sábado, 28 de agosto de 2010

Simão é que não é parvo

Simão Sabrosa anunciou a sua renúncia à selecção nacional de futebol, esse faroeste futebolístico comandado por um trio de patetas, o bêbedo Madaíl, o incompetente Queiroz e o homem que juntamente com Vasco da Gama descobriu a Índia, Amândio Carvalho, ele que está na federação há largas dezenas de anos, resistiu a todos os escândalos vergonhosos desde os anos 80 e que, para quem não sabe, foi o principal apoiante da vinda de Queiroz, de quem agora se quer desfazer da maneira que todos sabemos. Patético.

Onde se enquadra Simão neste circo de vaidades, incompetentes e jogadores não portugueses a representar a selecção de quase todos nós e mais uns quantos? Em lado nenhum. Enquadrava-se bem era no lado esquerdo do meio-campo do Benfica, mas isso é outra conversa. Por isso, fez muito bem em sair, emitindo um comunicado que, no entanto, não deixa de ser caricato mas bem demonstrativo do péssimo ambiente que se deve viver na selecção. Alegou o ex-capitão encarnado que sai da selecção por "motivos de ordem pessoal", que é como quem diz, "Ronaldo, Queiroz e restantes patetas". Esteve bem. E o lambe-botismo de todos os que queriam ve-lo pelas costas é delicioso. Ai Portugal, Portugal...

5 comentários:

Anónimo disse...

Classe de saída. Poderia ser mais um golo de antologia, mas não, Simão concentra-se no seu Clube a 100% e saindo dos rocambolescos palcos da Selecção e FPF.

FireHead disse...

Ele no Benfica é que era... talvez mais um anito, depois de terminar o contrato que o liga ao Atlético Madrid. Ainda pode muito bem fazer mais 2 épocas ao mais alto nível.

Anónimo disse...

Esperto foi este!! Sair daquela selecção de merda, a selecção dos amiguinhos do Queiroz! Que corja de bandalhos... Dá-lhe Simão!!!

Atreides disse...

Totalmente de acordo com o post!

Bimbosfera disse...

Com jeitinho podia ser supresa de 31 de Agosto...

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com