sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Critica-se, faz-se campanha, mas aparecer na AG...

Há muita gente com ideias válidas e positivas no Benfica. E ainda mais gente fora, gente que não está nos órgãos do clube. É pelos segundos que tenho pena de não terem comparecido à Assembleia Geral de ontem por várias razões: a primeira das quais é relativa, como já referi, às suas ideias, porque, como sabem, muitas foram as perguntas pertinentes feitas na internet e que não foram colocadas na AG de ontem (o contrato da Sagres é a mais flagrante de todas); outra das razões prende-se com o a falta de coragem de alguns, que não apareceram sabe-se lá por que razão. Uma coisa é viver longe e ter de se deslocar a Lisboa numa quinta-feira, outra é não ir porque não se gosta dos actuais dirigentes ou porque joga o Levski.

Volto a bater na mesma tecla: um Benfica forte precisa de um conjunto de pessoas que, estando fora da direcção, tenham presença não só em ideias mas também física nos vários momentos do clube. A actual direcção precisa de uma oposição séria e credível, não com o objectivo de "deitar abaixo" quem lá está mas de obriga-los a pensar duas vezes antes de tomar algumas decisões, pois ouvir opiniões só de dentro dá, geralmente, asneira, como se viu na pré-época, quando muitos avisaram para o que aí vinha. No entanto, se a oposição séria, além de nem se conseguir organizar para umas eleições não comparece às AG's... o que dizer?! O Benfica precisa de todos.

6 comentários:

Far(away) disse...

É verdade, neste momento não existe uma oposição forte que dê o que pensar a quem dirige os destinos do clube. Mas também é verdade que quando ela se começa a formar, tudo é feito para a descredibilizar.

VHugo disse...

Eu sou dos que mora a 350km exactamente do estádio!
Sendo que ontem dei treino na escola de futebol geração Benfica em Santo Tirso.


http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/10/ha-males-que-vem-por-bem.html

pjsimoes disse...

Qual foi a oposição que se começou a formar? A do Bruno Parvalho ou aquele do vencer, vencer que nem candidato tinha?

Águia Preocupada disse...

Ir ás assembleias para quê?
Aquilo está tudo orquestrado para não deixar falar quem tem ideias diferentes! E ser enxovalhado, é coisa que poucos gostam...
Na última Assembleia, se bem se lembram, Rui Santos, antigo dirigente, foi agredido à saída só porque "OUSOU" questionar!
Resultado, partiram-lhe os óculos e foi ele que teve que os pagar e pior, irritar-se!
Podemos gostar muito do Benfica, mas até este ponto, só masoquistas...

JNF disse...

O Bruno Carvalho nem podia ser oposição, não sabia bem o que estava a fazer, os outros carregaram no botão de auto-destruição, sendo que o co-piloto carregou no botão de ejecção e agora fala como se fosse um imparcial.

Havia muita coisa no Movimento Benfica Vencer Vencer que me desagradava. E muitas que me agradavam. O problema é que revelaram falta de organização e profissionalismo. Será que um grupo de pessoas que nem consegue organizar uma lista podem estar nos órgãos de chefia do Benfica? Porra, até o Guerra Madaleno conseguiu concorrer!!

Pain disse...

Nem toda a gente está disposta a ser chateada e assediada na sua vida pessoal por causa do Benfica. Esta direcção não sabe o que é democracia nem viver com oposição. Lamento mas este não e' o meu Benfica.