sábado, 17 de maio de 2008

A história do gajo que não quer dizer nada

Era um vez um indivíduo que conseguia, ao mesmo tempo, ser deputado na Assembleia da República, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, vice presidente da Federação Portuguesa de Futebol e ainda pertencer aos quadros do Conselho Nacional do Desporto.

Durante as duas últimas semana, esse mesmo indivíduo, Hermínio Loureiro, desdobrou-se em entrevistas, uma na Antena 1, outra na Rádio Renascença, se não me engano, e por fim, na quinta-feira passada, na RTP, no programa Grande Entrevista, apresentado por Judite de Sousa.

O que me leva a escrever este post é que nas mais de duas horas de tempo de antena que este indivíduo teve, não disse absolutamente nada. Zero. Segui com muita atenção a sua entrevista na RTP e posso dizer que fiquei entre o chocado e o revoltado. A todas as perguntas que a apresentadora lhe fez, Hermínio Loureiro respondeu sempre de maneira a esquivar-se da questão, dizendo que esse domínio não lhe pertencia, dizendo que não fazia avaliações sobre o passado ou dizendo que não conhecia o assunto, nunca assumindo uma posição: basicamente, não era carne nem peixe, como a sabedoria popular diz.

Com quatro cargos importantes acumulados, um homem que não tem opinião sobre nada, das duas uma: ou é incompetente, ou então está no lugar porque convém a terceiros. Tirem as vossas conclusões.

3 comentários:

Bettencourt disse...

e que tal... é incompetente e está no lugar porque convém a terceiros???

Ricardo disse...

Um homem que está em vários cargos - e, portanto, tem de falar sobre vários assuntos - está muito bem e muito protegido. Tendo de falar sobre vários assuntos, não fala em nenhum. É a velha conversa do tipo que fala e não diz nada. Mas este leva aura de salvador do futebol português, dizem eles. Quem é que diz? Pois, os mesmos de sempre. Diz-se que veio revolucionar o futebol português, que, finalmente, trouxe alguma verdade à mentira que grassa(va) por estes meios desportivos. O que é que ele fez até agora? Atirou com o Boavista para a segunda divisão (sem que o Marítimo, que, segundo as leis, cometeu as mesmas ilegalidades, fosse punido de igual forma) e castigou o clube corrupto com 6 pontos (num ano em que são totalmente irrelevantes para o contexto), igual punição que teve o Belenenses por jogar com um jogador que não podia jogar. O Loureiro salvador? Deixem-me rir. É mais um agarrado aos tachos. E consta que nem sabe cozinhar...

Red Sniper disse...

Se virmos o currículo desportivo deste senhor,ficamos esclarecidos quanto à sua real capacidade para se dividir por tão difíceis tarefas!

http://www.google.pt/search?q=Herminio+Loureiro&ie=utf-8&oe=utf-8&aq=t&rls=org.mozilla:pt-PT:official&client=firefox-a