domingo, 24 de abril de 2011

A noite dos heróis improváveis

Tantas vezes criticados, tantas vezes espezinhados, às vezes os grandes heróis são mesmo os heróis improváveis. Assim foi em Coimbra. Jara a abrir a contagem e Moreira a segurar a vantagem deram uma vitória que tem mais importância do ponto de vista anímico para o jogo de 5ª feira do que do ponto de vista do troféu em si. Um Benfica frágil fisicamente apesar das poupanças de Jesus para o campeonato e com muitos jogadores em sub-rendimento, valeu-se daquilo que faltou contra o Porto: Pablo Aimar. O que importa é a vitória, a conquista do troféu e o boost moral para a meia-final da Liga Europa. Um belo troféu entregue pelo excelentíssimo Fernando Gomes, que diga-se, que até dá vontade de chamar o Sergio Ramos para participar nos festejos.

Moreira - de menino bonito passou a patinho feio por razões desconhecidas. Ninguém sabe ao certo o porquê dessa transformação. Já o disse anteriormente, Moreira não é o guarda-redes de top mundial que poderia ter sido devido às lesões, mas como segundo guarda-redes chega mais que perfeitamente. Um guarda-redes da valia de Moreira até poderia ser titular no campeonato, como foi Quim, porque apesar de não ser brilhante é suficientemente bom para ganhar a Liga. Não é de guarda-redes que estamos mal servidos, temos 3 de boa qualidade apesar de um deles ter custado dinheiro a mais, como todos vimos.

Maxi Pereira - seja num amigável com o Cucujães ou na final da Taça da Liga, o ritmo e a intensidade de jogo são sempre iguais. É um profissional de mão cheia e apesar de algum desgaste físico, continua com uma força enorme dentro de campo. Aqui não temos razão de preocupação até final da época.

Luisão - Idêntico a Maxi, com a pequena diferença de ter algumas atitudes escusadas na imprensa. Esquece-se frequentemente que os jogadores não respeitaram os adeptos e a instituição Benfica. Daqui a nada chega o Verão e a novela Luisão que se arrasta desde 2005 voltará com novos capítulos, com juras de amor eterno e tentativas de sair pela calada.

Jardel - Continua a ser difícil avaliá-lo. Esteve bem, ontem, mas quando apanha adversários mais rápidos pela frente parece tremer bastante. Acredito que tenha qualidades para se impor no Benfica, mas continuo a achar que o central que joga ao lado de Luisão precisa de ter características diferentes das do número "4". E um bocadinho mais de qualidade também.

Fábio Coentrão - Quando a equipa está visivelmente estoirada aos 90 minutos, Fábio Coentrão ainda faz sprints e picos de velocidade, atira-se para o chão e luta pela bola como nunca. Um craque, um ídolo.

Javi Garcia - apesar de desapoiado em vários momentos do jogo, tem sabido dar conta do recado razoavelmente bem. Ontem voltou a estar em bom plano e também acho que, até final da época, deverá manter os mesmos níveis de qualidade, apesar de, já contra o Braga, necessitar de mais apoio no capítulo defensivo.

Carlos Martins - tem de ser gerido com pinças para que não se lesione. O Benfica ainda tem três jogos importantíssimos até final da época e Martins terá um papel fundamental nesses encontros. Ontem esteve bem a dar dinâmica e intensidade de jogo tanto pelo centro como pela direita.

Pablo Aimar - cada vez que tocava na bola, pensava por que raio não tinha sido titular contra o Porto. É um de dois jogadores do plantel nos pés do qual a bola repousa e não queima, permitindo à equipa movimentar-se sem bola à procura de espaços. Aimar é o relógio da equipa. Sabe quando manter e quando soltar o esférico. Não pode, de maneira nenhuma, voltar a ser suplente até final da temporada.

Franco Jara - um golo e nada mais. Uma exibição medonha repleta de individualismo e acefalia. Gostava que lhe comprassem um cérebro na mesma loja onde arranjaram o de Di Maria. Jara tem um potencial interessante, mas precisa de perceber o que é o futebol europeu e que, para além dele, há uma equipa à volta que também joga. Larga a bola, pá. Por mim, banco.

Javier Saviola - É engraçado o fenómeno a que temos assistido. Quando chegou ao Benfica teceram-se elogios ao argentino, dizendo que ele mesmo iria acabar com as vacas sagradas (Nuno Gomes, à cabeça). Um ano depois, Saviola tornou-se a maior vaca sagrada desta equipa. Tem sido uma autêntica nulidade desde o final da época passada até hoje, com excepção do final de Dezembro e início de Janeiro. Não faz nada de relevante ou importante para a equipa, esconde-se do jogo e não luta por bolas divididas. Enquanto Cardozo é perseguido com tochas, este tem direito a paninhos quentes. Ridículo. Banco, já.

Óscar Cardozo - provavelmente uma das piores exibições de águia ao peito, um pouco na senda do que têm sido os seus últimos jogos. Está numa má fase, mas ainda vai, ocasionalmente marcando uns golitos. Ninguém no Benfica é, ou deveria ser, eterno, por isso espero que atine rapidamente. O problema é que olhamos em volta e não vemos ninguém minimamente capaz de o substituir. A nossa confiança em Kardec é quase nula.

César Peixoto - é falso que o físico não acompanhe a mente. Ou melhor, podem não ir à mesma velocidade, mas ambos estão vivos e a assegurar funções. Peixoto é muito mais importante do que aquilo que se pensa. É, a par de Aimar, o único jogador nos pés do qual a bola descansa, onde não queima. E é fundamental a dar os equilíbrios defensivos que esta equipa não tem. Por mim seria titular até porque se avizinha um jogo em que a equipa não pode apresentar-se descompensada.

Airton - tem o físico, tem o potencial, mas faltam minutos nas pernas. É o caso do jogador que, com mais rotinas, até poderia entrar a titular na equipa ao lado de Javi. É um caso a rever, porque a esta altura da época deveria constituir forte hipótese para ser titular, mas fruto da má gestão de Jesus, não é.

Felipe Menezes - foi bom observar o David Simão. Está crescido, o miúdo. Quanto a esta "excelente oportunidade de negócio", RUA! Um dos 3 piores médios ofensivos da história do Benfica.

18 comentários:

Ricardo disse...

Grande comentário! disseste tudo em tão poucas palavras!

Viva o Benfica

Berrante De Encarnado disse...

Grande Moreira.

É um orgulho imenso ver um jogador que se fez homem dentro do clube ter uma noite destas, apesar de eu não ser daqueles que dou preferência aos nossos afilhados só pelo facto de o serem.

Mas confesso que é um sentimento diferente para melhor quando são dos nossos.

Cumprimentos benfiquistas

DMC disse...

Bom comentário JNF,
Só espero que agora (finalmente!) possa haver uma maioria de adeptos que veja o quão bons jogadores também temos nas nossas bases e que o David Simão esteja mais do que presente na próxima temporada.

Um comentário agora ao Paços e à nossa estrutura.
Não sei como tudo funciona, mas sabe muito bem ver um paços descomplexado com vontade de ganhar e com um esquema de jogo que é ao mesmo tempo consciente do que pode fazer mas que não confunde isso com um autocarro. Gosto muito deste técnico. Gosto muito do clube e da gestão que faz, e mais fossem os clubes assim e muito melhor seria a nossa liga. Porquê? Cumpre ordenados e orçamentos, não entra em loucuras, tem uma boa mistura de jogadores comprados no mercado brasileiro com jovens portugueses e um futebol positivo.
O Rui Vitória já esteve no benfica, e não sei se foi isto que possibilitou estes empréstimos, mas claramente beneficiaram todos os intervenientes, jogadores com crescimento, equipa com o futebol e o benfica ao ver os seus valores crescer. Acima de tudo, vejo toda a gente com garra de vencer, não vejo subitamente jogadores lesionados, nem maus jogos. Vê-se futebol, futebol daquele que se gosta e vontade de o jogar bem. E isso faz-me sorrir.
Dispenso perfeitamente compras de jogadores em boas oportunidades de negócio, e prefiro 1 David Simão a sei lá o quê.Espero que o exemplo dele, do Nelson bem como do Rodrigo (que me parecem ser os melhores empréstimos que fizemos nos ultimos anos) não sejam excepções mas sim a regra.

cumps
DMC

(Eu não conheço o rapaz de lugar algum para lhe andar a fazer publicidade à tanto, apenas se vê que há ali muito futebol)

JNF disse...

A qualidade de David Simão é notória e não é por pertencer ás nossas escolas que eu lhe faço os elogios. Transborda qualidade, qualquer cego vê isso.

John Wakefield disse...

JNF, concordo a 99%... Apenas discordo em parte da tua avaliação do Saviola.
É verdade que ele está muito longe do nível evidenciado na época passada, todavia ainda consegue desiquilibrar e abrir espaços (leva menos golos mas tem mais assistências e relação à temporada transacta)... E isso é importante. E quer queiramos ou não, o Benfica só pode depender dele para aquela posição de avançado recuado/móvel porque não creio que exista um suplente à sua altura.
Jara é uma opção credível para entrar no decorrer do jogo (de forma a aproveitar o desgaste físico dos adversários) mas num jogo de alto nível, deve começar no banco, pois pretende-se um jogo colectivo e não individualista. E el Conejo, nesse aspecto, supera o seu compatriota.

Olho Gordo disse...

Concordo com a maioria do que dizes, mas gostaria de acrescentar uma ou duas ideias:

Maxi Pereira - Ainda que tenha sido dos mais esforçados, não foi dos mais inteligentes em campo. E quando assim é, perdem-se oportunidades de criação de jogadas de ataque eficazes.

Franco Jara - Acho que Jara padece do mesmo mal que Djaló. É técnicamente capaz, mas raramente sabe quando passar ou quando rematar. Ainda assim, soube-se posicionar e marcou um golo... o que foi mais do que fez Cardozo.

Oscar Cardozo - Não sabe o que é o Benfica, nem sabe o que é jogar em equipa. Continuo a dizer que Cardozo (jogador de pé esquerdo excepcional) só vale tanto quanto os municiadores que o servem. E como o Benfica padece de malta que sirva em condições, salvo Aimar e Coentrão... Cardozo é um jogador a mais. Não se esforça e não vale o que fazemos dele.

Posto isto, tenho duas questões. David Simão rende mais na posição 10 ou na posição 8? E em relação a Nélson Oliveira, quantos golos leva esta temporada? Pouco se viu no jogo de ontem...

Grato pela vossa atenção!

DMC disse...

Pois, os problemas são os cegos que vêem qualidade no Menezes que implicam com Miguel Victor, que tenho receio que não vejam esta qualidade notória..

JNF disse...

John Wakefield(1) e Olho Gordo(2):

1 - Por mim, neste momento, nem Saviola nem Jara. Era dar mais liberdade ao Nico no corredor central, onde ele deveria estar a jogar.

2 - Nélson Oliveira leva 5 golos, salvo erro. Todos eles golos decisivos que valeram pontos (golo do empate ou da vitória). O David Simão, a meu ver, é mais "10" que "8". Para "8" acho que lhe falta alguma intensidade de jogo. Diria que é "menos 10" que Aimar e "mais 10" que Martins.

Olho Gordo disse...

Obrigado pela resposta, JNF! Resta saber se Jesus lhe vai dar oportunidades de mostrar que merece estar no plantel durante a pré-época... já todos sabemos que Gaitan também joga naquela posição e que vem mais um "10" a caminho.

JS disse...

JNF,

Tentar suavizar o frete que Cardozo faz e meter a cabeça do Saviola a prémio?

É verdade que o Saviola está uns furos abaixo do esperado, mas é muito mais útil. É inteligente e rapidamente faria uma lista de jogos e lances (sem ter de ir a Janeiro) que justificavam a sua titularidade regularmente.

Já o Cardozo, eu perdi a pachorra. Sou o único a achar que ele se está a marimbar? Ele até parece que faz de propósito... ou então não tem estaleca (é tremideira, é?).

Poucas vezes aparece na área no "buraco" certo e quando o faz tem falhado. Já nem no jogo de costas, onde fazia passes de desequilíbrio, está bem.

Não percebo como queres colocar o Saviola fora e deixas o Cardozo no onze.

JNF disse...

Saviola tem sido isto por todas as equipas que passou. Faz uma boa primeira época e depois desaparece autenticamente. Desde Janeiro, Cardozo tem o dobro dos golos da Saviola. Pode ser tosco, o que quiserem, mas ainda marca. Já Saviola, não.

Tiago disse...

concordo na generalidade...

só acho que ao Jara tem de se dar mais tempo... como se deu ao Di Maria até ele encontrar o cérebro ;)

o Felipe Menezes quando chegou ao Benfica tinha mais experiência de equipa principal que o David Simão, que tinha nenhuma. acho que os dois precisam de rodar antes de voltarem ao Benfica. neste momento mais o Felipe do que o Simão. mas o Simão ainda acaba poucos jogos no Paços, e isso indica que fisicamente ainda precisa de melhorar. não é a ser suplente de Aimar que o vai conseguir.

o Martins espero que volte que faz muita falta porque para mim é a solução para a a ala direita. já o Jara não devia ser colocado a ala que comete demasiados erros tácticos.

e o Cardozo só precisa que uma bola entre. e que o empresário dele se cale. muito do sentimento anti-cardozo provem do empresário dele que nunca se cala e está sempre a falar do que não deve!

DeVante disse...

"...É [Peixoto], a par de Aimar, o único jogador nos pés do qual a bola descansa, onde não queima."

Com algumas nuances:
O Aimar sabe driblar, sabe passar e sabe proteger a bola, ganhando faltas;
O Aimar quando entrega a bola, sabe posicionar-se para a receber...

Por isso o Aimar é o Aimar e o Peixoto é o Peixoto.

Desde que Jesus colocou Aimar no banco no jogo contra os corruptos a falta de respeito para com o argentino parece não terminar...

Depois, se o Aimar sair no fim da época não me venham com lérias...

Sinceramente...

Mentiroso disse...

Luisão

Entristece-me de sobremaneira a ignóbil contestação que tem vindo a ser alvo o nosso capitão Luisão, maior e mais representativo símbolo da actual geração de jogadores do Benfica.

Por mais insignificante que seja quanto à sua representatividade no universo da massa adepta benfiquista, este grupo de pretensos contestatários escolheu mal o alvo para mostrar o seu desagrado pelos últimos desaires desportivos. Luisão não merecia tamanha ingratidão dos adeptos, tal como não a merecem outros briosos atletas, com Fábio Coentrão à cabeça. Pelos anos que leva de clube, pela entrega, pela categoria, pelo exemplo que tem dado em campo e no balneário, nomeadamente nesta mesma época, Luisão deveria ser preservado da fúria de alguns irresponsáveis de memória curta e parca lucidez.

Se há um ponto onde estou totalmente sintonizado com o Presidente Luís Filipe Vieira, e cada são vez menos, este será em torno da importância de manter a todo o custo Luisão no clube, porque ele é somente o melhor jogador do Benfica da actualidade e - a par de Fábio Coentrão - o que melhor interpreta a alma benfiquista.

O comportamento deste grupo de imbecis envergonha-me. O nosso capitão não merecia tamanha ingratidão.

JNF disse...

De Vante,

tudo isso é verdade, por isso é que um é Aimar e o outro é Peixoto, mas só Aimar a saber fazer isso, contra o Braga, não chegará. Acho que o Peixoto será de uma utilidade enorme contra o Braga.

John Wakefield disse...

Sim JNF, é uma hipótese interessante colocar gaitán em vez de Saviola... Mas lá está, Gaitán embora sendo sobretudo um "10", tem jogado pouco nessa posição, já para não dizer o mesmo de quem iria ocupar a ala esquerda. Mas não sei, à custa desta fadiga física, eu só peço que o JJ meta os jogadores mais frescos nem que para isso tenha de sacrificar alguns dos jogadores tecnicamente superiores...

DeVante disse...

Por mim a coisa resolvia-se da seguinte forma:

Gaitán para direita, no lugar do Sálvio, Coentrão na esquerda, no lugar do Gaitán e Carole a defesa esquerdo...

JS disse...

JNF,

Comparar Saviola e Cardozo pelo mesmo número de golos? Parece que Saviola foi contratado para marcar 20 golos por época.

Volto a repetir que Saviola tem estado irregular, mas é claramente titular. Parece-me também um jogador que sofre com a alteração das características dos jogadores. Quanto mais rotinado, mas importante se torna.