segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Águia vence galo bravo (título tão estúpido que amanhã será capa do Record)

Custou mas foi. O Gil Vicente foi a equipa mais competente que o Benfica defrontou na Luz em jogos a contar para o campeonato nesta época e causou enormes dificuldades com a sua defesa compacta mas subida. O Benfica não soube encontrar sempre resposta para os problemas causados pela equipa de Barcelos e teve muitos momentos em que não soube desatar o nó dado pelos gilistas no jogo. Muita bola na defesa, entre Garay e Luisão e alguma dificuldade em ter posse no meio-campo adversário. Felizmente Cardozo picou o ponto uma vez mais e Rodrigo, com sorte à mistura, colocou o Benfica na frente depois de Galo ter empatado para a equipa do Galo de Barcelos. Aimar, vindo do banco, selou o triunfo benfiquista que permite manter os dois pontos de diferença para o Porto, que também ganhou por 3-1 ao Vitória de Guimarães. Vitória justa mas suada e com um futebol pouco convincente naquele que acabou por ser o pior jogo na Luz a contar para a Liga Zon Sagres até agora. O que importa são os 3 pontos e já cá estão. Próxima jornada é em Santa Maria da Feira frente a um adversário que nos causará certamente muitas dificuldades...

13 comentários:

Anónimo disse...

o gaitan foi um jogador a menos.
nao pode haver facilitismos, se nao estiver bem, o gaitan nao pode jogar.
o que importa é ganhar.

RUMO AO 33º

João José Aquilino Pires disse...

Gaitan esteve um mes sem jogar. é um jogador brilhante mas para voltar ao seu nivel tem que jogar. temos que ser pacientes e apoiar o jogador.

Anónimo disse...

Onde já se viu uma equipa adversária fazer marcação cerrada ao nosso defesa direito??? Nunca tinha visto. Mas quase que deu resultado.

GNR

Anónimo disse...

Não se percebe como, nem porquê, mas a generalidade das equipas fazem bons jogos contra o Benfica. Se o Gil Vicente jogasse sempre assim estaria uns degraus acima na tabela classificativa. Vamos ver o próximo jogo, que irão realizar contra o Porto. Se conseguirem jogar tão bem como jogaram contra o Benfica (o que duvido!), principalmente do ponto de vista táctico, de certeza que não irão perder.

A vitória de ontem do Benfica ficou a dever-se a uma coisa chamada “banco”. No ano passado, se Jesus quisesse tirar o Gaitán (que ontem fez um jogo muito fraco) quem colocaria em seu lugar? E alguém imaginaria o JJ a tirar, no ano passado, o Javi Garcia? Enfim…

Num comentário a um post anterior, tive a oportunidade de avisar que o Benfica teria de entrar em jogo bastante determinado, caso contrário arriscar-se-ia a sofrer algum golo fortuito e a ter dificuldades em ganhar. Em certa medida, foi o que aconteceu. O Gil marcou um golo, em mais um remate na zona central da área, na sequência de uma defesa de Artur para essa zona proibitiva do terreno, e chegou a estar mais próximo do segundo golo do que o Benfica. Aí foi Artur que brilhou, ao fazer uma grande defesa.

Mas com as substituições e a jogar praticamente em 4x2x4, o Benfica conseguiu, e bem, dar a volta ao jogo. Aimar mexeu com o jogo, embora levasse algum tempo a aquecer “o motor”. Depois, foi uma máquina a funcionar. Bruno César também entrou bem. Para além de Aimar, os meus destaques vão também para Nolito (até veio à defesa fazer um corte importante!) e para Rodrigo (que pode ter tido sorte no golo, mas mesmo que a bola não tivesse tocado num defesa contrário, muito dificilmente o guarda-redes apanhava aquela “bomba”).

Pelos vistos, é bom que os jogadores do Benfica estejam em dúvida para os jogos. Todos eles (Aimar, Cardozo e Rodrigo) marcaram!

MM

L. disse...

o feirense defende muito bem e ao contrario do leira de ha 2 jornadas, nao sobe o bloco. precisamos abre-latas.

anonimo, o gaitan tem que ir jogando, seja 30 seja 60 minutos, para recuperar a forma. na ecepcao ao porto, acredito que sera ele a resolver.

e os 3 pontos de ontem ja ca moram...

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Esta história do Gaitan, já parece a do Di Maria ... e outras... ele é um génio a recuperar de uma lesão... calma people as pessoas não são máquinas e ainda bem...

Os gajos defenderam-se muito bem, juntaram muito as linhas defensivas... demos-lhe mérito.

John Wakefield disse...

O Benfica sem Aimar dificilmente é a mesma equipa...

Joase disse...

O Gaitan, não foi nada um jogador a menos. Eu sou dos principais críticos do Gaitan, mas neste momento não se pode "acusar" alguém que pura e simplesmente está à procura de voltar à forma habitual.
Bem o JJ a dar-lhe minutos. A questão é simples e prende-se como irá Gaitan interpretar esta titularidade. Ou seja, deverá pensar que tem mesmo de voltar ao seu ritmo habitual e por isso tem jogado, ou erradamente pode pensar que é sempre ele e mais 10, o que é errado.

Relativamente ao jogo, não concordo quando se diz que o Benfica jogou mal. Não jogou nada mal. O Gil é que jogou muito bem. Muito certinho a defender, quase perfeitos tacticamente e a defender sem nunca colocarem autocarro.

O Benfica teve a paciência suficiente, e a inteligência para não perder o control emocional.

Foi uma vitória de equipa e só assim se fazem campeões.

Muito bem o meu Benfica e o meu Gilinho (clube da terra) também. Que joguem assim no próximo fim de semana e podem dar uma "ajudinha" ao GLorioso.

Força Benfica.

Jotas disse...

Foi de facto uma vitória suada, mas justa, Há que perceber que o Benfica não joga sozinho, há adversários com os seus méritos e nem sempre pode haver nota artística, os jogos ganham-se me 90 minutos e não se poder exigir que seja em 30 como alguns indivíduos, poucos felizmente sempre com o assobio perto da boca, mas com o cérebro junto ao...
Aimar entrou e revolucionou, essa é uma das riquezas deste Benfica, ora resolve Aimar, ora este está lesionado e outros resolvem, e uma coisa é certa, esta equipa quando não joga bem, luta contra as adversidades e essa é também uma marca dos campeões.

xirico disse...

Quero lá saber de vitórias justas e suadas eu quero classe e o Benfica desde o jogo com o Beira-Mar tem passado pelos pingos da chuva,salvo honrosas excepções.Joguem mas é à bola e os jogos não são de treino.Isso é no Seixal no Estádio da Luz quero ver futebol e classe.Porra.

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Eh pá xirico fosgasse meu, o Benfica vinha de 4/5 jogos (mesmo contra o Santa Clara quando entrou a artilharia aquilo começou a funcionar) em quelevava tudo á frente, vá lá calma... eu também sofri imenso ao vivo, mas a equipa soube lutar com determinação...
Calma, calma...

Anónimo disse...

Quero apenas reeditar aquilo que venho dizendo há muito tempo. Gaitan tem imensa qualidade, mas tem de interiorizar que faz parte de uma equipa e não andar em ações sem nexo, cruzamentos a destempo e pior do que isso, uma falta de aplicação atroz, da qual o "catedrático" também tem culpa no cartório.
Concordo em ir dando tempo de jogo, para a recuperação dos níveis competitivos, no entanto se o quiser fazer, que o faça quando o resultado o proporcionar e não atirá-lo aos lobos quando o adversário ainda possui frescura física.

Mas mais grave é a forma displicente como alguns jogadores se entregam ao jogo e no caso do Gaitan, até pode estar a sair-lhe mal a prestação, mas não admito em qualquer circunstancia é a falta de entrega que evidenciou.

Outra particularidade que venho chamando a atenção, diz respeito à exibição global, que acho muito fraquinha e que poderá tornar-se em amargo de boca em situações mais complicadas, perante adversários mais poderosos.

E olha que quem te avisa, teu amigo é. Viva o Glorioso!!!!!!

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Sinceramente devo estar com as vistas meio sei lá, diferentes... o tipo (Gaitan) pareceu-me dentro da dinâmica da equipa (adinâmico como todos - em frente de uma equipa taticamente estruturadissima)... e certamente que percebeu que a entrada de César e de Aimar trouxeram enormes benefícios para a equipa... para uma pessoa inteligente, dá logo a entender que o próprio tem que meter os calcanhares ao caminho com decisão, se não vai perder o lugar, ainda mais com o Enzo certamente com Ganas de vencer... quer dizer isto sou eu não é...