sexta-feira, 30 de março de 2012

Apontar, Disparar, Golo

O Braga tem uma equipa forte. Já lá vamos. Primeiro vamos falar do elo mais fraco, o seu guarda-redes, Quim. Ao longo dos anos, Quim foi construindo uma reputação sólida enquanto titular da baliza do Benfica. E a opinião que os benfiquistas têm sobre ele não varia muito de adepto para adepto: não tem grandes qualidades técnicas, não tem grandes capacidades físicas, não é garantia de segurança, mas, para a Liga Portuguesa, "safava" bem. No entanto, Quim é um guarda-redes inconstante, que tanto faz um jogo impecável, sem erros, como na semana seguinte faz três em que leva cinco do Olympiakos, seis do Brasil e um frango do tamanho de Roberto com o Setúbal.

Por isso, sugiro que o Benfica saiba explorar os seus pontos mais fracos. O primeiro e mais evidente, as bolas paradas. O homem simplesmente não consegue perceber o que se passa quando uma bola aparece a sobrevoar a sua área. O mais certo é sair à maluca e dar frango. O outro sãos os remates muito colocados, onde Quim raramente chegava. Se o Benfica rematar à baliza umas dez vezes contra o Braga, esotu certo que pelo menos três entrarão. Não me desiludas, Quim.

6 comentários:

Germano Bettencourt disse...

10 remates à baliza, ou 10 remates na direcção da baliza?

Se forem 10 remates na direcção da baliza acredito nas tuas estatisticas.

Abraço

JNF disse...

Não são a mesma coisa?

Luís disse...

se os remates são à baliza , está subentendido que é essa a sua direcção!

JNF disse...

Exactamente. Entende-se por remate à baliza aquele que daria em golo se o GR não defendesse.

Joga Bonito disse...

Espero que o Benfica tenha treinado pontapés de bicicleta de fora da área.

N.T. disse...

Todos os livres laterais sobre o lado direito devem ser marcados pelo Gaitán, sempre com a preocupação de almejar o àngulo superior mais distante.
Já o Luisãio e o Javi deverão sempre, mas SEMPRE, posicionar-se ao primeiro poste para reter a atenção do Quim.
Parece simples na teria. :)