domingo, 2 de agosto de 2009

Grandes Erros no Benfica dos Últimos 25 anos (I)

Há uns tempos, o jornalista do MaisFutebol, Nuno Madureira, escreveu uma série de três crónicas em que falava sobre as maiores surpresas em termos de resultados em jogos de futebol internacional. Hoje, é a nossa vez de rever os mais recentes erros no Benfica, no primeiro de três posts sobre os Grandes Erros no Benfica dos Últimos 25 anos.

15º Grande Erro - Dispensas na Formação

Foi uma constante nos últimos 25 anos. Destes últimos tempos, saídos da formação para o plantel principal, lembro-me, e com ajuda de uma pesquisa, de Samuel, José Carlos, Abel Silva, Paulo Sousa, Paulo Madeira, Rui Bento (?), Rui Costa, Pedro Henriques, Kenedy, Edgar, Bruno Caires, Hugo Leal, Bruno Basto, Paulo Lopes, Maniche, Jorge Ribeiro, Moreira, João Pereira, Manuel Fernandes e Miguel Vítor. Só para referir alguns. estes, conseguiram fazer a transição de juniores para seniores, uns com grande sucesso, casos de Rui Costa, Manuel Fernandes, Paulo Sousa e Samuel, outros sem nunca se afirmarem, como Paulo Lopes, Pedro Henriques, Kenedy ou Bruno Caires. Mas para além destes 20 jogadores que enumerei, muitos outros ficaram, e mal, pelo caminho. Um dos grandes erros na formação do SLB foi dispensar jogadores cuja qualidade, aliada ao trabalho, seria indiscutível. Falta de dinheiro e uma grande dose de incompetência fizeram com que Paulo Lopes (que daria um bom 3º GR), Rúben Amorim, Miguel Veloso, Fernando Alexandre, Tiago Pinto, entre tantos outros fossem dispensados ou não aproveitados nos treinos de captação. O que faltou, ao longo destes anos, foi capacidade para formar um Simão, ou um Ronaldo, um Quaresma, tudo jogadores que atingiram enorme projecção e renderam muitos milhões.

14º Grande Erro - Não-contratação de Mário Jardel

Esteve perto, muito perto mesmo. E mesmo assim não veio. José Veiga que nos explique porquê, já agora. O sonho de Jardel era conhecido: representar o maior clube português, e não conseguiu. Quando há interesse do jogador e interesse do clube em simultâneo, o negócio poe concretizar-se. Não aconteceu, e ambosficaram a perder. Especialmente o Benfica.

13º Grande Erro - Não-contratação de Ronaldinho

Este é difícil de colocar, uma vez que tratava-se de uma operação de risco. Como o prórpio José Antonio Camacho admitiu, o Benfica quis, e tinha condições para desembolçar os 12 milhões de euros pedidos pelo PSG para contratar Ronaldinho. Não o fez uma vez que tinha investid o mesmo montante num jogador que acabara de se lesionar por 4 meses, Simão Sabrosa. Tivemos medo. Foi pena, e foi um grande erro.

12º Grande Erro - Tomislav Ivic

Um que, cá para mim, esteve lá a mando de outros.

11º Grande Erro - Pressão Exagerada dos Sócios

Foi e é, ainda hoje, uma constante: pré-épocas de sonho que aguçam o benfiquismo de todos nós e que nos fazem proferir aquela famosa frase: "Este ano é que é!". Dizemos isto demasiadas vezes, e as últimas épocas têm sido uma grande desilusão. As expectativas não são correspondidas muitas vezes devido à grande pressão que se faz sentir, ou não fosse este o maior clube do Mundo.

10 comentários:

Pain disse...

Bom post numa época de euforias. Para que os erros não se repitam :)

O GLORIOSO disse...

Apesar de ser esse nojo de site muito bem impedido de entrar na Luz concordo com a analise.
Mas na formação temos de ver que Vale e Azevedo acabou praticamente.
Por exemplo o Tiago Pinto com a saida do pai claro que tinha também de sair.
O caso Ivic foi caricato (lembro-me de encurtar o campo o que nos valeu empates nos 2 primeiros jogos na Luz) e fez-nos perder o titulo com uma equipa de sonho com Mozer, Schwarz, P. Sousa, V. Paneira, J. Pinto, Rui Costa, Futre, Isaias, R. Aguas, Yuran entre outros

Anónimo disse...

Esqueceste-te do Artur Jorge!!

slbcarlitos disse...

Só para dizer que essa das pré-épocas de sonho é um mito! Digam-me qual foi a última pré-época de sonho!
Se falarmos em esperança, isso sim, é uma realidade todos os anos. Mas está muito longe de ser esse um dos principais erros do Benfica nos últimos anos.

NM. disse...

Mourinho 1º ...

o miguel veloso nao foi erro... alias se vissem o miudo .... de tão gordo que era.... E nao é preciso ir buscar a foto dele a chorar na despedida do pai pois não ?

David disse...

Concordo com a lista até agora, mas eu teria guardado a "Pressão Exagerada dos Sócios" para o primeiro lugar.

Sérgio_alj disse...

Pré-época do Benfica!!





http://visaodemercado.blogspot.com/2009/08/pre-epoca-do-sl-benfica.html

Anónimo disse...

Essa do ronaldinho não é bem assim. Na altura o que fiquei a saber, foi que nós queríamos, mas a banca não acreditava em nós da mesma forma que acredita agora, por isso, não libertou o dinheiro

VeRMeLHoVZKy disse...

Tenho algumas reservas quanto ao Ivic.

O Ivic foi um grande treinador que conquistou muitos títulos.

O problema de Ivic foi chegar à Luz numa idade avançada (60 anos) e com um futebol ultrapassado. Isso já se tinha verificado na sua passagem pelo Marselha, de onde foi despedido no meio da época anterior.

Não sei quanto tempo esteve na luz, mas o certo é que se foi uma decepção na Luz... pior foi nas Antas.

Depois de despedido na Luz, foi para as antas na época seguinte e acabou por ser "convidado" a embarcar de volta para a Croácia a meio da época.

Foi um dos grandes falhanços (mas que foi posteriormente camuflado) de Pinto da Costa.

Atreides disse...

estão aí os nomes de jovens que, não sendo (e podiam não vir a ser) nenhuns craques, eram relativamente bons. Mas alguém quis dispensá-los, com pouco lucro ou mesmo com prejuízo, para arriscar em desconhecidos que nada trouxeram.

Já que se fala de Ronaldinho, e Zidane, que Toni referenciou e cá acharam que eram demasiado agressivo?!