sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A Era Paulo Bento

Queiroz saiu da selecção com dois anos de atraso, melhor dizendo, nunca devia ter vindo. Devia saber ou ter percebido que ele mesmo fazia parte do tão famoso grupo de "porcaria que tinha de ser varrida", juntamente com Madaíl, Amândio e outros. Espero que, ainda por cima com o anúncio da não-recandidatura de Gilberto Madaíl, seja o início de uma nova página no futuro da selecção, aos poucos os dinossauros começam a sair de cena.

Paulo Bento foi o escolhido. Apesar de não ser a minha primeira opção, enquadra-se perfeitamente no perfil de seleccionador que eu desejava: um português ambicioso, com qualidade demonstrada, e disciplinador. Manuel José e Manuel Cajuda seriam, na minha opinião, as duas primeiras escolhas, mas um por falta de mediatismo e outro por não agradar a um certo dirigente deste país não poderiam ser escolhidos.

Paulo Bento é um treinador competente, o que de si já destoa do seu antecessor. Durante as quatro épocas que esteve em Alvalade, conseguiu, com plantéis manifestamente inferiores aos dos rivais, ficar sempre em segundo, arrebatando ainda duas Taças de Portugal, duas Supertaças e marcando presença em duas finais da Taça da Liga. Com ele, os jogadores sabem que não podem pisar o risco (ao meio) sob pena de serem excluídos da selecção, tal como aconteceu no Sporting com Carlos Martins, Stoijkovic entre outros. E nem mesmo as prima-donas escapam à mão pesada de Bento, que não olha a nomes na escolha da equipa, elegendo quem quer quando quer, prova disso foi o afastamento de jogadores importantes como Beto, Sá Pinto, Miguel Veloso, Vukcevic ou mesmo Liedson, este último inclusivamente afastado de uma convocatória para um Porto x Sporting.

Sempre falou em demasia das arbitragens, tendo ou não razão, sempre teatralizou muito e utilizou aquilo que os sportinguistas tão bem sabem fazer: vitimizarem-se. Não é bonito, mas é eficaz, já dizia uma célebre personagem que "quem não chora não mama". Sempre que o Sporting se sentia mais aflito, lá vinha choradeira e as coisas compunham-se, era de uma eficácia brutal. Não quero com isto, no entanto, tirar o mérito a Paulo Bento, mas ele sabe bem que enquanto seleccionador não pode nem terá seguramente este tipo de comportamento, até porque é impossível fazer chegar a sua voz a Platini ou quem quer que seja.

Quando perde dá a cara, assume a derrota, é "pai e mãe" das suas equipas e sempre assumiu um papel de defesa daquilo que pensa ser o interesse e o bem do grupo de trabalho mesmo quando os dirigentes do seu antigo clube se refugiavam. Se havia tiros, era Paulo Bento quem dava o peito às balas, esteve quatro anos no Sporting, quatro anos de puro desgaste e assim que percebeu que não havia mais nada a fazer teve a coragem e a sensatez que nunca vi em Madaíl, Amândio, Horta, Laurentino e Queiroz. Saiu.

Por tudo isto penso que Paulo Bento será capaz de conseguir dar disciplina ao grupo, escolher quem melhor serve os interesses da selecção e conquistar vitórias importantes. Conseguirá o apuramento para o Europeu 2012? Isso é outra história, já tem o caminho todo minado e um conjunto de maus resultados em carteira. É esperar para ver.

P.S. Já agora, aqui ficam os 23 jogadores que espero serem convocados, aqueles que acho que melhor servem os interesses nacionais, independentemente de estarem lesionados ou não. Estes são os melhores: Eduardo, Quim, Rui Patrício, Bosingwa, João Pereira, Bruno Alves, Pepe, Ricardo Carvalho, Nunes, Fábio Coentrão, Miguel Veloso, Rúben Amorim, Pedro Mendes, João Moutinho, Carlos Martins, Tiago, Manuel Fernandes, Varela, Nani, Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma, Hugo Almeida e Makukula

12 comentários:

Carlos Alberto disse...

Assino por baixo em quase tudo, nos convocados tiraria o Nunes e colocaria o Carriço, de resto post 5 estrelas.

Far(away) disse...

Bom post.

Paulo Bento não seria a minha primeira escolha. Gostaria de ver Manuel José no cargo. Vamos ver no que isto vai dar.

O GLORIOSO disse...

Em primeiro lugar esta questão da equipa da FPF é tão importante, tão imprescendivel, tão interessante que nem durmo a pensar no novo selecionador.
Caro JNF estou-me borrifando para quem é o novo treinador da equipa do sr. Madail e certamente essa é a mesma opinião de quase todos os Benfiquistas. Preocupa-me muito mais por exemplo o jogo Europeu do nosso Basket (já agora venham todos pois ós bilhetes são baratos e os socios não pagam).
Depois para mim Paulo Bento faz parte dos muitos mitos que existem no futebol Português. Sendo o Prof. um catedrático de como não se deve portar e treinar uma equipa, Paulo Bento diga-se pouco melhor é. É quase tão mau como o Prof. apenas é de facto disciplinador, frontal, directo, um verdadeiro lider, isso ninguém lhe tira mas de resto.. uma pobreza bem ao estilo do clube onde treinou.
Tacticamente um 0 complecto (joga no sistema que foi implantado pelo Eng. Santos no WC e continuado pelo Peseiro) o tal lozango que nunca muda, quer jogando contra os Pescadores da Costa da Caparica ganhando á rasca, quer levando 12-1 do Bayern em ritmo de passeio. A ler o jogo é um Ás e dos mais dificeis com as brilhantes mudanças de no mesmo jogo pôr o recente Maçã Podre ora no vertiçe recuado do tal lozango, ora a nº 10, ora a fechar um dos flancos, enfim uma beleza. Depois as belas dispensas do Varela pois coitado não sabia jogar no lozango (e como não tinha capacidade como o nosso Jesus de adaptar e trabalhar o jogador aproveitando as suas qualidades para sevir o colectivo), ou do Carlos Martins (pois é era rebelde, indisciplinado, sei lá o quê como Jesus tem provado), de como diz o habitual choradinho do WC, que tão bem representa.
"conseguiu, com plantéis manifestamente inferiores aos dos rivais, ficar sempre em segundo". Caro JNF essa é para rir, não? Conseguiu ou o Sistema ofereceu de mão beijada. Lembra-se no ano do Quique depois do "rodar de pulso" da Taça da Liga a forma como foi levado ao 2º lugar, com jogos e penaltis com o Maritimo, Paços, etc, ou no ano anterior quando no Bessa o Lucilio nos tira todas as possibilidades do 2º lugar com uma arbitragem ao estilo do Olegario em Guimarães e mesmo no ano do Eng. Santos onde falam sempre do tal golo com a mão do Ronny do Paços (mas esquece sempre um famoso golo do Leiria que "não entrou"), também por esse prisma não fomos campeões porque o Antro da corrupção o Fucile do ultimo minuto fez um lancamento irregular que deu golo e 3 pontos aos corruptos. Como ficamos a 2 pontos é facil seriamos campeões.
Depois as Taças lembra-se do famoso 5-3. Com 2-0 a levar um banho de bola o golo do Di Maria que fazia o 3º exemplarmente anulado pelo amigo Jorge Sousa e o penalti pouco depois do Polga ao Nuno Gomes. Assim até o Luis Campos, ou o Carvalhal. E a final com o Belem em que o nosso Jesus lhe dá uma lição tactica com a diferença de 1 ter o Daddy na frente e o mago Bento o Liedson ainda em condições.
Como disse Paulo Bento é um autentico mito, há muito mas mesmo muito melhores treinadores em Portugal que ele como mesmo não gostando o Manuel Machado, o Fáquira, já não falando do Cajuda, ou Manel Zé.
Até gosto da figura, como disse um lider e homem de caracter mas um bluff compecto como treinador (nunca o queria no nosso Glorioso) e como se sabe mesmo sendo um grande Benfiquista.

Xavier Bruyn Orkall disse...

Paulo Bento foi uma excelente escolha, como aqui tive oportunidade de dizer: http://xavierorkall.blogspot.com/2010/09/fpf-escolhe-o-melhor-treinador.html

Independentemente se foi, ou não, 2ª escolha, é um treinador de fibra, extremamente competente e trabalhador e, esperamos nós portugueses, um maestro táctico que encaixará os melhores jogadores portugueses, que são extremos, numa equipa vencedora.

O caminho é espinhoso e cheio de armadilhas, já o sabemos, mas se há alguém com "eles no sítio" de levar esta empreitada a bom porto, esse alguém tem um nome: Paulo Bento.

Para mim a 1ª convocatória é esta: http://xavierorkall.blogspot.com/2010/09/1-convocatoria-de-paulo-bento.html

Galaad disse...

Sinceramente, gostei da aposta em Paulo Bento. É um tipo sério, disciplinador e dedicado. Não terá, porventura, grande talento táctico mas o Scolari também não tem e, á exepção dos andrades, todos lhe reconhecem mérito.

O seu maior trunfo, será a situação caótica que vai herdar. Ou seja, se falhar a culpa será dos pontos perdidos pelo professorzeco (e eu concordo!), se se apurar será um herói. Para PB é um "win-win situation".

Assusta-me muitissimo mais a debendada geral de muitos interncionai da Selecção: Miguel, Paulo Ferreira, Simão. O que quase equivale a dizer que vamos passar a levar com o Pereirinha na Selecção...e a ser sempre a primeira substituição.

No entanto, reafirmo, com este novo Seleccionador, se calhar até já passo a ir ao Estádio o que com o arrumador de pinos do Manchester era impensável...

Força Paulo!!!!

PB disse...

Paulo Bento parece ser o homem certo!

JNF disse...

PB,

hmmm... PB... hmmm... será de Paulo Bento?! :)

JNF disse...

O GLORIOSO,

"a selecção de Madaíl", ao que parece, vai deixar de ser "a selecção de Madaíl", por isso eu voltarei a olhar para ela de maneira diferente. Quanto ao basquetebol a situação é precisamente aquela que a nossa selecção de futebol vai passar agora. Saiu o idiota do Moncho, já foi tarde, e com isto perdemos o João Santos.

Quanto ao Paulo Bento, faço minhas as palavras do Galaad. Com plantéis inferiores, ficou 4 vezes à frente do Benfica, algo que face à qualidade dos jogadores benfiquistas das épocas de Santos e Koeman era impensável.

lawrence disse...

Faz favor de não falar mais no Manel Zéi para a selecção!
Está muito bem aqui no Al-Ithiad.
Ele e os dois rapazes que passaram pelo Glorioso também. O Nuno Assis e o Paulo Jorge.
E à sexta sempre tenho um joguito com Tugas na televisão de cá!

O GLORIOSO disse...

JNF não vou rebater, gosta do Paulo Bento tudo bem. Para mim repito é um dos muitos bluff´s do nosso pobre futebol. Como repito para ser honesto dos 4 segundos lugares, 3 foram claramente "oferecidos" pelo sistema que ele tanto chorou. Seja real e veja as arbitragens desses anos.
Pouco me importa se vai ou não treinar a equipa de FPF, já o tinha dito em outro post penso quando foi o Mundial. A minha selecção é o Benfica, é por Ele que sofro, é Ele que quero que ganhe, é por Ele que tenho imensas alegrias e algumas tristezas, para mim o que me interessa é o Benfica. O resto estou-me perfeitamente borrifando para a selecção, para a equipa da FPF. Já tinha dito não trocava qualquer vitoria em qualquer jogo de juniores de Andebol, ou Volei do Glorioso, por um titulo Mundial da equipa da FPF.
Já agora quando referi o Basket era a Taça Chanlange que o Bicampeões Nacionais vão defrontar uns Ucranianos na Luz, esse é um jogo importante e decisivo, não a equipa do sr. Mario Saldanha e do tal Moncho que é um genio do treino conseguindo a proeza de não levar 4-0 (sempre ganhou 1 joguito) na final do enorme Henrique Vieira e que este ano vai assistir ao Tri bem sentadinho no banco corrupto.

P.S- Sabe emoções e feliz fico com as vitorias de grandes atletas Portugueses como o Nelson Évora, a Telma, a Vanessa, como tive com a Rosa Mota, ou o Carlos Lopes.

Anónimo disse...

Sempre falou em demasia das arbitragens, tendo ou não razão, sempre teatralizou muito e utilizou aquilo que os sportinguistas tão bem sabem fazer: vitimizarem-se. Não é bonito, mas é eficaz, já dizia uma célebre personagem que "quem não chora não mama". Sempre que o Sporting se sentia mais aflito, lá vinha choradeira e as coisas compunham-se, era de uma eficácia brutal.

Pois... percebo... qualquer semelhança com a realidade do SLBenfica (será) ficção !!
E assim vamos andando, tapando o sol com a peneira !
Joguem mais (ou no mínimo o mesmo) e nem dão conta dos árbitros.

Bimbosfera disse...

Tanto comentário decente, concorde-se ou não com o Paulo Bento, e tinha que vir um anónimo no fim dizer asneiras.
Aconselho um belíssimo post do Gil Vicente, no Coração Encarnado, se tiver compreensão para tal. Pode ser que aprenda alguma coisa, e não se fala de penalties ou foras-de-jogo, fala-se de «jarra», veja lá.
Jogamos o que jogamos, e no final fazemos contas. Não vos acabe a mama...
Quanto ao Paulo Bento, estou em quase tudo com o Glorioso, apesar de lhe reconhecer rectidão, frontalidade, e até mesmo a possibilidade de ser Benfiquista.
Vamos ver, podemo-nos enganar, e espero que sim, mas a minha selecção ainda é o Benfica. Desde início dos anos 90 que deixou de ser a outra, e só me revi nela verdadeiramente, não pelas vitórias, mas pelo que se sentia nela, em 2000. É que nem em 2004 foi tanto assim.

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

P.s.- Mais um Comunicado do Benfica sobre Arbitragem??? Tudo no meu blog!