domingo, 18 de março de 2012

Faleceu António Leitão

Internado no hospital de Santo António no Porto desde Fevereiro, António Leitão, de 51 anos, faleceu hoje. O antigo atleta olímpico benfiquista, que venceu uma medalha de bronze por Portugal nos 5000 metros dos Jogos de Los Angeles 1984, foi um dos nomes mais importantes na História do Atletismo Nacional, apesar da sua curta carreira. Que descanse em paz.

6 comentários:

Miguel A. disse...

Grande António Leitão. Magnífico atleta, que tantas alegrias deu a Portugal e ao Benfica. Ainda hoje recordo essa sua magnífica corrida na final dos 5000 m em Los Angeles. Tive o privilégio de presenciar ao vivo muitas das suas vitórias, até mesmo em corta-mato. Infelizmente, as lesões não o largaram. Um atleta enorme, que engrandeceu o atletismo nacional e o Benfica. Estará sempre connosco.

Anónimo disse...

O fato de o desaparecimento de António Leitão passar, de alguma forma, despercebido em muitos dos círculos ligados ao desporto nacional, revela em que medida os portugueses não têm cultura desportiva. Em geral, o que lhes interessa é a “clubite aguda”, que é uma doença que, apesar da sua gravidade, não aparece sequer nos dicionários.
Para um país, com tão pouco investimento no desporto, ter um atleta medalhado nos Jogos Olímpicos é quase heroico, principalmente num desporto que requer muito empenho individual, como é o caso do atletismo.
António Leitão foi um campeão, um campeão avesso ao vedetismo, o que diz bem da sua grandeza como pessoa.
Para aqueles que assistiram à prova dos 5.000 metros dos Jogos Olímpicos de Los Angeles, ele ficará na nossa memória.
MM

John Wakefield disse...

Paz à sua alma! Brilhante atleta, e pelo que dizem, Homem humilde e honesto!

Bcool973 disse...

Respect

casino online disse...

Saudoso António Leitão... sentiremos a tua falta ...

Obrigado..

Dylan disse...

Sim, foi graças a ti e a outros valorosos fundistas que aprendi a gostar de atletismo. Na década de 80, imaginei-me a correr, a eclipsar recordes nacionais, a receber medalhas e a ser elevado ao Olimpo. Saudades desses tempos nostálgicos, dessa tua fisionomia tão caracteristicamente portuguesa, da tua simplicidade, dessa tua raça nortenha que faz cerrar os dentes. Podes ter corrido a tua última prova, mas para os benfiquistas com quem privaste durante 10 anos e para os amantes da modalidade permanecerás eterno. Obrigado António Leitão.