terça-feira, 21 de setembro de 2010

Pragmatismo

O Benfica parece ter finalmente entrado nos eixos, com vitórias importantes contra adversários de respeito nos últimos jogos. Não é o mesmo Benfica de 2009/2010, mas não é isso que se pede sequer, até porque atingir a perfeição duas vezes seguidas é praticamente impossível. Digamos que, em termos de futebol jogado dentro de campo, este Benfica é o segundo melhor da década, imediatamente atrás do do ano anterior.

O problema é que não jogamos sozinhos e ontem, uma vez mais, houve festa. «"Paixão" por ganhar», poderia noticiar qualquer um dos três diários desportivos. Grande exibição de Bruno Paixão na Choupana que não viu um penalty escandaloso de Rolando e ainda conseguiu inventar um sobre Varela, juntando a seu performance às de Jorge Sousa em Vila do Conde, com um penalty perdoado e um golo mal validade, e Paulo Baptista na Figueira, com outro penalty mal assinalado. Por que é que isto acontece?

Simples. Nos últimos anos temos assistido a campeonatos viciados e com roubos descarados. Este ano estamos a assistir a roubos descaradíssimos. Porquê? Essencialmente por três razões: primeiro porque o Porto, pior que não ter sido campeão, foi relegado para a Liga Europa, ficando sem o dinheiro da Champions que tanta falta lhes faz, havendo por isso a necessidade de garantir rapidamente um lugar cimeiro na tabela classificativa; segundo porque o Benfica foi o campeão no ano anterior, algo que certamente não contavam na Torre das Antas; terceiro porque o Porto perdeu o controlo sobre alguns membros da Liga, não contanto que os seus jogadores podessem ser suspensos por agredir pessoas. Não há memória.

Neste campeonato viciado, por que objectivos luta o Benfica? A já nove pontos da liderança e ainda a cinco do Guimarães (cuidado com o Vitória, depois não digam que não avisei como aconteceu no ano passado com o Braga), o Benfica tem de saber para onde caminha e que armadilhas estão nesse caminho. Já deu para ver que está tudo minado, temos agora de ver como reagir. Na minha opinião, o Benfica terá de ganhar todos os jogos que tem até chegar ao cavalo marinho, ou seja, vitórias com Marítimo e Portimonense fora, Braga e Paços na Luz, enquanto que o Porto tem de perder pontos em pelo menos um dos jogos que tem (Académica e Guimarães fora, Olhanense e Leiria em casa). Possível mas difícil, especialmente face ao que temos visto. E depois, no final do jogo grande da 10ª jornada, o importante é não sair de lá com mais de 7 pontos de desvantagem. A partir daí, e face aos calendários das duas equipas, tudo é possível.

7 comentários:

1.9.0.4 disse...

Em termos desportivos concordo em absoluto contigo, o Benfica tem de ganhar os jogos que enumeraste! Sem dúvida nenhuma.

Mas como pode o Benfica reagir a esta tamanho roubo? Como pode o Benfica mudar o rumo dos acontecimentos? Toda a gente vê o que se está a passar, porque não se tomam medidas? Não tem de ser o Benfica a tomar medidas, tem de ser outra entidade, nem digo qual, existem tantas... O que se está a passar é vergonhoso! Estamos a assistir a um roubo em directo...

1.9.0.4

http://visaobenfiquista.blogspot.com/

Éter disse...

Na hipotética situação de ninguém perder pontos até lá, podemos sair do dragay a 6 pontos com tudo em aberto mas também podemos sair a 12 com o assunto arrumado. E isto num estádio em que já sabemos do que a casa gasta.

CP disse...

Comentário certíssimo. Agora vem o "palhaço" que comanda a arbitragem reconhecer que o SLB foi prejudicado em três lances em Guimarães. Dá-se de barato o fora-de-jogo marcado ao Cardozo. Só que houve um clube que em face desses erros ficou com mais três pontos e outro com menos os pontos de uma vitória que, em condições normais, não escaparia. E porque não se refere a comunicação social a outros erros? Ter-se-ia o "palhaço" esquecido? Quem é que vai apitar no sábado para ressarcir o Marítimo de um roubo que teve há dias? Que razão terá levado o Laurentino à Madeira para combinar sabe-se lá o quê com Jardim? Contra o SLB qualquer "azeiteiro" se esfarrapa; contra um dado clube azul e branco, até enfiam bolas na própria baliza. É preciso jogar contra 14, sempre (ou quase). CARREGA BENFICA!

Anónimo disse...

sem dúvida. É verdade que não começamos a jogar da melhor maneira, mas não estaríamos a mais de 3 pts do FCP se:

- os 4 penalties do Benfica (1 contra a Academica, 1 contra o Nacional, 2 contra o Guimarães) fossem assinalados

- os 2 penalties contra o fcp (Rio Ave e Nacional) fossem marcados.

o campeonato está desvirtuado. O Benfica não pode ser campeão!

Carlos Alberto disse...

Se o Benfica voltar a ser aquela equipa que mesmo roubada ganha os jogos o sistema tem muita dificuldade em fazer o que é costume. O ano passado foi o que se viu mas mesmo assim fomos campeões. Também concordo que se sairmos da pocilga com 7 ou menos pontos de atraso vamos ser campeões.

Vermelhusco disse...

<>

Se agora esta tudo minado infelizmente foi tambem por complacencia e ingenuidade da nossa Direccao.

Bimbosfera disse...

Boas. Ia fazer o meu comentário, mas o caríssimo Carlos Alberto já o fez.
Só há uma entidade que pode dar a volta a isto, chama-se Sport Lisboa e Benfica, e é na pessoa dos seus jogadores. Temos que «activar» o rolo compressor, temos que marcar 10 golos por jogo, e sermos roubados em 4 ou 5. E ainda goleamos. Não há Di Maria? Há um ano ninguém dava nada por ele por esta altura. E por Coentrão ainda menos, quanto mais a lateral-esquerdo.
Temos que jogar à bola. A pré-época está a acabar, ganhar ao Sporting foi o nosso Torneio Guadiana, ganhar ao Marítimo, que foi difícil, vai ser o jogo de apresentação aos sócios, e daí para a frente é para ganhar, tudo. Não há desculpas. O Cardozo ainda sabe marcar, assim lhe cheguem as bolas.
Falha 4, que marque 2!
O que interessa é lá dentro.
Saviola começa a voltar aos indíces físicos. Javi Garcia também. Maxi, mais atrasado, para lá caminha. David Luiz parece conformado em ficar. Luisão é para ser patrão. Roberto, ainda sem estar a 100%, parece deixar de ser problema.
Temos, adeptos, sócios, apenas um caminho a tomar... Apoiar, mas com muita força, para deixar os adversários cheios de medo!
Seja em casa, seja fora à porta do estádio dos adversários, há que apoiar, há que fazer barulho, há que fazer ver que nem com 50 penalties e golos dados por jogo aos corruptos eles valem mais do que nós!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com