segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Preciso de dinheiro como de pão para a boca

Vivemos numa crise que toca a todos. A quase todos. O FC Porto desbaratou mais de 30 milhões de euros para contratar dois laterais brasileiros de qualidade ainda por demonstrar. Razões? Talvez o interesse do Benfica num deles, Danilo, e muitos interesses extra-futebol que são difíceis de provar mas que são como as bruxas: que los hay, los hay.

Mais que as razões, importam as consequências. Os atletas das modalidades de pavilhão do FC Porto, ao que parece, ainda não receberam um único salário desde que a presente época teve início. E na minha opinião, o Benfica deveria saber tirar proveito desta situação. Tendo um Pedro Gil a pedir dinheiro para comer directamente à tribuna azul-e-branca, ou um Reinaldo Ventura a pedinchar no Facebook por ajuda nos novos negócios, porque não aproveitar e roubar estes dois grandes, enormes jogadores ao Porto? E quem fala em hóquei fala em andebol (Hugo Laurentino, Ricardo Moreira) e em basquetebol (Gregory Stempin, João Santos). A ter em atenção.

10 comentários:

paulo Chagas disse...

Do João Santos do basket não tenho pena nenhuma é bem feita...esse não o quero cá...

Rui disse...

João Santos?Não foi esse filho da puta que trocou o SLB pelo corruptos azuis para ir ganhar mais dinheiro?Esse por mim pode morrer à fome que eu ficarei muito feliz...Deus é grande e não dorme...

Anónimo disse...

vai sonhando....

Bcool973 disse...

Trazer o Reinaldo Ventura era repetir a história do Tonheta (AKA Tó Neves), com os resultados conhecidos. Eu bem me lembro quando os nossos atletas tinham 8 meses de salários em atraso e eram invencíveis, pois na adversidade o grupo une-se contra tudo e contra todos. Quanto ao João Santos, acho que não deve haver esse ódio, pois foi desde que ele saíu que os tripeiros começaram a ter sucesso. Os jogadores são profissionais (não amadores) e têm o direito de procurar o melhor em termos profissionais, desde que cumpram sempre com profissionalismo os seus contratos e não tomem atitudes condenáveis quando são adversários

Anónimo disse...

A história do João Santos pouca gente sabe, mas eu posso contar-la mais ou menos.
O João Santos é sócio do benfica há muitos muitos anos, benfiquista desde sempre, o Porto ofereceu-lhe três vezes mais do que ganhava na luz... o Carlos Lisboa sabia e o Henrique Vieira sabia, foi comunicado ao Presidente e ele passado dois ou três meses ( porque tem tanta coisa para fazer que a lista de espera é enorme), chamou o João Santos ao gabinete na presença do Carlos Lisboa e disse lhe que como era sócio do Benfica aquilo resolvia-se já mesmo ali, e renovava ganhando o mesmo... o João Santos explicou-lhe quanto é que o Porto lhe dava e que se podia chegar a um acordo desde que fosse num valor intermédio entre os dois salários em causa... Luis Filipe Vieira ficou indignado e perguntou-lhe que tipo de sócio era ele?!!?!?
O João educadamente explicou-lhe a situação e disse que assim não renovava e o Presidente mandou-o sair e ir para o porto.A minha pergunta é : é assim que tratamos um profissional só porque é sócio?

Abraço,

Carlos Miguel

Francisco disse...

Reinaldo Ventura e João Santos nunca.

John Wakefield disse...

Não digo que não. Já não é a primeira vez que as modalidades do fcp passam por este problema (no ano passado aconteceu o mesmo) e um dia os jogadores podem vir a fartar-se porque hoje o "amor à camisola" é relativo. Veja-se o caso de João Santos.
Agora o que eu gostava que os portistas me explicassem era o seguinte: Como é que o maior orçamento da história da instituição não cobre este tipo de despesas (e já não falo dos atrasos nas prestações de jogadores contratados que demoraram tempo demais a serem resolvidos)?

JNF disse...

João Santos e penso que o próprio Reinaldo Ventura são benfiquistas. Não vejo problema nenhum, os jogadores são profissionais e ponto final. Além disso, a posição do João Santos ao longo do processo de transferência para o Porto foi impecável. Expôs a situação ao presidente e resolveu-se da maneira que ambos quiseram.

John, o facto de termos o maior orçamento não significa que o dos outros seja menor. Mesmo que seja (não sei se é), o Benfica tem 5 modalidades de pavilhão e o Porto só tem 3.

Mr. Shankly disse...

Reinaldo Ventura, Pedro Gil? Nem pensar.
João Santos decidiu sair, boa viagem.

JD disse...

Nao ia buscar ninguem. É deixá-los a queimarem-se e a queimar o orçamento do porto.

Ir lá buscar atletas e aliviar a pressão salarial sobre as contas do Porto. Nem pensar!

Além de que Roma não paga a traidores...