terça-feira, 2 de novembro de 2010

Goleada pela margem mínima

Sentimentos distintos aqueles que se viveram na Luz, esta noite. Se por um lado a vitória é sempre uma vitória, e bem precisávamos desta, ficou a sensação de que o Benfica poderia ter partido para um resultado histórico mas acabou o jogo com as calças nas mãos. Mérito do Lyon, também, demérito do Benfica em boa parte, e erros inacreditáveis de uma arbitragem muito francesa, a relembrar a de Damir Skomina no ano passado em Marselha. Um jogo que ficou marcado por mais dois golos sofridos em lances de bola parada e mais um frango com molho à espanhola. E aqueles que pensam que estou a rir por ter razão, desenganem-se, pois como já alertei esta situação não tem graça nenhuma.

Quando o Benfica jogou em Lyon disse que a nossa equipa não tinha estofo europeu. Mantenho-o. O estofo europeu ganha-se com continuidade de resultados e exibições consistentes. Mas como referi, nem foi uma questão de ter perdido contra o Lyon, equipa respeitável e superior ao Benfica, que me fez afirmar tal frase polémica: foi a atitude. É preciso ter uma atitude diferente. É preciso ter a atitude evidenciada nos primeiros 75 minutos de jogo.

O Lyon, nesta década que agora termina, viveu o melhor período da sua história, conquistou sete campeonatos consecutivos e mantém-se sempre no top-3 de um campeonato estranhíssimo como o francês. São regulares e a tal continuidade de vitórias permitiu-lhe ganhar esse estatuto de "clube de Champions", é hoje um clube com estofo. O que começou com Coupet, Carrière e Sonny Anderson teve continuidade com Abidal, Essien, Juninho, Malouda e Élber e apresenta agora Lloris, Bastos, Gourcuff e Lisandro. Provavelmente não serão tão fortes quanto o Lyon de há cinco anos, mas têm ainda uma fortíssima presença europeia alcançado no ano passado o seu melhor registo de sempre, as meias-finais. E por isto, vencer o Lyon em casa, qualquer que fosse o resultado, era muitíssimo bom. E é por isto que a vitória alcançada me deixa extremamente feliz e contente com o desempenho da equipa, tivesse sido a vitória por 1-0, 4-0 ou 4-3. Estamos a falar do mesmo grupo de jogadores que no ano passado foi ganhar ao dream-team do Santiago Bernabéu.

Não tendo o Benfica feito uma exibição completamente fabulosa, o resultado surgiu naturalmente como consequência de méritos nossos, como as bolas paradas ofensivas e os contra-ataques letais, e deméritos do adversário, nomeadamente o facto de dois pontapés de canto deles terem terminado em golo do Benfica. Foram setenta e cinco minutos à Benfica: foi um Fábio Coentrão mágico, actualmente um dos melhores defesas-esquerdos e médios-esquerdos do mundo simultaneamente, pois durante os jogos ele é tudo isso e muito mais; foi um Carlos Martins a fazer quatro, sim, quatro assistências, algo só conseguido na Liga dos Campeões por um outro senhor jogador do futebol mundial chamado Rui Costa; foi um Luisão patrão, chefe, director e presidente, tudo isso, imperial uma vez mais; foi um Kardec (nome muito pouco apreciado em França) matreiro e certeiro. Até o Peixoto, com todas as suas limitações, mas também com a sua classe, fez um jogo positivo apesar daquele pontapé na atmosfera. Foi um dia sim do Benfica.

E o que se passou nos últimos 15 minutos? Comecei por me lembrar do Angola-Mali: um, dois, três... uf, acabou. Não me chocava nem transtornava que o Benfica sofresse um ou mais golos até final da partida. Não seria surpreendente, é o Lyon. Surpreendente foi ter marcado quatro! Quantas vezes é que os franceses sofreram tantos golos como ontem na Luz? Não me lembro. E por que razão sofremos estes três golos? A primeira ideia que nos vem à cabeça parece lógica: as substituições. Foi visível que a cabeça de Jesus estava já no Dragão (como já estava no fim do jogo com o Paços) e o nosso treinador apostou em Weldon, Jara e Menezes. Todos eles entraram de forma negativa no jogo, uns piores que outros. E a culpa foi deles. Foi? Em quê? Não vi, não sei. Que influência tiveram eles? Que erros comprometedores cometeram? Não vi nada disso nem penso que a culpa se encontre por aí. Podem dizer que metendo Nuno Gomes e Airton em campo as coisas seriam diferentes. Concordo, acho mesmo que seriam, não acredito que sofrêssemos três golos. São jogadores mais tarimbados, mais tranquilos e mais inteligentes, no fundo, melhores. Mas não foram os seus colegas que comprometeram. Quem falhou então?

O Lyon chega ao primeiro golo com mérito, há uma boa jogada do lado direito e após o cruzamento Gourcuff remata sem hipóteses para Roberto. Coentrão não conseguiu o corte naquela que foi a sua primeira e única falha no jogo todo. Culpa dele? Não, claro que não, há mérito da equipa francesa. No segundo golo o canto é muito bem marcado e apesar de termos sofrido não significa que tenha sido por culpa da forma de defender. No entanto sofremos mesmo. De quem é a culpa? A bola passa por uma série de jogadores e Peixoto é o último a ficar mal na fotografia. Culpa dele? Não acho, vejam outra vez o lance e, a meu ver, é muito mais o mérito dos franceses que demérito nosso. E no terceiro lance? Há efectivamente uma falha de Roberto, facto. Aqui o demérito é nosso. Mérito na forma como o Lyon chega ao resultado final também tem o árbitro e o fiscal-de-linha com um punhado de decisões, nos minutos finais, que fizeram corar de vergonha Olegário Benquerença. Seria de esperar outra coisa quando o actual presidente da UEFA, por sinal francês, absolveu o clube corrupto cá do burgo e fez a sua carreira no meio de vilões da "vecchia signora"?

O que mais me chateia é o facto de o Benfica ter sofrido, até ao momento, 3 golos que não deveria, sob circunstância alguma, ter sofrido. E espero estar enganado, mas estes golos ainda podem vir a fazer uma diferença fundamental até ao fim desta fase de qualificação para os oitavos. Vamos ver. O que sei é que estou muito contente com a vitória. Em tempos de austeridade (a todos os níveis), os objectivos têm de ser cumpridos mesmo que sejam difíceis. o primeiro era vencer o Lyon. Feito. O próximo passa por não perder no Dragão. Vamos a eles.

36 comentários:

pjsimoes disse...

Venha de lá o pst a dizer que o Roberto não tem estofo para os grandes jogo... :)

Ou será que não foi ele que evitou termos sidos goleados em Lyon? :)

JNF disse...

"Todos sabemos qual o Roberto que queremos mas não sabemos que Roberto temos. É esse o cerne da questão, com que guarda-redes podemos contar? Com o tecnicamente e fisicamente muito competente ou com o técnica e mentalmente fraco? Não sou grande apologista de dizer que jogo "x" vai ser decisivo na resposta à pergunta que acabei de colocar, mas estes dois próximos podem dar-nos uma importante indicação."

É isto.

O GLORIOSO disse...

Olha que Mer*** ganhamos. Deve de estar tudo e todos lixados. Marcamos 4 golos ao Lyon que como se sabe é banal (diga 1 equipa nos ultimos 6/7 anos na Europa que o tenha feito), estamos plenamente na luta pelo apuramento dependendo só de nós. Ganhamos dinheiro mas é tudo mau.
Claro o ter desligado do jogo no ultimo quarto de hora (a pensar no jogo no antro da corrupção) é aspecto a rever pelo nosso Jesus pois nestas andanças não há resultados garantidos mas no global foi uma exibição muito boa e a lembrar o rolo compressor de há uns meses atrás dos CAMPEÕES NACIONAIS.
No entanto para começar é bom referir que agora estamos a falar de pontos. 4-3 é o mesmo que 1-0 são 3 pontos isso é que é importante como referiu JJ. Depois são coisas que acontecem no futebol. Em Maio a equipa do Mourinho, o Campeão Europeu Inter o Deus de todos os treinadores, que nunca falha vencia ao colosso Chievo em casa a 10 minutos do fim 4-0. Acabou 4-3. Foi uma vergonha não acham?

P.S- Já se pode contabilizar mais 2 golos de bola parada na equipa de Jesus esse nabo que não sabe defender bolas paradas.

P.S 2- Roberto vai voltar a levar com o "eu bem avisei". É o costume. Mas quem tiver vontade vá ao Youtube e veja um Beira-Mar-Benfica de 95. Vejam o golo aveirense desse frangueiro que esteve no clube.. sabem quem foi? Que frango de um GR pessimo. Ainda por mais estivemos a perder apesar de no fim demos a volta.

pjsimoes disse...

Pois... tenho pena que só tenhas contado para a tua avaliação um dos jogos do Lyon... Parece que o anterior não tinha grau de dificuldade, ou terá sido por Roberto ter evitado que fossemos humilhados em Lyon?

VHugo disse...

O lance do Roberto é de excesso de confiança.

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/11/questao-dos-meloes.html

Anónimo disse...

o que é «golear pela margem mínima»?

a sério. não percebo. penso que deverá ser o mesmo que «acabar com as calças na mão», certo?

quanta presunção...

Neisseria Gonorrhoeae disse...

Epá, só agora vi o 3º golo do lyon. Sinceramente, aquilo não foi bem um frango, aquilo foi confiança a mais, nota-se. Só um redes com muita, mas mesmo muita confiança, salta a uma bola daquelas no limite da grande área. É óbvio que não deixa de ser frango, mas este não é falta de confiança, e ainda bem.

Anónimo disse...

o roberto de certeza dispensa arautos da desgraça que querem a gloria de dizer "eu bem disse".

errou, hoje. pois foi. mas nao tens razao. de resto, o roberto que eu conhecia era o que o ano passado salvou da descida o saragoça.

o que eu reparei foi que o luisao na primeira parte tambem teve um desentendimento com o roberto, por falta de comunicacao. nessa ocasiao ele nao saiu, no fim saiu quando nao devia.

depois: aquilo é um erro do redes, mas nao e um frango. um frango é outra coisa.

2 golos sofridos de bola parada... sim, umas um deles apenas e so por erro individual. o outro, nao foi sofrido por marcar a zona: foi o desvio no primeiro poste que o causou, porque o jogador que la estava atrasou-se a atacar a bola.

desconcentracoes de quem estava a vencer 4-0. trabalhe-se isto tambem.

JNF disse...

Mais incrível que alguns disparates que aqui leio só a minha paciência para responder. Vamos a isso:

1 - a crónica ainda não saiu, por isso acalmai essa excitação/tesão de mijo/o que for que já está aí. Ainda não se disse nada já apareceram os "ai ui coiso e tal". Tomem uns calmantes.

2 - Quem disse que esse jogo em Lyon não entrou para a avaliação?! Isto é como os professores do básico "tudo o que vocês fazem é para avaliação, a avaliação é contínua". Contaram as boas exibições contra Lyon, Marítimo e Paços da mesma forma como contaram as menos conseguidas (não posso dizer "más", a nossa sociedade está de tal forma complexada que o uso dessa palavra foi quase abolido) contra Nacional, Sion e Guimarães. Não percebi onde foste buscar essas ideias.

3 - Desculpabilizar os golos sofridos em lances de bola parada com "foi só um jogador que errou", ou "foi um erro de leitura do lance", ou "atrasou-se na marcação" ou qualquer coisa semelhante é má desculpa. Aliás, nem é desculpa, é o assumir do erro. E para corrigir isso trabalha-se. Há que trabalhar!

4 - Não estivemos a golear? Não acabámos por ganhar por apenas um golo? Goleámos... pela margem "mínima"! Qual o problema? Tomem mesmo os calmantes, isso faz-vos mal à cabeça, estão a ver coisas onde não existem.

Neisseria Gonorrhoeae disse...

Eu só disse que o golo do Roberto, para mim, foi excesso de confiança. Nada mais. E digo-o de novo. Foi um frango por excesso de confiança.

Galaad disse...

Concordo com o Neisseria: confiança a mais e pensar que já dominamos o Mundo dá, invariavelmente, mau resultado...

Bom... que aprenda e não faça o mesmo disparate! Hoje ganhávamos por 2 golos, mas amanhã podemos estar a ganhar só por um...

PS: O peixoto (não pelo jogo de hoje, que até nem esteve mal...), o weldon, o Jara, o menezes e o Luis Filipe é que podiam sair em dezembro...

E agora, só para a polémica:

O Gaitan ainda não me convenceu nem um pouquinho. Mas eu tambem não vi o jogo contra o Maritimo e toda a gente diz que ele jogou muito bem... Eu sei, eu sei, que ele não jogou hoje. Mas a partir do momento em que se é substituido no lugar pelo Peixoto e ninguém fala dele, dá que pensar... Certo?

Quem é que tem andado a jogar com a camisola numero 30?

Até agora as minhas contas da Champions tem batido todas certas em termos de ponto conquistados, assim como acredito que vamos ganhar os proximos dois jogos. Mas a que preço? Depois vamos apanhar com um Real, Catalunha, etc, etc... será que vale a pena?, ou devemos passar para a Europa League? Quanto a mim, entre ser humilhado nos oitavos da CL e ter reais hipoteses de ganhar a EL, prefiro a segunda...

Sei que estou a ser polémico e até vou ser atacado, mas depois de comentarem o jogo de hoje pensem um bocadinho nisto...

VIVA O BENFICA!!!

Ricardo disse...

JNF,

Não sei como aguentas. Esta gente é doentia.

Neisseria Gonorrhoeae disse...

Galad, não estás a ser polémico porque muitos pensamos assim. A época não tem estado a correr como planeamos, e andamos todos sem confiança na equipa, nem a própria equipa confia em si. É natural pensar assim.

Se fosse o ano passado, às tantas pensavamos de outra forma. Mas acima de tudo, venha o que vier, o importante é dar apoio. Acreditar.

Bimbosfera disse...

Boas. Vamos lá atacar o Galaad, ele é que pediu! O Jesus queria a Champions, vamos à Champions, passar uma eliminatória dá mais que a LE toda. Quanto ao jogo, se sofremos de bola parada, também os marcámos. Dá para os dois lados. Sobre o golo do Roberto, não achei confiança a mais, ou pelo menos não ponho a situação como confiança. Aconselho, se conseguirem, e estou a falar do último golo, portanto, a verem o lance na câmara por trás da baliza que ele defende, onde se vê o campo todo na vertical. O homem tem 50 metros de altura, vê claramente que a bola vem alta e acha que pode lá chegar, e chega, em condições normais, ainda por cima, sendo alto, saltando, com os braços, ou seja, podendo socar, esta bola poderia dar contra-ataque rápido pela atitude, só que ele esquece-se, ou acontece, terá que ser ele a dizer, se conta que haja uma espécie de barreira humana no momento do ataque à bola, que o impede de lá chegar. Parece-me falha nesse sentido, num treino ele chegaria à bola...
De resto, bom, é capaz de ser goleada pela margem mínima, e, atendendo ao que se dizia pré-jogo, aqui mesmo, creio que até ao 4-0 todos acharam que era outro jogo, certo? Outra equipa?
Bom, ficamos assim até à crónica!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

P.s.- Nas eliminatórias... qualquer coisa pode acontecer! Lamento, mas se acreditava que ganhávamos antes do jogo, agora ainda mais! E se contra estes nos portamos assim, contra outros... Sei lá. Prefiro ser humilhado por um Real Madrid, que vença esta porra, do que cair com medo, ou sem sorte, como contra um Liverpool na Liga Europa. Lamento, mas prefiro Champions! Abraço!

Anónimo disse...

Vitória 4-0, os últimos 15 minutos foram o desligar do motor a pensar em domingo!...

John Wakefield disse...

o Benfica tem que rever os ultimos 20 minutos. Não podemos cometer imensas falhas defensivas. Não podemos mesmo!

JD disse...

Positivo:
- vitória
- Luisão esteve brutal o jogo todo. Cortou as dele e as dos outros (David Luis)
- Salvio e Maxi
- Coentrao e Martins

Negativo:
- Jesus, se quer guardar um resultado de 4-0 metia o Airton ao lado do Javi. Mas a basófia...
- Peixoto, sempre desligado dos lances (todos!). A equipa joga sem contar com ele, parece que nem treinam juntos.
- Suplentes, simplesmente não têm qualidade, então o Menezes é inacreditável.

PS: deixem o Roberto em paz. Sofremos 3 golos e não 1.

helderrocha disse...

o 3 golo do lyon o roberto quando deu por ela já estava a meio da area, e optou por sair em x de recuar. o problema dele foi inicialmente ter-se adiantado mt

dezazucr disse...

Objectivamente:
* (+) ganhamos
* (+) ganhamos pontos a todos os adversários
* (+) marcámos 4 golos a uma equipa rodada na Champions, algo que poucos conseguiram nos últimos 10 anos
* (+) estamos bem colocados para a qualificação
* (+) Charles Martin e 'palavras para quê?' Fábio Coentrão
* (+) Salvio
* (-) sofremos 3 golos - o que importante reter é que devemos manter a concentração nos 90m e trabalhar melhor as situações defensivas
* (-) Filipe Meneses e Jara - são um facto a meu ver

E o Aimar não jogou!

Meus caros, para ganhar 1-0 basta, mas 4-3 também serve!

DeVante disse...

Para a polémica:

O Jesus quis deitar água na fervura antes da deslocação ao covil da corrupção...

Até teve o apoio do árbitro, que nos últimos 20 minutos fez de Jorge Sousa, que é mais do que certo o gaijo que teremos (também) de ultrapassar em Contumil!

Portanto, conseguimos todos os três objectivos (o Schalke empatou em Tel-Aviv).

Queriam mais? Eu não!

jms disse...

A malta benfiquista está desconfiada; a equipa também. Basta um golo a reduzir para 4-1 e a equipa ficou com tremeliques!
É típico da falta de moral ninguém comentar, p. ex., que o erro do g-r ainda bem que foi num jogo já resolvido e ganho, em vez de ser no próximo com o FC POrto. O raciocínio subjacente é o de que também vai acontecer no Estádio do Dragão...
O erro e frango do 3º golo não é, nmmo, de excesso de confiança, é de falta de confiança: ao ver que os 10 gajos que jogavam à frente dele tremiam como varas verdes achou que devia ir a uma bola que era evidente que em condições normais nunca seria dele.

dezazucr disse...

JD, pela minha leitura e pelo que disse no final do jogo, Jesus não guardar um resultado de 4-0. Quis fazer subir o "score" como ele tão bem diz. E quis moralizar os avançados como ele gosta de fazer sempre que estamos em onda de goleada.

Não correu tão bem, paciência. Mas não invalida que espetou 4 ao Lyon.

Anónimo disse...

este post vale pelo titulo! lolol

de facto a sensação que tive no final do jogo foi essa, goleamos mas ganhamos apenas por um!

tou confiante para domingo.. acho que vamos todos ter uma surpresa!

JNF disse...

Não era para ti, Neisseria. É claro que é excesso de confiança, mas não deixa de ser frango, tu próprio referes isso. O que acho fantástico é o branqueamento que se tenta fazer. Nem Tide lava melhor.

JNF disse...

Tal e qual o que eu penso, Galaad, nos 3 pontos.

FireHead disse...

A arbitragem foi muito francesa, mas também nos beneficiou no 2º golo, pois Coentrão estava em fora-de-jogo. Para mim, os 3 golos sofridos não se devem tanto à arbitragem. É mais por causa das abébias que demos na 2ª parte depois das alterações na equipa. Em relação ao Roberto, enfim, parece que estava com saudades de frangar... que saída mais incompreensível e estúpida...

John Wakefield disse...

1- É um facto que o Roberto falhou na sequencia dum livre cobrado a meio campo (que nem deveria ter sido cobrado pois já passava um minuto do tempo de descontos). O ROBERTO e o CARLOS MARTINS inverteram os papeis em relação ao jogo em França. Agora foi o portugues que brilhou enquanto o espanhol complicou.

2 - Os primeiros 70 minutos foram de ouro. Parecíamos o ARSENAL. o Lyon estava perdido em campo e parece que queria que o jogo terminasse depressa. CARLOS MARTINS, COENTRÃO e SALVIO partiam tudo.

3- Os ultimos 20 minutos, o Benfica voltou a ter outra CARA motivada:
3.1 - pelos constantes ERROS DEFENSIVOS (eu estou farto de alertar para este aspecto)

3.2- pelas MÁS DECISÕES DA ARBITRAGEM nos ultimos 20 minutos(o segundo golo do lyon resulta dum canto que deveria ser substituido por um fora de jogo que não fora assinalado aos atacantes do Lyon; o terceiro como já disse é depois da hora na sequencia dum livre ainda mto longe da grande área - livre esse que nem sei se a falta existe - gostaria de ver a repetição). Mesmo assim, a arbitragem esteve bem nos primeiros 75 minutos.

3.3- Pela ENTRADA DE JOGADORES COM POUCO RITMO DE JOGO - Jara, Weldon e Felipe Menezes merecem ter mais oportunidades mas a verdade é que ainda estão mto verdes para serem lançados em jogos desta exigencia. precisam de rodar contra equipas mais frágeis.

4- O Benfica ganha 3 pts de qualquer das formas. E não podemos queixar de azar, pois o Schalke perdeu pontos em Israel. O LYON DEPOIS DO SUSTO HUMILHANTE DE ONTEM VAI JOGAR NA MÁXIMA FORÇA PARA RESOLVER A QUESTÃO NA ALEMANHA.


Saudações gloriosas

JD disse...

Desculpa dezazucr, mas essa conversa do JJ é desculpa de mau pagador. Quer motivar o Jara? então não mete o Weldon ao lado e o Menezes atrás. Quer motivar o Menezes? então não mete o Jara e o Weldon à sua frente. Quer motivar o Weldon? então não mete Menezes atrás e o Jara ao lado.

Simplesmente não se muda um sector inteiro na C League! O Lyon não é o Paços!!

Foi, mais uma vez, basófia! Esta arrogancia do JJ tirou muitos complexos à equipa o ano passado e tornou-a uma máquina de futebol, mas por vezes (Liverpool...) é uma auto-flagelação. Com o Trap não metiamos 4, mas tb não encaixavamos 3 em 15 minutos...aliás se faltasse mais para terminar o jogo iamos perde-lo.

E por favor...deixem o Roberto em paz!! Levámos 3 golos e não 1! Foi a equipa que o desestabilizou e não ele a provocar a tremideira.

PS: Alguem pode ensinar ao David Luis a palavra critério?
PS2: Alguem pode ensinar ao peixoto o que é dignidade?
PS3: Prefiro ir para a Euroliga e eliminar o Porto lá.
PS4: Adoro o JJ.

O GLORIOSO disse...

Costuma-se a dizer que cada um vê aquilo que quer. Neste caso aplica-se que nem uma luva. Que eu saiba um jogo de futebol tem 90 e tal minutos mas pelos vistos ontem só se jogou 17 minutos. Os outros 75 não existiram foi tudo fantasia marcar 4 golos aos tostos do Lyon. Será?
Depois o Jesus é de facto anjinho. Quem o manda a 15 minutos do fim, a ganhar por 4-0 poupar alguns jogadores para o antro da corrupção. Que erro. Depois quem pode dizer que com Airton, ou Nuno Gomes não sofriamos golos? Era garantido não há duvida.
Repito o que aconteceu de vez em quando é recorrente no futebol temos varios exemplos e o ultimo para além do famoso jogo de Angola, o Inter do Deus Mourinho perante o gigante Chievo. É por isso que o futebol é mágico.
Esta historia de estar sempre com as bolas paradas defensivas, desculpe JNF já é paranoia. Poderia talvez contabilizar os golos que com JJ marcamos atraves de cantos ou livres laterais comparando com os ultimos 6/7 anos, ou isso já não interessa? E já agora de todos os golos sofridos com Jesus de bola parada, quantos realmente nos fizeram perder jogos? Dou uma ajuda Guimarães na Luz, este ano na Madeira e....descubra outro jogo.

P.S- Ainda sobre o Roberto: Qual a diferença do golo de ontem para o ultimo sofrido no clube pelo antigo nº 12? É facil um é o Roberto o frangueiro, outro é o Quim que ao fim de 6 anos afinal para muitos era o melhor do Mundo.

P.S 2- Atenção sempre tive uma grande admiração pelo Quim, como hoje tenho pelo Roberto.

JNF disse...

"Costuma-se a dizer que cada um vê aquilo que quer."

Nem mais, depois de ler o seu comentário na íntegra fiquei a perceber isso melhor que nunca. Por exemplo, percebi que nem sequer leu o post. Ou se leu, não percebeu.

"Que eu saiba um jogo de futebol tem 90 e tal minutos mas pelos vistos ontem só se jogou 17 minutos. Os outros 75 não existiram foi tudo fantasia marcar 4 golos aos tostos do Lyon. Será?"

Não tendo o Benfica feito uma exibição completamente fabulosa, o resultado surgiu naturalmente como consequência de méritos nossos, como as bolas paradas ofensivas e os contra-ataques letais, e deméritos do adversário, nomeadamente o facto de dois pontapés de canto deles terem terminado em golo do Benfica. Foram setenta e cinco minutos à Benfica: foi um Fábio Coentrão mágico, actualmente um dos melhores defesas-esquerdos e médios-esquerdos do mundo simultaneamente, pois durante os jogos ele é tudo isso e muito mais; foi um Carlos Martins a fazer quatro, sim, quatro assistências, algo só conseguido na Liga dos Campeões por um outro senhor jogador do futebol mundial chamado Rui Costa; foi um Luisão patrão, chefe, director e presidente, tudo isso, imperial uma vez mais; foi um Kardec (nome muito pouco apreciado em França) matreiro e certeiro. Até o Peixoto, com todas as suas limitações, mas também com a sua classe, fez um jogo positivo apesar daquele pontapé na atmosfera. Foi um dia sim do Benfica.

Pois, confere.

"Depois o Jesus é de facto anjinho. Quem o manda a 15 minutos do fim, a ganhar por 4-0 poupar alguns jogadores para o antro da corrupção. Que erro. Depois quem pode dizer que com Airton, ou Nuno Gomes não sofriamos golos? Era garantido não há duvida."

"e o nosso treinador apostou em Weldon, Jara e Menezes. Todos eles entraram de forma negativa no jogo, uns piores que outros. E a culpa foi deles. Foi? Em quê? Não vi, não sei. Que influência tiveram eles? Que erros comprometedores cometeram? Não vi nada disso nem penso que a culpa se encontre por aí. Podem dizer que metendo Nuno Gomes e Airton em campo as coisas seriam diferentes. Concordo, acho mesmo que seriam, não acredito que sofrêssemos três golos. São jogadores mais tarimbados, mais tranquilos e mais inteligentes, no fundo, melhores. Mas não foram os seus colegas que comprometeram."

Uma vez mais, confere.

"Poderia talvez contabilizar os golos que com JJ marcamos atraves de cantos ou livres laterais comparando com os ultimos 6/7 anos, ou isso já não interessa?"

http://eternobenfica.blogspot.com/2010/10/o-elogio-natural-as-bolas-paradas.html

Já elogiei. Até posso fazer um dia, quando tiver mais tempo.

Confere pela 3ª vez.

"P.S- Ainda sobre o Roberto: Qual a diferença do golo de ontem para o ultimo sofrido no clube pelo antigo nº 12? É facil um é o Roberto o frangueiro, outro é o Quim que ao fim de 6 anos afinal para muitos era o melhor do Mundo."

Quem me conhece, e quem lê este blog, sabe a minha opinião sobre o Quim (que é a mesma em relação ao Moreira): são bonzinhos, nada de extraordinários, mas safam-se. Queria e quero melhor que eles.

Mas ainda estou para descobrir onde é que falei do Quim, neste e noutros posts do Roberto. A única vez que o fiz até nem fui simpático para com o Quim.

Ricardo disse...

As pessoas teimam em ver as coisas a preto e branco. Ou se é a favor de tudo ou se é contra tudo. Foda-se, há cores no meio! E quando as há, com detalhe das mesmas - o mesmo é dizer: ARGUMENTOS! -, como o JNF geralmente faz, menos razão há para a estupidez.

Pode discordar-se disto ou daquilo. A forma como algumas pessoas o fazem é que me parece de uma anormalidade a toda a prova.

Será assim tão impossível duas pessoas discutirem um tema, tendo visões diferentes do mesmo, de um modo, digamos... civilizado? Sem ironias, sem sarcasmos bacocos, sem manias de superioridade intelectual ou, pior do que tudo, sem pretensões ao prémio de melhor benfiquista do Mundo e arredores?

Ainda não compreenderam que não há um tipo de benfiquismo depois destes anos todos? Teremos de seguir alguma cartilha de modos de pensamento, de actuação, de clubismo? E, se sim, expliquem-me lá onde é que ela se encontra, que é para eu não a comprar.

Ricardo disse...

Quanto ao post, como concordo com quase tudo, não tenho muito a dizer.

A minha discordância: o segundo golo. Não apontas erros individuais mas ele existe, do Javi Garcia. Revê o lance. Ele devia ter acompanhado o Gourcouff. Percebe-se que a equipa fez um esforço grande nos primeiros 70 minutos e também por isso teria feito sentido a entrada do Airton, quando o Martins saiu estoirado. Até porque o Garcia foi dos que mais esteve em jogo - fazia sentido um apoio para os últimos minutos.

Anónimo disse...

http://www.record.xl.pt/fora_campo/interior.aspx?content_id=472715

SLBruno disse...

Reparo:

JNF, Giggs (como foi noticiado por toda a imprensa, esquecendo-se do Rui Costa) também fez o mesmo que Rui Costa e Carlos Martins... 4 assistências na goleada do Man Utd ao Roma por 7-1!

Posto isto, compreendo a tua preocupação com o facto dos 3 golos sofridos... A mim tb me preocupa, mas admito e entendo! Primeiro devido a gestão de esforço e utilização dos "jigadores" menos utilizados ao quais se prentende (pelo menos JJ) que sejam opções a curto prazo (importante falar disso, quem JJ quer que seja aposta a curto prazo)...
Depois, euforia, não se deveria ter, mas tu que certas vezes tens consicência das reais capacidades do Benfica, também neste momento deverias ter capacidade de compreensão de tamanha vitória (pelas razões que enumeraste e não só, momento vivido pelo Benfica, enquadrar a vitória no contexto desta época e seus acontecimentos)! Foi uma vitória dura, importante e muito difícil!! Normal entusiasmo e desleixo final dos jogadores... Mas há males que vêm por bem!
1º - 4-0 levaria a demasiada euforia e excesso de confiança (como JJ nos habituou) para o jogo no ladrão, um resultado não tão histórico e não tão folgado pode ajudar a ter novamente os pés na terra;
2º - Roberto, excesso de confiança ou não, dá para se lembrar que também falha e não tem muita noção dos tempos de saida, ou seja, da próxima mais cuidado ao sair a bolas pingadas para a área;
3º - E não menos importante, a preparação do jogo ao ladrão ter outra abordagem semelhante aos primeiros 75min de jogo e não uma abordagem semelhante aos últimos 15min...
Volto a repetir há males que vêm por bem...

Outra coisa, humildade faz te bem rapaz, nem sempre és dono e senhor da razão!!! Cada um pode ter uma interpretação diferente das situações... E nem tu nem os outros têm sempre razão!
Discorde-se ou não...
Desculpa o off-topic...

Continua o bom trabalho!

Abraço

JNF disse...

SLBruno,

vi hoje, n' A Bola, salvo erro, essa notícia, já nem me lembrava dessa épica tareia que a Roma levou.

Só não entendo onde é que vocês não percebem que eu também, neste caso, neste jogo, percebo e admito os golos sofridos!!! Falo dos erros graves do árbitro, ilibo de responsabilidades os jogadores teoricamente mais fracos e atribuo o mérito ao Lyon relembrando quão grandes são na Europa. E depois dizem que sou pouco tolerante! Não percebo, a sério que não percebo.

Não é off-topic nenhum, aceito e agradeço críticas construtivas sejam elas no mesmo sentido da minha opinião ou não, sem problemas. Aceito opiniões diferentes da minha sem problema. O que não aceito, como foi feito nesta caixa de comentários, é insinuar que eu disse ou penso algo que é precisamente o oposto daquilo que digo. Isso chama-se intoxicação de opinião pública. É patético e é um atirar de culpas. Não sei se te lembras da Caça ao Adepto que foi feita no início da época, onde chegaram a dizer que a culpa dos maus resultados era dos adeptos que não estavam 100% de acordo com tudo o que era feito. No Benfica não podemos deizer que "sim" porque "sim". Isso é de outro clube qualquer. E quem não sabe viver assim... enfim, é triste. (óbvio que esta parte não é para ti).

Bimbosfera disse...

Olá de novo, off-topic é o que vou fazer agora... O JNF escreveu (reescreveu) na crónica em si aquilo que foi dizendo ao longo dos comentários... E eu à espera de uma crónica toda maléfica, eheheheh! Foi estilo copy+paste, não foi? Admite lá! Eehehhehe!

Está no entanto uma boa crónica, e ressalvo talvez que o ponto que o «jms» disse, da questão da confiança do Roberto na jogada do 3º golo, possa ter a ver ainda com uma questão de entrosamento da defesa, em que ele quis resolver o problema logo, quando não seria dele naquela zona! Tirando isso, tudo impecável! E concordo, pessoal, em Portugal estamos a falhar como as notas de mil, que até já nem há, na compreensão dos textos!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com