domingo, 25 de abril de 2010

De olhão no título

Está quase, quase, quase. O Benfica está a apenas um ponto de se sagrar campeão português pela 32ª vez na sua História. Mais uma vitória categórica, por 5-0 frente ao Olhanense, veio vingar o sucedido na primeira volta no Algarve. Hoje, com muita classe e tranquilidade o Benfica demonstrou, em campo e nas bancadas, a sua verdadeira força. O ambiente infernal sentido na Luz, aliado ao melhor futebol praticado por uma equipa portuguesa em mais de 15 anos, torna o Benfica praticamente imbatível invencível. A questão é saber se ganhamos este campeonato amanhã ou para a semana.

Certamente havia muita ansiedade entre os adeptos encarnados antes do jogo. As recordações do encontro de Olhão, pelo menos a mim, assaltaram-me a memória: os cartões amarelos a Fábio Coentrão e Di Maria, com expulsão do segundo, a lesão de Ramires, um empate arrancado a ferros num péssimo jogo de futebol, nervos e mais nervos. Temia sinceramente que a equipa não apresentasse a humildade necessária e que faltou nas deslocações a sul do Tejo (Olhão e Setúbal), como o próprio Di Maria chegou a admitir. Mas não. Entrada forte e personalizada do Benfica, que se mostrou, a meu ver, bastante seguro desde os minutos iniciais, bastou para resolver o jogo em dez minutos apenas.

Logo no início, arrancada de Weldon sobre a esquerda, ganha a bola e cruza para a área onde Delson, defesa da turma de Olhão, corta a bola com o braço, indiscutivelmente. Penalty e cartão amarelo bem exibidos. Tacuara não vacilou e colocou o Benfica na frente com apenas três minutos de jogo decorridos. Pouco tempo depois, uma entrada assassina de Delson sobre Di Maria, que daria cartão vermelho directo em qualquer país desenvolvido e civilizado, mas que para Lucílio Baptista foi apenas para amarelo. Felizmente era o segundo, e em dez minutos o Benfica apanhava-se a vencer e com menos um adversário em campo. Poderia o jogo ficar ainda mais facilitado? Podia sim, quando Di Maria, após passa magistral de Pablo Aimar, que voltou às grandes exibições, fez o que quis da defesa olhanense e, pasmem-se, de pé direito, fez o golo da tranquilidade aos 18 minutos.

No que restou da primeira parte, o Benfica tirou o pé do acelerador e soube controlar o jogo. Quim foi chamado a intervir em apenas uma ocasião, a num cruzamento-remate de livre de Ukra após falta de Luisão. Aimar foi claramente o construtor de jogo, nota-se a grande forma do argentino, está a jogar o melhor futebol desde que chegou à Luz. E nota ainda para Javi Garcia que fez mais um grande jogo, respondendo aos benfiquistas que reclamavam que o espanhol deveria estar no banco por troca com Airton. Javi parece não cansar-se, durou um campeonato inteiro. Tenho pena que não remate mais vezes, porque aquele pé direito é muito bom, bem melhor do que eu mesmo pensava no início da Liga. Aliás, se formos a ver, os raros remates de pé direito do espanhol levaram sempre perigo à baliza adversária, deveria ter rematado mais vezes.

No segundo tempo entrou de novo o rolo compressor em acção: logo no início, Di Maria, no centro do terreno, faz um passe de letra que deixa Cardozo isolado na cara do guarda-redes Bruno Veríssimo e o paraguaio faz o seu segundo do jogo, igualando Falcao na lista de melhores marcadores da Liga. Dois minutos depois, novamente o paraguaio, a passe de Angelito Di Maria, fez o hat-trick, o quarto nesta temporada. 4-0, euforia nas bancadas. Poucos minutos depois o público gritava "Cardozo, Cardozo, Cardozo", pedindo que fosse o camisola "7" a apontar um livre directo, cantava-se "Campeões, nós somos campeões!", festa na Luz, num ambiente que raras vezes vi neste últimos anos. "Olés", "Hola mexicana", tudo servia para fazer a festa enquanto se faziam substituições e o Benfica falhava alguns golos numa exibição de grande qualidade. Ramires, de muito longe, tentou a sua sorte, Cardozo num cabeceamento que era golo feito acabou por falhar o alvo, e Aimar, que depois de um adversário chutar a bola contra si, na cara do guarda-redes, não perdoou e fez o quinto golo na Luz.

Continuou o festival ofensivo do Benfica com remates perigosos de Cardozo e sobretudo Di Maria, ao qual Veríssimo respondeu com aparatosa e difícil defesa. Nuno Gomes rendeu Aimar e o "21" recebeu um mais que merecido aplauso e ovação ao estilo de "Mantorras". O jogo terminou pouco depois com mais uma vitória do Benfica, a 13ª em 14 jogos na Luz, a 23ª em 28 jogos, fazendo uns incríveis 73 pontos em 28 jogos, mais 8 que no final dos 34 jogos de 2004/2005, exactamente, com 6 jogos menos! Números de facto incríveis, este Benfica já superou o Porto de Mourinho no ano em que ganhou a Champions. Haverá campeão mais justo na história do futebol português.

Por fim, uma convicção: Pinto da Costa não se vai sujeitar ao vexame de deixar o Benfica ser campeão no Dragão, por isso, vai mandar Jorge Sousa encostar o "Braguinha" para que os corruptos possam passar e ir à Champions League. Seremos campeões já hoje!

8 comentários:

Vermelhusco disse...

Sinceramente preferia ganhar para a semana! Vou tentar ir ver o jogo ao Dragao para o meio dos andrades!

Hoje foi fantastico. O Di Maria esta um verdadeiro artista e o Aimar voltou a um nivel de forma soberbo.

Anónimo disse...

Grande jogo na caminhada rumo ao 32º.
Estádio e equipa em comunhão faz-me crer que Portugal vai explodir quando se confirmar o inevitável.

dezazucr disse...

eu tb prefiro ganhar em campo.

depois de tudo o que esta equipa fez, ter de esperar pelo resultado de outra equipa para festejar é frustrante!

Jotas disse...

começo a dar razão àqueles que afirmam que os árbitros levam o Benfica ao colo, pois devia ser totalmente proibido os srs árbitros deixaram a equipa do Benfica entrar em campo, tal a humilhação que causam nos seus adversários, chega a ser anti-desportivo tamanha demonstração de superior categoria.
Noite de farra hoje, tenho esse feeling que seremos hoje campeões no futebol e volei e campeões da europa no futsal.

mariofarm disse...

Lindo lindo lindo.Obrigado Cardozão,Angelito e Pablito!A ser campeão prefiro que seja já hoje e tudo fica resolvido!FORÇA BENFICA!!Para a semana Mantorras marca 1 golo no porto e dedica ao pedroto!

Henrique Manuel disse...

Seria ouro sobre AZUL ir festejar ao dragay!
Mas eu só teria cara para dizer isso se lá fosse também e estivesse preparado para o que desse e viesse.
Como não desejo mal aos meus, espero que a tua convicção seja a certa e que a festa se faça já hoje embora eu ache que os porkos não querem o 2º lugar.

Pedro disse...

Lá temos que ir fazer a festa no Dragão...acho que os andrades nem dormem esta semana só a pensar nisso...
:)

Bimbosfera disse...

Boas! Está quase, apesar do Braga não descolar... Para já fazemos a festa CAMPEÕES EUROPEUS DE FUTSAL!!!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

http://Bimbosfera.blogspot.com