sábado, 14 de março de 2009

Toalha no toalheiro


A toalha está no toalheiro. Não no chão. Dizem-me que praticamos um futebol miserável. Corroboro. Mas com Trapattoni também não era diferente e fomos campeões. Este ano é mais difícil, mas não impossível, até porque Impossible is Nothing.

Perdemos e perdemos bem, frente a um Vitória aguerrido, trabalhador e mais (muito mais) competente que o Benfica. A nossa "sorte" não podia durar eternamente. Mas isto não significa que não acredite no título. Apesar de o Sporting já estar à nossa frente, e apesar de o Porto jogar amanhã em casa com a Naval, o que significa vitória quase certa, são cinco pontos que separam o Benfica da liderança. 5 pontos. Uma derrota do Porto e a pressão tornar-se-á gigantesca. E a partir daqui, qualquer derrota é morte. Até porque o Benfica não se pode queixar nada do calendário que aí vem: Estrela fora, Académica em casa, Setúbal fora, Marítimo em casa, Nacional fora e depois Trofense em casa. É perfeitamente possível recuperar três ou mais pontos ao Porto nestes jogos todos. E depois as duas últimas jornadas do campeonato. Mata-mata, como dizia Felipão.

Benfiquistas, não virem a cara à luta!

2 comentários:

RIVUS disse...

Ó amigo, não tenha ilusões; seria como diz se isto tivesse sido um fait divers, mas não: quem vai perder muitos mais pontos é o Benfica. Nem lagartos e muito menos esses porKos do Porto, vão perder mais qualquer ponto. Como me dói dizer isto, mas é a triste realidade. Tenha a certeza que nem em 4º. ficaremos.

ÀBenfica disse...

Estou contigo JNF. Estar a disputar a liderança na liga sistema (será que já nos esquecemos como perdemos a liderança duas vezes??) é obra. Força Benfica!!