quarta-feira, 19 de março de 2008

Quatro Linhas #7: Recordes há muitos!

Existe por aí, em certa imprensa, talvez eufórica pela exuberante diferença de pontos que separa o campeão anunciado do Benfica, desejosa de reescrever a história. São, nesta altura, bem contados, dezasseis pontos que marcam a diferença entre a melhor e mais consistente equipa do campeonato e a anémica e desorganizada junção de jogadores que semanalmente o Benfica deita para o campo na ilegítima esperança de ganhar qualquer coisa mais que não seja experiência para o futuro. Porém, quando passo a vista no jornal o “Público” e deparo com o foguetório jornalístico a pretexto da iminente queda do recorde de pontos de vantagem sobre o segundo classificado, que o Benfica ainda detêm, verifico essa tentativa desesperada de passar uma esponja sobre a história, de forma a que todos acreditem que o hiper-poderoso FC Porto está prestes ao Benfica mais uma das suas marcas da supremacia histórica no futebol português.

Para isso é que servem os adeptos. Para que estas tentativas não consigam fazer o seu caminho, é necessária uma sentinela permanente sobre estes atentados à grandeza do Benfica. Vejamos, uma coisa é a actual equipa de futebol e outra é a grandeza adquirida pelos clubes. Nesse aspecto, o Benfica é o maior e assim continuará. São trinta e um títulos, vinte e duas taças de Portugal. E mais uma série de recordes que o vitorioso FC Porto de Pinto da Costa nunca conseguiu ultrapassar e tão pouco igualar.

Um deles é o da pontuação que diferencia o campeão da equipa que lhe fica imediatamente a seguir nos lugares de cima da classificação. Na época de 72-73, o Benfica de Jimmy Hagan chegou ao fim da linha fixando a diferença para o segundo classificado em 18 pontos. Pois bem, é esse mítico e imbatível recorde que o jornal “O Público” extemporaneamente propõe que o FC Porto de Jesualdo Ferreira consiga igualar ou até mesmo erradicar do mapa, com a alegação daninha de que os futuros tri-campeões de Portugal podem conseguir agora, no final deste campeonato, alcançar uma diferença de pontos superior à marca histórica do Benfica de Hagan.

Pois bem, concordo em muitas coisas com Valdano e Menotti. Numa delas, alinho na ideia de que o futebol só se conhece a si mesmo se tiver respeito pela memória e pela tradição. Este é um dos casos em que é preciso ter memória. Na década de setenta, se bem se lembram, o sistema de pontuação era diferente. Uma vitória, dois pontos, o empate valia exactamente o mesmo que vale agora. O jornal “O Público” fez as contas por mim e converteu a diferença de pontos entre o Benfica e o segundo classificado na época de 72-73 na pontuação actualmente vigente no campeonato. Daria, pois, uma diferença de 32 pontos. Este sim, é o número recorde actualizado de pontos que um campeão em Portugal conseguiu arrecadar num mesmo campeonato de diferença para o segundo classificado. Portanto, muito longe dos anunciados 18 pontos que o FC Porto de Jesualdo Ferreira estará perto de bater. E, na época de 72-73, o número de jornadas do campeonato era exactamente o mesmo que o da Liga Bwin. Dezasseis equipas, trinta jornadas. Daqui se conclui que o recorde do Benfica, um de muitos que o clube ainda mantêm como demonstração da sua supremacia histórica no futebol português, se vai manter intocável e imbatido.

Apesar das esforçadas tentativas de reescrever a história, os adeptos do Benfica não deixarão que isso aconteça. Basta lembra 32 pontos de diferença, quase tantos como o número de títulos conquistados e já agora quase tantos como o número de jogos sem derrotas num só campeonato. Ainda com Jimmy Hagan, o Benfica, na década de setenta, conseguiu ganhar por uma única vez em toda a história do futebol português, um campeonato sem derrotas. Melhor dizendo, 28 vitórias e apenas dois empates. E já agora, que estou embalado, de recordar que na mesma década, com outro treinador inglês, John Mortimore, o Benfica entrou no top ten de recordes mundiais de invencibilidade no campeonato. Foram 53 jogos consecutivos sem perder. É como diz Valdano e Menotti. A memória ajuda muito a encontrar os caminhos próprios da grandeza. E os benfiquistas não esquecem isso. Por muito dolorosos que sejam os tempos actuais.

PS – Este é o Benfica que Luís Filipe Vieira anda a prometer à seis anos consecutivos. Sem sucesso. As diferenças entre o Benfica prometido e o Benfica real devia fazer os benfiquistas pensar.

14 comentários:

Aragorn disse...

Já agora gostaria de saber qual é o record de troféus europeus conquistados por um clube português.

Aragorn disse...

E já agora de quem é o record de mais vitórias consecutivas em casa para o campeonato?

Anónimo disse...

isto de clubes corruptos se quererem fazer grandes á custa da mafia que os sustenta é nojento.

mas é bom que vivam nessa ilusao, ate pq o padrinho nao é eterno e a divida colossal que lá está a deixar é apreciavel.

sem o dinheiro da olivedesportos, sem o benfica para continuarem a sugar, com um passivo colossal entre muitas outras coisas... voltam a ser aquilo que sempre foram. um clube banal.

a mafia não é eterna.

AS disse...

SIR, em vez de continuar a mandar-nos pensar acerca do que foi prometido e foi realizado pelo LFV (ladainha que já cansa), preferia que começasse a apresentar alternativas crediveis e disponíveis para suceder a esta direcção. Espero que entre elas não figure um tal Vitor Santos, vulgo BIbi. Seria o seu descrédito completo. Como eu acho que é um rapaz com bom senso, aguardo por uma crónica em que aponte soluções e não só problemas.

Tiagojcs disse...

Boa reflexão .

Em relação ao rei dos pneus está mais do que na altura de serem feitas contas e serem pedidos os respectivos resultados .

O benfica ta mergulho num presente cinzento e num futuro amedrontadamente perigoso .

Esta á a altura chave para que o Glorioso renasça .

Bakero disse...

Só uma pequena correção: o Benfica tem 24 Taças de Portugal.

De resto, concordo completamente com a crónica. É ridícula esta tentativa de usurpação de um recorde, passando por cima do pequeno pormenor de na altura cada vitória só valer 2 pontos.

rage against the machine disse...

O LFV orgulha se de ter posto o benfica no guiness con un recorde, os tais 160 000 associados, de ter feito un estadio novo e un centro de estagio, mas vamos la ver:

-o centro de estagio tinha que ser feito algun dia por alguma direcçao alias ate foi o ultimo dos tres grandes ao ter feito.

-o estadio foi feito por ele, sim mas deito o antigo abaixo (o maior da europa: un recorde foi se embora)

-con o LFV como presidente do benfica por mais alguns anos, de certeza que dois recordes pelo menos vao abaixo : os de campeonatos e de taças conquistadas!!!!

Os mais de 160000 assoçiados que o benfica ten, o centro de estagio e a nova luz so forao feitos con o forte potencial da marca do benfica, a marca benfica ja exisistia antes que o LFV chegasse ao clube.

E verdade posso estar muito critico con o LFV mas ao fin de seis anos de presidente ver o SLB afastado da uefa pelo modesto getafe, cuando me recorde que o primeiro jogo do benfica que vi na televisao aqui en frança foi a final europeia con o PSV, isto tudo da me vontade de vomitar

O LFV prometeu un benfica europeu, os resultados estao a vista para min o LFV nao acresentou nada ao clube

Aqui no passado cuando eu en frança ouvia falar do benfica era por causa da finais europeias com o psv e o milan (que forao tranmitidas pela televisao pelo todo o mundo)

Agora fala se do benfica como uma triste equipa que foi eliminada pelo getafe (para nao falar anos atras dos jogos con o bastia e celta de vigo)

Hoje o benfica nao ten equipa de futebol (edcarlos l filipe m pereira....) mas con o LFV por mais alguns anos a presidente o benfica arrisca se a perder esses recordes de campeonatos de taças e mais e mais...

Esta é a visao d'un soçio do benfica que viva fora de portugal

Mas uma coisa é certa serei sempre ate morrer soçio do benfica.

Pedro Neto disse...

Por acaso não estava a par desta polémica, mas folgo em saber que ainda há pessoas que defendem o Benfica.

E mesmo que o tal recorde fosse ultrapassado, com batota não vale o mesmo, obviamente. Acho graça à tentativa, quase nacional, de fazer passar o FC Porto por um qualquer normal clube honesto, como se a sua história recente fosse feita como nos outros clubes.

Coluna D'Águias Gloriosas disse...

E O Benfica conseguiu esses Records sem:

Irmãos Calheiros
Francisco Silva
António Costa
José Leirós
Guímaro
Fortunato Azevedo
António Costa
António Correia
Pinto Correia
Rosa Santos
José Pratas
Isidoro Rodrigues
Olegário Benquerença
Jorge Sousa
Alder Dante
António Garrido
Veiga Trigo
Um gajo da madeira não me lembra o nome

E tantos outros que não me lembrei agora em segundos

Este é sem dúvida o melhor plantel de sempre de Pinto da Costa

É por isto e por outras que tenho orgullho em ser do Benfica,

Glorioso Sempre!

Pedro Nunes disse...

sr. josé marinho, n vou dizer mto mais ao que escreveu, pois tou de acordo, mas antes queria-lhe perguntar novamente sobre o mourinho...
corre pelos blogues, e ja me foi tb assegurado por um amigo q tem informações previligiadas de alguem dentro da direçao, que o benfica de facto já apresentou uma proposta ao mourinho, e q o BES estaria na disposiçao de financiar o projecto do benfica p o mourinho...
o q gostaria de saber, e tlv todos os q por aqui escrevem ,e sendo amigo do mourinho, se nos podia dizer algo sobre esta situaçao q escrevi?
sabe algo de uma possivel proposta ao mourinho?
tb me foi dito q ele n a recusou, q continua á espera de desenvolvimentos de espanha ou italia(se é q me faço entender), p dp dessa clarificaçao dar uma resposta em concreto ao benfica?
se puder, esclareça-me e penso q tb a todo o "auditorio" q le e escreve aqui no blog.
cumprimentos e tds e mais uma vez parabens sr josé marinho por mais um excelente texto.
PEDRO NUNES

Fernando Ramos disse...

deviam era criar o record da equpa que ganha mais jogos na batota
e esse seria certamente o fcporto, vejam so o 2º golo contra o leixões
lá estava o fora de jogo habitual, e assim se fazem campeões

Francisco disse...

Eu acho muito bem que se recorde aquilo que tems feito. è bom tambémlembrar que não vi nenhum jogador dos que o Cardozo deu a cotvelada com o sobrolho como o vi no Benfic Leiria.
Também gostava de dizer ao nosso Benfiquista de França que os jogadores do Getafe ganham mais que os doBenfica e que o treinador do Getafe está agora no Real Madrid.
Mas também quero dizer ao José Marinho que pare e atiar pedras ao Luis filipe Vieira, porque eu não quero no Benfica Veigas que ainda hoje foi multado e à uns anos atrás quando o Benfica estav de rastos estava ao lado do João Pinto a fazer a transferência para o Sporting.
Nós temos que perceber uma coisa, o Pinto da Costa é o que todos nós sabemos só que o Benfica teve presidentes que roubavamo Benfica. E que não nos voltemos a enganar.
Benfica sempre tal como vocês, mas vamos com serenidade.

Anónimo disse...

Zezinho,

então e o teu tacho em Braga? ou será que já andas a mandar CVs outra vez?

ouvi dizer que o Pinto da Costa quer "escrever" um livro. podias ajudar o gajo que tu tanto gostas.

não entendo porque continuas a falar do Vieira se ele te é indiferente... apesar da tua mania da perseguição.

um abraço do teu amigo que sente a tua falta.

r lima disse...

Se a vantagem de 18 pontos se confirmar não há quem cale os moços de recados do costume.
Já agora uma palavra para o Sr. Mário Wilson que com uma vitória por 2-1 na Luz frente ao Porto impediu a queda do recorde de invencibilidade.