quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Norton e a competência

Desde cedo que torci o nariz à contratação de Norton de Matos para comandar a equipa B. Primeiro porque é um treinador ultrapassado. Futebol muito vertical, muito chutão para a frente, um matacão no meio campo para destruir jogo... Bem, o costume. Depois, porque o próprio não percebe o intuito da equipa B. Afinal de contas, qual é o propósito da equipa B? Será para dar minutos aos Élvis desta vida? Ou para dar a oportunidade ao Luís Martins de entrar num campo de futebol?

O Benfica, hoje, perdeu com o Atlético, na Tapadinha, e saltam alguns pormenores à vista. Começamos pela colocação da Luís Martins como lateral direito. Alguém, no seu perfeito juízo, acredita que Luís Martins possa ser jogador para a equipa principal do Benfica? Nem como lateral esquerdo, quanto mais como lateral direito. Transpira mediania por todos os poros. Tem um pé esquerdo com alguma qualidade e... É só. Será que com a ausência de Cancelo, não teria sido melhor apostar num jogador como Lindelöf? É verdade que o treinador já terá visto mais dele do que eu, mas será que é assim tão mau? Ou será que é por ainda ter idade júnior? Ele lá sabe. De resto, na defesa, tudo normal. Chegamos ao meio campo e encontramos um duplo pivot composto por... Luciano Teixeira e Ascues. Mau, mas querem ver que o Norton se esqueceu que o objectivo era jogar futebol? Ou será que pensa que se tiver dois marmelos no meio campo a correr e a bater em tudo o que mexe, vai ganhar o jogo? Ah! Espera, já sei. É devido ao estado do terreno. Toda a gente sabe que quando o relvado parece um batatal, deve-se apostar no factor físico. Jogar futebol fica para outro dia. O que sentirá o João Teixeira, ainda júnior, no banco, ao ver isto? E o Cafú?

Mas isto não é caso isolado. Voltemos uns jogos atrás. 8ª jornada: Meio campo composto por Luciano Teixeira, Élvis e Leandro Pimenta. No banco, João Teixeira. Élvis? Mais uma vez... Alguém acredita que Élvis tenha algum futuro na equipa principal do Benfica? Eu não. Como extremos, nesse jogo, jogaram Miguel Rosa e Duarte Duarte. Não teria sido mais benéfico trazer um júnior para o lugar do Duarte Duarte? Sancidino, Derlis... Não liguem, isto sou só eu a divagar.

E podia continuar com inúmeros exemplos que mostram jogadores sem qualquer possibilidade de singrar no Benfica, a serem utilizados no lugar de promessas que pedem maiores exigências e maiores desafios, para evoluírem e serem testados num contexto mais exigente. Mas não, Norton de Matos não percebe qual é o verdadeiro significado e o intuito de uma equipa B. Nem ele, nem quem está acima dele. Por isso é que todos batem palmas e exaltam a grande campanha que o Benfica B está a fazer na Segunda Liga e com os dois jogadores que já cedeu à equipa principal. Os Ascues no meio campo, os Élvis, os Duartes e companhias, são esquecidos, porque, no fundo, é preciso ter ali alguém que destoe um bocado para isto puder dar certo. Pelo menos é a ideia que passa.

Que o Norton entenda uma coisa. João Teixeira ou Filipe Nascimento podem não oferecer um grande rendimento imediato, quando comparados com Luciano Teixera ou Ascues. O mesmo é válido para Bernardo Silva e Raphael Guzzo, em comparação com Élvis. E para Sancidino, Hélder Costa e Derlis, quando comparados com Duarte Duarte e Luís Martins. Podem errar mais, mas isso não será, certamente, por falta de qualidade. E nem é garantido que falhem. A questão é que esse rendimento só tenderá a evoluir. Vamos dar o exemplo de João Teixeira. O papel de um médio defensivo numa equipa de formação do Benfica, será sempre diferente daquilo que irá encontrar mais à frente. É, praticamente, um jogador que só constrói, que joga com a bola no pé, que recebe a bola e tem tempo para pensar e executar. Quando João Teixeira recebesse a bola, na equipa B, provavelmente ainda iria pensar que tinha tempo para pensar, calmamente, no que fazer e poderia ser surpreendido. Aí iria perceber que tinha de ser mais rápido a executar (não, não é receber a bola e mandá-la para um sítio qualquer, mas sim ter a capacidade para receber e já ter definido o que vai fazer com ela) e acabaria por adaptar-se a um novo contexto. Falando de um comportamento defensivo... Alguém consegue comparar os comportamentos de Fábio Cardoso no início da época e com o momento actual? A quantidade de antecipações que tentava fazer e acabava por ser batido? Isto explica-se facilmente. Nos juniores, Fábio Cardoso acabava por ser impor, porque era relativamente mais rápido e forte fisicamente, daí conseguir antecipar-se com sucesso na maioria dos lances. Nos seniores, não. Adaptou-se a uma nova exigência e acabou por evoluir. É certo que nem todos os jogadores terão a capacidade para se conseguir adaptar a uma nova realidade e evoluir, mas isso dependerá da capacidade de cada jogador para adquirir novos automatismos.

Aquilo que sempre faltou a uma clube como o Benfica, foi a oportunidade de oferecer um contexto superior e mais exigente a jovens da formação, libertando-os de uma parte da pressão inerente ao futebol de alta competição. Com os empréstimos, não era o clube-mãe que ficava responsável pela gestão do jogador. Era o clube a qual era emprestado. Agora, que o Benfica tem oportunidade para controlar a gestão dos seus jovens jogadores, acaba por cair em preconceitos estúpidos, por se importar mais com o resultado do que com a formação e evolução dos mesmos. É pena.

Mas isto é dito por alguém que coloca os resultados em segundo plano.

21 comentários:

Francisco Silva disse...

Espero que Norton de Matos tenha a clarividência de quando a manutenção estiver garantida, começar a fazer o que sugeres no teu post.


Parece-me óbvio que é o objectivo da equipa B...

Anónimo disse...

O mal do Benfica é que os bons treinadores encontram-se desempregados a escrever em blogs!

Anónimo disse...

Sem resultados não há motivação. Sem motivação não há evolução. Ter a oportunidade de jogar no Benfica não chega. Para além disso se o treinador sente que ainda não estão preparados para jogar é preferível esperar até que estejam para que entrem bem na equipa.

hertz disse...

Concordo totalmente com o teu post. Quando vi o 11 inicial e vi que o Cancelo não estava a jogar, comecei a procurar o Lindelof (pelos minutos que o vi jogar parece-me um miúdo que tem qualidade) e vi que ele também estava no banco. Estava o Luís Martins no seu lugar. WTF?
Em relação ao GRs, o Mika estava a fazer grandes exibições e acho que deveria ser ele o titular mas também é bom o Bruno Varela jogar de vez em quando.
Na defesa, o Carole tem evoluído bastante, Cancelo tem o talento que toda a gente sabe. O Fábio Cardoso têm-me surpreendido pela positiva, tenho gostado de o ver jogar e parece-me que está ali um central com grande futuro. Tem classe o miúdo. Estes 3 devem jogar a maior parte das vezes. Em relação ao outro central, tem jogado o Sidnei e eu não concordo nada com isso. Ontem vi a 1ª parte do jogo e o gajo já me estava a enervar. Lento e muito displicente dando a ideia que anda ali contrariado. Estou-me a lembrar do Jardel quando andou a jogar na equipa B e em termos de profissionalismo põe o Sidnei a um canto. Por mim, era vender esse gajo que esta a tirar o lugar a miúdos com qualidade. Estou a lembrar-me do João Faria contratado ao Varzim e do que vi parece-me um miúdo com qualidade e que merecia jogar mais.
Quanto ao Luciano Teixeira, é pá, eu não o acho assim tão mau. Há aspectos onde tem de evoluir como fazer menos faltas e melhorar a qualidade de passe mas não acho que seja um caso perdido. EM relação ao João Teixeira, não falo porque simplesmente nunca o vi jogar.
Acho que no final desta época será necessário fazer um balanço e depois fazer uma limpeza na equipa B.

B Cool disse...

André,
Sinceramente acho que és tu quem não percebe o que é a equipa B.

O Norton não escolheu a equipa, não pediu jogadores e tem a obrigação de ter certos jogadores a jogar como Sidnei e Carole.

As contratações de Ascues, Deyverson, Correa, Duarte, Faria não passaram por ele, como não passou a formação do plantel.

Se utiliza Duarte, Elvis, Luciano, bem como os anteriormente referidos, é porque a equipa B serve também para certos jogadores que não têm categoria para a equipa principal, mas que podem vir a ser objecto de negócio.

Quanto ao Lindelof e do que vi nos jogos em que jogou, nem me parece ter mobilidade a sério para ser jogador, quanto mais lateral direito.

Sinceramente acho que a equipa B do Benfica está cheia de jogadores medianos e sem potencial para poderem disputar um lugar na equipa principal.

Não sei qual a tua opinião sobre o Varela, visto que acompanhas a formação do Benfica há muito, mas não compreendo porque utilizam o guarda-redes com idade junior e esquecem um sub-23 que tem talento e potencial como o Mika.

Na defesa, Carole e Sidnei têm lugar cativo, pois são activos financeiros, Cancelo é dono e senhor da lateral direita, pelo que apenas 1 lugar está em aberto, sendo ocupado consoante as necessidades da equipa.

Hoje deduzo que o Pimenta estivesse lesionado e sem o Almeida nem o Pimenta, o Norton optou por jogadors medianos mas que têm mais traquejo, o que na ideia dele lhe assegura menos erros e consequentemente mais pontos.

Na frente com gomes a 10, Rosa e Cavaleiro nas alas, só sobra o lugar para o avançado e custa-me pensar nisso como é possível que não tenhamos um único avançado vindo dos juniores que seja melhor que Correa ou Deyverson ? como é possível ?

Provavelmente a tua visão será mais acertada no médio e longo-prazo, mas como aqui já disse, o Norton também tem como missão não deixar descer a equipa, de evitar séries longas de maus resultados que conduzam à desmotivação e como tal opta por aqueles que lhe dão mais garantias de resultados a curto-prazo. Não o estou a defender, como não defendo o modelo que o Benfica optou para a equipa B, apenas digo que o compreendo.

B Cool disse...

Para mim a equipa tem várias grandes carências. Em primeiro lugar, acho que não temos 1 lateral esquerdo a sério (não considero carole visto achar que não everia estar na equipa b), no centro da defesa saindo sidnei, não sei quem acompanharia o cardoso e não há alternativas para o cancelo. No meio falta um médio defensivo, pois considero o pimenta mais de transição e falta claramente 1 avançado. Além disto faltam muitos suplentes pois considero que a generalidade dos estrangeiros são medianos e nunca farão parte dos plantéis principais do Benfica, razão pela qual não deveriam estar na equipa B.

Germano Bettencourt disse...

Eu não quero entrar em temos dos quais ando alheio. Mas não será prematuro dizer que jogador A ou B não darão nada no futuro? O que não faltam para aí são jogadores, que eram perfeitos desconhecidos, e depois dos 23, ou mais anos é que começaram a desenvolver algo que se possa chamar de futebol.

Rui Sérgio Guerra disse...

Mais 1 incompetente "ave rara" a pairar no CFC!...

Mas aquilo,o CFC, é o quê, afinal?
1 Centro de Excelência em Treinos Desportivos (até c/ Hotel p/a Desportistas) ou...
1 Sociedade Recreativa...de Columbofilia e afins?

Mais 1 projecto de Futebol do SLB mal planificado, mal estruturado e, evidentemente,...
com deficientes resultados desportivos, nada condizentes c/ o SLB.

Durante quantos anos vai continuar esta penúria de vitórias e de títulos, na Formação do n/ BENFICA?

A realidade do Benfica B corresponde à imagem actual de Norton de Matos no Futebol,
em Portugal e no Mundo - está desfasado e sem uma visão coerente do que o SLB pretende, de facto, da Equipa B:

- rodagem competitiva na linha do futebol da equipa profissional,

- assimilação dos processos de jogo e rotinas tácticas que garantam a aplicação da estratégia de jogo / tipo de futebol da Equipa Profissional

- Criar e desenvolver a potência física e muscular para potenciar atletas rápidos, robustos e resistentes, mas também versáteis e inteligentes na assimilação dos novos métodos de trabalho e novas nuances técnicas e tácticas a explorar no Futebol do Clube.

RESUMIDAMENTE, CONSTATA-SE QUE... HÁ 1 TÉCNICO SEM NÍVEL P/A DIRIGIR A N/EQUIPA B...E O N/ BENFICA... A PERDER JOGOS, IMAGEM E JOGADORES!

pjsimoes disse...

Por isto tudo que referes é que sempre defendi que deveria ser Bruno Lage o técnico.

Anónimo disse...

Mas nao era o luis martins que era visto como um craque pelo jnf? Pelo menos ele alinhava sempre o puto para um joguinho. Inclusivamente afirmou que das poucas vezes que apareceu esteve razoavel. Razoavelmente mal diria eu... Ave a estes jorges valdanos desta vida

Pedro disse...

Um matacão ainda se aceita, agora dois? Luciano Teixeira e Ascués (q é central) a meio campo é algo muito mau de ver, qualidade de jogo desce para níveis intoleráveis, seja na equipa B ou C. Não percebo pq na ausencia do Pimenta não jogou o o André Gomes na posição dele em vez de a médio ofensivo, posição que poderia ter sido preenchida pelo Rosa, até pelo que tem sido a utilização do André nos A acho que fazia mais sentido, agora apostar na qualidade do chutão é que não!
Algo q não percebo mesmo é o motivo porque o Mika deixou de jogar, tudo bem que o Varela necessita de jogos mas o Mika esteve um ano parado!
O Ruben Pinto, alguém sabe quando regressa á competição?

O projecto da equipa B acho que tem que passar por um compromisso equilibrado entre resultados (manutenção é prioritária), formação e nível exibicional, por isto tudo espero não rever a dupla Teixeira / Ascués a estragar o meio campo num futuro próximo, muito menos na luz!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Concordo com este Post...já há muito que manifesto a minha preocupação relativamente ao tema da formação...Plantel totalmente desequilibrado e caricato...Muitos jogadores sem qualidade e sem potencial...é constrangedor ter no plantel alguns jogadores que só monstram que estão ali por negócios obscuros...Alguém no seu perfeito juizo pensa que um Duarte Duarte com 24 anos algum dia estará no plantel principal?
Germano aos 19,20 já há jogadores que andam por clubes de top a serem titulares indiscutiveis...a qualidade não tem idade...o que se trata aqui é de avaliar o potencial...e ai sim, podemos dizer que muitos jogadores desta equipa B não tem potencial...Ter um jogador de 6 milhões numa equipa B!? Justificasse isso?
E mesmo com a falta de qualidade de alguns jogadores não seria possivel jogar melhor?!

Miguel disse...

Não conheço a maioria dos jogadores e não reconheço competência no Norton de Matos. Contudo, toda a gente sabe que se se aproveitar 1 ou dois jogadores por época da formação é extraordinário e nada vulgar, no Benfica ou em qualquer parte do mundo onde haja exigências de clube grande. Evidentemente a experiência conta na 2ª Liga, as vitórias contam na tranquilidade e na motivação e, por isso, obviamente, devem ser utilizados jogadores mais experientes mesmo que com um potencial reduzido e com nulas possibilidades de alguma vez virem a ser jogadores da equipa principal ou mesmo da 1ª divisão. Só assim, com a experiência dos outros e com vitórias é possível os verdadeiramente talentosos e com potencial virem a desenvolver-se e afirmar-se.

MP disse...

André desculpa mas não concordo com esta tua crítica!
Eu sou a favor de que a equipa b deve servir para lançar jovens, mas tem q haver um meio termo entre lançar jovens e apresentar resultados.
Tu estás praticamente a propôr que só joguemos com juniores, todos ao mesmo tempo. Tem que haver uma mescla para os miudos que entram se poderem a adaptar a uma nova realidade, mas com cultura de vitoria!
E na minha opinião muitos jovens tem o Norton lançado e evoluído! Não podem é ser todos ao mesmo tempo e todos duma vez!
Norton tem histórico muito interessante em termos de camadas jovens, ha que lhe dar mais tempo, meia epoca so nao chega! Na minha opiniao estás a ir pela crítica fácil e ainda não tens dados para analisar. Peço-te que esperer pelo fim da epoca. Para já o que vês em termos práticos é uma equipa b que ja utilizou mais de 30 jogadores e tem tido resultados em campo, e a juntar a isso ja deu 1/2 jogadores à equipa A!

Carrega BENFICA!!

joão bobe disse...

só para dizer que eu acredito que Luís Martins pode ser jogador para o plantel principal do Benfica.

André Sousa disse...

Anónimo, 00h13m. Claramente. Deve ser essa a razão para toda a gente conseguir fazer melhor que o JJ.

Anónimo, 00h17m. Sem resultados? Mas onde é que apostar noutro tipo de jogadores significa hipotecar resultados? E, se mesmo isso fosse verdade, é olhar para a campanha do Benfica B na Proliga e reparar na evolução dos jogadores.

B Cool, muito sinceramente, duvido que o Norton tenha a obrigação de colocar o Sidnei e o Carole a jogar. Mas isso, de acordo com o post, vale zero, dado que até são jogadores que entram na ideia da equipa B, tendo em conta o contexto.

Não contratou o Acues, Deyverson e companhia. Certo. Mas é ele que os coloca a jogar.

Por essa lógica, o Norton é apenas um boneco ali no meio, dado que a planificação dentro e fora do jogo, já está feita. Ele limita-se a seguir o Sobre o Lindelof... Como disse no post, o Norton deve conhece-lo melhor que eu, mas duvido, seriamente, que seja preferível ter o Luís Martins no lugar.

Claro que está. É olhar para uma boa parte dos jogadores e ver que a margem de progressão é curta.

O Varela é um guarda-redes com potencial. Fisicamente é muito forte, tem uma elasticidade bem acima da média, muito bons reflexos, mas tecnicamente tem muito que penar. Colocação das mãos e do corpo em relação à bola, por exemplo, é algo onde é fraco. Sobre o Mika, sim, tem qualidade, mas tenho certas dúvidas de que dê para muito mais que isto. O que já não é mau, diga-se.

Carole e Sidnei têm cativo, mas não é por isso. É por serem, jogo após jogo, unidades com rendimento claramente positivo. O Cancelo só tem de ser dono e senhor do lugar, pelo potencial que apresenta, e o companheiro do Sidnei só tem que ser o Cardoso, que regista uma evolução interessante. É o sector da equipa mais fácil de construir e o que menos rotação tem sofrido.

Exacto. O que lhe assegura mais pontos. Além de não ser um facto, é o caminho mais fácil e que retira menos dividendos da equipa B.

Sobre o Deyverson parece-me que ainda é demasiado cedo para falar, porque não vi quase nada do rapaz, mas parece-me ter alguma qualidade. Pelo menos, tecnicamente, é superior à maioria. E sim, o João Gomes até é um jogador que já podia ter tido meia dúzia de minutos na equipa B.

Dito assim, até parece que não colocar o Elvis para colocar o Guzzo, vai fazer com que a equipa desça de divisão. Vá lá, sejamos sérios...

O Carole está bem na equipa B. Não é superior ao Melga nem ao Luisinho. Saindo o Sidnei apareceria o Ascues a assumir o lugar, mas eu apostava no João Nunes, que fez dupla com o Fábio Cardoso no Nacional de Juvenis, onde o Benfica se sagrou campeão. Alternativa para o Cancelo até há e com qualidade. Bruno Gaspar. A questão é que está constantemente lesionado. Sobre o Pimenta... Tenho duvidas que dê para um Benfica A, mas se há lugar onde o vejo a singrar é como médio defensivo. E na equipa B é onde joga melhor, quando não está lá o Luciano. Em relação ao avançado, já João Gomes e Deyverson, que ainda é uma incógnita, mas que me parece ter alguma qualidade. E o Correa, que também tem aspectos interessantes e outros onde não parece ter grande margem de progressão.

Germano Bettencourt, não vejo o problema. O Binya também era jogador de futebol (supostamente) e era perfeitamente legítimo dizer que o rapaz nunca ia dar nada no futuro. disse...

Pedro, o Rúben, em princípio, só em 2013. E mesmo aí não se sabe quando exactamente.

Miguel, utilizar jogadores com um potencial reduzido só para obter resultados é parvo. O Sporting é um belo exemplo. E estão a fazer uma campanha bem superior à nossa.

André Sousa disse...

MP, pela crítica fácil não vou. A crítica que faço é sempre estruturada e criticar o Norton, neste momento, não está dentro daquilo que vai de encontro à crítica fácil. Para ser sintético, eu não proponho que se meta os juniores a jogar. Uma equipa com: Mika; Cancelo, Cardoso, Sidnei e Carole; Pimenta, Rosa e Bernardo Silva; Ivan, Dino e João Gomes/Deyverson, por exemplo, parece-me mais do que capaz de jogar para ganhar em todos os jogos. E, mais importante, parece-me uma equipa mais capaz para jogar futebol do que uma equipa que apresente um duplo pivot com Ascues e Luciano Teixeira.

B Cool disse...

Não sei se viste o jogo hoje André, mas o Sidnei e o Carole parecem-me que achando-se donos do lugar pouco têm que provar. Já na tapadinha tinha visto o Sidnei deixar-se comer em velocidade por alguém que vem em linha recta direito a ele, sinceramente não tenho gostado de o ver. Carole idem, vâ-se que tem mais andamento que os companheiros e por isso tem por vezes comportamentos desleixados, para mim, nada que uma ida ao banco não resolva.

O duplo pivot Luciano Ascues nada constrói e o Benfica hoje apenas mudou com a entrada do Cafu para a frente do duplo Pivot, pois joga mais atrás e num espaço mais curto que o Rosa.

Não queria dizer transmitir essa ideia do Guzzo, até porque não acho o Elvis nada de especial. Hoje viu-se claramente que o Norton joga para os resultados mais que para o lançamento de jovens.

Sabes se o Pimenta está lesionado ?

Miguel disse...

André:
Tua observação: "Miguel, utilizar jogadores com um potencial reduzido só para obter resultados é parvo.
O que eu disse:
"Evidentemente a experiência conta na 2ª Liga, as vitórias contam na tranquilidade e na motivação e, por isso, obviamente, devem ser utilizados jogadores mais experientes mesmo que com um potencial reduzido e com nulas possibilidades de alguma vez virem a ser jogadores da equipa principal ou mesmo da 1ª divisão. Só assim, com a experiência dos outros e com vitórias é possível os verdadeiramente talentosos e com potencial virem a desenvolver-se e afirmar-se." Repito o que escrevi porque parece-me que não leste bem. O objectivo não é só obter resultados. É criar condições para que os efectivamente bons o demonstrem.

André Sousa disse...

B Cool, muito sinceramente, acho que já faz parte da personalidade dos dois jogadores. Principalmente em relação ao Carole, que é um jogador pouco exuberante, muito ponderado. Por vezes, aquela falta de agressividade prejudica-o. No que ao Sídnei diz respeito, acho que faz parte da personalidade do mesmo, mas também se nota que não anda ali muito motivado. Compreendo-o.

O Cafu, naquela posição, também não me agrada muito. Sempre é melhor que a avançado, mas não tem criatividade para ser a unidade mais ofensiva do meio campo.

É a hipótese mais provável, dado que nem nos convocados consta.

Miguel, eu percebi perfeitamente o que tu quiseste dizer. A questão é que eu não vejo onde é que utilizar Elvis, Duartes e companhias, cria condições para os realmente bons sobressaírem. Acho que sobressaíam mais se tivessem alguém dentro de campo que se preocupasse em jogar futebol, com pés e cabeça.