sábado, 8 de maio de 2010

Liga Vitalis, dia de todas as decisões

Pode parecer absurdo escrever um post sobre a decisão da Liga Vitalis na véspera de um jogo tão importante como o de amanhã, mas o que se passa e vai passar na tarde de hoje nos relvados da Liga de Honra é importante e, pelo menos a mim, diz-me algo de especial, como deveria dizer a grande parte dos benfiquistas.

Cinco equipas podem subir: o Beira-Mar, equipa liderada pelo jovem e ambicioso Leonardo Jardim, onde jogam Leandro Pimenta e Ishmael Yartey, ambos emprestados pelo Benfica, que precisa de um empate apenas para conseguir tal feito; o Portimonense, um histórico do Algarve com um passado muito peculiar e que até chegou a estar presente numa edição da Taça UEFA dos anos 80; o Feirense, cuja última aparição no principal escalão de futebol ocorreu no mesmo ano do Portimonense (89/90); a Oliveirense, de todos o clube mais eclético, e que tem feito uma época assombrosa face ao seu orçamento; o Santa Clara, maior clube açoreano, que na última década se tem mantido na Liga de Honra com maior ou menor dificuldade não só dentro de campo mas também a nível económico.

No entanto, face a estes cinco candidatos, tenho as minhas preferências. Até porque alguns duns interesesses do Benfica chocam com os de outras equipas, como vão perceber a seguir.

O Beira-Mar é, de todos, o clube mais independente. Sempre o foi, aliás. Talvez por isso não se consiga manter na primeira divisão durante uns cinco anos consecutivos, andando num sobe e desce constante. Com um jovem treinador, as expectativas não passavam, no início da época, por uma subida à Liga Sagres, mas a boa campanha dos aveirenses deixa-os em excelente posição para alcançarem tal feito. Só mesmo uma hecatombe pode evitar que voltem a fazer parte dos 16 de primeira, uma vez que perder em casa frente ao último classificado, o já despromovido Carregado (onde milita Miguel Rosa, um dia falo sobre ele) parece praticamente impossível. Eu via com bons olhos a subida do "Beira-Beira". Basta um empate, ou, mesmo perdendo, sobe se Feirense e Santa Clara não ganharem.

O Portimonense tem uma história que deve encher de orgulho os seus adeptos. Atingiram o topo nos anos 80 quando, na primeira divisão, lutavam pelos lugares europeus, tendo mesmo lá chegado em 84/85. No entanto essa convívio entre os grandes terminou em 1990, quando os seus adeptos tiveram a infeliz ideia de se meterem com quem mandava no futebol nacional. Numa deslocação do Porto a Portimão, Pinto da Costa foi agredido pelos adeptos do Portimonense Sporting Clube, e, a partir daí, coincidência das coincidências, com a guerra decretada aos clubes do sul, o Portimonense desceu à segunda divisão e pouco depois à 2ªB, onde esteve em boa parte dos anos 90. Nesta década que agora termina, esteve sempre na Liga de Honra, mas com grandes dificuldades, sendo este o primeiro ano em que luta pela subida. Curiosamente, tem vários jogadores emprestados pelo Porto ou dispensados por esse mesmo clube para Portimão. No entanto, pelo que sei, o sentimento naquela cidade em relação a Porto, Sporting e Benfica mantém-se. O ódio ao Porto é o mesmo. Por razões óbvias, gostava que subissem, seria muito bom termos duas equipas do Algarve na primeira divisão. Basta um empate para regressarem passados 20 anos.

O Feirense anda há vários anos a "cheirar" a subida. Não luta por ela, mas faz campeonatos bem tranquilos, excepto o de 07/08, e tem ficado na metade superior da tabela. A escassos quilómetros da cidade do Porto, não raras vezes um grupo de adeptos chamados de "SuperDragões" vai a Santa Maria da Feira apoiar o Feirense, o que constituirá, sempre, um perigo para o Benfica uma deslocação àquela localidade, apesar dos bons benfiquistas que lá habitam. Já há alguns anos que deixaram para trás a 2ªB e uma vitória hoje, aliada com derrota do Beira-Mar ou vitória dos aveirenses e da Oliveirense, leva-os de volta à primeira.

A Oliveirense tem tido uma subida meteórica nos últimos dois anos. Desde que Hermínio Loureiro assumiu a presidência da Liga de Clubes e a isso juntou a presidência da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, a subida tem sido efectivamente fantástica. Subiram da 2ªB para a Vitalis em 2008 e podem subir hoje à 1ª! Diz quem acompanha regularmente a Liga Vitalis que a Oliveirense tem sido claramente beneficiada pelas arbitragens. O seu presidente está claramente conotado com o Porto, sendo o lambe-botismo por demais evidente e o estádio não tem condições para receber uma equipa da Liga de Honra, quanto mais uma do principal escalão. Por tudo isto, a subida era evitável. Só a alcançam se ganharem e tanto o Beira-Marar como o Feirense perderem.

O Santa Clara, equipa que possui um belo símbolo, tem-se batido com algumas dificuldades nos últimos anos, não tanto a nível de classificação mas mais relativamente a problemas financeiros. Não sei como é que os açoreanos vivem o clube da sua terra (talvez quanto a isso o nosso leitor Bettencourt nos possa ajudar), mas tenho a sensação que têm uma simpatia com um dos três grandes, nomeadamente com o Benfica, mas estão longe de ser um clube "vendido" como outros do nosso escalão. Venceram a 2ªB em 1997/1998 e alcançando assim a 2ª Liga, sendo que no ano a seguir a essa conquista, subiram logo à primeira divisão fruto de um terceiro lugar. Lembro-me do primeiro jogo que fizeram no escalão maior, estreia absoluta dos açoreanos, salvo erro em casa frente ao Sporting, impondo um empate a 2 num jogo em que o dinamarquês Peter Schmeichel deu um valente frango. No entanto, a permanência entre os grandes foi curta e desceu imediatamente nesse mesmo ano, para voltar a subir no ano seguinte, quando ganharam a Liga de Honra. Estiveram em 2001/2002 e 2002/2003 no escalão maior tendo sido "contemplados" pelo destino de jogarem o último e derradeiro jogo na antiga Luz (venceu o Benfica por 1-0). Desceram nesse ano e não mais voltaram, tendo hoje excelente oportunidade para o fazer, apesar de necessitarem de ter "os astros todos conjugados": sobem se e só se ganharem, se o Beira-Mar perder e o Feirense não ganhar.

P.S. As declarações de Domingos valem o que valem, ou seja, zero. Mas no final do campeonato, aconteça o que acontecer, escrevo aqui um post sobre esse treinador prostituído.

2 comentários:

Bettencourt disse...

Os Açorianos no seu geral, gostariam de ter uma equipa a militar no escalão máximo do futebol Português.

Contudo o santa clara nem é dos clubes mais emblemáticos dos Açores, o União Micaelense, ou mesmo um Lusitania (clube histórico à beira da falencia e que é muito mais que um clube de futebol, basta ver o caso do basquetebol) são clubes mais emblemáticos da região.

Os Açorianos tem todos uma paixão por um dos 3 Grandes, goleando o SLB neste capitulo também, e só depois apoiam um dos seus clubes regionais. Sendo os Açores 9 ilhas, será certamente difícil encontrar 1 clube açoriano que seja o clube dos açorianos.

estranho é o facto, do santa clara nos ultimos anos, andar sempre nos lugares de subida toda a época, e na recta final, a coisa descambar, é um caso a estudar.

Pessoalmente, tenho pena de não subirmos. Sempre dava para ir a S.Miguel ver o glorioso jogar.

Abraço

PS: o Bettencourt, é o mesmo user que o neisseria gonorrhoeae. Só pra saberes, que ando sempre a par do teu blog.

Sérgio_alj disse...

Bom, o meu Portimonense lá subiu...

... 20 anos depois da pedrada ao PC!