domingo, 22 de janeiro de 2012

Direitos televisivos: o que fazer?

Nos últimos dias temos assistido a mais contra-informação que informação sobre este tema que tanto preocupa (e que deve preocupar) alguns benfiquistas. Estamos a falar de vários milhões de euros em jogo e a decisão dos direitos televisivos dos jogos do Benfica não deve ser tomada de ânimo leve.

Mas o que mais me aflige não é não saber o que o Benfica, na pessoa do seu presidente, quer em relação a este negócio. O que mais me atormenta é a ideia que tenho de que nem o próprio Benfica sabe bem o que quer e quanto quer. Não me interpretem mal, mas tendo em conta a situação económica do país, quanto as empresas podem e querem oferecer, analisando as palavras do próprio Vieira, que começou este processo dizendo que um jornalista do Record teria de lhe fazer uma estátua porque iria vender os direitos televisivos por um valor bem superior aos 30 milhões de euros e observando a mudança de discurso encabeçada pelo garganta funda Rui Gomes da Silva... tudo isto leva a pensar que o valor pelo qual o negócio ficará feito será muito inferior àquilo que imaginávamos inicialmente.

De qualquer das formas, há uma boa maneira de contronármos esta indefinição e explicar as coisas aos sócios: assembleia-geral. O Benfica não deve ser dirigido de fora para dentro, mas deve ouvir e esclarecer os seus sócios até porque, segundo o actual presidente, eles [os sócios] são o maior activo e o maior bem do clube. Assim seja.

P.S. Há outras questões importantes que tardam em ser tratadas e que deveriam ser explicadas aos sócios: o naming do Estádio é uma delas. É para avançar? Quanto querem? Quem está disposto a pagar? Parece que não mas esta conversa tem quase 10 anos...

11 comentários:

Anónimo disse...

se o Benfica vendesse os direitos por 25 milhoes ja era optimo.
para um país como portugal e para uma liga como a portuguesa, 25 milhoes ja era bem pago.

Anónimo disse...

E o contrato do Jardineiro? e o Porteiro? quanto ganha? e a senhora que lava as meias? tem seguro de saude? ASSEMBLEIA GERAL com esses contratos.

Percebo o post. Na minha opinião, qualquer direção democraticamente eleita tem TODA a ligitimidade para fazer os contratos que achar que devem ser feitos.

O bom senso deveria levar que esses contratos só deviam ter a duração dos mandatos. Mas sabemos que não á assim.

GNR

JNF disse...

Anónimo(1) e GNR(2),

1 - Talvez, mas tendo em conta que o FCP vendeu os seus jogos por cerca de 21 M de euros, 25 para nós parece-me pouco.

2 - comparar o contrato com a Olivedesportos com as questões que apresentou acima é uma piadinha de mau gosto, só pode. Não estamos aqui a discutir assuntos menores, o contrato dos direitos televisivos é importantíssimo. Ninguém colocou a legitimidade da direcção em causa, o que eu pretendo saber é o que a direcção pensa acerca deste assunto, não implica interferir.

Anónimo disse...

Caro JNF:

Obviamente a minha comparação é patética. Mas creio que se percebe o que quis dizer.

O Benfica tem 1 problema: a falta de concorrencia. Se não vende á Olivedesportos, tem que rentabilizar os jogos na Benfica TV. Não acho que consiga rentabilizar ao ponto de conseguir mais de 25M por ano.

Outra opção seria vender os 5 jogos em canal aberto e passar os outros na Benfica TV.

O Porto vendeu 21M, O Sporting 19M, com publicidade incluida. Menos de 27M é mau negócio.

GNR

Bcool973 disse...

Acho que tendo em conta o momento, o Benfica deve optar por uma solução de compromisso. em vez de fazer um contrato de longa duração, deve procurar um contrato de curta/média duração, isto é 2-3 anos, à espera que o ciclo económico mude, que as contas da SAD se equilibrem e que o Benfica não necessite de fazer contratos com a Olivedadosporcos. Entretanto, deve começar a planear como pode rentabilizar a detenção dos direitos próprios, bem como a compra dos direitos dos jogos fora, nomeadamente através da exploração de mercados externos, porque depender unicamente do mercado português é o caminho mais rápido para a estagnação. Quanto a valores, acho que devemos exigir um prémio de 25% em relação aos dos adversérios acrescidos de 10 a15 % por não ser contrato de longa duração, ou seja, tomando como base os 21 M€ referidos, o Benfica deveria exigir 28 a 30 M€.
A questão não é exigir, a questão é saber se os outros dão.

Bicadas disse...

Boa tarde,

É evidente que os direitos de transmissão dos jogos são de interesse central. Para mim a direcção sabe bem o que quer. Temo é que o que tem a dizer não agradará aos benfiquistas... Analisando a situação, parece-me que a melhor via disponível será a renovação com a Olivedesportos por um prazo curto (1 a 2 anos). Explico porquê: com o clima económico a tendência a curto prazo é para a redução de subscrições. Assim, a Olivedesportos não estará disponível para pagar ao Benfica o valor justo pelo produto, que no mercado em causa seria até superior aos 40M que a direcção pretendia. O problema é que já renovaram com FCP e SCP e foram generosos. Não há aqui contradição com a história dos 40M, a questão é que este mercado não é proporcional - o lider fica com a parte maior e os outros com o resto.
Vejo com dificuldade o surgimento, no curto prazo, de um concorrente da Olivedesportos, e a transmissão dos jogos na Benfica TV parece-me um risco exagerado. Por isso digo que a melhor solução será um adiamento do problema, renovando com a Olivedesportos.
Logicamente, como benfiquista não me agrada nada a ligação a esses senhores, mas também acho que os interesses do clube não terão a melhor defesa se se optar por pagar para não ter essa ligação.

Cumprimentos

Rui Sérgio Guerra disse...

Boas JNF e benfiquistas,

Pois,...
...o Pais do Amaral foi 1 bluff... e dos grandes! Tentou "embrulhar-nos" e vincular-nos para ter margem negocial ao procurar 1 investidor estrangeiro (USA,...), claramente no intuito de... nos chular e... comer a SporkaTV!

Em "bom" português,... "escaf***-se" a opção ao... "quim chuló-parolo"!

Como sócio do SLB, concordo em absoluto contigo, JNF, há que se marcar, rapidamente, uma Assembleia-Geral, para consulta aos sócios e definição de opções estratégicas de gestão que... são decisivas para o futuro do n/ amado SLB:
- os direitos de transmissão TV,
- o naming do Estádio,
- A política desportiva a seguir,
curto-médio prazo no CFC e na equipa principal (é para "ganhar títulos"... ou não?),
- o Museu Benfica,...

Agora, FOrçA BENFICA!
VAMOS GANHAR... BEM... ao "Gil V."!

Off-topic:
Desculpem-me todos, mas:
1- PARABÉNS AO N/ Vóleibol (hoje começámos mal, mas recuperámos mto bem e ... 3-1 ao V.Guim)!

Nota: É tremendamente injusto e frustrante o distanciamento dos adeptos SLB's de Lisboa e da Grande Lisboa ao n/ Voleibol!

2 - F***-SE pró fim-de-semana do Hóquei, do Basquetebol e do Andebol,... tudo... DERROTAS!

FOrçA BENFICA!

Vou até à "n/ Casa" aqui em Palermo.
Abraço,
RSG

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Eu não sei qt a Olivedesportos "pode dar", o que eu sei é que o SCP recebe 15 milhões(?) e o Porto 20 milhões, se o Benfica vale mais do que eles juntos (António Oliveira dixit) - 35 milhões é o minimo aceitável!

Se não quiserem - 10 euros mês na BTv - juntamos 200 mil assinantes, dá 2 milhões mês x 10 meses (esquecemos os meses de verão) = 20 milhões = ao que o Porto recebe! Boa?

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Ó pessoal vão ver as audiências - quando se diz que o Benfica vale mais do que o Porto e o SCP juntos é mesmo verdade... não se deixem levar no conto do vigário...

Anónimo disse...

os corruptos nao venderam por 21 milhoes epoca, isso devia ter sido por duas epocas pelo menos.

mas a ser verdade, o Benfica terá que receber perto de 30 milhoes epoca entao.

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Só mais uma achega... em 2011 o Benfica colocou 8 jogos nos 20 programas mais vistos da televisão, o Porto 2 e o SCP 1, é uma ordem de grandeza de 8 para 3(juntando o Porto e o SCP)...

Se ambos recebem por ano mais ou menos 35 milhões de euros...

3 ---- 35 milhões de euros
8 ---- x


8*35 /3 = 93,3 milhões, percebem a ordem de grandeza de que estamos a falar?

Pensem nisto!