sábado, 20 de outubro de 2012

Comissão de Honra

O candidato à presidência do Sport Lisboa e Benfica, e actual presidente, Luis Filipe Vieira, apresentou a sua Comissão de Honra, lista que contém benfiquistas ilustres que apoiam a candidatura deste senhor.

Não é um conceito que me agrade, este, de se diferenciar os benfiquistas. Mas tolero. O que intriga mesmo são alguns nomes presentes nessa lista. Um, mais que qualquer outro.

Ana Torres, filha de José Torres. Antiga glória benfiquista, um nome que Luis Filipe Vieira negou aos olhos do Benfiquismo. Pelo menos a falta de respeito, de hombridade e de solidariedade (valores intrínsecos ao sentimento de Benfiquismo) com que lidou com a doença prolongada do Bom Gigante e as condições miseráveis em que este passou os seus últimos anos de vida. O Benfica que sempre conheci teria apoiado, em tudo o que pudesse, um dos seus jogadores mais icónicos de sempre. Mas não foi isso que aconteceu. O Benfica de Vieira ostracizou toda a vertente humana do clube, deixando José Torres ao abandono e ao cuidado exclusivo da sua família, desprovida de recursos económicos para dar ao Bom Gigante o tratamento que a doença exigia. Um dia, Vieira lembrou-se de, finalmente, fazer algo pelo antigo goleador. Mas, para além de ter sido uma ajuda simbólica, foi, também, tarde demais.

Como Benfiquista, jamais me irei esquecer das imagens que pude ver na TV nas reportagens sobre o estado demente em que se encontrava o nosso José Torres. Uma imagem, em particular, atropelou-me a alma e o coração: aquele Homem de fralda, a chamar "mãe" à sua esposa. Vieram-me lágrimas aos olhos por saber que o Benfica nunca o tinha ajudado e por saber que também era nestas coisas que o Benfiquismo morria aos poucos.

Por tudo isto, acho lamentável que a própria filha de José Torres embarque no apoio ao homem que mais devia ter mostrado sensibilidade na abordagem à doença que acabou por vitimar mortalmente o Bom Gigante, mas que nunca se preocupou com a dignidade em que este foi (sobre)vivendo nos últimos anos da sua vida.

Noutro campo, o do ridículo-hilariante, surgem inúmeros nomes de actuais funcionários do clube. Mas a minha opinião quanto a isto, fica para outra altura.

9 comentários:

Anónimo disse...

Cristina Ferreira, já ganhou.

rui disse...

Completamente fora do assunto posso so dizer uma coisa?Reparem no post em baixo,reparem como até o nosso simbolo mudou...Eu ja sei que ninguem aparantemente quer saber disto para nada mas eu acho lamentavel se ter mudado o simbolo para PIOR...repara..a roda da bicicleta nao se parece com roda nenhuma..e a aguia parece uma galinha,ate tem umas maminhas e tudo.ABSOLUTAMENTE VERGONHOSO!

Alberto disse...

Ontem estive a ver a entrevista do Dr. Rangel e do Veloso na RTP 1. Porra para isto. Então é com esta postura que quer ser presidente do Benfica. Então aqueles dois senhores da maneira como falaram do Benfica até parece que não houve apito dourado, que as arbitragens têm sido exemplares. O Veloso esqueceu-se de contar todos os pormenores da saída do filho do Benfica, como se esqueceu de referir a postura que o Veloso (pai) teve em relação ao Glorioso quando os rivais da 2ª circular jogavam com o Benfica. Queijo, muito queijo deve comer o Veloso.
Do Dr. Rui Rangel esperava muito mais. Mas muito mais. Afinal saiu-me um flop, por muita consideração que me mereça. Até parece que está feito com o Vieira para este mostrar que não tem alternativa.

Anónimo disse...

galinhas: por favor votem no vieira pois assim o PORTO vai continuar a ganhar.
Carrega PORTO.

JNF disse...

Comissão de Honra.

A parte da "comissão", associada a Vieira, ainda percebo, agora a parte da "honra" não faz qualquer sentido quando aplicada à personagem.

Manoel Barbosa disse...

Muitos membros da Comissão de Honra de Vieira são criaturas ABSOLUTAMENTE OPORTUNISTAS !!!
Ténias autênticas !
Corpos e cérebros multiusos !!!
-------
Um testemunho meu : em 2008, já José Torres estava muito mal, eu e outros Benfiquistas decidimos homenagear e ajudar no que nos fosse possível o Bom Gigante. Contactei a Esposa e os filhos. Com uma dignidade que me convenceu e comoveu, rejeitaram "porque...". Nem vale a pena escrever aqui "porque" -- este post ajuda a perceber porquê.
-------
Outro caso : quando eu fui dirigente do Clube, Ângelo Martins, Artur Santos, Joaquim Macarrão e Palmeiro contactaram-me (poucos meses após a tomada de posse de M.Vilarinho) para a hipótese de o Clube ajudar Dominiciano Cavém, que vivia numa situação difícil. Como se recordarão, não tínhamos dinheiro no Clube, dada a "herança" de VAzevedo. Resolvi o caso pouco tempo depois, depositando nas mãos de pessoa confiável, 30 mil escudos/mês (dinheiro do Clube) para minorar os problemas de Cavém.
Certo dia, LFV (então só director para o futebol) abusivamente questiona-me sobre esse dinheiro enviado para Cavém. Expliquei-lhe. Ripostou violentamente (como se já mandasse ou o dinheiro fosse dele...), e respondi-lhe asperamente.
Aliás, LFV nem sequer se dignou representar o SLBenfica no funeral de Dominiciano Cavém...-- jogador que ignorava até ao momento em que lhe falaram nele...
Como é que um Benfiquista com a idade da criatura, Sócio há X anos (?), não sabia quem foi Cavém ?
Etc.

Meddler disse...

Sobre a história de Vieira não conhecer Cavém (ele que diz que na sua infância ia à Luz regularmente), eu pensei em falar nela. Mas não tenho como provar, foi uma conversa off the record. Mas é verdade, para quem se quiser acreditar, Vieira não sabia quem era Cavém. E o filho de Cavém também apoia Vieira. Incrível.

Márcio Augusto R. Guerra disse...

Comissão Sem Honra! Vejam aqui!

Abraço

Márcio Guerra

http://goo.gl/ZSNmY

Ana Maria Torres disse...


Boa tarde quero esclarecer que os últimos dias do meu pai foram num hospital particular com os maiores e melhores cuidados que ele pode ter e que se não fossem financiados pelo SLB eu não tinha condições financeiras para manter o meu pai nesse hospital ao qual agradeço.
Primeiro estava o bem-estar do meu pai, que sempre tive uma esperança que ainda saísse daquele hospital. Não vou esquecer fosse quem fosse a financiar. O meu coração estava a olhar para o meu pai para o bem-estar dele.
Nunca fui de partidos fosse eles de onde fossem, mas quando fui ao jantar foi uma maneira de agradecer o financiamento dos últimos dias do meu pai naquele hospital particular, em relação a ser eu a apresentar, convidaram-me no momento aliás dá para ver pelo meu nervosismo que não sabia que ia apresentar fosse o que fosse.
quando temos um pai que está à beira da morte aceitamos o que for. Só quem já passou por um desespero como este é que pode dar valor. No momento não pensamos em nada so no bem estar de quem amamos. Obrigada.