domingo, 31 de agosto de 2008

O [verdadeiro] Inferno da Luz

O [verdadeiro] Inferno da Luz foi aquele a que assisti nesta última noite. 54 mil a puxarem pela sua equipa. 54 mil a apoiarem incondicionalmente os jogadores encarnados. 54 mil a oferecerem uma recepção memorável a um dos muitos Paulos Sousas do futebol mundial. Hoje estou afónico, mas o Rodriguez merece o esforço.

A equipa do Benfica jogou hoje finalmente como uma... equipa. E acho que foi precisamente esse factor que fez com que não perdessemos o controlo do jogo, mesmo quando o Porto se viu a jogar com mais um (ou quatro, depende do ponto de vista). Gostei muito de ver o Maxi Pereira que, apsar de não ser propriamente rápido, conseguiu secar o compatriota, gostei de ver o Luisão, para mim, o melhor em campo, o Yebda, o Carlos Martins (este está a tornar-se dos meus jogadores favoritos pela garra que tem), o Cardozo, o Nuno Gomes, enfim, quase todos. Quase todos...



E digo quase todos porque Katsouranis voltou a ter uma paragem cerebral, ou melhor, várias. Foi um jogo à Edcarlos: primeiro o penalty escusado, depois vários passes falhados, estava sempre a ser batido em velocidade e por fim a expulsão. Que idade tem ele? 18? Não é internacional? Continuo na minha: o Katsouranis é médio-defensivo e ponto final. É ali que pode fazer mais faltas, falhar mais passes, etc. Se não sabe o que fazer à bola enquanto está na defesa, que aprenda com os charutos do Luisão.



Quanto ao árbitro, Jorge Sousa, foi igual a si mesmo. Ele e o palhaço do segundo fiscal de linha. Aliás, se não me engano, este fiscal é o mesmo que viu os três foras-de-jogo inexitentes do Benfica contra o Beira-Mar em Aveiro há dois anos. Mais um fiscal que entra numa galeria de analfaburros onde figuram, entre outros, o senhor do BES e o primo do Quim Barreiros.

Como digo, este Benfica tem matéria-prima para Quique Flores poder trabalhar. Acredito que a sabedoria do treinador espanhol pode vir a dar grandes frutos. Temos as peças, que se construa o puzzle. Só é pena a ausência de peças portuguesas.

Ficha de jogo

Liga Sagres - 2ª jornada
Esádio da Luz, Lisboa
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)
Assistência: 53 496 espectadores

SL Benfica

Quim; Maxi Pereira, Luisão (cap.), Katsouranis e Léo (Rúben Amorim, 68 min); Yebda, Carlos Martins, Di Maria e Reyes; Aimar (Nuno Gomes, 50 min) e Cardozo (Sideni, 66 min)
Suplentes não utilizados: Moreira, Balboa, Makukula e Bynia
Treinador: Enrique Sanchez Flores

FC Porto

Hélton; Sapunaru, Bruno Alves, Rolando e Fucile; Fernando (Hulk, 62 min), Raul Meireles (Candeias, 82 min), Lucho (cap.) e Tomás Costa (Guarín, ao int.); Rodríguez e Lisandro Lopez
Suplentes não utilizados: Nuno, Pedro Emanuel, Lino e Farias
Treinador: Jesualdo Ferreira

Disciplina: cartão amarelo a Katsouranis (10 e 59 min), Cardozo (51 min) e Nuno Gomes (84 min); Sapunaru (17 min), Fernando (20 min), Rodriguez (27 min), Lucho (70 min) e Lisandro (82 min). Cartão vermelho a Katsouranis (59 min).

Marcador: 0-1 por Lucho (g.p.) (11 min); 1-1 por Cardozo (56 min)

Melhor em campo: Luisão (SL Benfica)

4 comentários:

Anónimo disse...

Vergonhosa arbitragem de Jorge Sousa!
Poupou expulsões a Katsouranis no penalty e a Luisão por cotovelada. Uma vergonha.

Remate Cruzado disse...

Para quem joga na liga record

Eu jogo há alguns anos. E, tal como no caso da fantasy premier league, criei uma liga privada para quem estiver interessado, entre os leitores e demais bloggers vermelhos, cujo código de acesso é

eusebio1942

Tal como no jogo inglês, a liga chama-se "Calheiros resolve", em homenagem à verdade desportiva... os infiltrados podem obviamente participar.
.

galrinho disse...

JNF,

A minha opinião é que o pinto comprou o katso. Não me lixem. Não há coincidências.

O pinto anda há 30 anos a comprar tudo.

Quem não se lembra do helton, na final do jogo com o leiria? E do paulo madeira, na luz?

Para mim, katso recebeu um cheque valente dos corruptos.

Um abraço

Francisco disse...

O grego teve um dia infeliz e a equipa esteve bem. Só o adepto é que esteve mal a nós acontece tudo até isto, mas jogamos bem, eu gostei. Vão ler a tertúlia benfiquista que vão recordar coisas muito interessantes