sábado, 6 de fevereiro de 2010

Queiroz é a punchline

Nesta [má e deprimente] piada que é a nossa selecção nacional de futebol, "Queiroz" é mesmo o motivo de risota geral. Os jornais desportivos e generalistas avançam que o seleccionador se envolveu numa briga com Jorge Baptista, comentador da SIC, tendo mesmo chegado a vias de facto, isto após uma azeda troca de palavras. Para os puritanos que pediram a demissão de Luiz Felipe Scolari após o acto cometido no final do jogo com a Sérvia, espero agora igual critério em relação a Queiroz.

Não me lembro de situação semelhante passada com estes dois homens do futebol português: outros casos houve, como o Artur Jorge/Sá Pinto/Rui Águas também ele na Selecção, mas a agressão partiu de um jogador, não de um treinador. Para mim este caso de Queiroz tem mais peso. Que autoridade terá Queiroz agora sobre os seus jogadores? Como reagirá o resto da imprensa?

Se Carlos Queiroz é mesmo o "senhor" que diz(em) ser, então que se mostre um homenzinho e apresente a demissão. Com certeza que haverá outros treinadores portugueses bem mais competentes e qualificados para exercer o cargo, gente cuja vida não foi feita de por e apanhar pinos para o avô escocês. De Humberto Coelho a Fernando Santos passando por Manuel José (será, finalmente?!) há muito por onde escolher.

9 comentários:

Éter disse...

Carreeeeeeeeega, Queiroz!!!!

O próprio Manuel José já disse que a selecção lhe está vedada e o Humberto não se volta a meter ali.

JNF disse...

Pois, mas imagina que Queiroz se demitia? Quem é o que Madaíl iria buscar para levar a selecção ao Mundial? Provavelmente português, com experiência, e desse grupo só vejo estes 3. E Jaime Pacheco, é claro (mas isso seria bater no fundo do fundo).

Anónimo disse...

Estas mesmo a falar a sério? Nesse Jorge Baptista só é pena as que ele mandou ao lado e não lhe acertou em cheio. :p

JNF disse...

Sinceramente não percebo a vossa opinião contra o Jorge Baptista, é benfiquista assumido, não o esconde e não vai na conversa do bota-baixismo ao SLB.

Viriato de Viseu disse...

Então e o QUEIRÓZ ia deitar fora um aquele dinheirão que nos suga...por amor à Pátria???

Éter disse...

No dia em que o Jaime Pacheco for seleccionador nacional, como homenagem, vou para o emprego de manga cava, chinelo de praia e barba por fazer. Sou capaz de ser despedido mas depois logo se vê.

Xaninha disse...

o que aconteceu foi uma chungaria...
um mau aspecto terrível!

o seleccionador é a imagem de marca do nosso pais, né?

beijinho

sloml disse...

O Jorge Baptista é benfiquista? Olha, jurava que ele era do Sporting, mas afinal estaria errado! Quanto a detestá-lo, é desde o que disse do Malheiro, que apesar de tudo é um grande benfiquista. Jorge Baptista demonstrou aí ser uma pessoa sem carácter, quando, ao se tentar justificar, em vez de pedir desculpa ao Malheiro, disse apenas que não sabia que a conversa estava a ser gravada. Foi ridículo e é uma pessoa ridícula e frustrada.

Quanto à demissão do Queiroz, não concordo minimamente. Não sou da opinião que uma coisa tenha a ver com a outra. Aquilo foi uma questão pessoal, o gajo passou-se, deu uma pêra no outro e mais nada. Não tem nada a ver com o seu cargo de seleccionador. As suas competências para o cargo, isso é outra conversa.

Vitus disse...

E vão buscar quem? O Domingos... Pois é neste momento o mais competente.