terça-feira, 18 de março de 2008

Olé! [ainda a questão do sumaríssimo]

«Compreendemos a preocupação de Pinto da Costa»

O director de comunicação do Benfica, Ricardo Maia, diz que os encarnados compreendem a «preocupação de Pinto da Costa» perante a possível instauração de um processo sumaríssimo a Bruno Alves. O clube da Luz recorda ainda ao presidente do FC Porto as agressões a Óscar Cardozo nos últimos jogos.

Pinto da Costa disse esta manhã ter esperado pela instauração de um processo sumaríssimo ao avançado paraguaio, na sequência do lance com Tonel no último Sporting-Benfica, posição que mereceu a reacção do clube da Luz.

«Ainda bem que o presidente do FC Porto lembra o Óscar Cardozo, porque o nosso jogador foi mais uma vez agredido por um adversário no jogo com o Marítimo, e o árbitro não viu. Era um lance que deveria ter dado em expulsão e teríamos jogado contra dez, tal como o FC Porto quando defrontou o Marítimo», afirmou Ricardo Maia, em declarações à Antena 1.

«Lembramos ainda que o Óscar Cardozo foi vítima de uma agressão contra o U. Leiria, foi até suturado num sobrolho, e o senhor Vasco Santos, do Porto, também não viu», acrescentou.

Ricardo Maia não deixou, igualmente, de recordar o lance do central «azul e branco» Bruno Alves no jogo com o Leixões, objecto de análise esta tarde pela Comissão Disciplinar da Liga.

«Compreendemos a preocupação do senhor Pinto da Costa, porque aqui não se pode questionar a validade das escutas. Toda a gente viu mais uma agressão de Bruno Alves a um adversário», atirou.

[in A BOLA on-line]

Respostas destas, pela sua escassez e sentido de oportunidade, merecem destaque aqui no Eterno Benfica! É sempre bom lembrar que o Benfica tem, afinal, um director de comunicação.

11 comentários:

Isaias disse...

Bem metida!

Já agora, o Bynia também merecia que o nosso clube o defendesse da perseguição que os árbitros portugueses e comunicação social lhe têm feito.
Comparando com Bruno Alves, André (reformado), Paulinho Santos, Peixe, Emerson, etc... é um autêntico menino de côro.
Aliás, o Benfica não pode ter um médio que entre mais durinho, ou um avançado com porte físico, que ganhe lances divididos porque os árbitros nos fazem logo a folha.

Sir disse...

Ninguém dá o Bynia como o excelente jogador que ele é! Nem os próprios benfiquistas...

J. Silva disse...

Bem metida, de facto.

A dualidade de tratamento que os arbitros e a comunicação social dão a estes casos, traduz uma das armas fortes da influência dos andrades.
O branquamento das agressões dos caceteiros do porto tem sido um dos pontos mais fortes para o seu sucesso ao longo dos anos.

No caso do jogo leixões-porto, não foi apenas esta agressão selvagem, pois em mais 2 jogadas o animal agrediu violentamente o avançado do leixões. Objectivo: arrumá-lo fisica e psicologicamente para o resto do jogo.

Isto não justifica que jogadores do Benfica tenham comportamento similar e aí julgo que Bybia tem muito que mudar.
Se deixarem porque me parece um jogador marcado pelos erros cometidos.

É dificil o Benfica sair em público defender jogadores do SLB quando tem a Comunicação Social sistematicamente contra.

Julgo que o grande trabalho tem de ser feito internamente. Há algumas décadas atrás, o falecido Brian Clough transformou um modesto clube, o Nottingham Forest, num campeão inglês e europeu. Uma das receitas foi ir buscar o arruaceiro Kenny Burns, considerado um caso perdido e um autentico animal. Clough conseguiu transformá-lo num dos jogadores mais seguros e com maior classe daqueles anos, chegando a ser capitão da equipa.

joao açores disse...

Foi o mesmo Sr. Ricardo Maia que fez a defesa do Benfica quanto à alegada oferta de um apito de cristal (comparada a ouro segundo o árbrito em questão), que afinal não passava de uma placa de acrílico, com inscrições sobre o jogo em causa. a data, etc. Na altura ouvi o comentário mas não me lembrava do nome do Sr. A resposta foi tão bem dada à Rádio Renascença que eles nem voltaram a tocar no assunto do suposto "cristal". Já agora só um burro ou uma pessoa com más intençoes para confundir acrílico com cristal, confundir uma peça de 35 euros com cordões, apitos de ouro, viagens, "frutas", etc....
E o pior de tudo é que não era oferecida a lembrança só ao árbrtio, como aos dirigentes dos clubes adversários e convidados do Benfica.

Já agora Isaías. Esqueceste-te do Frasco (verddadeiro mestre na arte de dar patadas) e o Bandeirinha (mestre na arte dos carrinhos com os pitons à vista e às canelas dos adversários)

Coluna D'Águias Gloriosas disse...

concordo não a 100 mas a 1000% contigo SIR

Paulo disse...

Ora tomem e embrulhem, porcos!

Francisco disse...

Realmente é uma vergonha. Mas também não percebo o SIR,não perde uma para atacar a direcção, agora também o director desportivo ou SIR você também, com toda a consideração que me merece pelo seu Benfiquismos, ganhe forças e imaginação para deitar abaixo os pantufas da comunicção social, que estão sempre a deitar abaixo o nosso Benfica

Sir disse...

Eu ataquei o director desportivo? Para isso era preciso que o Benfica tivesse um! Quanto à Comunicação Social...é uma das minhas maiores lutas!

Francisco disse...

Claro SIR você com toda a amizade por ele, o director desportivo, alguma vez o iria atacar. Até deve ter criado este blog para o promover a Presidente.

Sir disse...

Desculpe-me os modos, mas você deve ser parvo. Grande ousadia a de entrar aqui com ironias quando nem sequer consegue distinguir um director de comunicação (Ricardo Maia, citado no post) de um director desportivo (infelizmente, não temos nenhum!).

Francisco disse...

Sir pretende posso inferir com o seu nickname representar a escola inglesa. Mas na realidade, não deixa de ser curioso, pelas suas palavras que fica logo muito nervoso sempre que se fala do Luis Filipe Vieira ou de alguém da sua equipa. Talvez não fosse mal pensado, você ir a Inglaterra, ou ler com mais atenção os discursos do Sir Alex. Assim, talvez um dia conseguisse ser aquilo que as suas palavras deixam inferir um cargo o maior clube do mundo. Eu? não me importo das suas insinuações porque amo o maior clube do mundo, mesmo que ele estivesse na segunda divisão.
Saudações Benfiquistas e muito obrigado pelas suas palavras porque o importante é falar bem ou mal. Na realidade apreciei os seus adjectivos. Mas claro para mim só um parvo o Pinto da Costa. Os benfiquistas não são parvos são do meu clube do coração