segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

O fcporto é isto, pontapé para o lado


O treinador do fcporto acha que a sua equipa jogou muito bem, que dominou o encontro.

A equipa do pontapé para a frente fez 5 remates à baliza, teve 2 ocasiões flagrantes de golo (remates de Salvio e Cardozo) e ainda um canto bem executado que deu um remate à figura.
Isto para além dos golos, um de jogo corrido pela ala direita (em que numa situação de 2 contra 3 cria um desequilibrio), e outro no seguimento de um canto marcado à maneira curta.

Já o fcorto conseguiu meter bolas nas costas da defesa, nomeadamente dos laterais do Benfica, não rematando à baliza em nenhuma ocasião de perigo criada em jogo corrido e não tendo feito nenhum remate à baliza para além dos golos.
Conseguiu apenas por 2 vezes colocar a bola em situação de remate para Alex Sandro e Varela, mas estes acabaram por nem conseguir rematar.

Em resumo, o fcporto teve "dominio" do jogo no seu meio-campo e sempre que tentou passar da linha do meio-campo foi inconsequente. Andou com a bola de pé para pé até conseguir meter nas costas dos laterias do Benfica (normalmente Maxi).
Teve aqui 3 foras-de-jogo mal tirados (contra 1 do Benfica, na 2ª parte pelo mesmo fiscal de linha) que cortaram 2 jogadas de algum perigo, idênticas às não concretizadas referidas anteriormente.

É com isto que eu fico lixado com este Benfica.

Esta equipa do fcporto sem James, não é nada... NADA!
Paços de Ferreira ou ao Rio Ave deste ano não devem nada ao futebol que o Porto apresentou ontem na Luz.

A diferença reside na atitude dos jogadores do Benfica.
A equipa entrou mal preparada psicologicamente, talvez pela basófia que a CS incutiu, talvez por medo do que aconteceu nos últimos jogos com o rival.
Faltou cabeça na segunda parte, jogar com um pouco mais de calma e procurar menos o lançamento nas costas da defesa como o adversário fazia.
Faltou entrar Ola John mais cedo, para refrescar uma das alas em tempo útil...
Faltou Aimar no meio-campo para dar dimensão ao jogo (quer de pé para pé, quer a meter nas costas da defesa), em vez de no ataque onde é um jogador frágil e inconsequente.

O fcporto já não fazia nada quando Aimar entrou.
Com 2 pontas-de-lança, saindo Salvio e tendo Enzo Pérez (ou Carlos Martins, à falta de outra soluções no banco) a segurar a ala direita para as subidas de Maxi Pereira e Ola John fresco na ala esquerda com Aimar a distribuir há alguma dúvida que criávamos mais jogo?

Falar depois é fácil, mas isto é apenas o modelo de jogo do Benfica campeão em 2009/10...

O banco é outro problema...
1 guarda-redes
1 central
4 médios-ofensivos
1 ponta-de-lança

E se estivéssemos a ganhar por 1 golo e com menos 1 jogador a 15 minutos do fim (e esse jogador era Matic ou Maxi Pereira)?

André Almeida não fazia mais falta que Bruno César?

Tirando a Artur (sem palavras) não se pode apontar grande coisa técnica e tacticamente aos jogadores do Benfica.

Já a Jesus... Mais uma vez o "mestre da táctica" deu-nos uma equipa fraca contra os fortes...
Não fomos muito fracos, mas o fcporto também não foi muito forte...

No final uma palavra de apreço ao nosso presidente.

Curto e grosso.
Parabéns Presidente!

Saudações Benfiquistas

10 comentários:

Anónimo disse...

Em cheio. O Jesus também não tem muito mais por onde esticar. Se bem que preferia o andré almeida a entrar para trinco e o matic a avançar do que entrar o carlos martins.
Depois é o Salvio e o Maxi pereira perceberem que quando estão cansados pode sempre jogar ao primeiro/segundo toque em vez de andarem ali às voltas com a bola e não irem a lado nenhum.

PP disse...

Gostei do artigo Unum, embora não concorde assim tanto com as críticas ao Jesus neste encontro.

Acho também que Cardozo e Lima fizeram um jogo fraquíssimo e mesmo tiveram (o paraguaio) para fazer o gosto ao pé. Quantas bolas Cardozo e Lima ganharam a Otamendi e Mangala?

to13 disse...

"Paços de Ferreira ou ao Rio Ave deste ano não devem nada ao futebol que o Porto apresentou ontem na Luz."

Ahah... Isso é tudo azia? O Porto ontem mostrou muito mais futebol que o Benfica. E bastava ter o James ou Atsu e tinhamos ganho o jogo.

E quando fala em ocasiões de golo não se esqueça que foram inventados 3 foras de jogo que deixavam jogadores do Porto isolados.

Anónimo disse...

Entao e as entradas do moutinho e a cabeçada do mangala que partiu a cabeça ao cardozo

Anónimo disse...

Jesus ? Mas acham q o homem é burro ? Ele sabe muito bem o q faz sempre contra o porto, e não é tentar ganhar o jogo...
Ele não pode desagradar o amigo e futuro patrão peidoso.
Porque é q acham q ele ganha 4M por ano no SLB, depois de ter ficado sem cheta da guita toda q aplicou no BPN e BPP ??? Pq ligou ao amigo para q pairasse a ameaça q ele se ia embora para o rival. E vai o burro do orelhas e quase q lhe triplica o ordenado.
Acham q isto tudo foi obra do acaso ?

Anónimo disse...

Não tem porque não quis ou não quer...E o André Gomes!? Ficar com o Bruno César no banco e o André na Bancada!? Desculpem lá mas esta nem ao diabo lembra...

Maxi simplesmente vergonhoso...parece um cão raivoso mas sempre nos momentos errados...Repito uma vergonha! Não é possível um profissional de futebol ser tão "Burro" como ele (esqueçam o Balotelli que para mim de profissional só mesmo o ordenado.
É entradas sem nexo, e por muito que nos faça doer, é agressão atrás de agressão, pois para mim quando um adversário tabela e quando lhe vai a fugir ele mete mão na cara ou até mesmo o cotovelo pra mim é uma agressão...é impressionante que dá sempre nas suas costas, nunca está no sitio certo, não preciso o adversário de frente mas de costas é capaz de lhe dar uma pancada,fraco no 1x1 defensivo..Um verdadeiro buraco...

Anónimo disse...

Pois, o problema é que o Porto só não criou mais oportunidades porque o bandeirinha não deixou, ou será que somos todos vesgos?

Unum disse...

Anónimo
16 Janeiro, 2013 09:16

Não somos todos vesgos, só tu.
Isto assumindo que sabes ler porque referi as 3 situações de fora-de-jogo mal assinaladas ao FCPorto, contra 1 mal assinalada ao Benfica

Dessas 3 situações, 2 eram jogadas de "algum perigo".
Mesmo sem esses erros e a assumir que muita coisa corria bem nessas jogadas o FCPorto teria criado, em jogo corrido, menos 2 ocasião que o Benfica, que fez um golo e criou 3 ocasiões claras de golo, 2 travadas pelo Hélton, outra "travada" pelo mesmo fiscal-de-linha mas que não daria em nada (o Aimar falhou).

Unum disse...

to13
14 Janeiro, 2013 18:17

O FCPorto na Luz mostrou muito mais meeinho, isso sem dúvida.

Em jogo corrido, o FCPorto não fez um remate enquadrado com a baliza.

Dos lances que foram anulados por fora-de-jogo, e que eu não esqueci no post,
- num Defour fica isolado, mas junto à linha de fundo
- nos outros dois os jogadores estão marcados.

Já no lance anulado ao Aimar, estava isolado e em situação de concretização.
Falhou, é certo, mas nada indica que o Defour ou o Varelo ou o Alex Sandro fossem conseguir melhor.

Unum disse...

PP

Admito que JJ foi igual a si próprio e entrou a jogar com uma táctica "sem medo"...
A componente psicológica é que falhou e isso só pode ser apontado a ele.

As alterações que sugeri foi o que me veio à cabeça durante o jogo... Sou um treinador de bancada como os outros. :)

Mas sinto que faltou qqcoisa.


Também não gostei das exibições de Lima e de Cardozo.
Penso que a exibição do primeiro pode ter como culpado mais JJ que o próprio.

Já Cardozo, fartou-se de levar porrada o jogo todo... Foi a forma de o travar.

Quando conseguiu libertar-se, quase fez golo, e só a grande valia do keeper portista o impediu.