quinta-feira, 6 de agosto de 2009

habitual ironia, garantida serventia !



Já li a expressão ' com a sua habitual ironia ' algumas dezenas de vezes, talvez centenas, quando os jornalistas querem apodar a reacção do bacoco sr. costa, a uma das suas, dos jornalistas, frequentes perguntas de ' ir ao cú '. Não me lembro da última vez que um jornalista confrontou o homerm com uma questão séria, pertinente, sobre assuntos de interesse para o futebol, sem se pôr a jeito para a estafada ' habitual ironia ', com que são brindados sempre que a pessoa necessita de propagandear o seu objectivo, distrair as atenções do que realmente conta e fazer soar o riso alarve dos seus seguidores do costume. A dita cuja ' habitual ' está em 99% dos casos relacionada com algo que diga respeito ao clube que faz a saloia figura roer-se de inveja : o SPORT LISBOA E BENFICA. Os escribas de juntar água, medrosos, imcompetentes ou quiçá malta fruteira, dão eco às boçalidades de província e realçam, como quem descobre a pólvora, a habitual, a tal !! É o futebolzinho de gente medíocre no seu pior, com corruptos medíocres, entrevistados por medíocres. Recordo uma grande entrevista ( grande na seca de tempo que durou !! ), na RTP, onde ao jornalista de pacotilha apenas terá faltado ir sacudir a pila do entrevistado no ' xixi do intervalo '. É a sina de uns e de outros. Daqueles, a de estar obcecado de tal modo com o clube que tanto gostariam de imitar, que sabem inalcançável em sua grandeza, que esquecem a própria identidade e existência. Destes, a sina de disfarçar uma evidente cobardia, laxismo e incompetência, excitando-se em figurinhas de gente quando dão o microfone ao emplastro das ' habituais ironias '.
E neste carrocel se enjoa até ao dia do juízo final o que, no caso do nosso país de justiças adiadas e entapetadas, não corre o risco de acontecer!

2 comentários:

Marc disse...

acessem o blog:
http://lusa-paixaorubroverde.blogspot.com

Vitor disse...

É complicado…quem não bajula o papa F*****-se.A tua crónica lembra-me um célebre programa desportivo, em que um dos comentadores residentes teve a coragem e “ousadia”de dizer, que o Vítor Baía era fruto de uma grande máquina de marketing e, que não passava de um guarda-redes normal. Foi até hoje, nunca mais comentou coisa alguma…no programa estava presente o Pôncio Monteiro,que foi

P.S.-No post anterior a frase “as tuas crónicas de opinião dão uma chama imensa a este blogue”, foi uma forma de expressão, sem qualquer sentido comparativo, pois todos os que visitem, escrevem e, comentem neste blogue e tenham a águia no coração têm chama imensa, na qual arde de inveja qualquer "um dos pequeninos"…

Viva o Benfica