sábado, 3 de dezembro de 2011

Triagem de Manchester

A partida de Old Trafford foi, até ao momento, o jogo da época. O Benfica procurava manter-se a par do United na corrida por um lugar nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões mas poucos acreditavam na vitória. Objectivamente, não se tratava de uma questão de pessimismo mas sim de realismo. Não tendo as mesmas armas dos ingleses, o Benfica bateu-se surpreendentemente bem e arrancou um empate, o primeiro da nossa história no terreno dos red devils e que permitiu a qualificação imediata a uma jornada do fim.

Mas Manchester foi muito mais que isso. Permitiu separar o trigo do joio, a classe do zé-pereirismo, a qualidade da falta dela. E confirmou uma equipa muito, muito boa, com uma excepção: Emerson.

O que fez de mal o jogador proveniente de Lille? Nada. E tudo. Emerson é isto mesmo, um Evaldo em potência. Sabemos o que esperar dele ofensivamente e que um desastre defensivo pode ocorrer a qualquer instante. Mas o que ocorreu concretamente em Manchester? Ofensivamente nada, tal como em qualquer outro jogo do brasileiro. Seja contra o Manchester ou contra o Gil Vicente, Emerson é nulo do ponto de vista ofensivo. Dali não podemos esperar nada. E defensivamente? Bem vistas as coisas, os golos do United surgiram pelo lado de Maxi, mas sempre que a bola chegou ao lado direito do ataque dos ingleses, fosse com Nani ou com Valencia, Emerson tremia. Foi uma exibição semelhante à de Luís Martins contra o Basel: os seus [muitos] erros não deram em golo, mas cometeu tantos que é impossível deixar passar uma vez mais. Por ele, qualquer um passa. É um corredor aberto, é uma via verde, é um convite a uma grande defesa de Artur. O que Manchester provou, o Sporting confirmou. Chega de tapar o sol com a peneira. Vamos emendar este erro em Janeiro?

P.S.: Muito obrigado a todos os que ajudaram a manter isto de pé nos últimos seis meses, nomeadamente ao Far(away). Não fossem vocês e hoje não haveria Eterno Benfica. Muito obrigado.

16 comentários:

Anónimo disse...

Vamos emendar este erro.

JKL

JON disse...

Eu até nem posso falar muito do registo do meu clube em Inglaterra, pelo menos face ao do Benfica, mas dizer que o Benfica foi o primeiro clube português a arrancar um empate em Old Trafford, só pode ser amnésia!

http://www.youtube.com/watch?v=PGcbNGExAzg

http://www.youtube.com/watch?v=K3ahNbIDrH8

JON disse...

Enganei-me num link, obviamente...
Falava do empate em 2004, na caminhada para a CL com o Mourinho.

Anónimo disse...

Que me desculpem os autores ou responsáveis deste blog, mas em vez de se falar da primeira derrota do Benfica esta época, publica-se um texto sobre um jogador?!
É que essa não foi uma derrota qualquer, foi a derrota que afastou o Benfica da Taça de Portugal, aquela que, para mim, era a 2.ª prioridade da época.
Não podemos encarar de ânimo leve este afastamento. Desde 2004/2005 que o Benfica não vai à final da Taça de Portugal e a última vez que venceu esta prova foi na época precedente, 2003/2004.
Tendo já sido eliminado um dos principais opositores do Benfica nesta prova, pedia-se mais à equipa e aos seus responsáveis.
Esta derrota aviva-me a memória relativamente ao que sucedeu na época passada em que o Benfica esteve também bastantes jogos sem perder, mas quando perdeu foi em jogos fulcrais.
Exige-se mais desta equipa! Gastaram-se verbas significativas em reforços, pelo que os resultados têm de ser superiores aos da época passada.
Esta derrota e este afastamento vêm numa má altura e oxalá não tenha maiores repercussões na equipa.
Não basta dar tudo num jogo, como aconteceu no jogo com o Sporting. É preciso dar tudo em todos os jogos.
E para já fico-me por aqui.
MM

JNF disse...

MM,

o texto sobre o jogo da Taça já está publicado. Aliás, já estava antes do seu/teu comentário.

Cumprimentos.

John Wakefield disse...

O Emerson começou bem a época no Benfica, mas ultimamente tem enterrado tanto... Neste preciso momento, não deveria ser titular e creio que a vinda dum lateral esquerdo começa a fazer cada vez mais sentido, visto que Capdevilla está a léguas da sua melhor forma física bem como parece estar queimado pelo JJ.
Quem é que o Benfica deveria adquirir? O Ansaldi não está a terminar contrato? O Ruben Ferreira do Marítimo (não jogou ontem) que foi recentemente chamado ao sub-21 não tem potencial para aquela posição? O Bruno Teles do Vitória de Guimarães não será um jogador mais móvel que Emerson? Estejamos atentos porque até existem opções interessantes no mercado...

Anónimo disse...

Sobre o Emerson, peço que vejam o Post de 28 de Setembro, sobre o Garay.

O 1º comentário é meu e falo sobre o Emerson. Estão também as reações dos nossos colegas de blog.

Já nessa altura se percebia que era fraco para o Benfica.

GNR

JNF disse...

Ansaldi está a terminar o contrato e seria uma excelente opção. Ruben Ferreira não me deslumbrou, para ser sincero e Bruno Teles é péssimo. Ao pé dele, Peixoto é um craque. Bruno Teles não, não e não.

JNF disse...

Emerson é um defesa seguro. Mas só contra o Gil Vicente, o Feirense e outras equipas do mesmo nível. Quando o adversário tem um bocadinho mais de qualidade, é um desastre. Nos primeiros jogos, sem estar mal, também não deslumbrou, quando apanhámos uns adversários com mais capacidade técnica, meu Deus...

Luis Rosario disse...

Welcome Back!

Anselmo Damásio disse...

O Emerson não tem categoria para jogar no Benfica mas faz o melhor que sabe que é dar fifias como ninguém.
Mas os verdadeiros culpados desta situação são os responsáveis do Benfica que o contratarem e já agora também quem deu o seu aval para a sua contratação.

JNF disse...

Muito obrigado, Luís!

Anónimo disse...

é com agrado que vejo que está de volta. e logo com textos bem pertinentes.
emerson é verdadeiramente uma nulidade, seria um bom defesa direito numa equipa do benfica de 98/99 ou 99/00, mas de maneira nenhuma na actual equipa.
Mantê-lo, custará pontos mais cedo ou mais tarde até porque cada vez a margem de erro será menor podendo até compremeter a solidez e a moral dos restantes elementos da defesa. Quanto a mim, apenas um bom suplente.

Saudações benfiquistas

B.Pereira disse...

Grande JNF!! Volta em grande!
Atualmente no plantel quem achas que é a melhor solução para a posição: Cap, Luís Martins, Emerson, ou até Peixoto?

Vasco disse...

Não concordo em nada com a apreciação feita ao Emerson , acho até que é uma injustiça pois vejo nele um jogador com grandes qualidades a nivel defensivo e a atacar não é nenhum Coentrão mas esse custa 30 milhões e o glorioso não pode ter jogadores deste valor.Alem de tudo o que escrevi tb não temos melhor no plantel.

JNF disse...

B.Pereira(1) e Vasco(2):

1 - Obrigado. Não é fácil. Conheço bem 3 deles e dos três Capdevila é indiscutivelmente o melhor. Mas de muito longe. Pode não se enquadrar no perfil que DE que a maioria gosta (raçudo, veloz, ofensivo), mas é seguro e defende muito bem. Sem ritmo de jogo é difícil entrar no 11, mas ainda vez, pelo que tenho visto de Emerson... Cap deveria ser titular imediatamente.

Não conheço tão bem Luís Martins mas, do pouco que vi, não era melhor que o dispensado Mário Rui, da formação. E no jogo com o Basel, por muita vontade que haja em aplaudir o miúdo, a sua exibição foi muito fraca. Fez algum corte? Quantas vezes deixou passar Shaquiri? Quantos cruzamentos foram feitos acima de 50 cm do chão? Ou muito me engano ou Luís Martins será um Diogo Luís.