domingo, 20 de junho de 2010

Vermes

O que se passou nesta eliminatória foi surrealmente escandaloso. Um escândalo. E aquele que disser o contrário, ou "oh, lá se está ele a queixar", ou não viu o jogo ou é parvinho.

O Benfica é melhor e demonstrou-o em três destes quatro jogos (em todos menos no primeiro). E foi derrotado por gado bovino: no primeiro jogo pela vaca, com um golo em que a bola bate nas costas no nosso guarda-redes depois de ir ao poste e noutro em que a bola sofre um desvio enorme indo para o outro lado da baliza, já com Bebé quase fora do lance; no terceiro e quarto jogos, os bois, em número de 4, que sonegaram penalties, inventaram expulsões e usaram um critério... sem critério.

Estava escrito que o Benfica não podia ser campeão. Que piada teria? Tetra? Estava montado o circo, depois de tanto investimento feito, dos salários astronómicos pagos. E não estou a falar dos salários dos jogadores do Benfica. Porque contratar os melhores jogadores do Belenenses, Freixieiro e Instituto não sai barato. Se o Benfica ganhasse, algo que até merecia, o que fazer, como se reforçarem? Não dava, Ainda por cima campeão europeu. Era o maior dos maiores, não dava. Assim serve de consolo dizer que derrotaram o campeão europeu. Mas é melhor não dizer da maneira que foi.

Resta agora esperar por 2010/2011, com a certeza de que haverá remodelações. Não a cargo técnico, André Lima está seguro, felizmente, e quem disser, ou melhor, continuar a dizer mal dele, só continua a provar a si mesmo que não percebe nada disto. Peço desculpa pela frontalidade e pela dureza das palavras, mas ainda não consegui perceber o que criticam em André Lima. O meu maior receio, inicialmente era o de que não conseguisse ganhar o respeito enquanto treinador, apesar de já o ter enquanto capitão. Mas conseguiu-o, é ouvido, e mais que um grande amigo e um grande colega, é visto como "o chefe". Conseguiu vencer aquele que era o grande objectivo da época, a UEFA Futsal Cup, levou a equipa à final do campeonato, à final da Taça e ainda "limpou" a Supertaça. Foi uma época má? Não! Foi razoável? Não! Foi boazinha? Também não acho. Excelente? Excelente foi ter ganho a prova europeia, mas não poderemos considerar excelente ter ficado pelas "finais" e não ter ganho os títulos. Foi uma época muito boa. Porque se me dissessem que o Benfica ia vencer a UEFA, sinceramente não acreditava. Não por não acreditar nas capacidades dos nossos jogadores, mas por haver um Araz, um Luparense e, mais importante, um Interviú. Foi, por tudo isso, muito bom.

E se me perguntassem pelo campeonato? Acreditava na vitória, pois claro, mas não considerava o Benfica como favorito, por incrível que pareça. Aliás, apostei precisamente no segundo lugar na prova, ainda em Agosto (na Liga Eterno Benfica, está lá tudo). E porquê? Essencialmente por 5 motivos: primeiro, a arbitragem, que condicionaria certamente este campeonato, na medida em que um tetra tiraria muito interesse à modalidade; segundo, o Sporting, que está visivelmente mais forte, reforçou-se à bruta, comprou tudo o que mexia e mesmo mantendo o energúmeno do treinador conseguiu a vitória; terceiro, a idade do nosso cinco base, já um bocadinho velhote, estando a suceder o mesmo que aconteceu ao Basquetebol depois daquela incrível série de títulos que atravessou as décadas de 80 e 90, a idade não perdoa; quarto, a motivação, que apesar de ser a altíssima, já não deverá ser a mesma, apesar do enorme profissionalismo demonstrado pelos nossos jogadores; quinto, a época extremamente longa, muito mais longa que a de qualquer outro rival, pois os nossos jogadores tiveram a Supertaça, Taça até ao fim, final four da UEFA Futsal Cup e respectivo apuramento, campeonato, playoffs e ainda o Europeu de Futsal! É muito, mesmo muito. Entre todas as competições, foram cerca de... 56!

Tirem as vossas conclusões. Mas o que me assusta mais é ver que os adeptos do Benfica querem correr com André Lima, esquecendo-se que ouve coisas gravíssimas que se passaram este ano, desde agressões a jogadores nossos, cuspidelas ao treinador, tudo isto vindo de dentro do campo. E não aconteceu nada. Enquanto que Ricardinho, grande senhor do futsal jogado, foi expulso por insultar um jogador do Sporting, Cardinal ficou em campo depois de ter cuspido no nosso treinador e de ter insultado e ameaçado de morte Arnaldo e a sua família. É só isto.

5 comentários:

Éter disse...

Não tenho palavras para descrever a arbitragem de hoje. O futsal começa a cheirar a hóquei.

Manuel Oliveira disse...

Vi pela TV e com alguns cortes por isso não posso comentar com propriedade a arbitragens, mas sabendo de algumas coisas passadas, concordo plenamente contigo.
Como o futsal está integrado na FPF, nada disto é para admirar.
Quero ver o que a secção vai fazer.

Constantino disse...

Peço muitas e imensas desculpas, mas não posso concordar com o texto. Desculpa JNF mas algum dia tinha que acontecer. Perdemos o campeonato por pura incapacidade própria. Fomos nabos. Ponto final. No jogo 1 estivemos a perder 4-0, culpa dos árbitros? Não, entramos a dormir tacticamente horriveis e absolutamente convencidos de que basta ser campeao europeu para ganhar o campeonato. No jogo 2 apesar da vitoria demonstramos logo uma inacreditavel incapacidade para parar o 5 para 4 do scp. Isto veio a revelar-se fatal nos jogos 3 e 4. No jogo 3 a forma como cedemos o empate perto do final do tempo e a falta do pedro costa que dá o empate no prolongamento são de torneios municipais de verão!!! O jogo 4 foi apenas a consagração de uma finald e playoff completamente falhada. Culpas para os jogadores que entraram de ferias a seguir ao jogo com o Boomerang interviú, culpas para a equipa técnica que falhou a abordagem tactica dos jogos. Dizer que a culpa foi dos árbitros é só meter a cabeça na areia e estagnar. Só a titulo de curiosidade, no jogo 3 não fomos para o intervalo a perder porque o Bebe fez 5 defesa quase impossiveis em lances de remate na nossa área. Em relação ao futebol tenho dito sempre "ainda bem que andam todos entretidos a dizer que ganhamos por causa dos tuneis porque assim nunca vão emendar os seus erros e vamos ser bi-campeoes". O mesmo se aplica ao futsal: perdemos a final da Taça estupidamente e perdemos o campeonato ainda mais estupidamente. A fase regular tambem tinha sido hedionda, portanto há que reunir e detectar os erros proprios e não andar com merdinhas de arbitragens.
Como disse, normalmente concordo com o JNF mas neste, olha.... azar da vida....

JNF disse...

Constantino,

Jogo 1: como foram o 1º e o 3º golos do Sporting? Não achas que foram de sorte? E as 4, repito, 4 bolas aos ferros que enviámos? Não contam? E o nosso 5x4 que resultou em 3 golos?! Também não conta?

Jogo 2: superiores todo o jogo, quando a vaca leonina acabou, viu-se quem foi melhor.

Jogo 3: sem vaca, chegam os bois pretos. Foi um bom jogo marcado por alguns erros de parte a parte, mas a equipa de arbitragem esteve francamente mal.

Jogo 4: horrível, foi o que vimos. Erros básicos de Arnaldo e Davi, erros vários da equipa de arbitragem: expulsão de Ricardinho, penalty inventado sobre Cardinal, penalty por assinalar sobre César Paulo, mão de João Matos a 7 segundos do fim, 5 faltas assinaladas em 7 minutos ao Benfica, enfim, o que vimos.

Das mesma forma que dizes que não fomos a perder por culpa do Bebé, o Cristiano também fez uma exibição monstruosa nomeadamente neste jogo 4.

A Taça foi perdida de maneira infantil, num lance absolutamente inadmissível, aí concordo.

A fase regular foi o que foi devido às várias competições que foram acontecendo pelo caminho, simplesmente isso. Jogámos com o Alpendorada no dia a seguir a sermos campeões europeus. O que é isto?!

Para o ano será diferente. E se vierem os 3 reforços que já ouvi falar, vamos ter razões para sorrir. Muitas.

Pain disse...

Não me imagino a sorrir com o Paulo Fernandes :) (A escalada de confirmação deste "rumor" e' preocupante)