quinta-feira, 5 de julho de 2012

Caixa Futebol Campus, o elogio ao desperdício

À beira de cumprir seis anos, o Caixa Futebol Campus é uma obra da qual os benfiquistas se podem orgulhar. Se a antiga ministra da educação se interessasse pela bola, diria que foi uma festa para o futebol, uma festa para a economia, uma festa para a arquitectura e uma festa para os jovens jogadores. Muito anda o nosso país em festa. Pena é que, passados seis anos, o Caixa Futebol Campus tenha colocado apenas dois atletas na equipa principal, Miguel Vítor e Nélson Oliveira, com mais de 250 minutos em toda a época competitiva transacta. Mais curiosos ficam os dados se recuarmos neste périplo de seis anos para verificar que, em 2006, sem Caixa Futebol Campus, o Benfica colocou nada mais nada menos que quatro jogadores da formação (Moreira, Manuel Fernandes, Rui Nereu e João Pereira) a jogar mais que os tais 250 minutos numa época. Seis anos depois da construção do Caixa Futebol Campus, o Benfica venceu mais campeonatos nacionais de iniciados e juvenis, mas menos campeonatos nacionais de juniores, demonstrando uma clara incapacidade competitiva na fase final da formação dos atletas. E o que nos reserva o futuro?

2008/2009 trouxe uma das mais talentosas gerações de jovens jogadores que tivemos. João Pereira, Roderick, Mário Rui, Danilo, Leandro Pimenta, David Simão, Yartei e Nélson Oliveira. Já anos antes tinham despontado Rúben Lima, Miguel Rosa, André Carvalhas, José Coelho, entre outros. Não digo que todos estes atletas teriam a oportunidade de jogar 250 minutos numa época, até porque o Benfica exige, naturalmente, atletas de valia superior àquela que eles apresentam e que algum dia poderão apresentar, mas a ausência de integração e, pior, de tentativa de integração destes atletas é algo que me desilude ano após ano. E é aqui que o nosso clube falha. O principal obstáculo à progressão dos jovens atletas é a transição júnior-sénior, um problema que o Benfica, ao contrário do Sporting, não soube ultrapassar. O acompanhamento é escasso, as oportunidades são nulas e assim é impossível ver jovens atletas singrarem de águia ao peito. Serão inferiores em termos futebolísticos? Alguns serão certamente. Nunca tivemos um talento como Cristiano Ronaldo na formação, por exemplo. Mas digam-me o seguinte: quando Ronaldo era da formação do Sporting, alguém lhe adivinhava o sucesso que tem hoje? Não. Era menos talentoso que Fábio Paim e não tinha a mesma magia que Quaresma, por exemplo. Onde é que Ronaldo ganhou? No trabalho, no acompanhamento e nas oportunidades. Em Alvalade e, sobretudo, em Manchester. Que oportunidades de integração é que o Benfica deu aos seus jovens jogadores nos últimos anos? Teriam Veloso, Nani, Moutinho, Varela, entre outros, as oportunidades no Benfica que tiveram no Sporting?

Transferindo esta realidade para o nosso clube, não tenho a mais pequena dúvida de que Nélson Oliveira, David Simão, Miguel Vítor, sobretudo estes três, poderiam atingir patamares de qualidade de nível mundial. Serem jogadores titulares na selecção nacional no prazo de 4 anos, no máximo. E de todos os jogadores mencionados no parágrafo anterior, penso que apenas um ou dois não poderiam ambicionar a jogar no Benfica. Viram jogos do Leandro Pimenta na formação? E do Rúben Lima? Quem os conhece sabe que se estivessem do outro lado da 2ª Circular teriam tido muito mais hipóteses de singrar na carreira e que seriam hoje melhores jogadores. Não foram eles, os jogadores, que falharam, mas sim o Benfica. Construímos infraestruturas fabulosas, temos gente competente na formação mas continuamos a falhar no passo mais importante: a transição júnior-sénior.

Falta-nos saber aproveitar aquilo que de bom temos em mãos. Queixam-se de que falta um suplente para o Maxi? Sabem quem foram e onde foram formados os dois laterais-direitos da Selecção Nacional no Euro 2012? Falta um defesa esquerdo? Sabem quem é que foi dispensado e hoje está no Atlético de Madrid? O Benfica continua a produzir jogadores de qualidade. Mas a qualidade precisa de ser potenciada e desenvolvida. E tal só se consegue com oportunidades. Jogadores como David Simão e talvez Miguel Rosa precisam urgentemente de entrar na equipa principal e não na equipa B. Não cometam os mesmos erros, por favor. Dêem oportunidades a estes e a outros como Roderick, Rúben Pinto, Pimenta.

26 comentários:

Luis Rosario disse...

Um ponto crítico até agora, totalmente de acordo.

Ficava até à uns meses atrás que a Equipa B ajudaria a facilitar a transição, mas já percebemos que o caminho foi mais uma vez sobretudo contratar em vez de formar e fazer crescer.

POC disse...

@JNF, na mouche, parabéns, bem escrito. Estou totalmente de acordo.

Ricardo disse...

Muito bom texto, está aqui tudo.

Fiz um post há uns dias sobre as oportunidades (não) dadas aos quatro que por esta altura do ano passado eram apresentados com grande espectacularidade como sendo "o futuro do clube". O único que teve alguma hipótese foi o Oliveira. Miguel Rosa foi logo despachado, o Simão jogou 138 minutos na Taça de Portugal e foi recambiado em Janeiro e o Pinto nem um segundo jogou.

A coisa está tão bem montada que consegue convencer os adeptos do Benfica que temos uma escola de formação de qualidade mas que os nossos jovens não têm capacidade para depois poderem ser integrados. É extraordinário, isto.

CAP CRÉUS disse...

De acordo!

Benfica sempre disse...

Muito bom texto. Concordo plenamente.
E por falar em LE e LD, no outro dia vi o jogo Portugal sub-19 e os 2 laterais titulares são do Benfica: Daniel Martins (LE) que marcou um golaço de livre e o João Cancelo. Ambos fizeram uma belíssima exibição e acho que estão ali 2 jogadores com futuro. Outro que também gostei de ver foi o André Gomes. Muito bom jogador.
Espero que estes talentos juntamente com o David Simão, Miguel Rosa, Roderick, Miguel Victor, etc tenham a sua oportunidade. Pode ser que a equipa B ajude mas o que eu acho é que precisávamos de um "Guardiola", um treinador que aposte na formação sem medo. Quando o JJ sair acho que o Rui Vitória seria o treinador ideal: competente, já treinou os júniores do Benfica e gosta de apostar na formação e é o que vai fazer no Vit. Guimarães.

Anónimo disse...

por essa e outras vou desistir de ser sócio e vou apoiar o Salgueiros que, esse sim, é uma espinha cravada na garganta do corrupto porco da costa e de toda a escória que integra a etar de contumil.

SLB4EVER disse...

De acordo, neste momento já é flagrante demais para ser negado ou ignorado. Vários anos se teve sem formação e depois disso ainda se precisou de algum tempo para se atingir um bom nível nas camadas jovens. Como referido e bem desde 2008/2009 para cá temos tido bons valores e muito potencial a sair dos júniores, pena seja que continue sem se aproveitar isso em troca de um despesismo exarcebado e muitas das vezes inócuo onde o mercado sul americano tem sido rei e grande beneficiado. A política é gastar e tentar justificar esses gastos, a prata da casa tem sido ignorada e neglegenciada a troco de muitos que rapidamente mostraram não ser superiores mas que mesmo assim mereceram as oportunidades que os nossos jovens não têm.
Já agora convém não esquecer que os júniores foram campeões em 2009/2010 mas que esse título foi roubado na secretaria e dado de presente aos lagartos, o SLB ser campeão de séniores e júniores no mesmo ano incomodava muita gente.
Depois disso no mundial de sub 20 na Colombia tivemos a confirmação inequívoca que até se anda a trabalhar bem nas camadas jovens, praticamente metade dos titulares sairam da nossa formação.

Jogadores como M.Rosa e D.Simão já deviam ter oportunidades na equipa A, já tiverem experiencia suficiente com os emprestimos no futebol sénior para lhes dar oportunidade de mostrar o que valem, porque motivo são dadas oportunidades a jogadores como Filipe Meneses e mesmo a Fernández(é incrível mas é verdade) que aos da casa são negadas? Estes dois acho que já se torna um desperdício serem renegados para a equipa B, no caso de ficarem na B mas irem sendo chamados ao plantel principal e fazendo alguns jogos até podia ser uma solução interessante e proveitosa, se for para continuar sem ter oportunidades no plantel principal penso que o empréstimo para o estrangeiro numa equipa onde pudessem ir jogando seja a melhor solução, a liga inglesa seria optimo até mesmo na 2ª.
Quanto aos outros mais novos a equipa B parece ser uma boa solução para se adaptarem ao futebol sénior e evoluirem, no caso de Ruben Pinto e Luis Martins entre outros acho que é uma boa solução, esperemos é que não se lembrem de contratar mais uns quantos jogadores de qualidade duvidosa tipo Elvis que retirem a oportunidade aos nossos, se for para isso mais vale esquecer.
No caso de Roderick que teve no Servette uma boa experiencia e cresceu estou algo dividido mas acho que esta temporada jogando regularmente na equipa B ainda pode ser proveitosa para ele, com algumas chamadas á equipa principal talvez seja mesmo uma boa solução.

Só resta esperar esperar que este seja o ano em que realmente se começa a dar oportunidades aos nossos putos e que se deixem de contratações excessivas e duvidosas, também digo por favor, vá lá, não tenham medo que não dói nada. Se vier aí mais do mesmo só podemos reagir dizendo basta.

MisterCharmoso disse...

Este JJ megalomano e o Vieira tiram-me do serio. Cada vez mais ligo menos ao futebol. Venham os Olimpicos

Gandhy disse...

Estou de acordo com a generalidade desta opinião. Aproveitamos e mal, muito mal, a formação. Naturalmente que o nível de exigência no SLB tem de ser grande, que nem todos poderão envergar a camisola do clube, mas dai a não se aproveitar ninguém, vai um grande passo!

Pago um jantar a quem conseguir provar por A + B que o Jardel é superior ao Miguel Vitor! Quando foi pago 1.5 milhões ao Olhanense por um jogador, não poderia ser utilizado esse dinheiro para pagar salários a jogadores de topo para os tentar manter durante mais algum tempo, e ou contratar com mais moderação, mas com mais qualidade!

Por exemplo, o David Simão ou o Miguel Rosa tiveram as oportunidades do Filipe Menezes? Se o David Simão fosse de Minas Gerais e tivesse no BI Davidsinho, já teria tido com certeza muitas mais oportunidades!

DeVante disse...

Nós também não ajudamos muito, quando alguém é lançado a jogo é logo queimado pelos avençados e nós fazemos coro.
O miúdo que jogou a lateral esquerdo pareceu-me melhor que Emerson e Capdevila, mas foi logo queimado, ao primeiro jogo!

Meddler disse...

Concordo com tudo.

Aquelas geração de 90 e 91 era mesmo boa. Pelo menos quem via os jogos sabia que havia ali não um, não dois, mas três ou quatro rapazes que podiam dar 'serious business'.

Simão, Vítor, Pimenta, Miranda, Oliveira, Saná, Pereira e Yartey. Não diria todos estes, mas certamente metade deles podiam dar jogadores enormes se a formação e a transição júnior-sénior no Benfica fosse minimamente organizada.

JNF disse...

Isso não é verdade, De Vante.

Quando o Miguel Vítor se estreou, ou o Luís Martins ou o João Coimbra ou o Hélio Roque ou qualquer outro jovem, sempre tiveram imensos aplausos mesmo quando cometiam erros. Até tiveste o David Simão e o Nélson Oliveira aplaudidos quando jogaram pelo Paços contra o Benfica em 2010/2011 na Luz. Isso que dizes é absolutamente mentira.

CP disse...

Na prática, o problema da transição juvenis-juniores-seniores é muito mais complexo do que aquilo que, em teoria, deixa transparecer. Subsiste uma questão de mentalidade e os anos têm deixado claro que nem sempre a mente consegue acompanhar a suposta qualidade dos intervenientes enquanto jogadores. E essa questão já vem de há décadas. Lançados na equipa principal, Diogo Luís, Bruno Basto, Brassard, Paulo Lopes (agora regressado), Pepa, João Peixe, Hugo Leal, Kennedy, Pedro Henriques, Valido, Nuno Afonso, Hugo Costa, etc., etc., são tantos os nomes que até se lhes perde o rasto, não passaram de meras promessas. De tal forma que, veja-se, até onde a pretensa qualidade os levou. Depois de Paulo Sousa e Rui Costa... quem é que sobrou, fosse no SLB ou noutro clube? João Pereira (agora no Valência) algo deve ter feito para lhe abrirem a porta; Sílvio revelou-se, mas de certeza que na Luz os assobios já teriam corrido com ele.
O vedetismo também estraga. Dizer que a, b, c, d são jogadores de qualidade aos 18/19 anos parece-me prematuro. Espero que os elogios não estraguem o Nelson Oliveira.
O vizinho do lado tem tido outro aproveitamento, mas também cometeu desmandos. Quantas oportunidades por lá teve o Varela?
Saudações benfiquistas.

Rui Sérgio Guerra disse...

Clap, clap, clap,... JNF!
Brilhante!

Entretanto,... E À EVIDÊNCIA,...
... os Srs. "Iluminados do SLB" (LFV e JJ) continuam... alegremente... de m*** em m***!...

Investimos o €€€... QUE NÃO TEMOS (aprox. 9 M€),...
num jogador ainda imaturo e...
QUE NÃO ERA PRIORIDADE (nem de longe, face às 9...NOVE!... opções disponíveis)!

Agora,... COM O INÍCIO DOS TRABALHOS,... LEMBRARAM-SE "os ditos doutos"... DAS GRAVES LACUNAS DO N/ PLANTEL:
- 1 Def.Esq° de classe p/a titular,
- 1 " Dir° como opção ao Maxi,
- 1 Def.Centr, opção a Luisão/Garay
- 1 n° 10 alternativo ao Aimar.

A somar a isto,... A GANÂNCIA, A REITERADA FALTA DE QUALIDADE E DE COMPETÊNCIA NA GESTÃO DESPORTIVA DO CLUBE... terá deixado fugir oportunidades de vendas interessantes, (POR REALISTAS!) c/ GAITÁN E CARDOZO!
(no momento, os Activos mais racionalmente vendáveis, a bem dos interesses do SLB).

Agora,... "COMEM-NOS"...,
OU VENDEM-NOS POR BEM MENOS €€€!
É a tal "competência típica de LFV" (conivente ao "Dr.JJ")..., qual "chico-espertice" tipo...
- ..."quero 35 M€ cash por Gaitán
- ..."e 20 M€ pelo Cardozo!

AH..., MAS... AGORA... NÃO HÁ €€€!
Ah pois é... bébé!... NÃO HÁ €€€!
Pelo menos,... PARA JOGADORES REALMENTE DIGNOS DO N/ SLB!

Na boa...! Tá-se bem...!
Vende-se o Witsel... e o Javi!
(até temos aquele craque... o Matic!).

Tá bem, abelha! Tá... bem,... tà!
Ou... "às 11,... no farol!..."
(como se diz aqui em Palermo)

Já o disse e repito,...
... TOU SATURADO DE TANTA M***!
... TOU EXAUSTO... DE INCAPAZES E
AUTISTAS,... CASMURROS E INCOMPETENTES!

Por respeito ao n/ SLB e ao seu passado como n/ jogador,... excluo dos supracitados "erros de casting do SLB" o RUI COSTA!
Decidi dar-lhe UM ÚLTIMO BENEFÍCIO DA DÚVIDA, com "deadline" até ao início oficial desta época...
OU APARECE,... SE EXPRIME... E SE ASSUME,...
OU..."obrigadinho... e que vá... ou continue... pela sombra do seu... "Querido Rei Sol"!

Abraço de Palermo,
RSG

Jose Goncalves disse...

è necessários que esses jovens suem a camisola, saibam o peso e responsabilidade da mesma! todos sabemos que esses jovens tem qualidade e estes sabem realmente o que querem, é depois acabarem como o Manuel Fernandes que praticamente tudo fez para sair do Benfica a procura de protagonismo e mais dinheiro sem sentir o que é jogar no glorioso! tenham prudência e acreditem que o trabalho de hoje assenta numa base de formação não só de jogadores mas também de homens!

Jotas disse...

Caro JNF, como julgo que já sabes, fiz parte como observador e depois como prospector da formação do nosso clube.
Tem organização, funciona bem em muitas situações, mas tem um critério de avalaiação dos jogadores a contratar que me fez ser muitas vezes discordante, essa razão, aliada a outras, foi uma das razões que me fez perder o prazer de colaborar com o noss clube e ter deixado um hobbie aliciante, fantástico e cujo trabalho me dava imenso gozo.
Um dia poderemos em off falar sobre isso, compreendes certamente que será em off, porque há coisas que os nossos rivais não devem saber, mas há uma coisa sempre a reter, não cabe à nossa prospecção aproveitar jovens atletas na equipa principal, mas sim a uma política que os clubes ou desejam ou não desejam seguir, nesta matéria, lá está, julgo que a nossa direcção poderia e deveria fazer mais.

Nirvana disse...

tenho muita pena que o Benfica siga este tipo de estrategia...mas o que me mais me assusta e que o Sporting tambem se esta a virar para aqui....Ora como o Porto a muito que so tem formacao para ter clubes B na primeira divisao (PS: ainda bem que esta merda acabou)....

....Quer dizer que a seleccao daqui a uns anos nao existe

Klaudio disse...

A juntar ao rol de desaproveitados estão os dois jogadores que deram nas vistas no Mundial da Colombia (Sub-20) e foram para Itália. o DE - Mário Rui e o MC - Danilo (que até foi um dos jogadores do torneio se a memória não me falha).

Anónimo disse...

LOL o Mario Rui (marinho) que fuma mais ganzas do que eu fumo tabaco? Muitas vezes são eles que não querem ser profissionais.

71460_5/8 disse...

Se querem que eles façam parte do plantel principal de certeza que não será no primeiro ano de seniores nem muitas vezes antes dos 21-22 anos.

Só os jogadores extraordinários se conseguem afirmar logo quando saem dos juniores ou antes dos 21-22 anos. O Sporting não serve de comparação porque eles são obrigados a meter os putos porque não têm guito.

O João Pereira foi um desperdício. Mas o Miguel Lopes e o Sílvio só se afirmaram aos 22-23 anos. Aliás, o Fábio Coentrão afirmou-se no Benfica aos 22 anos. O Bruno Alves foi aos 24. E podia continuar a dar imensos exemplos. De equipas com que nós podemos comparar e não com o Sporting que faz a formação para os jogadores serem aproveitados pelos outros como é disso exemplo o Moutinho.

Um jogador por não se conseguir afirmar aos 18 ou 20 anos não quer dizer que não tenha qualidade.

Aliás, acho que o problema do Benfica, dos adeptos e dos próprios jogadores é quererem acelerar o processo de formação e de afirmação no plantel principal.

Por isto, concordo que se deve dar mais acompanhamento, mas até aos 22 anos, e os jogadores se querem jogar no Benfica têm de se afirmar primeiro na equipa B ou noutro clube.

PS: O Fábio e o Di Maria foram contratados no mesmo ano e tinham a mesma idade. O Fábio tinha 3 jogos de primeira divisão e 25 de segunda e o Di Maria 35 jogos e ainda 3 de copa América. Um demorou 3 anos para se afirmar no clube e o outro teve de sair antes de voltar.

JNF disse...

Anónimo(1) e 71460(2):

1 - Então deve fazer bem, porque o senhor Costa Pereira também fumava. E nos intervalos dos jogos. "Ah, mas isso era dantes". Pronto, seja feita a tua vontade. O Rui Costa e o Nuno Gomes também fumavam.

2 - "De certeza que não é no primeiro ano de seniores"? Olha, o Moutinho estreou-se e ganhou a titularidade quando ainda era junior. Sim, junior. O Adrien Silva? A mesma coisa. Mas essa nem é a questão. O problema é que o Benfica não aposta nos jovens, nem quando o são nem nos anos seguintes. Último jogador efectivamente bem aproveitado? Manuel Fernandes. E antes dele? Rui Costa. Lamento, mas é isto.

Ah, mas o Sporting não serve porque não tem guito? Pois, não sei, mas com uma equipa feita de putos e apenas de putos ficaram à nossa frente entre 2006 e 2009. 4 épocas.

Meddler disse...

Bela resposta (2).

71460_5/8 disse...

O Moutinho é um caso especial. Como ele há poucos. Desde que fez o primeiro jogo como titular à 18 jornada na primeira época como sénior e no Sporting nunca mais deixou de ser titular indiscutível.

O Adrien é como muitos outros. Nas primeiras 4 temporadas de 1ª Liga nunca fez mais que 9 jogos a titular.

O Adrien é pior que o Moutinho? Talvez. Mas que se formou mais tarde isso é certo. E que ainda não se afirmou num grande (se é que o Sporting ainda o é) também é verdade.

E repito que o Sporting não é exemplo. Tem sido forçado a apostar na formação para tapar buracos. Como tem (tinha) uma boa formação, os putos são melhores que os cepos que compram. Mas mesmo eles deixam sair um Adrien para rodar 2 anos fora do clube e se afirmar na 1ª Liga.

O Manuel Fernandes se calhar não se tinha afirmado tão cedo se não tivesse uma qualidade acima da média e se o Benfica não tivesse contratado os cepos do Paulo Almeida e do Everson ;)

O Sporting ficou à frente do Benfica? E quantas vezes ficou o Sporting à frente do Porto que não aposta por aí além na formação? Aliás, o Porto aproveita mais jogadores da formação dos outros do que deles.

Continuo a afirmar que não vejo qual é o problema num jogador só se afirmar no Benfica aos 22 anos. É uma idade normal nos grandes clubes. Anormal é aparecer um puto fenomenal aos 18-20 anos e ser titular ou estar lá perto.

A falta de aposta do Benfica nos jogadores da formação tem várias vertentes e o Benfica não é o único culpado. Os agentes e os próprios jogadores também são responsáveis. Querem dinheiro cedo demais e depois perdem-se.

JNF disse...

Querem dinheiro? Mas tu ouviste o David Simão, o Rosa, o Nélson, o Miguel Vítor, quem quer que seja a pedir dinheiro?

Mais... se o Porto aproveita os jogadores formados no Sporting para ser campeão, mais razão me dás. Os jogadores foramdos em Portugal têm qualidade. Muita.

71460_5/8 disse...

Foste logo escolher os bons exemplos em vez dos maus. O Nélson, o Miguel Vitor e o David Simão já tiveram mais oportunidades que muitos. E o que digo é que não é por ainda não se terem a afirmado que não têm qualidade.

O Porto aproveita os jogadores formados. Não anda a forma-los ;)

JNF disse...

Claro que fui buscar os bons exemplos. Porque há bons e maus jogadores saídos da formação. Eu sou a favor de que se aposte nos bons, não nos maus, daí ter usado esses exemplos. Tudo jogadores que, se tivesse havido competência no SLB, já estariam uns bons patamares acima e já teriam tido oportunidades sérias na equipa principal, não esta treta a que se assiste.