se deveria chamar Anti Vieira em vez de Eterno benfica, porque aqui só são benvindos os comentários anti-vieiras. A vergonha era se o nosso presidente fosse arguido num processo de corrupção activa.
e com isto, se quiserem eu até dou o meu número de sócio.

Porque não sou anónimo

paul disse...

Bem nen fui eu que escrevi o primeiro comentário. Simplesmente acho pouco correcto as o obsessões deste blog